conecte-se conosco


Nacional

Idosa que realizou sonho de se formar aos 70 anos ganha ensaio fotográfico; veja

Publicado

IVETE MARIA
Luiz Moura/Divulgação

Ivete Maria de Souza, 70 anos, é recém-formada no curso de Artes Cênicas da Universidade Federal do Acre

Ivete Maria de Souza, 70 anos, recém-formada no curso de Artes Cênicas da Universidade Federal do Acre (UFAC) ganhou de presente um ensaio fotográfico para comemorar sua conquista.

Leia também: Menina de 9 anos ensina vendedor de picolés de 68 anos a ler e a escrever

As fotos da ex-faxineira nascida e criada na região do seringal acreano foram realizadas no Horto Florestal de Rio Branco pelo fotógrafo Luiz Moura, com direito a maquiagem e cabelo de Bianca Melo. “Soube que ela formou aos 70 anos e achei uma lição de vida, de garra da parte dela e me tocou. Então disse: ‘poxa, vou fazer um ensaio e ajudar a levantar a autoestima dela”, disse o fotógrafo ao portal G1 . “Me deu muito orgulho”, escreveu, mais tarde, em seu Facebook.

Ivete Maria de Souza
Luiz Moura/Divulgação

Ivete Maria de Souza, 70 anos, é recém-formada

Ivete Maria conta que morou no seringal até os 15 anos de idade e teve que interromper seus estudos após o ensino médio, quando já havia se tornado mãe. Mas ela nunca abandonou o sonho de fazer uma faculdade.

Veja Também:  Bolsonaro vai lançar páginas em redes sociais para difundir notícias positivas

“Eu pensava: ‘como eu vou fazer se eu não tenho condições, se eu não tenho recursos?’”, lembra Ivete Maria em vídeo publicado pela UFAC .

Leia também: Laudo mostra que menino Rhuan, de 9 anos, foi degolado vivo pela própria mãe

A ex-faxineira só veio a dar os primeiros passos rumo ao sonho de um diploma do ensino superior quando uma colega, que estuva Letras na universidade, a convidou. “Eu até não quis logo na hora. Eu já estava velha, cansada de tudo… Mas ela disse: ‘Não, nunca é tarde para estudar’”.

Ivete Maria realizou a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e acabou sendo aprovada, em primeiro lugar, para cursar Artes Cênicas na instituição. Ela iniciou o bacharelado em março de 2014 e se formou no mês passado.

“Se não fosse de graça, eu não teria recursos. Eu não tinha dinheiro nem para pagar o ônibus todos os dias. É porque eu já tinha completado 65 anos, tirei a carteirinha de idoso para vir todo dia para a escola. Se não nem eu isso eu teria condição”, lembra a senhora de 70 anos.

Veja Também:  Governo Trump avalia acabar com cidadania por nascimento no país

“Ela é inspiração aos estudantes jovens que, às vezes, não querem compromisso com os estudos. E também para as pessoas mais velhas, porque nunca é tarde para correr atrás do que quer”, disse Moura, também ao G1 .

Leia também: Jovem de 16 anos é morta por adolescente que conheceu em show no dia anterior

Veja mais imagens do ensaio da recém-formada de 70 anos:

Ensaio fotográfico que me deu muito orgulho em realizar. Dona Ivete, que aos 70 anos de idade acabou de se formar em…

Publicado por Luiz Moura em  Sexta-feira, 7 de junho de 2019


Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Justiça arquiva ação para impedir que Eduardo Bolsonaro seja nomeado embaixador

Publicado

source
Eduardo Bolsonaro arrow-options
Jorge William / Agência O Globo

Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) deve ser indicado oficialmente à embaixada brasileira em Washington em breve

O juiz André Maurício Júnior, da Justiça Federal na Bahia, arquivou nesta quarta-feira (21) sem ao menos julgar a ação em que o deputado Jorge Solla (PT-BA) pediu para evitar
que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) nomeie seu filho Eduardo Bolsonaro, deputado pelo PSL de São Paulo para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Leia também: Eduardo diz que ‘inexiste’ a chance de nepotismo em sua indicação para embaixada

Para Solla, a indicação de Eduardo Bolsonaro se confuigura nepotismo. Na decisão, o magistrado argumentou que não há como avaliar juridicamente eventual dano causado com a
nomeação antes que ela seja realizada.

André Maurício Junior ponderou que, para conceder liminar, em tese, não seria necessário aguardar a prática de um ilícito. Mas, no caso específico, “antes de efetivado o ato de
indicação pelo Presidente da República não é possível constatar, com alto grau de segurança, a presença de elementos que indiquem um risco concreto da prática futura de eventual
ato antijurídico, apto a caracterizar o interesse processual no manejo de tutela inibitória”.

Veja Também:  Bolsonaro vai lançar páginas em redes sociais para difundir notícias positivas

Na segunda-feira (19), a defesa do presidente Bolsonaro enviou manifestação à Justiça Federal alegando que a indicação do filho para o cargo de embaixador não configurava
nepotismo. A provável indicação de Eduardo ainda precisaria ser aprovada pelo Senado, cuja Consultoria Legislativa classificou o caso como nepotismo.

Leia também: “Não tem recuo”, diz Bolsonaro sobre indicação de Eduardo para embaixada

No documento de dez páginas, a defesa do pai de  Eduardo Bolsonaro argumenta que o cargo de embaixador tem natureza política e, por isso, não se enquadra na súmula vinculante do Supremo Tribunal Federal (STF) que proíbe o nepotismo em nomeações de autoridades, nem em um decreto do governo que também trata do assunto.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Mega-Sena acumula outra vez e poderá pagar R$ 35 milhões no sábado

Publicado

source
mega-sena arrow-options
iG São Paulo

Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.181 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (21) em São Paulo. A Caixa Econômica Federal poderá pagar R$ 35 milhões no próximo sorteio, que ocorre no sábado (24).

As dezenas da Mega-Sena sorteadas nesta quarta-feira foram: 01-08-19-33-36-48.

No mesmo concurso, a Quina saiu para 138 apostas, que vão levar R$19,77 mil cada. Um total de 8.329 ganhadores acertaram a quadra e vão receber R$ 468,15.

A Mega-Sena paga o prêmio principal para quem acertar os 6 números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números. O jogo de seis números custa R$ 3,50.

Comentários Facebook
Veja Também:  Refutado há 2 mil anos, terraplanismo segue vivo com a ajuda da internet
Continue lendo

Nacional

Coreia do Norte condena teste de novo míssil dos EUA

Publicado

source
Missíl na Coreia do Norte arrow-options
Arquivo

Lançamento de míssil por militares da Coreia do Norte: projétil disparado nesta quarta ainda não foi identificado, mas seria de curto alcance


COREIA DO NORTE — O governo da Coreia do Norte condenou um teste de um míssil de médio alcancefeito pelos EUA  , no domingo, o primeiro de uma arma do tipo desde a saída do país do acordo que regulava armas nucleares de médio alcance, assinado com a Rússia nos anos 1980.

 De acordo com um porta-voz, citado pela agência oficial de notícias, aKCNA  , o teste foi visto em Pyongyang como “um movimento perigoso”, que pode ser colocado em um contexto de “ militarização da península coreana”.

O porta-voz, que, como de costume, não é identificado nos despachos da imprensa norte-coreana, ainda cita como preocupante a “tentativa de introduzir grandes quantidades de armas de ataque, como os caças F-35 e F-16, no Japão e na Coreia do Sul ”. Para ele, esses movimentos poderiam levar a uma “ nova guerra fria na região”.

Veja Também:  Associação diz que escolha de PGR não pode ‘servir a propósitos pessoais’

Por fim, a nota da KCNA diz que “a posição de resolver os problemas através do diálogo e negociação permanece inalterada”, mas que o governo “não está interessado em dialogar com ameaças militares”.

Leia também: Trump defende Kim e diz que Coréia do Norte não quebrou acordo

Notas com críticas à militarização no Leste Asiático não são novidade na principal agência de notícias da Coreia do Norte. Mas, dessa vez, chama atenção justamente o tom crítico ao teste de mísseis feito pelos EUA . Rússia e China já tinham feito críticas semelhantes .

Depois de uma aproximação que trazia grande expectativas, no ano passado, o diálogo entre EUA e Coreia do Norte segue paralisado desde o fracasso do último encontro de cúpula entre Kim Jong Un e Donald Trump , em fevereiro. 

Os dois chegaram a se encontrar em julho, na Zona Desmilitarizada na fronteira entre as duas Coreias, com direito a alguns passos de Trump dentro da Coreia do Norte, o primeiro presidente americano no cargo a fazê-lo. Na época, concordaram em retomar as conversas em torno do programa nuclear norte-coreano e chegaram a trocar cartas amistosas. Trump inclusive fez vista grossa a uma série de testes de mísseis realizados nas últimas semanas por Pyongyang.

Veja Também:  Bolsonaro vai lançar páginas em redes sociais para difundir notícias positivas

Esta semana, o representante especial dos EUA para a Coreia do Norte, Stephen Biegun, está em viagem ao Japão e à Coreia do Sul, em busca de apoio para a retomada das negociações.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana