conecte-se conosco


Economia

Anvisa interdita todas as marcas da Backer vendidas no Brasil

Publicado


cerveja backer arrow-options
undefined

Produtos da cervejaria Backer deve ser recolhidos em todo o País pela determinação da Anvisa

Todas as marcas de cerveja da Backer com data de validade de agosto de 2020 em diante estão interditadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A decisão foi tomada depois que foram feitas analises pelo Ministério da Agricultura que comprovaram a contaminação por substâncias como monoetilenoglicol e dietilenoglicol em 21 lotes de oito marcas diferentes de cerveja a fabricante.

LEIA MAIS:  Oito rótulos da cervejaria Backer estão contaminados, diz Ministério; veja quais

A medida vale para o todo o Brasil e afeta 29 tipos de cervejas da Backer . A determinação tem como base a investigação da Polícia Civil e da Vigilância Sanitária. Além da interdição, lotes específicos da cerveja Belorizontina e um da Capixaba devem ser recolhidos pela empresa em todo do país. E os comerciantes devem retirar os produtos das prateleiras.

A Backer informou por meio de nota que cumprirá a determinação da Anvisa , mas nega que usa dietilenoglicol no processo de fabricação, substância que foi encontrada pelo Ministério da Agricultura em um tanque de fermentação e na água usada pela cervejaria.

LEIA MAIS: Perícia encontra substância tóxica na água utilizada pela cervejaria Backer

Até agora, quatro pessoas morreram, mas o número pode subir. Outros 14 foram notificados. De acordo com a secretaria de saúde de Minas Gerais, os pacientes com quadro de contaminação apresentam náuseas, vômitos, desconforto abdominal e comprometimento da função renal. O primeiro caso de contaminação pelas cervejas da Backer foi relatado em 30 de dezembro.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

IR 2020: Receita adia declaração de Simples e MEI, mas não muda de pessoas

Publicado


source
imposto arrow-options
Marcelo Camargo/ABr

Para as pessoas físicas, o prazo para entrega da declaração de Imposto de Renda 2020, por enquanto, está mantido até o dia 30 de abril

A Receita Federal informou na quinta-feira (26) que prorrogou o prazo de entrega das declarações anuais das empresas que operam sob o regime do Simples Nacional e dos microempreendedores individuais (MEI) até o dia 30 de junho. A medida foi tomada pelo Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) em resolução publicada hoje no Diário Oficial.

Porém, para as pessoas físicas, o prazo para entrega da declaração de I mposto de Renda 2020, por enquanto, está mantido até o dia 30 de abril.

Originalmente, o prazo para apresentação da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis) pelas empresas do Simples Nacional, referente ao ano-calendário de 2019, acabaria em 31 de março.

Já o prazo para entrega da Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual (DASN-Simei) terminaria em 31 de maio.

O CGSN já havia aprovado resolução prorrogando o prazo para pagamento dos tributos federais para MEI e empresas do Simples Nacional. O imposto (DAS) de março, que venceria em 20 de abril, foi adiado para 20 de outubro.

O de abril, que venceria em 20 de maio, poderá ser pago até 20 de novembro. E o imposto de maio, com vencimento em 22 de junho, será aceito sem multa até 21 de dezembro. O imposto de fevereiro teve seu vencimento mantido em 20 de março.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Trump afirma que retorno ao trabalho ocorrerá rapidamente nos EUA

Publicado


source

O presidente dos Estados Unidos , Donald Trump , declarou em entrevista coletiva na Casa Branca que acredita na volta “bem rápida” ao trabalho em sua nação.

‘Orçamento de guerra’ cria comitê de crise e permite aumentar gastos públicos

Nós temos que voltar a trabalhar . Iremos conversar sobre datas e com ótimos profissionais para tomarmos as medidas possíveis. Mas este país foi construído em cima de levantar e fazer as coisas. Ouço bem alto os pedidos das pessoas para voltarem a trabalhar, então iremos ver o que vai ocorrer. Teremos novas informações a partir da semana que vem. Mas já afirmo, nós somos os Estados Unidos da América , não queremos ficar sentados e esperando. Inclusive, as pessoas, quando voltarem, irão continuar praticando as medidas de precaução necessárias, lavando as mãos e ficando o máximo de distantes possível”, afirmou Trump .

Donald Trump arrow-options
Joyce N. Boghosian/White House

Donald Trump


“Creio que este retorno ocorrerá bem rapidamente. Estamos tentando segurar as pontas com medidas na nossa economia que terão sérias consequências, mas temos que voltar a trabalhar”, completou.

Anteriormente, o presidente norte-americano havia comentado que poderia acontecer um retorno em etapas, privilegiando a volta em áreas com pouca circulação da doença. Por enquanto, Trump disse que o povo deve continuar seguindo as diretrizes das autoridades. “Permaneçam em casa, descansem”, disse o mandatário.

Petrobras reduz preço do GLP em 5% nas refinarias

Em relação ao avanço do mercado de ações em Nova York , o presidente afirmou que isso é uma mostra de confiança em seu governo. “Há grande apoio ao pacote na Câmara dos Representantes “, agradecendo à aprovação do pacote trilionário para lidar com a situação.

Trump finalizou a coletiva informando que continuam os testes para medicamentos de combate ao coronavírus . Além disso, o presidente afirmou que a vacina, que também está em pesquisa, deve demorar “mais de um ano”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Doria anuncia repasse de R$ 218 milhões a 80 municípios de São Paulo

Publicado


source
Doria em anúncio de novas medidas de enfrentamento ao novo coronavírus arrow-options
Governo de São Paulo / Divulgação

Doria em anúncio de novas medidas de enfrentamento ao novo coronavírus

Doria anunciou nesta quinta-feira (26) o repasse de R$ 218 milhões a 80 municípios do Estado de São Paulo para o combate ao coronavírus. A medida abrange todos os municípios com mais de 100 mil habitantes, com a exceção de São Paulo, que receberá verba específica que será anunciada nesta sexta-feira (27). Segundo o governador, os recursos serão utilizados em serviços de atendimento médico, sanitário e para a proteção da população em situação de vulnerabilidade.

“O governo do estado de São Paulo vai repassar a partir do dia 3 de abril R$ 218 milhões para municípios do estado de São Paulo, são 80 municípios que receberão R$ 218 milhões. A linha de corte é para municípios com mais de 100 mil habitantes para o combate ao coronavírus. O valor será utilizado para essas cidades com população acima de 100 mil habitantes, excetuando-se a capital de São Paulo”, afirmou Doria.

O objetivo é que os municípios vizinhos e com menor número de habitantes também se beneficiem do aporte financeiro. “Nós pegamos os municípios maiores de 100 mil habitantes, são os estruturantes dentro disso e daí a possibilidade de centros de referência de combate ao coronavírus, com testes, com consulta hospitalares, com consulta à população que vai atingir esses municípios sedes, mas também os municípios no entorno da região deles e nos municípios maiores a possibilidade dos hospitais de campanha”, disse Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional.

Veja também: Vales refeição e alimentação devem ser mantidos a funcionários em home office 

Acordo com GasBrasiliano

Será suspenso o corte de gás por inadimplência dos consumidores do noroeste paulista até o dia 31 de maio. A medida é válida para residências, comércio, indústrias, hospitais e prontos socorros. Segundo Doria, 240 hospitais são atendidos com gás natural no estado de São Paulo.

O estado de São Paulo já havia firmado acordo com a Comgás para interromper o corte do fornecimento de gás natural para residências, pequenos comércios, hospitais e unidades de saúde. O acordo prevê também a isenção do consumo mínimo obrigatório previsto em contratos com consumidores industriais.

Leia mais: Em nova MP, governo reduzirá para dois meses suspensão do contrato de trabalho 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana