conecte-se conosco


Política MT

Mato Grosso vivencia a I Semana de Arte e Cultura da Amamentação

Publicado

Crédito – Tchelo Figueiredo

Foto: PRISCILA MENDES Crédito – Tchelo Figueiredo

Foto: PRISCILA MENDES

Foi aberta, na última quinta-feira (01), a I Semana de Arte e Cultura da Amamentação de Mato Grosso 2019 (I Saca MT 2019), em curta cerimônia no Cine Teatro Cuiabá, seguida do filme Tigers e debate. A Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio da Assembleia Social (antiga Sala da Mulher), parceira do evento promovido pelas secretarias estaduais de Saúde e de Cultura, Esporte e Lazer, compôs o dispositivo de honra.

A I Saca MT 2019 é pensada em consonância com a Semana Mundial da Amamentação e com o Agosto Dourado, já que o leite materno é considerado o alimento mais completo e chamado alimento de ouro pela Organização Mundial da Saúde,  sendo fundamental para garantir a saúde dos bebês nos primeiros anos de vida.

O objetivo da abordagem artística para a campanha promovida em Mato Grosso é apropriar-se da arte para mostrar a beleza, os benefícios e a importância da amamentação. A ação, intitulada ‘Empoderar mães e pais: favorecer a amamentação’ está oferecendo, além do cinema exibido a quinta-feira, música, artes plásticas, dança, poesia e literatura, em espaços culturais diversos e sempre com entrada franca.

Hoje (02), às 20 horas, a programação é no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros (anexo à ALMT), com o show musical Força Mulher, da cantora Estela Ceregatti, músicos e convidados.

A representante da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), Danielle Pedroso Dias Carmona, destacou a importância da campanha para a conscientização social sobre o aleitamento materno e ressaltou que a rede de maternidades em Mato Grosso conta com 18 hospitais, todos imbuídos na sensibilização dos familiares.

Veja Também:  Projeto de lei  quer obrigar bancos a irem até o beneficiário para realizar prova de vida

O secretário adjunto de Cultura, Paulo Traven, também enalteceu a parceria de sucesso entre as duas secretarias e demais instituições e reforçou que estão “sempre à disposição para ações como essa”.

A diretora da Assembleia Social e do Teatro do Cerra Zulmira Canavarros, Daniella Paula Oliveira, enalteceu a campanha, reconheceu a importância de amamentar,  agradeceu todo empenho da equipe organizadora e colocou a instituição à disposição. “Quero colocar novamente a Assembleia Social e o Teatro Zulmira como instrumentos de ações sociais e culturais e ressaltar que seguimos de portas abertas para todos vocês”, aproveitando a oportunidade para convidar a plateia para o show Força Mulher.

Agenda desta sexta-feira (02)

O espetáculo musical Força Mulher “ecoa o canto de tantas outras mulheres e sopra o orgulho de ser força da lua e emanação do ventre da terra. Em meio aos cantos que brotam de suas memórias e das provocações da atualidade, o show reflete a figura da mãe, avó, filha, mulher e eterna aprendiz de ser no mundo”, exprime a Estela Ceregatti, em material de divulgação.

O show contará com grandes sucessos sobre a temática feminina, como ‘Maria, Maria’, de Milton Nascimento, e ‘Menina, amanhã de manhã’, de Tom Zé, e canções autorais de Estela Ceregatti e, outras em parcerias com Jhon Stuart.

Veja Também:  ALMT promove debate sobre pesca na próxima semana em Santo Antônio

O grupo musical composto para a montagem conta com Estela Ceregatti na voz, percussão e cordas, Jhon Stuart no contrabaixo e piano, Yndira Villarroel no violino e Ricardo Porto na guitarra. A cantora assina a direção artística e musical, Jhon, a produção musical e os arranjos, Daniela Monteiro é responsável pela cenografia, e Karina Figueredo, pela iluminação.

A programação ainda terá as participações especiais da poeta Jade Rainho e da dançarina Nancy Ribeiro (GO). “Estou muito feliz em integrar essa semana com um tema tão crucial às nossas vidas. Leite materno é luz primordial!”, exclama Estela.

Confira as próximas programações:

02/08/2019
Local: Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros
20h – Show “Força Mulher”, com Estela Ceregatti.
Censura livre

03/08/2019
Local: Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça – Palácio da Instrução
15h – Abertura da exposição de arte “Arte de Amamentar”

A exposição seguirá aberta ao público até o dia 30 de agosto, de segunda a sexta, das 8h às 18h.

De 01 a 05/08/2019

Serão oferecidos, ainda, quatro minicursos. Confira descrição completa neste link: http://www.saude.mt.gov.br/noticia/5836.

As atividades artísticas serão gratuitas e abertas ao público em geral (até a lotação completa dos teatros). As inscrições podem ser feitas via WhatsApp, pelo número (65) 99259-6928.

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Projeto de lei  quer obrigar bancos a irem até o beneficiário para realizar prova de vida

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

Todos os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), uma vez ao ano, devem comparecer a rede bancária para comprovar sua existência e continuar recebendo o pagamento da pensão ou aposentadoria. Caso contrário o benefício é bloqueado.

Porém, muitos não conseguem ir pela idade, saúde debilitada, ou por mobilidade física reduzida.

Em julho deste ano foi publicado no site do G1, do Paraná, a história de um idoso de 90 anos residente na zona rural, que por estar sem condições de andar, teve de ser carregado no colo pelo filho até o banco para realizar a “prova de vida” e  ter o pagamento da aposentadoria desbloqueado. 

Comovido com esse fato, o deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou na Assembleia  Legislativa de Mato Grosso, neste mês, o projeto de lei que obriga as instituições bancárias a destinarem colaboradores para comparecerem até o local onde se encontra o idoso, mas para isso os familiares ou responsável devem apresentar o atestado médico ao banco para comprovar a impossibilidade de locomoção da pessoa que precisa realizar a averiguação.

Veja Também:  Projeto de lei  quer obrigar bancos a irem até o beneficiário para realizar prova de vida

De acordo com o parlamentar, o objetivo da proposta é ampliar a perspectiva de proteção do idoso ao acesso aos seus direitos mais básicos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Espaço Cultural da ALMT recebe grupo Cinderela

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Assembleia Legislativa recebe a exposição de artesanato do grupo Cinderela. O evento, que tem início hoje (19) e vai até a sexta-feira (23), acontece no saguão principal da sede do Parlamento. Doze expositores participam da mostra com produtos vão desde alimentos até artesanatos ligados à cultura regional.

“As feiras são o principal meio de divulgação dos trabalhos artesanais, são elas que levam os trabalhos até as pessoas”, explica a coordenadora do Grupo Cinderela, Verônica Cabral. “Por isso, dispor de espaços como o que a Assembleia viabiliza é muito importante para promover a cultura e a geração de renda para aqueles que trabalham artesanalmente”, destaca.

A artesã Angélica Milane participa pela primeira vez da exposição com artigos para animais de estimação produzidos com materiais reciclados. “Essa é uma proposta que envolve sustentabilidade e amor. Quem não gosta de fazer uma agrado para o seu pet? Ainda mais sabendo que os artigos são produzidos com materiais que já perderam a sua finalidade inicial e poderiam ser descartados, mas estão virando caminha ou brinquedo?”, diz com orgulho.

Veja Também:  Espaço Cultural da ALMT recebe grupo Cinderela

Outra novidade da edição deste ano são as tradicionais redes bordadas, uma tradição da cultura cuiabana, que trazem paisagens que retratam as belezas naturais do pantanal e do cerrado. “Eu digo sempre que esse trabalho é uma arte, pela forma como é feito, tudo manualmente e tem desenhos que são exclusivos. Chega-se a demorar sessenta dias para uma rede ficar pronta”, destaca o artesão Ernane Monteiro. Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Realizado por intermédio do Instituto de Memória, a exposição do Grupo Cinderela já faz parte do calendário cultural da ALMT. Geralmente são realizadas duas edições ao ano.

Grupo Cinderela – Fundado há mais de dez anos, o grupo busca dar mais autonomia financeira para os artesãos que participam do projeto. Dentre os produtos comercializados estão artesanatos, artigos para casa, bijuterias e alimentos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

ALMT promove debate sobre pesca na próxima semana em Santo Antônio

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), realizará debate sobre a situação da pesca em Mato Grosso, no próximo dia 22, às 19 horas, na Câmara Municipal de Santo Antônio de Leverger.

A audiência pública se refere ao Projeto de Lei 668/2019, Mensagem 107/2019, que dispõe sobre a Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável da Pesca, regula as atividades pesqueiras e dá outras providências. Essa proposta prevê a proibição do abate e transporte de peixe nos rios de Mato Grosso pelo período de cinco anos, também chamada de ‘Cota Zero’.

Em tramitação na Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e de Regularização Fundiária, o tema está sendo amplamente debatido antes da análise em plenário. O encontro com pescadores e representantes do segmento foi solicitado pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Dudu Moreira (PSB). O objetivo é discutir com a sociedade local e sanar qualquer divergência entre a classe e avaliar os impactos econômico e ambiental.

Além das 800 pessoas inscritas na Colônia de Pescadores de Santo Antônio de Leverger, também estão sendo convidados representantes do governo, de associações e do comércio de iscas e apetrechos de pesca.

Veja Também:  ALMT promove debate sobre pesca na próxima semana em Santo Antônio

“Convidamos os moradores da Baixada Cuiabana, especialmente os ribeirinhos, para esse debate sobre a ‘cota zero’. É muito importante a participação de todos para sugerir melhorias ao projeto”, destaca o deputado Botelho.

O vereador Dudu Moreira ressalta ainda a importância da mobilização no momento de tramitação da proposta. “Solicitamos essa audiência ao presidente Botelho para debater os pontos importantes e sensibilizar os deputados para não votarem o projeto. É preciso que o governo conheça a realidade dos municípios. Se possível, faça até um plebiscito. Alertamos que municípios como Santo Antônio não têm alternativas para geração de emprego e renda aos trabalhadores da pesca. Por isso, a nova lei que impõe a cota zero da pesca nos preocupa muito”, disse o vereador Dudu Moreira.

O vereador completa dizendo que essa será uma oportunidade ímpar para a discussão sobre o impacto econômico no setor, aumento da pesca esportiva, fiscalização, investimentos no tratamento de água e esgoto, dentre outras demandas que poderão surgir durante a audiência pública.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana