conecte-se conosco


Policia Federal

Operação Fim de Festa prende jovem por tráfico de drogas na Paraíba

Publicado

Cabedelo/PB – A Polícia Federal deflagrou na quarta-feira (10/7) a Operação Fim de Festa, com objetivo de combater o tráfico de entorpecentes sintéticos. A operação contou com a participação de 10 policiais federais, sendo realizada a prisão de um jovem que portava 994 comprimidos da droga conhecida comercialmente como ecstasy.

O entorpecente tinha origem no Estado do Paraná/PR e era comercializado pelo jovem em festas, especialmente no Estado de Pernambuco/PE. O envolvido, de 20 anos, classe média, morava do bairro do Bessa, em João Pessoa/PB.

O investigado responderá pelos crimes de tráfico interestadual e associação para o tráfico de drogas, previsto no artigo 33 e 35 da Lei 11.3434/06, cuja pena poderá chegar a 20 anos de reclusão.

 

 

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Veja Também:  Operação Seguimento apreende mais de 730 quilos de cocaína no litoral paranaense
publicidade

Policia Federal

PF combate fraude na concessão de benefício assistencial

Publicado

Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (23/7) a Operação Desvio, para combater fraude na concessão ao Benefício Assistencial de Prestação Continuada (BPC) da Lei orgânica da Assistência Social (LOAS), em Macapá/AP.

Estão sendo cumpridos um mandado de prisão preventiva, contra um ex-servidor (aposentado) do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e três mandados de busca e apreensão, sendo um na residência do ex-servidor investigado e outros em agências do INSS.

Também foi determinado judicialmente o sequestro de bens móveis e imóveis, até o valor do prejuízo causado pela prática criminosa, bloqueio de ativos financeiros, além de abster-se de adentrar à sede do INSS.

A investigação da Polícia Federal iniciou-se em outubro de 2018 a partir de denúncia da própria vítima e contou com o apoio técnico da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT).

O investigado poderá responder, na medida da sua responsabilidade, pelos crimes de concussão, peculato, associação criminosa, entre outros que poderão ser identificados no decorrer das investigações. Se condenado, poderá cumprir pena de até 23 anos de reclusão.

Veja Também:  Operação Seguimento apreende mais de 730 quilos de cocaína no litoral paranaense

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF deflagra a 2ª fase da Operação Trattoria

Publicado

Foz do Iguaçu/PR – A Polícia Federal, juntamente com a PM/PR e a Força Nacional, deflagrou nesta terça-feira (23/7) a segunda fase da Operação Trattoria, para apurar o envolvimento de investigados com o tráfico de drogas na fronteira sudoeste do Paraná. As investigações iniciaram há aproximadamente seis meses em conjunto com o Ministério Público da Comarca de Capanema/PR.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara Criminal de Capanema, na residência de um empresário do município de Planalto/PR, bem como em uma empresa de manutenção de veículos. O empresário, de 24 anos, foi preso em flagrante pela posse de um revólver calibre .38 e 33 projéteis do mesmo calibre. Foram apreendidos na diligência mais de R$ 11 mil em espécie, além de celulares.

A arma, o dinheiro, e as munições foram aprendidos e, juntamente com o preso, foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil daquela cidade para os procedimentos legais.

A primeira fase da Operação Tratoria foi deflagrada em 27/11/2018, com o objetivo de investigar uma série de crimes na região de fronteira, abrangendo os municípios de Capanema, Planalto e Pérola D’Oeste, no sudoeste paranaense. Desde o seu início, um total de quatro pessoas já foram presas nessa investigação e apreendidos tratores furtados/roubados, automóveis, armas de fogo e munições, além de documentos e dinheiro em espécie.

Veja Também:  Operação Seguimento apreende mais de 730 quilos de cocaína no litoral paranaense

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF combate crimes contra o sistema financeiro nacional em Santa Catarina

Publicado

Florianópolis/SC – A Polícia Federal deflagrou nesta terça (23/7) a Operação Apagão, cuja finalidade foi desarticular grupo criminoso envolvido com obtenção de financiamentos mediante fraude, lavagem de dinheiro e inserção de dados falsos em sistema de informação.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em Florianópolis, São José e Joinville/SC, expedidos pela Justiça Federal desta capital, determinando-se, ainda, o bloqueio de valores para ressarcimento da instituição.

De acordo com as investigações, entre 2013 e 2014, foram obtidos diversos financiamentos habitacionais mediante apresentação de documentos de comprovação de renda falsos perante a Caixa Econômica Federal, gerando uma dívida de valor atual superior a R$ 26 milhões, decorrente do não pagamento das respectivas parcelas.

Os investigados poderão ser indiciados pela prática, dentre outros, dos crimes previstos no art. 19, par. único, da Lei 7.492/86 (obtenção de financiamento mediante fraude), no art. 1º da Lei 9.613/98 (lavagem de dinheiro) e no art. 313-A do Código Penal (inserção de dados falsos em sistema de informações).

Veja Também:  PF combate concussão e lavagem de dinheiro em Vila Velha/ES

 

 

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana