conecte-se conosco


Mato Grosso

Batalhão Ambiental intensifica ações em rios de MT durante piracema

Publicado

Equipes do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental intensificam a fiscalização nos rios de Mato Grosso durante o período de defeso da piracema, iniciado em 1º de outubro. O patrulhamento é realizado por meios fluvial e terrestre, nas principais bacias hidrográficas, a fim de coibir a prática da pesca depredatória.

A proibição à pesca amadora e profissional segue até o dia 31 de janeiro de 2020 e a denominada “Operação Vigia” está sendo desencadeada para resguardar os recursos naturais e combater o desrespeito ao período de proibição.

O batalhão orienta que neste período é permitida somente a modalidade de pesca de subsistência, praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais, como garantia de alimentação familiar. O transporte e comercialização de pescado oriundo da subsistência estão proibidos. Bem como a modalidade pesque e solte ou pesca por amadores também ficam proibidas nos rios de Mato Grosso.

O Comando do Batalhão Ambiental ressalta que a prática da pesca ilegal gera multas, que podem variar de R$ 1 mil a R$ 100 mil, além da apreensão do pescado e equipamentos.   

Veja Também:  Empresas têm até o dia 30 para fazer a migração dos incentivos concedidos

Mato Grosso é o primeiro Estado a definir o período de proibição da pesca tendo por base estudos científicos, já que a medida assegura a reprodução dos peixes, garantindo a preservação de espécies e o estoque pesqueiro. A pesca predatória e outros crimes ambientais podem ser denunciados por meio da Ouvidoria da PMMT pelo 0800-65-3939.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Temos que dar o exemplo e criar oportunidades para esses jovens, afirma governador

Publicado

O governador Mauro Mendes defendeu ser necessário que as instituições públicas possam dar o exemplo no que diz respeito a oportunizar espaço para aprendizagem profissional de jovens e adolescentes egressos do sistema socioeducativo.

Para o governador, é com o exemplo que será possível fazer com que mais empresas participem do programa de aprendizagem profissional e cumpram o que é exigido em lei, que prevê um percentual das contratações voltado a este público.

Mauro Mendes, que participou da abertura do painel “Política de Aprendizagem” na tarde desta terça-feira (12.11), no Tribunal de Justiça de Mato Grosso, afirmou que a união de forças dos poderes e instituições, além das federações, é fundamental para que os jovens possam ser inseridos no mercado de trabalho e, assim, consequentemente, trilharem o futuro.

“Esse trabalho é fundamental e tem que ser feito a quatro mãos por todas as instituições envolvidas, os poderes, as associações, federações e o setor produtivo. O Governo do Estado pretende dar o exemplo, buscando dentro das  nossas secretarias e dos nossos órgãos criar essas oportunidades. E, a partir daí, cobrarmos da iniciativa privada para que também coopere e colabore, para que possamos através da educação profissional dar oportunidades e criar uma alternativa para esses jovens”, destacou.

Veja Também:  CGE apresenta modelo de correição em fórum no Piauí

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Carlos Alberto Alves da Rocha, ressaltou que o encontro é fundamental para que o setor empresarial se envolva na causa e possa obter informações mais precisas sobre como proceder para empregar um menor e “ajudá-lo em seu crescimento”.

“Nós temos dito sempre que o jovem é o futuro da nação, chegou a hora e o futuro está aí. Nós devemos encaminhá-los da forma mais adequada possível e a sociedade tem esse dever também”, disse.

Para a presidente do Tribunal Regional do Trabalho, desembargadora Eliney Veloso, a aprendizagem é um “mundo novo e cabe a nós promovermos a transformação desses jovens”. 

“Colocá-los no mercado de trabalho é tirá-los do risco e de péssimas influências do mundo da criminalidade”, pontuou, defendendo ainda que o empresário precisa “se sensibilizar para o cumprimento da cota exigida na lei, pois a legislação tem uma finalidade, a de transformar a vida dos jovens”.

O evento também contou com a participação da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e da Superintendência Regional do Trabalho de Mato Grosso.

Veja Também:  Salário dos servidores correntistas do BB será liberado neste sábado

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Inscrições para processo seletivo da Escola do Corpo de Bombeiros terminam na quinta-feira (14.11)

Publicado

A Escola Militar do Corpo de Bombeiros Militar Dom Pedro II encerra nesta quinta-feira (14.11) as inscrições para o seu processo seletivo. Os estudantes de Alta Floresta ou das cidades vizinhas podem se candidatar às vagas disponíveis acessando o edital do processo seletivo que está no site do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso.

Os responsáveis pelos candidatos devem se dirigir à Escola Dom Pedro II com os documentos necessários (RG ou certidão de nascimento, foto 3×4, documento da escola anterior). As inscrições são para o 7º, 9º do fundamental e 1º ano do ensino médio.

As provas serão realizadas no domingo, 8 de dezembro, com limite de entrada às 7h40 da manhã. As provas serão compostas de 20 questões, 10 de Matemática e 10 de Língua Portuguesa. Os resultados serão divulgados no dia 13 de dezembro.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Veja Também:  Sema impede degradação em área de preservação permanente
Continue lendo

Mato Grosso

Sesp inicia obra estrutural em área interna da unidade prisional de Rondonópolis

Publicado

Neste mês, teve início obra de gradeamento e automatização em toda a área interna da unidade prisional Major Eldo Sá Corrêa, conhecida como Mata Grande, em Rondonópolis (a 212 km ao Sul de Cuiabá). O trabalho, que é pioneiro no Estado, visa ampliar a segurança do efetivo e dos 1.400 reeducandos. A previsão é de que a obra seja finalizada na primeira quinzena de janeiro de 2020.

Ao todo, 300 metros de grade serão colocados na unidade e o valor da obra é de, aproximadamente, R$ 250 mil. Segundo o diretor da unidade, Aílton Ferreira, o modelo de gradeamento e automatização incrementado na Mata Grande é o mesmo que já é utilizado em grandes metrópoles do país, a exemplo dos Estados de São Paulo e Florianópolis.

Atualmente, todo o trabalho de retirada do reeducando da cela para ser encaminhado a outro local interno tem que ser feito com o auxílio de servidores. Com a efetivação da obra, ao sair da cela, o reeducando passará por um espaço cercado de grades e toda a movimentação será acompanhada por videomonitoramento em uma sala de controle.

Veja Também:  Participação familiar é maior desafio enfrentado por gestores escolares

“Esse modelo a ser adotado na nossa unidade garante mais segurança para o profissional e o reeducando. Acreditamos que conseguiremos otimizar o nosso trabalho. Hoje, cada saída de reeducando da cela tem que ser acompanhada por pelo menos oito servidores. Com a mudança, o preso sai da cela e já fica cercado por grades. Com isso, será necessária a utilização de menos servidores, o que garantirá uma melhor fiscalização em toda a área”, ressalta o diretor.

A mão de obra é realizada por 15 reeducandos que atuam como pedreiros e serralheiros.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana