conecte-se conosco


Policial

Policiais de Guarantã do Norte recebem homenagem por atuação em operação

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil de Guarantã do Norte (715 km ao Norte de Cuiabá) foi agraciada com “Certificado de Menção Honrosa” concedido pela Prefeitura Municipal de Guarantã do Norte, em alusão ao brilhante trabalho prestado na região.

A cerimônia de reconhecimento foi realizada na última sexta-feira (29.11), ocasião em que os policiais civis da Delegacia Regional e Delegacia Municipal foram parabenizados, bem como receberam a homenagem das mãos do prefeito Érico Stevan Gonçalves.

O Certificado de Menção Honrosa menciona o empenho e dedicação de toda equipe da Polícia Civil no trabalho de combate a criminalidade, principalmente na desarticulação de organizações atuantes no tráfico de drogas na cidade.

A congratulação enaltece os policiais pela operação Hidrus deflagrada para cumprimento de mais de trinta mandados judiciais de prisão e busca e apreensão, que resultou na apreensão de armas de fogo, drogas, além da prisão de pessoas suspeitas.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Veja Também:  Projetos sociais da PJC atendem mais de 25,3 mil pessoas durante o ano
publicidade

Policial

Polícia Civil prende homem que agrediu ex-companheira com chave de fenda em Várzea Grande

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem acusado de agredir a namorada com golpes de chave de fenda teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, nesta quarta-feira (22.01), em ação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande (DEDMCI-VG) com apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres (228 km a Oeste de Cuiabá).

O suspeito, que conviveu 5 anos com a vítima, já havia a agredido anteriormente, no mês de dezembro de 2019. Assim que saiu da prisão, em janeiro, mesmo ciente das medidas protetivas, rompeu a tornezeleira eletrônica para praticar a nova agressão.

O crime ocorreu no dia 10 de janeiro em uma residência no bairro Parque do Lago, em Várzea Grande. O suspeito, pelo fato de não aceitar o fim do relacionamento, pulou o muro da casa em que a vítima estava e a agrediu com diversos golpes com chave de fenda, ferindo a vítima na barriga, nas costas, na nuca, tórax e rosto.

Enquanto a agredia, o suspeito xingava, ameaçava de morte e ao mesmo tempo pedia perdão à vítima. Após o crime, o agressor foi embora, porém, voltou a passar em frente a casa, apontado uma arma de fogo e dizendo que iria matar a vítima.

Veja Também:  Policiais civis garantem pódio no 1º Campeonato de Parajiu-jitsu em Barra do Garças

Diante da gravidade da situação e para evitar um futuro feminicídio, a delegada Mariel Antonini Dias representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça. A ordem judicial foi cumprida nesta quarta-feira (22), na cidade de Cáceres, com apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher do município.

“Para evitar consequências maiores, como um possível feminicídio, a Delegacia da Mulher de Várzea Grande atuou de maneira grave e eficaz, fazendo que o agressor retornasse à prisão”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Operação cumpre mandados em Cuiabá contra quadrilha de roubos/furtos de veículos de locadoras

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá), com o apoio operacional da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), deflagrou nesta quarta-feira (22.01), a Operação Localiza, que investiga uma associação criminosa responsável por subtrair, mediante fraude, veículos de propriedade de locadoras em todo o Estado Mato Grosso.

Na operação, as equipes da GCCO ficaram responsáveis por três ordens judiciais, expedidas pela comarca de Barra do Garças com base nas investigações da DERF, do município, sendo cumpridos um mandado de prisão preventiva e dois de busca e apreensão domiciliar em Cuiabá.

De acordo com o delegado da DERF Barra do Garças, Nélder Martins Pereira, responsável pelas investigações, somente no mês de julho de 2019, os integrantes da quadrilha subtraíram uma pick-up Fiat Strada e um Volkswagen Voyage de uma empresa da cidade de Barra do Garças e, em seguida, fugiram para a capital mato-grossense.

Há também fortes indícios de atuação do grupo criminoso nas cidades de Nova Mutum, Jaciara, Sorriso e até mesmo no município de Aragarças, estado de Goiás.

Veja Também:  Polícia Civil cumpre prisão de último alvo da operação Hydrus

As investigações indicam que a quadrilha, em clara divisão de tarefas, simulava o roubo/furto de um veículo segurado (registrando boletim de ocorrência do sinistro) e acionava a empresa seguradora, solicitando, inclusive, um veículo reserva junto a uma empresa de locação.

“Geralmente, usando documentos pessoais e ‘cheques caução’ falsos, um integrante fazia, sem grandes dificuldades, a retirada/subtração do veículo locado. Dias depois, registravam o boletim de ocorrência de recuperação do veículo segurado e o transferiam a terceiro”, explicou o delegado.

As diligências continuam para localizar e prender outros suspeitos. As investigações prosseguem na DERF de Barra do Garças, sendo os investigados responsabilizados pelos crimes de furto mediante fraude e associação criminosa, sem prejuízo de apuração de outras infrações penais conexas.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Projetos sociais da PJC atendem mais de 25,3 mil pessoas durante o ano

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Com ações de educação preventiva, a Coordenadoria de Polícia Comunitária, através dos Projetos Sociais da Polícia Judiciária Civil, De Bem Coma Vida, De Cara Limpa contra as Drogas e Rede Digital pela Paz, atendeu mais de 25,3 mil pessoas, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos, ao longo de 2019.

Os trabalhos tiveram como foco principal estudantes do ensino fundamental e médio, totalizando 21.722 crianças e adolescentes atendidos em todo estado de Mato Grosso. Os projetos também realizaram ações para jovens e adultos que resultaram em mais 3.169 pessoas atendidas.

Realizadas de forma continuada em escolas e empresas, as atividades buscam entre outras questões, desestimular o uso inicial de drogas por crianças e adolescentes, reduzir situações de riscos aos danos relacionados ao uso indevido de entorpecentes.

Outra tema trabalhado, principalmente com crianças e adolescentes em idade escolar é o “bullying”, termo em inglês que pode significar desde uma intimidação verbal até uma agressão física. Buscando uma conversa leve, porém responsável, os palestrantes expões 8 conceitos diferentes que caracterizam o comportamento, que na maioria dos casos nasce dentro da escola.

Além do trabalho desenvolvido com estudantes, há também ações interdisciplinares e contínuas, de caráter preventivo e educativo na que são planejadas para o trabalhador e familiares, oportunizando a prevenção do uso indevido de drogas no ambiente de trabalho em todos os turnos, visando à melhoria da qualidade de vida.

Para realização dos atendimentos da maneira mais eficaz, os projetos sociais atuam em agenda integrada e as ações preventivas pautadas em princípios éticos e na pluralidade cultural, orientadas para a promoção de valores voltados à saúde física e mental, individual e coletiva, ao bem-estar, à integração socioeconômica e a valorização das relações familiares, considerando seus diferentes modelos.

Veja Também:  Polícia Civil instaura 1.121 inquéritos de crimes no trânsito na região metropolitana

As ações são planejadas e direcionadas ao desenvolvimento humano, com incentivo à educação para a vida saudável, acesso aos bens culturais, incluindo a prática de esportes (Corrida De Cara Limpa Contra as Drogas), cultura, lazer, a socialização do conhecimento sobre drogas com embasamento científico, o fomento ao protagonismo juvenil, à participação da família, da escola e da sociedade na multiplicação dessas ações.

O coordenador da Polícia Comunitária, Ademar Torres de Almeida, a prevenção constitui um grande desafio para a implementação de uma política de atenção aos problemas com drogas em nosso Estado e exige – tanto da sociedade quanto do poder público – ações conjuntas e eficazes a partir de políticas intersetoriais nas diversas áreas: jurídica, educação, segurança, saúde e assistência social na busca de soluções para minimizar os prejuízos decorrentes do uso de entorpecentes.

Ademar também acredita que o trabalho interdisciplinar e multiprofissional, com a participação de diferentes atores sociais envolvidos no processo, possibilita a formação de multiplicadores. “O objetivo é ampliar, articular e fortalecer as redes sociais, visando ao desenvolvimento integrado de programas de promoção geral à saúde e de prevenção”, explica.

As principais ações preventivas buscaram compartilhar informações, esclarecer, conscientizar, estimular o diálogo e abrir espaço para tirar o assunto da invisibilidade e, assim, mudar essa realidade.

Veja Também:  Suspeito é preso pouco após incendiar casa de namorada em São Félix do Araguaia

No interior do estado, as ações são desenvolvidas pelos policiais civis que ficam responsáveis pelo desenvolvimento dos projetos em suas cidades. Em Sapezal (480 km a Noroeste de Cuiabá), somente no mês de fevereiro de 2019, mais de 2 mil jovens participaram de palestras orientativas e preventivas ministradas pelo delegado da Polícia Civil do município de Sapezal, Valmon Pereira da Silva, dentro do programa De Cara Limpa Contra as Drogas.

No mês de abril, os projetos tiveram como foco a Campanha Escola Segura com o foco orientações no campo preventivo da violência no âmbito escolar, ocasião em que foram realizados mais de 5 mil atendimentos na Capital e no interior do estado.

A campanha visa orientar alunos sobre o cyberbullying, prática que envolve o uso de tecnologias de informação e comunicação para dar apoio a comportamentos hostis com a intenção de ameaçar, como o compartilhamento de fotos ou vídeos que façam menção a supostos ataques alcançou duas escolas particulares de Cuiabá.

A valorização da vida foi o principal tema abordado pelos projetos sociais durante na Campanha Setembro Amarelo de Sensibilização e Prevenção ao Suicídio. Na ocasião, foram realizadas ações na Capital e interior do estado que ultrapassaram a marca de 1 mil atendimentos somente na segunda quinzena de setembro.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana