conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil identifica e prende dupla que atuava em crimes de roubo e extorsão contra homossexuais

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma dupla envolvida em crime de roubo e extorsão cometidos contra vítimas homossexuais foi presa por força de mandado de prisão preventiva, na segunda-feira (22.07), após serem identificados em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá. Os suspeitos, Mário Fonseca e César Augusto do Carmo Leal, tiveram as ordens de prisão cumpridas na cidade de Dourados (MS) com apoio da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul.

A dupla foi identificada durante investigações do crime, ocorrido no dia 28 de maio, em Cuiabá. Na ocasião, a vítima através de um site na internet, contratou os serviços de um garoto de programa que se apresentava como “Fit Mineiro”. Na hora e local acertado, o suspeito compareceu e logo que chegou recebeu o valor de R$ 150 pelo serviço, o qual foi acertado no cartão de crédito da vítima.

Antes de iniciar a relação sexual, o suspeito disse que precisava ir ao banheiro, e logo que saiu começou a agredir a vítima a ameaçando gravemente. Durante a ação, o suposto garoto de programa desferiu golpes de canivete na vítima, assim como o estrangulou com o cordão de um roupão.

Veja Também:  Em menos de 24 horas ação integrada prende estuprador tentando fugir para MS

Enquanto torturava a vítima, o suspeito exigia que ele fizesse uma transferência de R$ 30 mil, mas a vítima conseguiu demonstrar que só conseguiria transferir o valor de R$ 3 mil. Em seguida, o suspeito ligou para uma pessoa, com a qual conversava a todo momento pelo viva voz, e solicitou o número da conta para a transferência.

Segundo a vítima, a pessoa do outro lado da linha era certamente um transexual, em razão da voz característica, e que também era namorada ou esposa do suspeito, uma vez que só se tratavam como “meu amor” e “meu bem”. Após a vítima atender a exigência e transferir o valor exigido para a conta determinada, o suspeito fugiu do local.

Assim que foi acionada da situação, a equipe da Derf Cuiabá iniciou as investigações, identificando o beneficiário do depósito como, César Augusto do Carmo Real, o qual é oriundo de Mato Grosso do Sul. Durante os trabalhos, os policiais descobriram que César é transexual e que atende pelo nome social de Melissa, e que possui registros criminais no estado de Mato Grosso do Sul.

Com base nesse levantamento, os policiais da Derf Cuiabá conseguiram identificar o segundo suspeito, Mário Fonseca, que se apresentava como “Fit Mineiro”, responsável pela extorsão da vítima. Assim como seu companheiro, Mário possui diversos registros policiais pelos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e, agora, Mato Grosso.

Veja Também:  Polícia Civil prende traficante flagrado com dois quilos de maconha em Confresa

Diante das evidências, o delegado que coordenou as investigações, Eduardo Rizzoto de Carvalho, representou pela prisão preventiva dos suspeitos as quais foram decretadas pela Justiça. Segundo o delegado, a dupla possivelmente, comete crimes em determinada cidade por um tempo e depois se muda para não serem identificados.

“É muito provável que várias vítimas, deste tipo de crime, sequer registrem boletins de ocorrências em razão do constrangimento da situação, uma vez que muitas delas escondem de seus familiares esses relacionamentos, bem como até mesmo a homossexualidade”, destacou o delegado.

Os dois suspeitos tiveram suas prisões preventivas cumpridas em Dourados-MS pela Polícia Civil local, uma vez que foram presos em flagrante pelo cometimento de roubo e extorsão praticado com o mesmo modo de ação, na cidade.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mulher é detida por apropriação de celular achado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma jovem na posse de um aparelho celular furtado foi presa pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (20.08), no município de Confresa (1.160 km a Nordeste), durante investigação do furto.

M.C.A.N., 24 anos, responderá pelo delito de apropriação de coisa achada. A suspeita foi surpreendida em uma residência no bairro Setor Genoveva, em poder o telefone móvel que foi recuperado.

Em diligências para elucidar o furto do celular da marca Samsung, ocorrido no mês de maio, em uma residência no bairro Jardim Vitória, os policiais civis conseguiram identificar o local onde o aparelho estava, em um imóvel no bairro Setor Genoveva

Em checagem pelo número de IMEI foi constatado se tratar do produto de furto. Na ocasião, uma encontrada na posse do aparelho celular e alegou que havia achado o telefone caído em um canteiro de plantas, nas proximidades de um cartório, bem como acabou se apropriando do objeto sem procedência. 

Diante dos fatos, M.C.A.N. foi conduzida à Delegacia de Confresa para esclarecimentos. Ela foi ouvida  e será indiciada por apropriação de coisa achada, conforme artigo 169 do CP, com pena de detenção de 1 mês a 1 ano ou multa. Já o aparelho celular recuperado será restituído para vítima.

Veja Também:  Polícia Civil investiga alvos envolvidos na aquisição irregular de materiais para escolares indígenas

A Polícia Civil destaca a importância do cidadão, que vier a apropriar-se de coisa alheia, tem o prazo de 15 dias para devolução do objeto, sendo assim para não incorrer no crime.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Órgãos de defesa do consumidor fiscalizam posto de combustível alvo de denúncia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Mais um posto de combustível da Capital foi alvo de fiscalização em uma ação conjunta da Delegacia Especializada do Consumidor, da Polícia Civil, em parceria com Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem/Inmetro) e Procon Municipal, realizada na manhã desta terça-feira (20.08), na Capital.

A ação de fiscalização tinha o objetivo de averiguar uma denúncia referente a erros de vazão na bomba de combustível, ou seja, quando o abastecimento no tanque do carro é menor do que o registrado na bomba,

Segundo o delegado da Decon, Antonio Carlos de Araújo, a denúncia foi realizada via Centro Integrado de Operações Especiais (Ciosp) contra um posto de combustível de bandeira Shell, no bairro Jardim Petrópolis, em Cuiabá.

As bombas de combustível do estabelecimento apresentaram vazão regular dentro dos limites, sendo que o erro máximo admissível para as bombas de -0,5% (que apesar de negativo, tem efeito em favor do consumidor) e 0,3% (positvo, mas em prejuízo ao consumidor).

Veja Também:  Condenado por homicídio consumado e tentado tem prisão cumprida na Capital

“As equipes foram até o local, onde foram realizadas as devidas vistorias, não sendo encontrada nenhuma irregularidade no estabelecimento, porém ficando demonstrado que os órgão de Defesa do Consumidor estão atentos e vigilantes a qualquer prejuízo ao cliente”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende dupla por tráfico que quase atropelou policiais

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Acusado de tráfico de drogas, dois homens de 30 anos foram presos em Rondonópolis (212 km ao Sul), em ação da Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), com apoio da Polícia Militar. O suspeito Vagner da Silva, 30 anos, e Carlos Henrique dos Nascimento, 30 anos, também foram autuados em flagrante por tentativa de homicídio contra policiais, que quase foram atropelados pelo veículo dos envolvidos.

A prisão da dupla foi efetuada na manhã de segunda-feira (19), após apuração de uma denúncia do comércio de drogas em uma região de chácaras, usando uma picape Strada. No local, os policiais avistaram os suspeitos, que logo reconheceram os investigadores dando início à fuga.

Na perseguição, desobedecendo a ordens de paradas, os policiais conseguiram interceptar o veículo nas proximidades de um condomínio, momento que o suspeito Vagner da Silva, que estava na direção da picape, acelerou o veículo partindo para cima de um dos investigadores, que por pouco não foi atropelado.

Veja Também:  Condenado por homicídio consumado e tentado tem prisão cumprida na Capital

Diante da situação, os policiais efetuaram disparos nos pneus traseiros do veículo, mas mesmo assim, o suspeito continuou em fuga até chegar a MT 270, onde jogou um pacote de material entorpecente, aparentemente. Mais a frente, perdeu o controle do veículo e rodou na estrada, abandonando logo sem seguida a picape  e fugindo a pé, no entanto eles foram alcançados e presos pelos investigadores.

Dentro do veículo foram apreendidos uma balança de precisão, um invólucro com resquícios de maconha, que deixou forte odor da droga dentro do veículo.

O suspeito Vagner é irmão de um traficante que está preso por tráfico de drogas. Ele seria um dos responsáveis pela distribuição de drogas na cidade de Rondonópolis, e após sua prisão teria recrutado seu irmão, para manter as entregas de entorpecentes.

Em pesquisa, os policiais identificaram que o segundo preso, Carlos Henrique, tem várias passagens nos crimes de tráfico de drogas, corrupção de menores, roubo, receptação e desobediência.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana