conecte-se conosco


Policial

Investigação da Polícia Civil leva a operação e descobre crimes ligados a grupo de extermínio

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, por meio de investigações conduzidas pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), cumpriu três mandados de prisão preventiva contra um dos alvos da operação Coverage, realizada na manhã desta quarta-feira (21), pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, Promotoria Militar e DHPP.

Os mandados foram cumpridos concomitantes as prisões efetuadas pelo Gaeco, contra o tenente da Polícia Militar, Cleber de Souza Ferreira, por crimes de homicídios praticados em atividades típicas de grupo de extermínios, vinculados a inquéritos policiais da operação Mercenários, realizada em abril de 2016 pela Polícia Civil de Mato Grosso, que desarticulou uma organização criminosa responsável por homicídios sob encomenda, com fins financeiros, no município de Várzea Grande.

O tenente foi alvo também da operação Assepsia, deflagrada no dia 18 de junho de 2019, pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Civil, para cumprimento de sete  mandados de prisão e 8 ordens de busca e apreensão, relacionadas a investigação sobre a entrada de aparelhos celulares na Penitenciária Central do Estado (GCCO).

Veja Também:  Investigados na morte de mulher há 10 anos viram réus na Justiça

Recentemente, a descoberta de uma pistola 9mm levou a Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), a investigar a participação do tenente Cleber de Souza Ferreira, em crimes de homicídios ligados aos inquéritos da operação Mercenários.

A arma foi encaminhada à Perícia Técnica e Identificação Oficial (Politec) pela Polícia Militar, para exame de balística por conta de o tenente ter, em tese, efetuado um disparo de arma durante uma festa junina da Rotam, em 2018. Depois, em 2019, a DHPP pediu perícia em todas as armas calibre 9 mm, que tinham passado pela Politec, nos últimos dois anos, para conexão a eventuais crimes de homicídios.

A  Politec constatou em laudos periciais de balística a utilização da pistola em três homicídios consumados e quatro tentativas de homicídios, ocorridos entre os anos de 2015 e 2016.  

Nessa fase da investigação, a DHPP apurou que a arma pertencia ao tenente Cleber de Souza Ferreira, com registro no Sistema de Gerenciamento Militar de Armas (Sigma) na data dos crimes. No entanto, a apuração constatou dificuldade grande de conseguir documentações da procedência da arma.

Veja Também:  Polícia Civil prende estelionatária e criminoso com várias passagens em Rondonópolis

Quando da prisão do tenente na operação Assepsia, a GCCO verificou que havia diversas fraudes praticadas pelo tenente com objetivo de dar legalidade a uma arma 9mm, a mesma que foi descoberta recentemente vinculada aos inquéritos da operação Mercenário.

Um dos homicídios ligados a pistola foi contra Elias Venâncio de Farias, morto a tiros no bairro José Carlos Guimarães, em junho de 2015. Os demais crimes, entre tentados e consumados, ocorreram em janeiro de 2016, e todos com apontamentos para uso da pistola.

Diante da descoberta das fraudes, a Polícia Civil comunicou o Ministério Público Militar para as providências cabíveis relacionadas aos militares.

Além do Cleber, a DHPP também cumpriu mandados de prisão contra Claudiomar Garcia de Carvalho e José Edimilson Pires dos Santos, ambos presos desde a primeira fase da operação Mercenários, em 2016.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Nova Xavantina

Polícia Civil de Nova Xavantina fecha boca de fumo e prende “vovô do pó”

Publicado

A Polícia Judiciária Civil de Nova Xavantina fechou um ponto de venda de entorpecentes, foi localizada uma quantia considerável de droga e preso em flagrante delito um idoso na tarde da última sexta-feira (20.09).

 Os investigadores já monitoravam uma residência situada na rua 3 corações no Bairro Tonetto, onde havia uma enorme movimentação de usuários, quando após a saída de duas usuárias de drogas do local, realizaram abordagem ao adolescente A.V.B.L (16) e após revista no quintal da casa localizaram vários tabletes de maconha, várias porções de pasta base de cocaína e cocaína, prendendo ainda um idoso que era o responsável pela Boca.

 

O suspeito C.A.A. de 66 anos de idade, já possuía passagens pelo crime de Tráfico de drogas e segundo informações era o responsável pela “Boca de Fumo”, colocando alguns adolescentes para realizarem o comércio de entorpecente, obtendo lucro com o comércio ilícito e com isso tentando se esquivar da Lei Penal.

 

O Delegado de Polícia Dr Raphael Diniz Garcia ratificou a prisão em flagrante do idoso em questão, sendo Autuado pelo crime de Tráfico de Drogas, Associação para o Tráfico e Corrupção de Menores, o qual após os tramites legais foi encaminhado ao presídio Major Zuzi Alves da Silva onde permanecerá à disposição da Autoridade Judicial.

Veja Também:  Operação cumpre 13 mandados contra autores de crimes contra o patrimônio em Várzea Grande

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Polícia Civil de Nova Xavantina recupera motocicleta e prende receptador em flagrante

Publicado

 

A Polícia Judiciária Civil de Nova Xavantina recuperou uma motocicleta furtada e prendeu o receptador do veículo em flagrante na manhã da última quinta-feira (19.09).

 

Os investigadores estavam empenhados em algumas investigações pela cidade, quando em averiguação à uma residência conhecida por abrigar usuários de drogas, localizaram uma motocicleta Honda Fan 125 de cor preta, placa NJO-4699 que ao ser checada via sistema, constatou-se que se tratava de produto de roubo/furto.

 

O suspeito W.S.G. (42), bastante conhecido no mundo policial, tentou argumentar que tal veículo havia sido deixado em sua residência por um indígena, não sabendo declinar ao certo o nome da pessoa e como tal veículo estava em sua posse, lhe foi dada voz de prisão em flagrante pelo crime de receptação.

 

O Delegado de Polícia Dr Raphael Diniz Garcia afiançou o suspeito em R$ 2.000,00 (Dois mil reais), porém em razão de não ter efetuado o pagamento, o mesmo foi conduzido até a Penitenciária Major Zuzi Alves da Silva, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Veja Também:  Polícia Civil prende estelionatária e criminoso com várias passagens em Rondonópolis

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Acusado de matar menor é preso em Confresa pela PC

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Com mandado de prisão preventiva, expedido pela comarca de Porto Alegre do Norte/MT, Diogo Pereira da Silva, 22, foi preso pela Policia Civil, em Confresa, na sexta-feira (20.09).Ele é acusado de crime de homicídio  ocorrido no mês de novembro de 2017.

A vítima do crime foi um adolescente (Carlos Cardoso Figueiredo, conhecido por Carlinhos), que teve o corpo encontrado com várias perfurações de faca, e já em avançado estado de decomposição, na pista de motocross, no município de Confresa.

Durante as investigações, a Polícia Civil comprovou a participação do suspeito no crime, que à época possuía um veículo Gol vermelho,  que foi utilizado durante a ação criminosa. Além de Diogo, outros três menores também participaram da morte de “Carlinhos”, sendo que estes já haviam confessado o crime e também delatado Diogo como um dos autores do crime.

O delegado de Confresa André Rigonato representou pela prisão preventiva de Diogo Pereira da Silva. O mandado de prisão foi deferido e ele preso.

Veja Também:  Operação cumpre 13 mandados contra autores de crimes contra o patrimônio em Várzea Grande

O suspeito será encaminhado para a Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana