conecte-se conosco


Cuiabá

Ao reivindicar isenção fiscal, pastores mostram importância do trabalho social realizado pelas igrejas

Publicado

O vereador Marcelo Bussiki (PSB) abriu espaço Tribuna Livre – durante a sessão ordinária desta terça-feira (10) – para que os pastores Nilton César (da Igreja Internacional da Graça de Deus) e Pastor Sócrates (da Igreja Sara Nossa Terra), explanassem sobre a necessidade do Poder Público conceder isenção tributária todas as denominações religiosas que atuam na Capital.
Os pastores defendem que o valor isento será revertido em maior volume aos cofres públicos, visto que as igrejas desenvolvem um trabalho que resulta na recuperação de pessoas que se encontram em dificuldades em suas vidas. São pessoas que, de forma geral, causam transtorno social porque estão mergulhadas no vício das drogas e sustentam essa condição praticando furtos e até mesmo crimes mais graves.
O pastor Nilton observou que as pequenas igrejas, aquelas que se localizam em bairros de pessoas carentes, encontram dificuldade em arrecadar fundos para manter-se. Aquelas que estão em endereços nobres, precisam permanecer de portas abertas ininterruptamente para atender a quem as procura, dispondo de colaboradores para fazer o atendimento, que é gratuito.
O pastor Sócrates citou como exemplo dessa atuação a situação do próprio irmão, que hoje trabalha como motorista de caminhão. Contudo, anos atrás veio de Minas Gerais para Mato Grosso em estado de miserabilidade devido ao consumo de drogas. Foi na igreja que reencontrou o caminho do trabalho e da dignidade humana.
Ao final Bussiki alertou que o trabalho realizado pelas igrejas mostra maior importância quando se percebe que são recuperadas “aquelas pessoas que muitas vezes até a própria família já abandonou”. Ele salientou que nesse aspecto a expressão “salvar vidas” não fica restrita à atuação dos médicos, mas se estende também ao trabalho realizado pelas igrejas.
Bussiki afirmou ainda que a relevância dessas obras fica mais evidente porque o Poder Público não chega até essas pessoas.
“Essas pessoas estão à margem dos meios sociais. Sendo que para cada R$ 1,00 de isenção, o retorno para os cofres públicos atinge R$ 4,00, pois livra a administração pública de gastar com remédios, segurança e outros insumos que visam garantir ordem na cidade.”, disse.
O vereador fez um apelo aos demais vereadores para que aprovem um Projeto de Lei que irá ao Plenário e que visa contemplar de isenção tributária municipal todos os tempos religiosos, independente de denominação.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

Veja Também:  Programa Albergue Humanizado oferece atendimentos em Saúde a partir desta terça-feira (17)

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Lilo Pinheiro homenageia Fundação Mokiti Okada pelo Dia do Ikebana

Publicado

A Fundação Mokiti Okada, organização ligada à Igreja Messiânica Mundial do Brasil, recebeu Moção de Aplausos, concedida pelo vereador Lilo Pinheiro (PDT), como homenagem ao Dia do Ikebana Sanguetsu, a ser comemorado em 23 de setembro, em Cuiabá. A solenidade de entrega foi realizada na manhã desta segunda-feira, no Plenário das Deliberações, na Câmara Municipal.
A data foi instituída por iniciativa do parlamentar com a finalidade de contribuir com a divulgação do relevante trabalho desenvolvido pela entidade, que busca transmitir paz e felicidade às pessoas, na expectativa de que a contemplação do belo altere seu estado de espírito, contribuindo com a construção de um mundo melhor.
Através da Escola Sanguetsu, coordenada pela Profª Natividade dos Reis, a Igreja se dedica também a realizar trabalhos sociais, com a realização de exposições, workshops, cursos e demonstrações para difusão da arte do Ikebana.
A professora ressalta que a “contemplação e a prática do ikebana conduzem o ser humano ao autoconhecimento e à harmonia interior, além contribuir com o desenvolvimento do senso estético, a sensibilidade e elevar a espiritualidade”.
Ikebana é definida como a arte de criar arranjos utilizando flores, ramos e galhos naturais, numa composição para evidenciar a beleza. O Ministro da Igreja, Sílvio Portela Costa adverte, entretanto, que “a finalidade do ikebana não é só embelezar, mas também despertar a sociedade para a essência do belo”.
Prenhe de significado, a palavra ikebana provém do termo ike originado dos verbos ikeru (arrumar flores) e ikassu (iluminar da melhor forma possível), somando-se ao substantivo hana ou “bana” que em sentido literal significa flor e por extensão é utilizado para designar planta.
Sanguetsu é o estilo utilizado pela escola mantida pela igreja, que ensina a arte de preparar o ikebana. Esse nome foi inspirado na Casa de Chá, Sanguetsu-An, construída por Mokiti Okada em Hakone, no Japão. Sanguetsu deriva de San (montanha) e Guetsu (lua), e remete à imagem da Lua que se ergue atrás das montanhas, conforme explica o site da Fundação Mokiti Okada.
Mokiti Okada é o fundador da Igreja Messiânica Mundial. Nasceu no Japão em 23 de dezembro de 1882 e faleceu em 10 de fevereiro de 1955. Na igreja é conhecido por Meishu-Sama, que significa Senhor da Luz.
O Ministro Sílvio Portela relatou que a inspiração para fundar a igreja surgiu pela necessidade de promover mudança espiritual na sociedade japonesa alquebrada pela guerra. Okada acreditava que a “maneira mais rápida de mudar o sentimento das pessoas era através de locais de beleza”, acrescentou.
Homem de posses, a partir dessa constatação, Okada dedicou a vida a construir museus de belas artes e de solos sagrados, diferentemente de outras religiões que se dedicam a construir templos. “Essas atividades fizeram com que no seu país natal, Okada seja conhecido como um artista e não como um religioso”, destacou o Ministro.
A Igreja Messiânica Mundial está em Cuiabá desde os primeiros anos da década de 1980. Ao Brasil chegou na década de 1970. Foi fundada no Japão em 01 de janeiro de 1935. Suas ações se estruturam nas três colunas de salvação: Johrei (técnica da imposição de mãos, usada como prática de fé na igreja), Belo e Agricultura Natural.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

Veja Também:  Perícia médica do Cuiabá-Prev recebe visita técnica de órgãos de Roraima

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Câmara de Cuiabá realiza audiência pública no bairro Paiaguás

Publicado

style”font-family: arial, helvetica, sans-serif font-size: 13px”>A Câmara Municipal de Cuiabá realiza na próxima segunda-feira, dia 16, uma audiência pública para debater sobre a pavimentação asfáltica dos bairros Jardim Itapuã, Três Poderes e Paiaguás I e II. A solenidade ocorrerá a partir das 19 horas no Centro Comunitário do bairro Paiaguás II, localizado na Rua E nº 459.
A medida é reflexo de uma solicitação dos moradores da região, que há muitos anos vem sofrendo por falta de pavimentação asfáltica.
“Debater esse assunto é de suma importância para a comunidade, pois o asfalto resultará em melhor trafegabilidade de veículos e pedestres, facilitando assim o acesso do transporte coletivo, coleta de lixo e desenvolvimento do comércio local, ampliando significativamente a boa qualidade de vida das pessoas”, pontuou o vereador Misael Galvão (PSB), autor do requerimento que deu origem à audiência pública.
Além disso, o parlamentar ressalta que a pavimentação asfáltica e a drenagem de águas pluviais levarão benefícios à população. “ Isto, principalmente no tempo da seca, com a diminuição da poeira, que causa transtornos respiratórios, bem como no período chuvoso, com a diminuição dos alagamentos, barro e poças de água parada”.

Kamila Arruda | Câmara Municipal de Cuiabá

Kamila Arruda | Câmara Municipal de Cuiabá

Veja Também:  Perícia médica do Cuiabá-Prev recebe visita técnica de órgãos de Roraima

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Pavimentação do Residencial Ana Maria entra na reta final

Publicado

Luiz Alves

A obra de pavimentação do Residencial Ana Maria caminha para sua reta final. Com todas as vias do bairro já com a rede de drenagem de água pluvial edificada, uma equipe atua, neste momento, na conclusão da terraplanagem na Rua Bahia. A previsão é de que essa etapa seja totalmente terminada ainda nesta semana e, a partir disso, a empresa contratada para a execução da obra inicie o processo de imprimação. 

A imprimação é a fase que antecede o serviço de cobertura das ruas com o pavimento. O procedimento consiste na aplicação de uma emulsão asfáltica na superfície da base, garantindo a impermeabilização do solo e aderência com o revestimento. O trabalho é realizado seguindo as etapas de limpeza da superfície, aplicação do material e a cura da imprimação.

Sob coordenação da Secretaria Municipal de Obras Públicas, serão executados cerca de 2,5 quilômetros de asfalto, contemplando todas as ruas da comunidade. A obra faz parte do programa Minha Rua Asfaltada e recebe um investimento de R$ 1.671.929,19, oriundo da Fonte 100. Conforme o planejamento montado pelo Município, até o fim deste ano, a pavimentação de todo o bairro estará concluída.

Veja Também:  Prefeitura chama mais 400 aprovados HMC para iniciar trabalhos e avança para 51% das convocações

“Essa é uma das três comunidades dessa região que estamos com obras de pavimentação. Além do Ana Maria, temos equipes trabalhando também no João Bosco Pinheiro e no Primeiro de Março. Somando todas elas, são mais aproximadamente 10 quilômetros de asfalto sendo preparados para a entrega. Isso significa mais saúde e qualidade de vida para mais de 10 mil moradores”, comenta o secretário Vanderlúcio Rodrigues.

MINHA RUA ASFALTADA

Implantado em 2017, o programa Minha Rua Asfaltada se consolidou como uma grande ação de infraestrutura. Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá chegou a 47 bairros beneficiado com a atividade, levando em consideração as obras finalizadas, em execução e também aquelas que, neste momento, passam pelo processo de licitação. De acordo com levantamento da Secretaria de Obras Públicas, são nove comunidades da região Norte, 18 da Sul, 12 da Leste e oito da Oeste.

 

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana