conecte-se conosco


Nova Xavantina

Aluno da escola Ministro João Alberto vence concurso de redação da Sicredi

Publicado

A Sicredi Araxingu desenvolveu pelo 3° ano consecutivo o projeto de educação financeira “Cuidar para Crescer”, no período de agosto a novembro de 2019. O projeto contemplou os alunos que estão cursando o 9° ano do ensino fundamental, nos 14 municípios onde a Cooperativa possui agência, sempre em parceria com a comunidade escolar.

A ação inicial foi uma palestra e, ao final, foi lançado aos alunos o desafio: desenvolver uma redação sobre a “Educação Financeira”. Para fazer a avaliação e classificação das redações, o projeto conta com duas grandes parceiras, as profissionais Noeli Maria Dunck Dalosto e Suely Aparecida Catalani Pirani. Ambas, com grande conhecimento e expertise na área.

Em Nova Xavantina, o aluno da escola Estadual Ministro João Alberto, Thariston Francis de Souza, autor da melhor redação recebeu uma poupança Sicredi no valor de R$: 500,00. A 2° melhor redação foi de autoria da aluna Ana Carolina Ribeiro Couto da escola Núcleo Comunitário Dom Bosco Escola Billy Gancho, ao qual, recebeu uma poupança Sicredi no valor de R$ 300,00. E a 3° melhor redação foi da aluna Isabella Oliveira Barichello da Escola Estadual Arlindo Estilac Leal, onde recebeu também uma poupança Sicredi no valor de R$: 200,00.

Com base no 5° princípio do Cooperativismo “Educação, formação e informação” e no 7° princípio “Interesse pela comunidade”, o projeto tem o objetivo de despertar nos envolvidos o interesse em conhecer, planejar e administrar sua vida financeira, de modo que haja possibilidade de sonhar e realizar sonhos, ter segurança financeira e qualidade de vida, através do conhecimento e do planejamento, visando o “olhar crítico e diferenciado” do aluno sobre o tema.

Fonte: NX1

Comentários Facebook
publicidade

Nova Xavantina

Prefeito Cebola sofre derrota, Vereadores derrubam veto e favorecem TODOS profissionais que estão trabalhando no combate ao novo COVID-19

Publicado

Por Layrana Araújo

A Câmara Municipal de Vereadores de Nova Xavantina derrubou o veto do Prefeito na emenda modificativa do Projeto de Lei nº 037/2020, que daria gratificação especial temporária com adicional de insalubridade no percentual de 20%  EXCLUSIVO Á EQUIPE DE ÁREA DE ISOLAMENTO DO COVID-19 DO HOSPITAL MUNICIPAL DR. DAÉRCIO OLIVEIRA DE MORAIS,  possuindo como causa e motivo a exposição permanente e direta dos citados aos riscos de contaminação pelo coronavírus.

A emenda modificada apresentada pelos vereadores Valterí Araújo (Valtinho) e Elias Bueno, 003 de 20 de junho de 2020 ao Projeto de Lei n° 37/2020 da  direito ao pagamento de gratificação salarial a TODOS os  servidores municipais que atuam na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). No entanto a emenda foi vetada pelo Prefeito Municipal  pela justificativa que a gratificação não é somente pela existência do perigo de contaminação, mas também de um estudo orçamentário.

Dado isso, a Câmara Municipal de Nova Xavantina realizou  nesta segunda-feira (27), às 13 horas, sessão extraordinária onde  o VETO foi posto em votação e, por 9 votos contra e 1  a favor, o veto foi derrubado.

Confira os votos!

Votaram contra O VETO DO PREFEITO:

Jubio Carlos Montel de Moraes

Eduardo Ribeiro da Silva

Elias Bueno de Souza

Fernando Nicanor de Souza

João Machado Neto

Pedro Luís Breitenbach

Rosemeire Aparecida Pazeto

Sávio Luís Farias Rodrigues

Valterí Araújo da Silva

Elias Bueno

Votaram á favor do VETO DO PREFEITO:

Luismar Bernardes da Silva

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Ambientalistas denunciam incêndios florestais criminosos no norte de Mato Grosso

Publicado

Flagrantes foram feitos por ambientalistas do Greenpeace no estado, que proibiu as queimadas desde o início de julho. Mesmo assim, o fogo continua e vai abrindo grandes clarões.

Ambientalistas denunciaram incêndios florestais criminosos no norte de Mato Grosso.

No chão é possível ver grandes extensões já desmatadas e prontas para o plantio e pastagem. Mais à frente, a fumaça mais forte e uma imagem chocante: um área de proporções gigantescas queimando. Os tratores vão juntando milhares de árvores derrubadas, misturadas às cinzas. Em outro trecho, as madeiras cortadas e empilhadas mostram a ação de madeireiros na região.

Os flagrantes foram feitos por ambientalistas do Greenpeace no Norte de Mato Grosso. O estado proibiu as queimadas desde o início de julho. Mesmo assim, o fogo continua e vai abrindo grandes clarões na floresta amazônica.

“Vimos desmatamentos de tamanho muito grande: 1 mil,1.400 mil, 3 mil hectares desmatados e a gente viu também muito fogo – tanto fogo na floresta sendo usado para desmatar essa floresta, como o uso do fogo para preparar o solo. Então, foi derrubada a floresta, foi deixada para secar no sol e depois eles fizeram com o que a gente chama de ‘leiras’, que são amontoados de árvores mortas, secas e foi tocado o fogo”, relatou Rômulo Batista, porta-voz do Greenpeace Brasil.

O Greenpeace sobrevoou uma região considerada crítica por causa do grande número de focos de calor. A medição é feita pelos sistemas Deter e Prodes, usados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais para fiscalização e controle do desmatamento no país. Das dez cidades que mais queimam hoje no Brasil, seis estão em Mato Grosso. O número de queimadas no estado é o maior em 13 anos.

Segundo o Greenpeace, de janeiro de 2020 até o dia 21 de julho foram identificados dez mil focos de queimadas na Amazônia do lado brasileiro.

Para o pesquisador da Universidade Estadual de Mato Grosso, Ben Hur Marimon Júnior, a destruição da floresta está chegando em um ponto sem volta.

“A gente não vai mais ter floresta, a gente vai ter uma vegetação parecendo uma savana, com árvores espalhadas na paisagem, mas bastante degradada e que não cumpre a função de produção de chuva, de regulação de temperatura. A Amazônia é um ar-condicionado do continente, do mundo, provavelmente, porque ela reduz a temperatura local. Tudo isso a gente perde”, alertou Ben Hur Marimon Júnior, pós-doutor em Ecologia de Florestas Tropicaiso pesquisador.

O governo de Mato Grosso reafirmou o compromisso de fiscalizar e multar os responsáveis por incêndios criminosos. O Ministério da Defesa declarou que está trabalhando em conjunto com órgãos ambientais no combate às queimadas.

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso afirmou que a maioria dos produtores rurais atua de acordo com a legislação ambiental.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Vereador Valtinho e família cumprem isolamento domiciliar após suspeita de COVID-19

Publicado

O vereador Valterí Araújo (Podemos) confirmou ao site de notícias ‘O Roncador’ que ele e sua família estão isolados em casa, após dois dos seus filhos apresentarem sintomas da COVID-19.

O caçula da família, Thariston Francis (16), deu entrada no Hospital Municipal, após apresentar alguns sintomas.  Recebeu todos os cuidados necessários, e sob orientação médica retornou para casa. Na última quarta-feira (22) os sintomas persistiram, aparecendo também em sua irmã Juliana Maia (26).

A equipe médica de combate ao Coronavírus esteve na casa do vereador, determinando que os residentes permanecessem em isolamento durante 7 dias.

Em entrevista ao site O Roncador, Valtinho informou que ele e esposa estão assintomáticos, ou seja, não apresentaram nenhum sintoma da COVID-19, afirmando que somente seus filhos apresentaram sintomas, Juliana Maia Araújo da Silva (27) e Thariston Francy (16).

Segundo vereador Valtinho, eles seguirão todas as recomendações da equipe de apoio ao combate ao novo coronavírus.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana