conecte-se conosco


Cuiabá

Alistamento Militar tem prazo prorrogado até 30 de setembro

Publicado


.

Cb Estevam/CComSEx

Clique para ampliar

Rapazes que nasceram no ano de 2002, ou seja, que completam 18 anos em 2020, têm até o dia 30 de setembro para fazer o alistamento militar na Junta de Serviço Militar de Cuiabá. O mesmo prazo vale para quem está em situação irregular com as obrigações militares. O prazo anterior de alistamento era 30 de junho, mas, por conta da pandemia de Covid-19, houve ampliação do prazo.

Os serviços da Junta de Serviço Militar de Cuiabá estão sendo oferecidos integralmente por meio de telefone ou WhatsApp – (65) 99234-6579, (65) 98136-9069 e (65) 99698-4933, das 08h às 14h. A coordenadora da Junta Militar, Elaine Leão, pede aos jovens que enviem mensagem para apenas um dos números ofertados e iniciem e terminem todo o processo com o mesmo servidor para evitar retrabalho. Isso porque eles estão trabalhando em home office e precisam otimizar ao máximo o tempo. 

De acordo com Elaine Leão, neste período de pandemia, todo o procedimento de alistamento e emissão do certificado de dispensa de incorporação (CDI) está sendo feito de forma não presencial. Os jovens podem enviar foto ou digitalização dos documentos necessários (RG, CPF e comprovante de residência). Também não está sendo feito o juramento à bandeira, por se tratar de uma aglomeração, que antes reunia de 150 a 200 jovens no pátio da Junta Militar, localizada na Rua Carlos Gomes, 168, Araés. 

Após dar entrada no alistamento, o cidadão pode ter que fazer testes em dezembro. Caso aprovado, o jovem pode ainda ter que passar por um teste final, em fevereiro de 2021, quando sai o resultado final: se incorporado ou dispensado do serviço militar. Quem faltar a alguma fase de seleção, fica considerado refratário e tem que pagar multa de R$ 4,60 no primeiro ano, valor que é multiplicado por cinco nos anos subsequentes. 

Porém, a coordenadora da Junta Militar explica que o prejuízo de ficar irregular pode alcançar outros patamares. “Tem pai de família que liga desesperado porque não consegue emprego por não ter o documento militar em dia. A gente faz todo o possível para ajudar e, na maioria dos casos, conseguimos fazer a emissão do documento de dispensa no mesmo dia e a pessoa fica muito agradecida. É maravilhoso o resultado! É um serviço realmente humanitário”, relata. A coordenadora afirma que esse e outros tipos de cidadãos irregulares representam a maior parte da demanda atendida.

Elaine Leão destaca ainda que o Decreto n° 57654, de 20 de janeiro de 1966, determina que estudantes de medicina, odontologia, farmácia e medicina veterinária são obrigados a prestar um ano de serviço militar após formados. Caso queiram a dispensa, precisam entrar com o requerimento na Junta Militar, caso contrário, ficam impedidos de obter registro junto ao conselho profissional. 

Desde 25 de junho, quando iniciou o teletrabalho no serviço público de Cuiabá, a Junta Militar já realizou mais de 500 atendimentos. Antes da pandemia, cerca de 800 jovens faziam o juramento à bandeira todos os meses, além de outros tipos de serviços oferecidos. 

 

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

A ação “Plante amor, Salve vidas” homenageia mulheres vítimas de feminicídio em 2020

Publicado


.

Ainda fazendo parte da programação do Agosto Lilás, a Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, distribuiu e plantou mudas de árvores frutíferas no canteiro central em frente a um shopping center da capital, localizado na avenida Historiador Rubens de Mendonça.

De acordo com a secretária Luciana Zamproni, a ação denominada “Plante amor, Salve vidas”, teve como objetivo despertar as pessoas para a triste realidade que vem acontecendo no país. Ela explica que o plantio e a entrega de mudas foi uma forma de homenagear as 32 mulheres vítimas de feminicídio neste ano, em Mato Grosso, e as mulheres que conseguiram se libertar do ciclo de violência doméstica. “Hoje estamos plantando 50 mudas de árvores e fazendo uma homenagem para a Patrícia, Aline, tantas mulheres que tiveram suas vidas ceifadas pelos ex ou atuais companheiros. E a entrega das mudas é uma forma de mostrar o renascimento daquela mulher que conseguiu se libertar da violência doméstica”, explica.

Para a comerciante Isadora Reis, todo evento voltado para a violência doméstica é de grande valia já que os números de feminicídio durante a pandemia triplicaram. Ela afirma que são esses tipos de abordagem que despertam as pessoas para uma causa tão séria e se entristece por acompanhar no noticiário que, mesmo no século 21, mulheres ainda sejam mortas por seus companheiros. “Quero parabenizar a Secretaria da Mulher por este projeto realizado. A entrega dessas mudas me faz refletir e ter o cuidado que estou trazendo comigo uma vida que renasce de certa forma das trevas. Espero que mais ações aconteçam com essa temática”, afirma.

Salve vidas, Plante Amor, contou com a ação em conjunto das Secretarias de Mobilidade Urbana e Serviços Urbanos.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Veja os dados do painel Covid-19 desta sexta-feira (14)

Publicado


.

Nesta sexta-feira (14), Cuiabá tem 15.216 casos confirmados de Covid-19 de residentes no município e 3.030 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Dos confirmados, 5.455 já estão recuperados da doença e houve 669 óbitos de residentes e 304 de não residentes.

Na rede hospitalar há 256 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 158 na UTI e 98 em enfermaria. Também estão internados 196 pacientes com suspeita da doença, sendo 87 na UTI e 109 em enfermaria. Do total de pessoas internadas em UTI, 133 são de residentes em Cuiabá e 112 de residentes de outros municípios. Do total de internados em enfermaria/isolamento, 152 pessoas são de Cuiabá e 55 de outros municípios.

Hoje Cuiabá registrou mais 09 óbitos de residentes, chegando a um total de 669 mortes. O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam profundamente todos estes óbitos.

Segue abaixo a relação dos óbitos:

-Mulher, 88 anos, internada em hospital privado. Tinha diabetes e problema cardiovascular. Foi a óbito em 13/08.

-Mulher, 76 anos. Não foi divulgado onde estava internada. Tinha hipertensão e diabetes. Foi a óbito em 13/08.

-Homem, 86 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 13/08.

-Homem, 56 anos, internado em hospital público. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Foi a óbito em 14/08.

-Mulher, 81 anos, internada em hospital privado. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 14/08.

-Homem, 70 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão e diabetes. Foi a óbito em 13/08.

-Homem, 74 anos, internado em hospital privado. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 14/08.

-Homem, 53 anos, internado em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 07/08.

-Homem, 59 anos, internado em hospital privado. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 13/08.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Pinheiro lança ‘Programa Melhor em Casa’ para atendimentos em saúde a pessoas com dificuldade de locomoção

Publicado


.

O prefeito Emanuel Pinheiro lançou nesta sexta-feira (14) o Programa Melhor em Casa. A estratégia, que contará com uma Equipe Multidisciplinar de Atendimento Domiciliar – EMAD, tem como objetivo levar atendimento de saúde humanizado na residência de pacientes com dificuldade ou impossibilidade física de locomoção até uma unidade de saúde.

Os atendimentos que serão realizados por cerca de seis equipes multiprofissionais formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, fisioterapeutas e nutricionistas. Prioritariamente serão contemplados pacientes acamados e os que estavam internados, e que têm condições de continuarem a recuperação nas suas residências.

“Este programa vem ao encontro dos ideais desta gestão, que é a humanização. Vamos proporcionar ao cidadão, que possui limitações físicas, a possibilidade de receber atendimento multiprofissional em sua própria residência, além de capacitar os familiares a realizar os cuidados básicos. A ideia é promover a recuperação do paciente no seu próprio lar e em caso de lesões irreversíveis, oferecer o máximo de conforto e qualidade de vida para a pessoa”, enfatizou Pinheiro, no lançamento que por conta da pandemia aconteceu de forma simbólica.

O projeto contemplará as cinco regionais da Capital incluindo a rural. Na próxima semana, os trabalhos já iniciam no Centro de Saúde Ana Poupina, situada no bairro Dom Aquino – região Oeste.  Conforme o secretário-adjunto de Assistência em Saúde, Luiz Gustavo Raboni, as demais regiões serão contempladas posteriormente, tão logo o mapa os contemplados seja desenhado.

“Iniciaremos os primeiros atendimentos pela regional que mais apontou necessidade. As próximas semanas serão de buscas por pacientes das demais regionais que se enquadrem nos critérios para receber o atendimento. Para que todas as regiões já sejam beneficiadas. Onde houver necessidade, lá estaremos com as ações de prevenção e tratamento de doenças, reabilitação, paliação e promoção à saúde em sua própria casa”, explicou o adjunto.

Para os casos de pacientes que precisam de cuidados diários, a equipe vai orientar a pessoa responsável por cuidar do paciente, como realizar os cuidados básicos para garantir uma melhor qualidade de vida ao enfermo.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana