conecte-se conosco


Saúde

Mulher viciada em comer talco ingere cerca de um frasco por dia há 15 anos

Publicado

Não dá para não se chocar com essa história, mas uma mulher revelou detalhes sobre um vício muito particular que possui: comer talco. Ela começou a fazer isso após o nascimento do seu quinto filho e, depois de 15 anos, finalmente decidiu buscar ajuda médica. As informações são do Daily Mail

Leia mais: Gêmeas siamesas nascem unidas por tórax e abdômen em Campo Grande; veja fotos

Lisa Anderson possui uma síndrome chamada Pica%2C que consiste no desejo de mastigar substâncias que não possuem valor nutricional arrow-options
Reprodução/dailymail.co.uk

Lisa Anderson possui uma síndrome chamada Pica, que consiste no desejo de mastigar substâncias que não possuem valor nutricional



A mulher dessa história é Lisa Anderson, de 44 anos, de Devon, na Inglaterra. Ela conta ao jornal britânico que sentiu uma vontade irrestível de comer talco quando seu filho era um bebê e o secava após o banho. Segundo a mulher, ela se sentiu muito tentada pelo cheiro do produto. 

“Eu já tinha usado nas crianças depois do banho sem problemas. Mas um dia o cheiro simplesmente me pareceu irresistível. Havia um pouco saindo da tampa da garrafa”, detalha. “Tive essa vontade súbita de comê-lo e simplesmente não pude lutar contra isso. Então simplesmente lambi das minhas mãos e gostei muito. Apenas chegou a esse ponto. Foi um desejo que eu nunca soube que tinha”, continua. 

Veja Também:  O que são manchas brancas em nossos dentes?

Com o tempo, o desejo só aumentou. Hoje, a inglesa afirma que costuma comer o produto a cada 30 minutos, além de levantar várias vezes durante a noite para isso. E não pode ser qualquer talco. Não pode ser aqueles aromatizados, tem de ser o original da Johnson’s Baby. Lisa diz ainda que depois bebe um copo de água para limpar o paladar e que, quando está fora de casa mastiga balas de hortelã extra fortes para satisfazer seu desejo pela textura calcária. 

Ela estima que já tenha gastado cerca de 8.000 euros devorando seu talco favorito. O máximo que ela já conseguiu ficar sem ingerir o produto foram apenas dois dias. “Os frascos de 200 gramas eu como em um dia, mas os maiores levam uma semana e meia”, detalha ao jornal. 

A hora de buscar ajuda médica

mulher come talco arrow-options
Reprodução/dailymail.co.uk

Lisa só foi descoberta porque uma amiga invadiu o banheiro, suspeitando das suas idas frequentes

Lisa manteve o vício em segredo por todos esses anos- 15, no total. A mulher diz que só foi descoberta porque, um dia, sua ex-colega invadiu o banheiro em que ela estava, suspeitando das suas idas recorrentes ao local. Depois disso, a inglesa abriu a situação para uma amiga e resolveu também buscar a ajuda de médicos.

Veja Também:  Menino de 10 anos sofre de condição rara que o deixa com “pele de cobra”

Os profissionais afirmaram que Lisa tem a síndrome “Pica” , que consiste na vontade de mastigar substâncias sem valor nutricional, como sabão, argila, terra, poeira, etc.

Leia mais: Zika tem efeito invisível em desenvolvimento neural de crianças

A síndrome Pica geralmente está associada a outras disfunções mentais, como autismo e esquizofrenia. Mas também pode estar relacionada a estresse e ao transtorno obssessivo-compulsivo. 

Riscos do talco para a saúde

O talco é uma substância considerada tóxica quando inalada ou ingerida, e também causa controvérsia quando o assunto é câncer, sendo um potencial causador da doença, de acordo com a Agência Internacional de Pesquisa do Câncer, que faz parte da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O composto dele possui um mineral que tem argila, silício, magnésio e oxigênio e acredita-se que ele pode ser o causador de problemas respiratórios , tosse e irritação nos olhos. Também pode ocasionar dor no peito e insuficiência pulmonar, pressão arterial baixa, convulsões, diarréia e vômito.

Leia mais: Mais de 40 pessoas são internadas na China com pneumonia de causa desconhecida

Em 2016, um estudo nos EUA acusou um aumento de 33% no risco de câncer de ovário por conta do uso de talco genital. O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido classificou o estudo como muito pequeno para ser conclusivo, mas pontuou que ginecologistas recomendem sabonetes comuns e sem perfume para lavar as partes íntimas dos bebês.

Fonte: IG Saúde
Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Dor no ciático: você também sofre desse mal? Saiba como cuidar disso

Publicado

Minha Saúde

Você sabia que o ciático é o maior nervo do corpo humano? Ele é a junção de todas as raízes nervosas do plexo lombar e pode ser a causa de dores intensas se algo estiver errado. A dor ciática pode ser causada pela inflamação desse nervo ou por compressão de alguma raiz nervosa do plexo lombar, que pode ser causada por diversas condições.

Dor no ciático arrow-options
shutterstock

Dor no ciático pode ser tratada de diversas formas, com remédios, exercícios ou acupuntura

Leia também: Dor nas costas? Veja as possíveis causas e os cuidados para prevenir o problema

As dores na região lombar podem ser provocadas por excesso de peso, falta de exercício físico e hábito de permanecer muitas horas sentado de forma incorreta, fatores que prejudicam o alinhamento adequado da coluna vertebral. O incômodo pode irradiar para a região glútea, posterior da coxa, e chegar até os membros inferiores.

“A coluna se estabiliza com ajuda da musculatura paravertebral e abdominal. Quando há fraqueza nessa musculatura, a estabilidade fica prejudicada, podendo sobrecarregar os discos entre as vértebras. A obesidade e o sedentarismo podem piorar o quadro”, afirma o Dr. Mário Ferretti Filho, ortopedista e gerente médico do Programa de Ortopedia e Traumatologia do Einstein.

Veja Também:  Dicas e produtos para garantir uma boa higiene bucal para a sua família

Desse modo, a dor no ciático por si só não é considerada uma doença, mas representa um sintoma de outros problemas, sendo o mais frequente deles a hérnia de disco . Assim, a dor pode ter início súbito e levar à limitação funcional, ou seja, reduzir a capacidade de movimentação da pessoa, principalmente na hora de andar.

“Determinadas doenças da bacia e alterações anatômicas na origem das raízes nervosas também podem causar processos inflamatórios do nervo e consequentes dores”, afirma o Dr. Marcelo Wajchenberg, também ortopedista do Hospital Israelita Albert Einstein.

Como identificar a dor no nervo ciático

dor no ciático arrow-options
shutterstock

Dor no ciático pode começar com um formigamento e ir aumentando aos poucos até se tornar um grande incômodo

Normalmente, a dor pode começar como um formigamento leve e tende a aumentar de intensidade progressivamente. Em outros casos, ela pode aparecer de forma abrupta, como agulhadas. Tende a piorar ao tentar esticar os membros inferiores. Essa sensação pode aparecer em ambas as pernas, embora seja mais frequente o acometimento de apenas um dos lados.

Veja Também:  Aumenta o risco de tramissão de febre amarela nas regiões Sul e Sudeste

“Na base da coluna vertebral, os nervos se dividem para a esquerda e direita, alcançando os membros inferiores. A compressão neural geralmente é unilateral, causando dor no trajeto da raiz nervosa comprimida”, esclarece Wajchenberg.

Para ter o diagnóstico correto, é necessário exame físico adequado. Dessa forma é possível delimitar o trajeto da dor e perceber qual nervo está sendo machucado. “Identificar corretamente a causa é muito importante na definição do tratamento, que deve ser específico e personalizado”, afirmam os ortopedistas.

Identificar corretamente a causa é muito importante na definição do tratamento, que deve ser específico e personalizado.

O tratamento mais comum é conservador e varia de acordo com a causa, os sintomas apresentados e a intensidade da dor. Normalmente é indicado repouso relativo. “A pessoa pode se movimentar, ir trabalhar, mas deve evitar carregar peso, fazer muito esforço ou ficar muito tempo sentado”, indica Ferretti.

Leia também: Quais os melhores exercícios para quem sofre de dor nas costas?

Além disso, dependendo do caso, podem ser necessário analgésicos, anti-inflamatórios, e sessões de fisioterapia. Orientar o paciente com relação à postura também é parte essencial do tratamento e ajudará na prevenção de novas crises de dor no ciático . Outro aliada no alívio das dores é a acupuntura, que já se mostrou eficiente nesses casos.

Fonte: IG Saúde
Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Sorotipo mais perigoso da dengue deve voltar a circular no Rio neste verão

Publicado

Agência Brasil

O sorotipo 2 do vírus da dengue, responsável pelas epidemias de dengue no Brasil em 2007, 2008 e 2009, deve voltar a circular entre a população do Rio de Janeiro neste verão. O alerta é do especialista da Secretaria de Estado de Saúde do Rio (SES-RJ) Alexandre Chieppe.

Leia mais: Brasil deve ter vacina contra a dengue em 2020

dengue arrow-options
Shutterstock/Divulgação

Dengue

“O sorotipo 2 do vírus da dengue é associado a casos mais graves da doença e, como ele não circula no estado do Rio desde 2008, grande parte da população nunca teve contato com o patógeno, não desenvolveu anticorpos e, por isso, está mais exposta. Temos vírus circulando, um mosquito transmissor adaptado ao ambiente urbano e, agora, a suscetibilidade da população vem completar o tripé que sustenta epidemias de arboviroses, dentre elas as de dengue ”, alertou.

Chieppe disse que 2019 foi o segundo ano com o maior número de casos de dengue notificados desde o início da série histórica, em 1975, com um crescimento de 517% em relação a 2018.

Veja Também:  o que são manchas brancas em nossos dentes?

“Foram registrados mais de 1,5 milhão de casos da doença, principalmente em Minas Gerais, São Paulo e no Espírito Santo, com 754 óbitos. A reentrada do sorotipo 2 do vírus , após anos de circulação dos sorotipos 1 e 4, é a principal explicação para esse aumento. E esse quadro pode vir a se repetir no Rio de Janeiro”, explicou o especialista.

O diagnóstico precoce e o acompanhamento clínico adequado são decisivos para desfechos favoráveis. Além de intensificar ações para conscientização da população em relação à eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti , a Secretaria de Estado de Saúde do Rio disse que está preparada para atender com agilidade e precisão as pessoas que adoecerem.

De acordo com Alexandre Chieppe, a organização da rede de atendimento à população é fundamental para diminuir o risco de complicações e, consequentemente, o número de óbitos. “O plano de contingência da secretaria conta com equipes de resposta rápida, com médicos e enfermeiros disponíveis 24 horas, fluxo de internação de casos graves, acesso a exames laboratoriais e a teste de diagnóstico ”.

Veja Também:  Fotos mostram bebê com síndrome rara sofrer parada cardíaca nos braços da mãe

Fonte: IG Saúde
Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

China tem novos casos de pneumonia misteriosa e países entram em alerta

Publicado

Agência Brasil

pulmão arrow-options
shutterstock

Pneumonia misteriosa na China ainda está sendo investigada

A misteriosa pneumonia viral que surgiu no centro da China já infectou 45 pessoas, informaram funcionários chineses da área de saúde nesta sexta-feira, após a confirmação do segundo óbito no país. No total, já foram identificados 45 pacientes, com mais quatro casos em relação ao boletim anterior, revelou a Comissão Municipal de higiene e saúde pública.

Segundo os funcionários, 15 pacientes já receberam alta e cinco estão em estado grave. Trata-se de um novo tipo de coronavírus, uma família com um grande número de vírus. Até o momento, todos os casos na China foram registrados em Wuhan, uma cidade de 11 milhões de habitantes. Outros casos desta misteriosa pneumonia foram detectados no exterior: dois na Tailândia e um no Japão.

As autoridades desses dois países alegam que os pacientes foram a Wuhan antes de sua hospitalização. A investigação das autoridades constatou que vários pacientes trabalhavam em um mercado da cidade especializado no atacado de frutos do mar e peixes.

Veja Também:  Dor no ciático: você também sofre desse mal? Saiba como cuidar disso

Leia também: Mais de 40 pessoas são internadas na China com pneumonia de causa desconhecida

O município tomou várias medidas, ordenando, em particular, o fechamento do mercado em questão, onde foram realizadas operações de desinfecção e análises.

O segundo óbito – um homem de 69 anos – ocorreu na quarta-feira, segundo a Comissão Municipal de Higiene e Saúde. Um chinês de 61 anos já havia morrido na semana passada.
A maioria dos pacientes é do sexo masculino e com idade mais avançada.

As autoridades de saúde locais tentam tranquilizar a opinião pública garantindo que “o risco de transmissão entre humanos, se não foi excluído, é considerado baixo”, mas a epidemia alimenta o medo do ressurgimento do vírus altamente contagioso SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que matou cerca de 650 pessoas na China continental e em Hong Kong em 2002-2003.

Leia também: População da China aumenta para 1,4 bilhão de habitantes

A China não anunciou restrições de viagem no país. Já as autoridades de Hong Kong (sul) reforçaram suas medidas de detecção nas fronteiras do território autônomo, em particular com detectores de temperatura corporal.

Veja Também:  Dicas e produtos para garantir uma boa higiene bucal para a sua família

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse na quinta-feira que “ainda há muito a descobrir sobre o novo coronavírus”. “Não sabemos o suficiente para tirar conclusões definitivas sobre seu modo de transmissão”, ressaltou.

Fonte: IG Saúde
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana