conecte-se conosco


Política Nacional

Marcos Pontes recebe alta de hospital

Publicado

source
Marcos Pontes arrow-options
Isac Nóbrega/PR

Marcos Pontes vai ficar pelo menos dois dias em repouso absoluto

O ministro da Ciência e Tecnologia Marcos Pontes acaba de receber alta do Hospital das Forças Armadas, em Brasília. O ministro recebeu a recomendação de repouso absoluto pelo período mínimo de 48 horas.

O ministro  foi internado no Hospital das Forças Armadas na manhã desta quinta-feira (12) apresentando tonturas, dificuldade de deambulação, náuseas, vômitos e sudorese. Segundo boletim médico assinado pelo brigadeiro médico Marcos Vieira Maia, ele vinha apresentando sintomas há uma semana, mas o quadro se agravou na última madrugada.

Leia também: Após melhora, Bolsonaro planeja reassumir a Presidência nesta sexta-feira

Ainda de acordo com o boletim, ele foi atendido por um médico otorrinolaringologista , foram efetuados exames clínicos e laboratoriais e ele recebeu medicação para os sintomas.  Marcos Pontes recebeu alta foi dada após um período de observação.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Veja Também:  Bivar evita falar sobre possível destituição de Flávio e Eduardo de diretórios
publicidade

Política Nacional

“É que nem mulher traída”, diz líder do PSL ao recuar de críticas a Bolsonaro

Publicado

source
Delegado Waldir arrow-options
Antônio Augusto/Câmara dos Deputados

Líder do PSL na Câmara foi flgarado dizendo que Bolsonaro é “vagabundo”

O líder do PSL na Câmara dos Deputados , Delegado Waldir (GO), recuou das críticas que ele fez ao presidente Jair Bolsonaro em uma gravação feita por um infiltrado em uma reunião da ala “bivarista” do PSL. “Isso já passou. Nós somos Bolsonaro . Somos que nem mulher traída, apanha, mas mesmo assim volta ao aconchego”, afirmou nesta quinta-feira (17).

A gravação foi feita pelo parlamentar  Daniel Silveira (PSL-RJ) nesta quarta-feira (16) e flagrou Wadir dizendo que Bolsonaro é um “vagabundo” e que iria “implodir” o presidente.

Leia também: Líder do PSL diz que vai implodir Bolsonaro: “Sou o mais fiel a esse vagabundo”

“Eu vou implodir o presidente. Aí eu mostro a gravação dele. Eu tenho a gravação. Não tem conversa, não tem conversa. Eu implodo o presidente. Acabou o cara. Eu sou o cara mais fiel a esse vagabundo. Eu votei nessa porra. Eu andei no sol gritando o nome desse vagabundo”, afirmou o líder do PSL , que é ligado ao presidente da sigla, o deputado Luciano Bivar (PE) e fez críticas ao senador e também filho de Bolsonaro, Flávio Bolsonaro .

Veja Também:  STF volta a julgar hoje Geddel e irmão no caso dos R$ 51 milhões

Em outra parte do áudio, que tem cerca de nove minutos, um parlamentar não identificado reclama do tratamento dado por Bolsonaro a eles: “A gente foi tratado que nem cachorro desde que ele ganhou a eleição. Nunca atendeu a gente em porra nenhuma”, afirmou.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Joice Hasselmann fala em ‘ingratidão e traição’ ao comentar saída de liderança

Publicado

source
joice hasselmann arrow-options
Repordução

Joice Hasselmann fala que governo Bolsonaro foi ingrato e traíra.

Após ser destituída da liderança do governo no Congresso pelo presidente Jair Bolsonaro , a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) desabafou no Twitter com sequência de mensagens em que fala de “ingratidão” e “traição”.

Ela disse ainda que só continuará apoiando Bolsonaro enquanto ele “realmente quiser combater a corrupção, sem jeitinho, sem flexibilIzar, sem carteiradas, sem protecionismo a quem quer que seja”.

Leia mais: Bivar evita falar sobre possível destituição de Flávio e Eduardo de diretórios

“Deixo a liderança (do governo) no Congresso com dever cumprido. Articulei a reforma da Previdência em todo país, aprovei o projeto que deu ao presidente R$ 248 bilhões e o salvou de um impeachment, contive inúmeras crises. Não me importo com a ingratidão. Meu couro é duro. Sigo apoiando o Brasil”, escreveu a deputada.

A situação de Joice ficou insustentável no governo na quarta-feira, após a deputada assinar uma lista de apoio à permanência de Delegado Waldir (GO) na liderança do PSL na Câmara. Bolsonaro articulou para que um dos seus filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro (SP), assuma o lugar. Joice e Eduardo não têm um bom relacionamento.

Veja Também:  Valores repassados a supostas candidatas laranjas de Bivar chegam a R$ 778  mil

Leia também: ‘Só devo lealdade ao povo’, diz Bolsonaro em evento militar em Santa Catarina

“Continuo firme no combate à corrupção e apoio o PR @jairbolsonaro enquanto ele realmente quiser combater a corrupção, sem jeitinho, sem flexibilIzar, sem carteiradas, sem protecionismo a quem quer que seja. Se houver esse compromisso mantido com o Brasil, seguiremos juntos”, afirmou, em outra mensagem na rede social.

A deputada escreveu ainda que trabalhava 20 horas por dia para salvar o governo de crises e aprovar as pautas importantes para o país, além de “apagar incêndios durante todos esses meses”. Ela falou em uma das mensagens que esperava traição, mas que não fica abalada.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

PGR volta a defender prisões de réus após segunda instância

Publicado

source
José Bonifácio Andrada falando ao microfone arrow-options
Sergio Amaral/STJ

O procurador-geral afirma que se o STF mudar a orientação agora todo o sistema de Justiça ficará instável

O procurador-geral da República interino, José Bonifácio de Andrada , enviou nesta quinta-feira (17) ao STF um memorial reforçando a posição da instituição em prol da prisão de réus condenados em segunda instância. No documento, Andrada defende que, se o tribunal for rever a orientação atual de permitir esse tipo de prisão, que se permita ao menos a prisão depois do julgamento no Superior Tribunal de Justiça (STJ), e não que a liberdade dure até o STF analisar os recursos do réu, como defendem alguns ministros.

Para Andrada, o atual entendimento reforça o combate à impunidade no país. “Permitir-se que transcorram anos entre o ilícito penal e a prisão do réu já condenado por tribunal geral, por certo, uma sensação na sociedade de que a lei penal não é aplicada, de que as decisões judiciais não são cumpridas – de que a Justiça não funciona, para ser mais simples”, escreveu.

Leia também: STF encerra sessão e vota sobre prisão em 2ª instância na quarta (23)

Veja Também:  Líder do PSL diz que vai implodir Bolsonaro: “Sou o mais fiel a esse vagabundo”

O procurador-geral também afirma que, se o STF mudar a orientação agora, todo o sistema de Justiça ficará instável. “Se, por um lado, um sistema de precedentes vinculantes engessado e imutável estaria fadado à falência por rapidamente se tornar obsoleto, um sistema que permitisse a revisão açodada e acelerada de seus precedentes, por outro lado, estaria fadado ao mesmo destino por, também rapidamente, revelar-se despido de credibilidade e utilidade”.

Leia também: Prisão em segunda instância no STF: o que está em jogo e quem pode ser afetado

O memorial apresenta dados do STJ informando que em apenas 0,62% dos recursos apresentados ao tribunal houve reversão da condenação. Para Andrada, a exigência do trânsito em julgado para o início do cumprimento da pena vai apenas privilegiar réus com mais recursos financeiros para investir em advogados.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana