conecte-se conosco


Nova Xavantina

Ação conjunta apreende defensivo de comercialização proibida em Nova Xavantina

Publicado

Vinte e nove sacos de defensivos agrícolas transportados ilegalmente foram apreendidos e três homens presos, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, nesta sexta-feira (19.11), em Nova Xavantina (645 km a leste de Cuiabá).

O trabalho integrado foi realizado pelos policiais civis da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Delegacia Regional de Água Boa, da Delegacia de Nova Xavantina, com apoio os policiais rodoviários federais.

Os suspeitos de 41, 53 e 59 anos foram autuados em flagrante por contrabando ou descaminho, crime ambiental e de armazenamento irregular de defensivos agrícolas. Dois veículos, Fiat Uno e Voyage, utilizados para transportar os produtos também foram apreendidos.

As diligências iniciaram após denúncia anônima de transporte e comércio ilegal de defensivos agrícolas, em dois carros circulando na região de Nova Xavantina.

Durante apuração das informações, as equipes visualizaram quando o carro Fiat Uno, com as mesmas características, estacionou em uma casa no bairro Cohab Henry 2. Logo em seguida, chegou no local o veículo Voyage com dois ocupantes.

Após conferirem o porta-malas do Fiat Uno, um dos suspeitos saiu conduzindo o automóvel que estava carregado com os defensivos agrícolas. Enquanto os outros sairam no Voyage.

Foi feito o acompanhamento dos carros e realizada a abordagem do Uno e no porta-malas localizados 30 sacos de dez quilos cada, e no rótulo descrito fertilizante do tipo sulfato de manganês monoidratado. Já na abordagem ao segundo carro, Voyage, nada de ilícito foi encontrado.

No entanto, após análise visual preliminar, constatou-se que os produtos dentro dos sacos apresentavam estrutura granular de cor âmbar, o que diverge das características do produto sulfato de manganês monoidratado, indicando se tratar do produto benzoato.

Diante dos fatos, os três envolvidos foram encaminhados até a Delegacia de Nova Xavantina, para esclarecimentos.

Ao serem ouvidos pelo delegado Raphael Diniz Garcia, o condutor do Uno contou que os defensivos são de propriedade de um dos comparsas, bem como desconhecia o conteúdo e foi chamado somente para fazer o transporte.

Ainda segundo relatos, a carga de defensivo agrícola foi retirada de uma empresa transportadora, na manhã desta sexta-feira (19). Então eles colocaram os sacos no Fiat Uno.

Junto com os suspeitos os policiais localizaram uma agenda contendo anotações sobre os 29 sacos de sulfato de manganês e benzoato, indicando o conhecimento acerca dos produtos apreendidos e contradizendo a versão apresentada.

Após serem interrogados os conduzidos foram autuados em flagrante delito. Os 29 sacos de defensivos agrícolas foram apreendidos e serão periciados.

 

ASSESSORIA PJC

Comentários Facebook
publicidade

Nova Xavantina

Vereador Elias Bueno ganha mais uma do ex-prefeito João Batista Vaz da Silva- CEBOLA

Publicado

O ex-prefeito João Batista Vaz da Silva, ingressou com AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANO EM RAZÃO DE PUBLICAÇÃO OFENSIVA EM REDE SOCIAL em face do vereador Elias Bueno com pedido de indenização (sugere R$ 30 mil).

A medida foi provocada a partir de publicações em redes sociais de cunho ofensivo patrocinado pelo vereador Elias Bueno, a qual atrelou o nome do Ex-prefeito João Batista Vaz da Silva em supostas práticas de corrupção e malversação do dinheiro público, dentre eles, desvio de verbas públicas destinadas ao enfretamento da pandemia por COVID-19 no município. Em decorrência disso, o ex-prefeito afirma ter sofrido danos morais que repercutiram negativamente em sua esfera íntima por conta dos vídeos divulgados pelo vereador.

Em sua defesa, o vereador Elias Bueno confirmou a veiculação do conteúdo nas redes sociais, relatando que apenas exerceu o direito de vigilância das contas públicas em razão de sua atuação como vereador da cidade, gozando de imunidade parlamentar por suas opiniões e votos. A  divulgação de dados financeiros sobre o enfrentamento a pandemia, sugerindo o desvio de verbas destinadas ao combate pelo então ex-prefeito da cidade não são suficientes para afrontar a honra e integridade moral de quem ocupava um cargo público como ex-gestor da cidade. Não podemos esquecer  que quem age em nome da coletividade, deve renunciar de parte de sua intimidade, para submeter-se á opinião pública. Este é um encargo a ser suportado para aqueles que queiram figurar em qualquer cargo público.
O dano moral é um instituto que deve ser utilizado com moderação, não podendo abraçar indenizações por qualquer problema que as pessoas tenham na vida pública, o que é a situação relatada nos autos.
Diante do exposto e por tudo mais que consta nos autos o Juiz Robson Adriano Machado julgou  IMPROCEDENTES os pedidos de indenização por danos morais propostos pelo ex-prefeito João Batista Vaz da Silva.
CONFIRA NA INTEGRA:  SENTENÇA EX PREFEITO CEBOLA

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

A procuradora geral de Nova Xavantina doutora Bruna Toledo permanecerá  afastada por mais 60 dias do cargo

Publicado

A procuradora foi denunciada por, supostamente, ter cometido várias irregularidades, o  que culminou com a abertura do Processo Administrativo Disciplinar 001/2021.

 Nesta quarta-feira, 24, foi publicado a portaria nº 1961/2021, que consta o afastamento preventivo, por mais 60 (sessenta) dias serviço do cargo a servidora pública Bruna Garcia Toledo, com vigência a partir da publicação.

A Comissão de Processo Administrativo Disciplinar composta pelos seguintes funcionários públicos: Anilton Silva de Moura, Enfermeiro, Viviam Vivas Lins, Professora, Perillo José Sabino Nunes, Biólogo, protocolou junto ao município no último dia 18 de Novembro de 2021 o  ofício de n°009/2021, que prevê ‘medo” por parte das testemunhas num possível retorno da Dra Bruna Toledo.

 “…prevendo pelos documentos do processo uma provável interferência na coleta dos documentos e intimidação das testemunhas, pela facilidade de acesso aos documentos e medo de servidores envolvidos, se a Dra. Bruna retornar, decidimos manter o afastamento pelo prazo da lei, com início após o fim do prazo da decisão que
decidiu pelo afastamento atual”. (Ofício 802/2021)

Considerando os princípios basilares estatuído na Constituição Federal da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência; Considerando, finalmente, que a autoridade que tiver ciência de possíveis irregularidade no serviço público é obrigado a promover a sua imediata apuração, garantindo ao acusado a ampla defesa e contraditório e conforme determina o artigo 5º LV da Constituição Federal de 1988.

 

CONFIRA A PORTARIA NA INTEGRA: PORTARIA 19612021 BRUNA TOLEDO DIÁRIO OFICIAL

A procuradora geral de Nova Xavantina doutora Bruna Toledo foi afastada do cargo

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

POLÍCIAL CIVIL ACUSADO DE VIOLAR PRERROGATIVA TEM PROCESSO EXTINTO JÁ QUE FOI RECONHECIDA A ILEGITIMIDADE PASSIVA NA COMARCA DE NOVA XAVANTINA.

Publicado

Foi julgado neste dia 17 em nova Xavantina o processo contra o polícia civil Sr. Lusney Acusado de prerrogativas contra a advogada Dra Dangella  Moreira  onde o  processo foi extinto já que foi reconhecida a ilegitimidade passiva. Segue em anexo a sentença do processo.

SENTENÇA LUSNEY (1)

ENTENDA O CASO

Matéria públicada pelo site  de Notícias O Roncador

Na última quinta-feira(22), um fato isolado de um policial civil violou as prerrogativas de direito da advogada Dra. Dângella Moreira, do escritório Moreira Advocacia, determinando situações humilhantes e vexatórias na frente de seu cliente, situações está que a mesma preferiu não relatar.

Ocorre que por estar sozinha e sem amparo, se sentiu impossibilitada de gravar o ocorrido, momento que ao sair da delegacia ligou para o Presidente da Subseção de Nova Xavantina, que de prontidão acionou o Presidente Nacional da OAB Dr. Leonardo Campos, que ao saber da violação das prerrogativas da classe, foi diretamente a Agua Boa para informar e representar o policial civil em questão para o Delegado Regional, tomando assim todas as medias cabíveis contra o policial civil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana