conecte-se conosco


Cuiabá

ARTIGO – Transporte Coletivo: do caos ao lucro

Publicado

Quando o cidadão saiu para mais um dia normal de trabalho na manhã de segunda-feira (10) ele não imaginou que estaria sendo usado. Ser usado é uma expressão forte, porém é desta maneira que a administração da Prefeitura de Cuiabá enxerga seus contribuintes: massa de manobra.
As “paradas” estavam lotadas, nenhum ônibus estava circulando. Trabalhadores desesperados por não conseguir chegar no horário. Alunos que perderam um dia de aula. O caos. Caos provocado como um projeto que tenta beneficiar empresários e o prefeito.
No domingo, 9 de junho, foi anunciado que os pagamentos dos funcionários das empresas que prestam o serviço do transporte coletivo de Cuiabá estavam atrasados e que por conta disso haveria greve. O que não se fala, é o motivo do atraso do pagamento.
O atraso é justamente no intuito de criar motivos (perturbação da ordem e calamidade) a fim de que possa vir a ocorrer dispensa de licitação para com as empresas que hoje dominam o transporte coletivo de péssima qualidade. E então se criou o caos.
Essas mesmas empresas dominam o transporte coletivo de Cuiabá há 14 anos, sendo que, o edital lançado nos últimos dias para a nova licitação, faz de tudo para que as mesmas empresas permaneçam. E é aí que vemos o projeto que se originou do caos.
Mesmo após grande insistência, a prefeitura lançou o edital de licitação, que no nosso entendimento, está com grandes vícios, tentando beneficiar quem já está com contrato em vigência. Para conseguir manter esse sistema falho, o caos foi criado, aproximadamente 250 mil pessoas que se utilizam do meio de transporte coletivo diariamente, foram prejudicadas.
Os problemas são antigos, o caos não é novidade na nossa cidade. Conforme pesquisa realizada em julho de 2018, quando eu estive ás ruas querendo saber o que o cidadão achava do serviço de transporte que usava, mais de 80% dos usuários entrevistados reprovaram o sistema. As reclamações envolvem desde a conservação, limpeza e conforto dos veículos até o valor e o tempo de espera.
Diante do caos do transporte público vivido pelo município de Cuiabá, estou empenhado a entrar nessa linha de frente na defesa da população cuiabana. Combatemos os aumentos sucessivos do valor da tarifa, que desrespeitavam a redução da alíquota do ISS imposta por lei no município em dezembro de 2017.
Obtivemos êxito, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE/MT) reduziu o valor da passagem de ônibus de R$ 4,10 para R$ 3,85, mas as empresas, com auxilio da Prefeitura de Cuiabá, conseguiram novamente aumentar o valor da passagem e o serviço prestado continua um caos. Vamos discutir agora a licitação, que poderá definir quem vai continuar comandando o transporte pelos próximos 30 anos. Por isso, no dia 12 de junho uma audiência pública na Câmara de Cuiabá vai debater esse contrato.
Essas empresas que há década prestam esse serviço de péssima qualidade continuam com seu projeto de caos. Desde o dia 06 de junho prestam serviço sem licitação. Mesmo após insistir com a Prefeitura para que não deixasse o contrato vencer, mais uma vez o prefeito agiu com descaso para com os cuiabanos. Deixou expirar o prazo do contrato para realizar contratação emergencial.
Agora, para mostrar que o cidadão é refém do péssimo serviço provocam uma greve. Alegam perturbação da ordem, calamidade. E assim, justificam uma contratação emergencial. Cobrando preços absurdos do cidadão e obtendo êxito no seu projeto, de transformar caos em lucro.
Diego Guimarães é advogado e vereador por Cuiabá-MT pelo partido Progressistas.

Veja Também:  Marketing Político é tema de palestra, nesta quarta
Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-358455.jpg

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Texto base da Politica Educacional do Município já é considerado marco para a Educação

Publicado

Jorge Pinho

O prefeito Emanuel Pinheiro entregou durante evento realizado nesta quarta-feira (26), no Hotel Fazenda Mato Grosso, o texto base da Política Educacional da Rede Municipal de Ensino de Cuiabá, denominada Escola Cuiabana: cultura, tempos de vida, direitos de aprendizagem e inclusão.

Cerca de 730 profissionais da rede pública municipal de Educação participaram do evento e, agora, após estudos e sistematização das reflexões e conteúdos, enviarão sugestões para o texto. A expectativa da Secretaria Municipal de Educação é de que até o final do ano, a Política Educacional de Cuiabá seja lançada, em seu texto definitivo.

Este é um momento histórico para a Educação de Cuiabá. Após quase 20 anos, a Capital passará a ter uma política pública contendo diretrizes e base para um projeto pedagógico da Educação Pública Municipal, que abrange desde a infância até o Ensino Fundamental e a Educação de Jovens e Adultos (EJA), totalizando mais de 52 mil alunos.

Durante o evento, o prefeito Emanuel Pinheiro disse que a Escola Cuiabana será o projeto político educacional mais avançado dos últimos tempos e vai direcionar e estabelecer as metas para a Educação, para os próximos 20 anos. “É necessário criar essas diretrizes, e discutir com os profissionais até porque nesses últimos 20 anos, houve uma mudança significativa na forma de fazer Educação. Demos essa missão à Secretaria de Educação e, com o envolvimento dos profissionais, tendo como norte a linha adotada pela gestão, de humanização, paz e justiça social, e a valorização do que temos de mais caro na rede que são os profissionais e especialmente as nossas crianças, estamos lançando esse texto base e, tenho certeza, seremos um ‘case’ de sucesso na Educação Pública de Mato Grosso”, destacou Emanuel Pinheiro.

Veja Também:  Levantamento da Ouvidoria mostra as principais demandas da população

Perguntado sobre as garantias para a implantação dessas diretrizes e o financiamento da Educação, Emanuel Pinheiro disse que a Prefeitura já está garantindo as ações, sempre com qualidade, e acompanhadas de perto pelo prefeito, o principal fiscalizador da evolução de tudo que diz respeito à política educacional e lembrou as metas traçadas pela sua gestão para a pasta, uma educação pública inclusiva, integral, e que garanta qualidade e respeito aos profissionais educação e aos alunos. Ele lembrou que projetos e programas como o “Bom de Bola, Bom de Escola”, “Escola em Tempo Integral”, “Inteligência Emocional”, “Hora Estendida”, “Climatizar é Humanizar”, uniforme gratuito para todos os alunos, reforma da estrutura física da rede, a construção de mais sete CMEIs aumentando a oferta de vagas na Educação Infantil e transformação das creches e Centros de Educação Infantil Cuiabano (CEICs), a valorização dos profissionais com a Lei Orgânica já encaminhada para Câmara, salário em dia, RGA e todas as demais ações estruturantes estão inseridos  dentro da Escola Cuiabana, para que a Educação continue avançando.

O secretário de Educação, Alex Vieira Passos falou sobre os importantes avanços dos últimos anos e disse que o texto base é um marco para a política pedagógica do Município. “Iniciamos esse trabalho em 2017 e agora estamos apresentando para os 9 mil profissionais avaliarem. Em dezembro fechamos o documento e em janeiro, estaremos aplicando essas diretrizes fechando um ciclo de 20 anos, com a Educação que queremos e sabendo aonde queremos chegar”, destacou.

Veja Também:  Câmara de Cuiabá realiza inspeção em obras do VLT

A secretária-adjunta de Educação, Edilene Machado destacou o processo de construção da proposta que está alinhada ao programa do prefeito Emanuel Pinheiro e a participação de todos os profissionais da rede. “Essa é a reorganização do nosso currículo de acordo com as orientações da Base Nacional Comum Curricular que preconiza o respeito ao direito de aprendizagem, o tempo das crianças, os ciclos de formação. Atendemos crianças de zero até o idoso e precisamos respeitar, estudar e conhecer o tempo de vida de cada um e saber o que essa criança e esse adulto precisam de conhecimento na sua vida. Além disso, temos 300 anos de história e cultura que estão enfatizados na nossa política”, salientou Edilene Machado.

A diretora do CMEI Engenheiro Oscar Amelito, Adila Terezinha de Andrade falou sobre a importância do momento para o trabalho nas unidades educacionais. “Percebemos uma educação humanizada, inclusiva, de verdade, e que se preocupa com o ser humano. Esse orientativo vai enriquecer ainda mais esse processo que já está acontecendo nas unidades escolares”, disse ela.

Participaram do evento, a diretora geral de Gestão Educacional, Mabel Strobell, a diretora de Ensino, Zileide dos Santos, diretora Geral Administrativa e Financeira, Silene Ticianel, o presidente do Conselho Municipal de Educação, Luiz Jorge, o presidente da Câmara Municipal, vereador Misael Galvão, o  líder do Prefeito na Câmara, Luiz Claudio, a secretaria municipal de Agricultura, Trabalho Desenvolvimento Econômico, Débora Marques, a diretora da EMEB Dep. Ulisses Silveira Guimarães, Sandra Aparecida Silva Moraes.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Case de sucesso, HMC se torna referência para Saúde de Mato Grosso do Sul

Publicado

Oziane Rodrigues

Considerado pelo Ministério da Saúde como uma das três melhores unidades hospitalares públicas do país, por características que vão desde a dimensão do espaço físico aos equipamentos e capacidade técnica-operacional, o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), Dr. Leony Palma de Carvalho vêm se tornando referência para outros estados.

Depois de receber membros da Secretaria de Saúde do Estado de Rondônia, o HMC, que já é considerado o maior complexo hospitalar de Mato Grosso, também chamou a atenção de gestores de Mato Grosso do Sul (MS). Nesta terça-feira (25), o secretário municipal de Saúde de Campo Grande, José Mauro Castro, acompanhado pelo enfermeiro e vereador de base, Hederson Fritz (membro da Comissão em Saúde na Câmara da Capital de MS) e de uma comitiva de técnicos, estiveram em Cuiabá para conhecer desde o processo de obras ao formato de entrega do HMC.  

Para Mauro Castro, que sinalizou buscar medidas para curto, médio e longo prazo, a implantação de uma unidade no modelo do HMC pode ser a solução para os mais de 1,5 milhões de pacientes que buscam atendimentos em Campo Grande.

“Viemos conhecer o tão falado Hospital Municipal de Cuiabá, bem como os impactos que ele trará para a rede SUS em Mato Grosso. Ficamos impressionados com toda qualidade e organização técnica que foi implantada desde a fundação da obra até a entrega que está sendo realizada em etapas. Tudo isso, nos demonstrou extrema organização e respeito aos usuários SUS. Campo Grande possui uma realidade semelhante à de Cuiabá, pois recebe muitos pacientes de outros municípios de MS. Dessa forma, acreditamos que uma unidade como está pode ser a solução para os mais de 1,5 milhões de cartão SUS atendidos na nossa Capital”, frisou.

Veja Também:  Cuiabá ganha Comissão Especial de Relações Internacionais

Além de conhecer o projeto e a estrutura do HMC durante toda a manhã, a comitiva campo-grandense reuniu-se na sede da SMS com equipes técnicas no período da tarde para conhecer as mudanças que vêm sendo implantadas pela gestão Emanuel Pinheiro para virar a página da Saúde em Cuiabá e ainda visitou o Hospital Municipal São Benedito.

Admirado com o resultado, o vereador enfermeiro Fritz, declarou que a Câmara de Campo Grande ofertará total apoio para que o mote cuiabano seja implantado. “Saio impressionado não apenas com o novo Hospital, mas também com o modelo de gestão em Saúde que está sendo implantado em Cuiabá com reestruturações desde a Atenção Básica até alta complexidade. Ao ver tudo isso e conversar com os gestores, conseguimos novas perspectivas para que possamos adequar a nossa realidade. Enquanto membro da Comissão em Saúde e defensor das boas políticas do SUS, não apenas eu, mas toda a Câmara de Vereadores daremos total apoio para implantar mudanças como estas em nossa cidade”, disse o Enfermeiro Fritz.

Veja Também:  Projeto de Equoterapia atende mais de cem alunos matriculados na rede pública de ensino

Para o secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho, momentos como estes demonstram que as determinações do prefeito Emanuel Pinheiro estão sendo seguidas à risca. “O prefeito Emanuel Pinheiro está implementando mudanças para realmente virar a página da Saúde Pública na Capital, que acaba assumindo também pacientes de outros municípios. Estamos redesenhando a rede de atendimento e tudo começa com o HMC que já proporcionou zerarmos os corredores do atual Pronto Socorro e assim vamos caminhando para a humanização da Saúde.  Cabe ressaltar que nada disso seria possível sem o apoio irrestrito e orientações do controle social tão brilhantemente representado pelo Conselho Municipal de Saúde. Enfrentamos muitos desafios que vão desde a oposição política à falta de recursos, mas saber que somos exemplos para outros Estados é o maior indicativo de que estamos no caminho certo”, frisou. 

As visitas e apresentações foram conduzidas pelo secretário de Saúde de Cuiabá, pelo diretor da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ESCP), Alexandre Beloto, vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde, Júlio César, Secretária executiva do Conselho de Saúde, Janaína Penha, membros da Comissão de Pró-Implantação do HMC/Assessoria de Planejamento da Secretária Municipal de Saúde de Cuiabá.

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Balsa ecológica entregue pela Prefeitura de Cuiabá é destaque nacional

Publicado

Luiz Alves

A Balsa Ecológica, entregue nesta semana pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, para a coleta de lixo no Rio Cuiabá, foi destaque nacional nesta quarta-feira (26), no programa Edição das 10h, da TV GloboNews. 

Reportagem de 2:50 minutos da tv por assinatura mostra a coleta no rio que prevê a retirada de 10 toneladas de lixo por mês. A Balsa Ecológica também será utilizada para a educação ambiental, com programação voltada aos alunos da rede municipal de ensino para sensibilização sobre a preservação do meio ambiente.

Durante a reportagem, foi abordado que a embarcação possui mais de 7 metros de comprimento e que o trabalho será feito todos os dias por uma equipe de três funcionários. O equipamento vai percorrer o trecho de 5 km da Ponte Nova até a comunidade de São Gonçalo Beira Rio. “Esse material coletado será levado para o aterro sanitário e o que puder ser reciclado, deve ser encaminhado para a coleta seletiva. Será retirado o lixo que prejudica o meio ambiente e que levado pela chuva ou deixado nas margens dos rios”, diz trecho da reportagem. 

Veja Também:  Vereador Dr. Xavier aplaude iniciativa de coleta de lixo fluvial com balsa ecológica

Sobre a repercussão nacional do serviço implantado pela Prefeitura de Cuiabá nesta semana, o prefeito Emanuel Pinheiro comemorou e afirmou que é resultado do trabalho em equipe. “A gestão tem foco na humanização e na melhoria de qualidade de vida do cidadão, o que resulta em premiações e destaques nacionais das ações e projetos. Essa é uma gestão que gosta do povo, então por isso várias realizações da Prefeitura de Cuiabá se tornam destaque nacional”, avaliou. 

BALSA ECOLÓGICA

A chegada da Balsa Ecológica integra as medidas exigidas no processo licitatório, finalizado em 2018, que resultou na assinatura de contrato com a Locar Gestão de Resíduos. Apesar do novo modelo de contrato estabelecer o pagamento mensal pela quantidade de resíduos coletados e não mais pelos maquinários disponibilizados, o Município tomou todas as providências necessárias para assegurar a chegada do equipamento.

A balsa possui 7.20 metros de comprimento, 3 metros de largura e laterais com 1.10 metro de altura, com tela de uma polegada. Além disso, o piso é construído com chapa de aço e forrado com borrachão, garantindo a segurança aos coletores.

Veja Também:  Prefeitura realiza 2ª Mutirão do Programa Saúde na Escola de 2019

Confira a reportagem da Globonews:

https://www.youtube.com/watch?v=_-M1JxidNuo&feature=youtu.be

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana