conecte-se conosco


Nova Xavantina

O Corpo de Bombeiros de Nova Xavantina está selecionando crianças para mais uma etapa do projeto “Bombeiros do Futuro”

Publicado

Texto: Sub Comandante Kalel

A 4ª Independente de Bombeiros Militar de Nova Xavantina está com processo de seleção de crianças e adolescentes  para o projeto social “Bombeiros do Futuro”. O período de inscrição vai até o dia 08 de novembro de 2019, na modalidade presencial.

Os pais ou responsáveis pelas crianças devem comparecer no quartel localizado na BR-158, ao lado do FEPAR, munidos de documentos originais do RG, comprovante de matrícula escolar do aluno, foto 3 x 4 do aluno, e histórico escolar do 1º semestre de 2019.

COMO FUNCIONA

Serão selecionadas crianças de 09 até 12 anos de idade devidamente matriculadas em instituições de ensino. O projeto possui caráter de formação e modelagem do perfil humano, para que as crianças possam receber instruções que vão além do desenvolvimento das habilidades motoras, mas também sobre comportamentos inerentes à sociedade e voltados para a realização de ações corretas, perante as regras sociais previstas dentro do contexto social e humano.

Dentre as diversas  atividades  a serem desenvolvidas os alunos participarão de instruções de ordem unida, educação no trânsito, ética e moral, preceitos de civismo e patriotismo, noções de primeiros socorros, noções de combate à incêndios, noções de sobrevivência, além de atividades educacionais voltadas para a formação social do aluno.

Veja Também:  Quadrilha assalta Fazenda Brasil nessa madrugada- Veja o vídeo com um dos suspeitos

ONDE E QUANDO

O projeto acontecerá  no quartel da 4ª CIBM. às sextas feiras, com um encontro semanal em meio período, das 7:00 às 12:00 horas para o pelotão matutino; e das 13.00 às 18:00 horas para o pelotão vespertino. As aulas acontecem no contra turno escolar, onde as crianças que estudam pela manhã, frequentam o projeto a tarde, e vice versa.

A previsão de início das atividades do Projeto Social Bombeiros do Futuro será na segunda quinzena de novembro e o encerramento em abril de 2020.

Membros da 4ª Companhia Independente dos Bombeiros Militar de Nova Xavantina estarão no programa Rezende Notícias desta sexta feira, 01, para falar da nova edição projeto social “Bombeiros do Futuro”.

Fonte: Sintonia News

Comentários Facebook
publicidade

Nova Xavantina

Produtores já semearam 65% das áreas com soja em Nova Xavantina – chuvas irregulares

Publicado

ATUALIZADA – 18 de novembro de2019

NOVA XAVANTINA – Os produtores rurais de Nova Xavantina já semearam cerca de 65% das áreas pretendidas com soja. A informação é do produtor rural e líder do agronegócio, Endrigo Dalcin.

Para o atual ciclo, são estimados cerca de 65 mil hectares com a oleaginosa. Cerca de 42 mil hectares já foram plantados e a germinação da soja está satisfatória. Ele se queixou da condição climática, uma vez que as chuvas estão abaixo do esperado na maioria das regiões produtoras.

Dalcin acredita que a semeadura da soja deve ser concluída até o final do mês. São cerca de 50 proprietários rurais envolvidos no plantio da oleaginosa. Ele aconselhou aos produtores rurais para que fiquem atentos a questão do preço da soja e do dólar.

Afirmou que na semana passada, conseguiu vender um lote com a saca valendo R$ 73,00.

===================================

ATUALIZADA- 06 de novembro 2019

NOVA XAVANTINA – Cerca de 25% das áreas já foram plantadas com soja no município de Nova Xavantina.

Veja Também:  Produtores já semearam 65% das áreas com soja em Nova Xavantina - chuvas irregulares

A informação é do produtor rural Endrigo Dalcin. Ele disse que as chuvas irregulares provocaram uma queda no ritmo de semeadura nessa semana.

Significa que dos 65 mil hectares que devem ser destinados ao plantio da soja, 17 mil já foram semeados. Para piorar o quadro, talvez 4 a 5% das áreas já semeadas terão que ser replantadas, por causa da má germinação das sementes.

As chuvas foram irregulares no município.

==================================

Publicado em 24/10-2019

NOVA XAVANTINA – Cerca de 15% das áreas já foram semeadas com soja no município de Nova Xavantina.

A informação é do produtor rural Endrigo Dalcin. São cerca de 10 mil hectares plantados. Ele disse que a expectativa é de que sejam plantados cerca de 65 mil hectares com a oleaginosa no município.

As máquinas aceleraram o plantio nessa semana, desde que as chuvas se intensificaram na região no final de semana passado. Em algumas localidades, as chuvas passaram dos 100 milímetros, permitindo condições hídricas de solo para o começo da semeadura.

Veja Também:  Quadrilha assalta Fazenda Brasil nessa madrugada- Veja o vídeo com um dos suspeitos

Em Nova Xavantina, nesse ano, deve ser mantida a mesma área com soja que no ano passado. A estimativa é que os produtores alcancem uma produtividade de 55 sacas por hectares.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Quadrilha assalta Fazenda Brasil nessa madrugada- Veja o vídeo com um dos suspeitos

Publicado

Uma quadrilha armada assaltou esta madrugada a fazenda Brasil do grupo AFB em Indianópolis, Barra do Garças. Pelas primeiras informações, os marginais levaram um caminhão com diversos defensivos agrícolas.

A fazenda fica à beira da BR-158 entre Nova Xavantina e Barra do Garças, o que facilita a fuga dos marginais.

Eram ao menos 10 criminosos. Eles fizeram os funcionários de reféns e roubaram dinheiro, carteiras, documentos e até jóias dos trabalhadores.

Os marginais arrancaram todas as câmeras de segurança instaladas na fazenda. Apenas uma câmera flagrou um dos suspeitos.

Os marginais chegaram por volta das 2hs da madrugada de hoje. O caminhão é do tipo carga seca com carroceria de madeira e roda prata. A quadrilha levou cerca de uma hora para carregar todos os defensivos agrícolas.

Fonte: Noticias Interativa

Comentários Facebook
Veja Também:  Quadrilha assalta Fazenda Brasil nessa madrugada- Veja o vídeo com um dos suspeitos
Continue lendo

Nova Xavantina

Rio das Mortes: Águas da Vida – um projeto interdisciplinar realizado por professoras de Nova Xavantina-MT

Publicado

As professoras Gabriela Almeida Silva, Kelli Carvalho Melo e Luana Nobre Aquino de Lavor, das disciplinas de Biologia, Geografia e Português, respectivamente, estão desenvolvendo um projeto interdisciplinar com os alunos de duas turmas do primeiro ano da escola estadual Ministro João Alberto em Nova Xavantina.

O projeto busca proporcionar diferentes vivências para que o aluno tenha condições de exercitar o pensamento crítico; ampliar as habilidades investigativas e argumentativas; aprofundar as reflexões a respeito do impacto das ações humanas no meio ambiente.

O projeto foi desenvolvido em diferentes etapas, de forma a relacionar as três disciplinas. Para a contextualização e problematização inicial do tema a ser estudado, foram analisadas quais ações antrópicas impactam o Rio das Mortes, a partir do conhecimento prévio dos estudantes.

Para responder a esses questionamentos, foram realizadas aulas de campo nas margens do rio, na estação de tratamento de água e esgoto do município e em propriedades rurais que realizam ações de proteção das áreas de nascentes e córregos.

Segundo a professora Gabriela, o desenvolvimento da autonomia pela busca do conhecimento deve ser uma meta de longo prazo e trabalhada pelo conjunto de profissionais do ambiente escolar. “Se mais professores desenvolvessem projetos capazes de estimular o protagonismo do estudante, bem como a capacidade de apreender através da contextualização e da interdisciplinaridade, provavelmente os resultados de ensino-aprendizagem seriam muito mais satisfatórios”, finalizou.

Veja Também:  Quadrilha assalta Fazenda Brasil nessa madrugada- Veja o vídeo com um dos suspeitos

Integração entre projetos

Uma das visitas realizadas pelos alunos foi na micro bacia do córrego Murtinho, para conhecer um pouco sobre o programa de recuperação ambiental “Viva o Murtinho” realizado por parcerias com diferentes instituições em Nova Xavantina-MT.

Projeto Viva o Murtinho

O Programa de Recuperação Ambiental, intitulado “ Viva o Murtinho”, realizado pela Associação do “Projeto Rio Limpo, Rio lindo” é uma parceria de diversas instituições, que nos últimos meses vem fazendo um diagnóstico sociambiental para ajudar na recuperação de preservação permanente de propriedades rurais da micro bacia do córrego Murtinho.

Parcerias

  1. Ministério Público do Estado de Mato Grosso – MPE/MT;
  2. Secretária Municipal de Turismo , Meio Ambiente e Agricultura Familiar;
  3. Instituto Socioambiental-ISA;
  4. Rede de Sementes do Xingu;
  5. Universidade do Estado de Mato Grosso- UNEMAT;
  6. Câmara Municipal de Vereadores (articulação Vereador Valteri Araújo da Silva);
  7. Projeflora- Plantio e Mudas Florestais Ltda.

Ações realizadas pelo projeto

Foram realizadas visitas as propriedades rurais que tinham dentro de sua extensão parte da microbacia do córrego do Murtinho. Durante as visitas era feito um diagnóstico sobre como estava o estado de preservação das Áreas de Preservação Permanente (APP’s) em torno de corpos hídricos  (córregos, nascentes, lagoas e rios), bem como das condições de vida da comunidade. Também foi explicado ao proprietários o que era uma APP’s, e quais medidas de preservação são necessária por lei para sua conservação.

Veja Também:  Produtores já semearam 65% das áreas com soja em Nova Xavantina - chuvas irregulares

As APPs são as matas na beira dos corpos hídricos protegidos por lei. Sendo a recuperação e retorno das condições da mata mediante ações de proteção, condução, regeneração, plantio e monitoramento.

Caso fosse encontrado alguma irregularidade o proprietário era notificado, e tinha um prazo para se adequar. Alguns exemplos de notificações feitas durante as vistorias foram:

  1. Isolamento das áreas de Preservação Permanente-APP- cerca (prazo: 6 meses);
  2. Delimitação do bebedouro (prazo: 6 meses);
  3. Retirada de chiqueiros, currais e galinheiros da beira do córrego (prazo: 10 meses);
  4. Fazer o CAR- Cadastro Ambiental Rural (prazo: 6 meses);
  5. Implantação de novos piquetes e bebedouros definitivos (prazo:10 meses)
  6. Preparação das áreas para plantio nas APPs (Prazo: 10 meses)
  7. Plantio de mudas e semeadura direta (prazo: 10 meses);
  8. Cuidados e manutenção: roçada, coroamento, aceiros e replantio (prazo: 1 ano);
  9. Monitoramento das áreas de plantio e emissão dos certificados (prazo: 2 anos).

Resultados

O Projeto ainda se encontra em andamento. Entretanto até agora, graças a essa iniciativa várias áreas de APP’s dentro da micro bacia do córrego Murtinho foram reflorestada.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana