conecte-se conosco


Esportes

Pouco inspirado, Brasil perde por 1 a 0 para o Peru em amistoso nos EUA

Publicado

Lance

Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA arrow-options
Pedro Martins / MoWA Press

Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA

De dar sono. O Brasil entrou em campo na madrugada desta quarta-feira e foi derrotado pelo Peru por 1 a 0 – gol de Abram, no fim. As seleções duelaram em Los Angeles, nos Estados Unidos, em um jogo bem fraco tecnicamente – muito pela falta de disposição dos jogadores de ambos os lados, até por não terem iniciado o amistoso com suas forças máximas. Foi apenas a quinta vitória dos peruanos sobre os brasileiros na história, por sinal. Time de Tite ficou devendo.

Leia também: CR7 faz quatro e Portugal atropela Lituânia pelas eliminatórias da Eurocopa

Vale destacar, inclusive, que este amistoso foi o reencontro de Brasil e Peru após a final da Copa América – conquistada pelos brasileiros. A seleção brasileira volta a campo ainda neste ano para mais amistosos em Datas Fifa. Estão programados dois para outubro, entre os dias 7 e 15, e dois para novembro, entre 11 e 19. Os adversários e locais destas quatro partidas antes do fim de 2019 ainda não foram confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol.

EFEITO HORÁRIO?
O jogo começou à 0h no horário de Brasília. Tudo bem que na hora local, em Los Angeles (EUA), são quatro a menos, mas os jogadores do Brasil e do Peru entraram em campo dormindo, com pouca disposição e criatividade no meio de campo. Talvez o horário não seja forte como argumento para os desempenhos aquém do esperado… Tanto que na parte inicial do primeiro tempo, pouca efetividade pode ser vista. Os peruanos chegaram a tentar com Tapia, enquanto os brasileiros foram ao ataque com David Neres – após jogada louvável de Roberto Firmino, com Advíncula evitando no momento exato.

Veja Também:  Coluna: Quanto vale o show?

DESPERTADOR FUNCIONA
Na segunda parte do primeiro tempo, os jogadores enfim despertaram e passaram a buscar a bola, alternando a movimentação ofensiva e com a criação funcionando – mesmo que aos poucos. Aos 23, o Peru quase abriu o marcador com Advíncula, mas Ederson caiu bem para fazer a defesa. No lance seguinte, Richarlison tabelou com Firmino e mandou forte, com a bola tirando tinta da trave. Até o intervalo, apenas uma outra chance merece ser destacada – aos 43, com Richarlison novamente, obrigando Gallese a espalmar para fora. A etapa inicial acabou empatada sem gols.

MELHORA COM NEYMAR
Depois de um time alternativo no primeiro tempo, sem Neymar , Tite colocou a estrela do Brasil em campo na etapa final. Existiu uma melhora nítida na formação e qualidade da Seleção, apesar da falta de efetividade seguir prejudicando na hora da chegada ao gol. Allan arriscou aos quatro, Philippe Coutinho aos oito, David Neres aos 17… Com Neymar aos 19, em um bom contra-ataque… Richarlison ainda tentaria na metade do segundo tempo, mas mesmo com esta melhora com a entrada de Neymar, não estava sendo o suficiente. E pagaria caro pouco tempo depois…

Veja Também:  Coluna – Porque um pouco de perspectiva não faz mal

‘REVANCHE’ PERDIDA
Com o desenrolar do amistoso, chegando aos minutos finais, o Peru, que perdeu a final da Copa América deste ano justamente para o Brasil, passou a ser mais efetivo no ataque, aproveitando alguns espaços deixados pelos comandados de Tite, considerando-se como uma “revanche” para eles – que acabaram se dando a melhor. Aos 39 minutos, após cobrança de falta de Yotún, Abram subiu mais alto, em falha de Militão e Ederson, para fazer o gol da vitória peruana – e consequente derrota do Brasil. Peru 1 a 0, placar final, justo pelo apresentado. Nesta sequência de amistosos após Copa América, o Brasil ficou devendo. Ao voltar a campo em outubro, precisa melhorar – e acordar!

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Gre-Nal dá toque gaúcho à final da Copa São Paulo neste sábado

Publicado

source

O aniversário é da cidade de São Paulo (SP), que comemora 466 anos, mas, na manhã deste sábado (25), a capital paulista terá uma festa gaúcha. Resta saber se em azul ou vermelho. Grêmio e Internacional decidem a Copa São Paulo de Futebol Júnior a partir das 10h (horário de Brasília) no Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu.

Apesar de reunir dois times do Rio Grande do Sul, a expectativa é de casa cheia. Segundo a Federação Paulista de Futebol (FPF), organizadora da competição, os 32 mil ingressos disponibilizados gratuitamente se esgotaram hoje (24). Os bilhetes, gratuitos, devem ser impressos aqui.

Os portões serão abertos amanhã (25), às 8h. Os gremistas ocuparão a arquibancada verde e amarela do estádio, com acesso pela Praça Charles Miller. Os colorados ficarão nas cadeiras laranjas, cuja entrada é pela Rua Itápolis. Cada torcida teve direito a 16 mil ingressos.

É apenas a quinta vez, em 51 edições da Copinha, que a decisão não reunirá times paulistas. A primeira desde 2011, quando o Flamengo superou o Bahia por 2 a 1, também no Pacaembu. O próprio Inter esteve em uma dessas finais entre “forasteiros”: em 1980 derrotou o Atlético-MG.

O Colorado, aliás, é um dos maiores campeões do torneio, com quatro títulos (1974,1978,1980 e 1998, sendo que este último revelou o zagueiro Lúcio, pentacampeão mundial com a seleção brasileira) e um vice (1972, quando perdeu a final para o Nacional-SP). Se chegar à quinta taça, o Inter se iguala a São Paulo e Fluminense, ficando só atrás do Corinthians (10) em número de conquistas.

“É uma final muito especial. Além disso, é um clássico gigante.Todos estamos ansiosos para esse jogo. Jogadores, comissão… E todos estarão assistindo. A expectativa é grande. Não é uma competição fácil. Que vença o melhor”, disse o meia Cesinha, capitão do Internacional na Copinha, em entrevista coletiva no Museu do Futebol, em São Paulo.

Veja Também:  Coluna: Quanto vale o show?

O Grêmio, por sua vez, chega à segunda final, mas nunca venceu a competição. Na decisão de 1991, o time que apresentou o goleiro Danrlei foi goleado por 4 a 0 pela Portuguesa, do atacante Dener, que faleceu três anos depois em um acidente de carro.

“(Estar na final) é o sonho do moleque de qualquer cidade ou favela do país. É um título que pode marcar na história”, afirmou o lateral-esquerdo e capitão gremista Matheus Nunes, durante a entrevista coletiva. “Lembro de quando cheguei (ao Grêmio), com 12 anos. Estava no alojamento vendo os atletas (nascidos em 1998). Botei na cabeça: um dia, vou chegar lá”, completou.

Campanhas semelhantes

Apesar do histórico na competição ser bem mais favorável ao Inter, o Tricolor Gaúcho chega à final com números levemente superiores. Ambos têm seis triunfos e dois empates em oito jogos, com uma classificação nos pênaltis para cada lado, e só foram vazados três vezes. O Grêmio, porém, marcou três gols a mais (18 a 15).

O atacante Elias, com seis gols, é o artilheiro gremista. Foi dele a bola na rede que classificou o time à final, na vitória por 1 a 0 sobre o Oeste, na semifinal, na Arena Barueri. Companheiro de ataque de Elias, Rildo vem na sequência da estatística, com quatro gols. Para a decisão, a equipe dirigida pelo técnico Guilherme Bossle terá o retorno do meia Diego Rosa, expulso durante a disputa de pênaltis contra o Vasco, pelas quartas de final.

Veja Também:  Já classificado, Juventude empata em 2 a 2 com Alianza Lima, do Peru

“No ano passado, por minutagem em campo, o Grêmio foi o clube que mais usou jogadores da base na equipe de cima. É legal saber que o professor Renato (Gaúcho, técnico do time principal gremista) deu uma segurada na palestra antes do jogo (contra o Caxias, na estreia do Campeonato Gaúcho) para que a equipe profissional pudesse assistir os meninos, e todos vibraram muito no gol do Elias, como se fosse deles. Isso é integração”, destacou Guilherme.

Assim como o rival, o Inter tem seus tentos distribuídos por nove jogadores. O meia e capitão Cesinha e o atacante Matheus Monteiro, ambos com três gols, são os goleadores colorados. Matheus, inclusive, deixou a marca dele no 3 a 1 para cima do Corinthians, também na Arena Barueri, pela outra semifinal. Os atacantes Guilherme Pato e Nícolas completaram o resultado para o grupo comandado por Fábio Matias.

“É importante para o Rio Grande do Sul ter Inter e Grêmio nessa final. Mostra o quanto essas bases estão em alta. São dois times com muitos jogadores de destaque no cenário nacional. Para nós, é uma satisfação grande sermos testemunhas vivas desse jogo. Nosso principal objetivo é dar visibilidade aos meninos. Queremos que vários tenham oportunidade no time profissional”, encerrou Fábio.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Morre o jornalista e comentarista esportivo Sérgio Noronha 

Publicado

source

O jornalista e comentarista esportivo Sérgio Noronha, chamado carinhosamente de seu Nonô, morreu hoje (24) aos 87 anos, no Hospital Rio Laranjeiras, na zona sul do Rio, vítima de uma parada cardíaca, após contrair uma pneumonia há 10 dias.

Noronha sofria de Alzeheimer e era morador do Retiro dos Artistas, em Jacarepaguá, desde novembro de 2018, levado pelo amigo e árbitro de futebol Arnaldo Cezar Coelho.

Noronha morou durante anos em Ipanema, na zona sul do Rio, e era frequentador assíduo da praia, onde ia todas as manhãs e mantinha a pele bronzeada de quem curtia o mar.

Um dos grandes jornalistas e comunicadores da sua geração, Sérgio Noronha se destacou no jornal, no rádio e na TV. Era carioca, nasceu no dia 28 de dezembro de 1932 e estudou Letras na Faculdade Lafayete. Em 1959, virou repórter do Jornal do Brasil e trabalhou ainda nos jornais Diário Carioca, Correio da Manhã e Última Hora, além das revistas Senhor e TV Guia.

Manteve durante anos uma coluna diária sobre futebol no Jornal do Brasil e depois se mudou para o rádio e a televisão. No rádio participou de mesas redondas e comentários de jogos em várias emissoras e também na televisão, onde comentava os jogos nas transmissões esportivas, como na Rede Globo, onde atuou ao lado de Galvão Bueno e Arnaldo Cezar Coelho. Fez parte também das equipes da TV Educativa, atual TV Brasil, Tupi, TV Rio e no Canal SporTV.

Veja Também:  Seleção masculina de handebol estreia no Torneio Centro Sul-Americano

Depois de deixar a Rede Globo, onde trabalhou por mais de duas décadas, em Janeiro de 2009 assinou contrato com a TV Bandeirantes para comentar o Campeonato Carioca na emissora. Foi também comentarista do canal pay-per-view Premiere. Também fez parte dos Debates Populares, do programa Haroldo de Andrade, na Rádio Globo, onde participava da mesa de debatedores que discutia os temas em destaque do dia.

O horário do velório e o local do enterro ainda não foram definidos pelo Retiro dos Artistas. Noronha sempre morou sozinho e não tinha parentes próximos.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Palmeiras está na final da Copa Santiago após vitória sobre o Inter

Publicado

source

Pelo terceiro ano consecutivo o Palmeiras está na final da Copa Santiago de Futebol Juvenil. Na noite de hoje (24), o Verdão derrotou o Internacional por 2 a 1, na semifinal disputada no estádio Alceu Carvalho, na cidade de Santiago (RS). O Palmeiras aguarda agora o vencedor da outra semifinal, entre Juventude e Grêmio, que ocorre neste momento, com transmissão ao vivo pela TV Brasil.

Os gols da vitória do Palmeiras foram marcados pelo atacante Juninho e pelo zagueiro Luan, artilheiro isolado da competição, com cinco gols. Do lado do Inter, quem balançou a rede foi o atacante Vinícius Mello, que entrou no segundo tempo.

O time paulista, comandado pelo técnico Hamilton Mendes, vai em busca do bicampeonato. No ano passado, o Verdão também chegou à final, mas foi derrotado pelo Grêmio na cobrança de pênaltis. Em 2018, o Alviverde faturou o primeiro título da Copa Santiago,  ao eliminar na final o Coritiba.

A decisão da 32ª Copa Santiago de Futebol Juvenil será neste domingo (26), às 10h, com transmissão ao vivo pela TV Brasil.

Veja Também:  Coluna – Porque um pouco de perspectiva não faz mal

Jogo

Apesar de muito brigado, foram poucas as chances de gol no primeiro tempo.  Melhor na marcação, o Inter dificultou o ataque palmeirense. A melhor oportunidade do Colorado foi aos 18 minutos, quando o zagueiro João Victor Felix arriscou um chute de longe, mas o goleiro Mateus foi bem na bola e defendeu.  Aos 21, o atacante Juninho arriscou de fora da área e por pouco não abre o placar para o Palmeiras. Mas ele tentou de novo e deu certo: aos 41 minutos, também de fora da área, ele soltou uma bomba de canhota e colocou o Verdão na frente do placar: 1 a 0.

O segundo tempo foi mais movimentado, com o Palmeiras pressionando para ampliar o placar. E quase conseguiu com Naves, aos 15 minutos, mas o goleiro Lucas Flores impediu,  com uma defesa espetacular. Já o time Colorado teve seis substituições, uma delas foi a entrada aos 23 minutos do atacante Vinicius Mello no lugar do João Victor Tavares. E bastaram dois minutos em campo para Vinicius, de cabeça, mandar a bola no travessão, e ela caprichosamente bateu em Naves antes de entrar. Gol contra e tudo igual no estádio Alceu Carvalho: 1 a 1. O jogo parecia se encaminhar para a decisão nas penalidades quando, aos 35 minutos, o zagueiro Luan aproveitou o cruzamento da direita e cabeceou para o fundo da rede, selando a vitória do Verdão por 2 a 1 e classificação do time para a grande final da Copa Santiago. 

Veja Também:  Palmeiras está na final da Copa Santiago após vitória sobre o Inter

Jogos da Copa Santiago

Você pode rever as partidas da Copa Santiago aqui.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana