conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil recupera carga de carnes avaliada em mais de R$ 500 mil em Várzea Grande

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Duas pessoas envolvidas no desvio de uma carga de carne avaliada em R$ 520 mil foram presas em flagrante pela Polícia Civil, na segunda-feira (12.08), durante investigações desencadeadas pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). A ação resultou ainda na apreensão de dois veículos que davam apoio a ação criminosa.

O suspeito, Jean Davis Soares Pinto e o motorista da carreta, Edson Rodrigues de Godoi, foram autuados em flagrante pelos crimes de furto e associação criminosa. Jean ofereceu dinheiro aos policiais para não ser preso e também responderá pelo crime de corrupção ativa.

As investigações iniciaram após os policiais da DRE receberem informações de que os suspeitos utilizariam um caminhão Mercedes Benz para transportar drogas na Rodovia dos Imigrantes, região do Trevo do Capão Grande. Em monitoramento da região, os policiais visualizaram o caminhão próximo ao galpão de uma empresa, com as portas da câmara fria abertas conjugado com outro caminhão também com portas abertas.

Veja Também:  Homem acusado de assassinatos em Rondônia é preso em Comodoro

Diante das suspeitas, os policiais mantiveram a vigilância do local conseguindo identificar dois veículos, um Toyota Corolla e um Chevrolet Cobalt, que acompanhava e dava apoio a ação dos criminosos. Cerca de uma hora após o início do monitoramento, o caminhão saiu do galpão escoltado pelo veículo Chevrolet Cobalt.

Os policiais seguiram a carreta que foi estacionada próximo a empresa Energisa em Várzea Grande. Com base no monitoramento, os investigadores conseguiram identificar alguns integrantes da quadrilha e por volta de 02 horas da manhã, realizaram a abordagem do suspeito Jean em sua residência, no bairro Hélio Ponce.

Questionado, o suspeito confessou que o caminhão estava com uma carga de carnes furtada, avaliada em cerca de R$ 520 mil, e que seria vendida pelos criminosos pelo valor de R$ 140 mil. No momento da prisão, Jean ofereceu dinheiro aos policiais para que não fosse preso, cometendo também o crime de corrupção ativa.

Após a prisão do suspeito, os policiais conseguiram localizar os veículos Corolla e Cobalt que davam apoio a ação criminosa na residência da mãe de outro integrante do grupo.

Veja Também:  Sesp e Sema deflagram operação ‘Abafa Amazônia’ na Região Norte

Em continuidade as diligências, caminhão que estaria transportando a carga, um caminhão cavalo e semirreboque antes de ser furtada, foi identificado sendo constatado que o motorista também tinha participação no furto. Ao ser abordado, o condutor da carreta, confessou que receberia R$ 10 mil, para fingir ter sido vítima de roubo da carga, fato que seria noticiado na cidade de São Paulo SP.

Os suspeitos foram conduzidos a DRE onde após serem interrogados pelo delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, foram autuados em flagrante pelos crimes de furto e associação criminosa. “O procedimento foi encaminhado a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande, que dará andamento nas investigações, uma vez que outros integrantes da quadrilha já foram identificados”, disse o delegado.

 

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mulher é detida por apropriação de celular achado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma jovem na posse de um aparelho celular furtado foi presa pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (20.08), no município de Confresa (1.160 km a Nordeste), durante investigação do furto.

M.C.A.N., 24 anos, responderá pelo delito de apropriação de coisa achada. A suspeita foi surpreendida em uma residência no bairro Setor Genoveva, em poder o telefone móvel que foi recuperado.

Em diligências para elucidar o furto do celular da marca Samsung, ocorrido no mês de maio, em uma residência no bairro Jardim Vitória, os policiais civis conseguiram identificar o local onde o aparelho estava, em um imóvel no bairro Setor Genoveva

Em checagem pelo número de IMEI foi constatado se tratar do produto de furto. Na ocasião, uma encontrada na posse do aparelho celular e alegou que havia achado o telefone caído em um canteiro de plantas, nas proximidades de um cartório, bem como acabou se apropriando do objeto sem procedência. 

Diante dos fatos, M.C.A.N. foi conduzida à Delegacia de Confresa para esclarecimentos. Ela foi ouvida  e será indiciada por apropriação de coisa achada, conforme artigo 169 do CP, com pena de detenção de 1 mês a 1 ano ou multa. Já o aparelho celular recuperado será restituído para vítima.

Veja Também:  Sesp e Sema deflagram operação ‘Abafa Amazônia’ na Região Norte

A Polícia Civil destaca a importância do cidadão, que vier a apropriar-se de coisa alheia, tem o prazo de 15 dias para devolução do objeto, sendo assim para não incorrer no crime.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Órgãos de defesa do consumidor fiscalizam posto de combustível alvo de denúncia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Mais um posto de combustível da Capital foi alvo de fiscalização em uma ação conjunta da Delegacia Especializada do Consumidor, da Polícia Civil, em parceria com Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem/Inmetro) e Procon Municipal, realizada na manhã desta terça-feira (20.08), na Capital.

A ação de fiscalização tinha o objetivo de averiguar uma denúncia referente a erros de vazão na bomba de combustível, ou seja, quando o abastecimento no tanque do carro é menor do que o registrado na bomba,

Segundo o delegado da Decon, Antonio Carlos de Araújo, a denúncia foi realizada via Centro Integrado de Operações Especiais (Ciosp) contra um posto de combustível de bandeira Shell, no bairro Jardim Petrópolis, em Cuiabá.

As bombas de combustível do estabelecimento apresentaram vazão regular dentro dos limites, sendo que o erro máximo admissível para as bombas de -0,5% (que apesar de negativo, tem efeito em favor do consumidor) e 0,3% (positvo, mas em prejuízo ao consumidor).

Veja Também:  Polícia Civil prende foragido da Justiça na região de fronteira

“As equipes foram até o local, onde foram realizadas as devidas vistorias, não sendo encontrada nenhuma irregularidade no estabelecimento, porém ficando demonstrado que os órgão de Defesa do Consumidor estão atentos e vigilantes a qualquer prejuízo ao cliente”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende dupla por tráfico que quase atropelou policiais

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Acusado de tráfico de drogas, dois homens de 30 anos foram presos em Rondonópolis (212 km ao Sul), em ação da Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), com apoio da Polícia Militar. O suspeito Vagner da Silva, 30 anos, e Carlos Henrique dos Nascimento, 30 anos, também foram autuados em flagrante por tentativa de homicídio contra policiais, que quase foram atropelados pelo veículo dos envolvidos.

A prisão da dupla foi efetuada na manhã de segunda-feira (19), após apuração de uma denúncia do comércio de drogas em uma região de chácaras, usando uma picape Strada. No local, os policiais avistaram os suspeitos, que logo reconheceram os investigadores dando início à fuga.

Na perseguição, desobedecendo a ordens de paradas, os policiais conseguiram interceptar o veículo nas proximidades de um condomínio, momento que o suspeito Vagner da Silva, que estava na direção da picape, acelerou o veículo partindo para cima de um dos investigadores, que por pouco não foi atropelado.

Veja Também:  Sesp e Sema deflagram operação ‘Abafa Amazônia’ na Região Norte

Diante da situação, os policiais efetuaram disparos nos pneus traseiros do veículo, mas mesmo assim, o suspeito continuou em fuga até chegar a MT 270, onde jogou um pacote de material entorpecente, aparentemente. Mais a frente, perdeu o controle do veículo e rodou na estrada, abandonando logo sem seguida a picape  e fugindo a pé, no entanto eles foram alcançados e presos pelos investigadores.

Dentro do veículo foram apreendidos uma balança de precisão, um invólucro com resquícios de maconha, que deixou forte odor da droga dentro do veículo.

O suspeito Vagner é irmão de um traficante que está preso por tráfico de drogas. Ele seria um dos responsáveis pela distribuição de drogas na cidade de Rondonópolis, e após sua prisão teria recrutado seu irmão, para manter as entregas de entorpecentes.

Em pesquisa, os policiais identificaram que o segundo preso, Carlos Henrique, tem várias passagens nos crimes de tráfico de drogas, corrupção de menores, roubo, receptação e desobediência.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana