conecte-se conosco


Política Nacional

Brasil está “perdendo vidas e empregos por causa do presidente”, diz Haddad

Publicado


source
Fernando Haddad%2C ex-prefeito de São Paulo
Reprodução/TV Cultura

Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad , disse em entrevista ao Roda Viva , da TV Cultura, nesta segunda-feira (6) que o Brasil está “perdendo vidas por causa do presidente da República” ao comentar a forma como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conduz o País em meio à pandemia da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

De acordo com o ex-prefeito, a crise na saúde evidenciou a falta de preparo que Bolsonaro tem para ser presidente. “Nós podiamos passar quatro anos sem saber que ele era um incompetente, mas nós temos a pior gestão da Saúde”, afirmou.

Haddad ainda falou sobre a formação de uma frente ampla de oposição ao governo federal pelas instituições democráticas e defendeu que “o Brasil perdeu a eleição de 2018 ao eleger alguém sem nenhum compromisso com a democracia”.

“O que a gente precisa agora é se unir. A gente quer criar um ambiente em que não se repita o cenário de 2018 porque todos os democratas pressupõem e democracia, mas não foi o que aconteceu na época”, disse o ex-prefeito.

A união de movimentos democráticos tem sido a principal bandeira da oposição contra Bolsonaro. Em manifestações recentes, no entanto, o ex-presidente Lula já afirmou que o Brasil não está mais com idade para ser “Maria vai com as outras” e tem se recusado a dialogar com outros nomes da política.

Ao comentar um possível diálogo com ex-ministro Sergio Moro, que comandou a pasta da Justiça e Segurança Pública até abril deste ano, o ex-prefeito criticou a conduta que o ex-magistrado como juiz e evitou dizer que ele poderia ser um aliado. “Eu não consigo ver que a ação do Moro não seja suspeita contra o Lula. O Moro não cumpriu sua função de juiz, ele usou a função de juiz para começar sua vida política.”

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Mais cheques: Queiroz transferiu R$ 89 mil para Michelle Bolsonaro, diz jornal

Publicado


source
jair bolsonaro
Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

A conta da  primeira-dama Michelle Bolsonaro recebeu entre 2011 e 2016 um repasse de até R$ 89 mil feitos pelo ex-assessor de Flávio Bolsonaro , Fabrício Queiroz e a esposa, Márcia Aguiar . As informações são da F olha de São Paulo .

Uma quantia de R$ 72 mil de Queiroz para Michelle havia sido revelada na manhã desta sexta-feira (7), com um total de 21 cheques. Agora, a informação é que mais cheques tenham sido transferidos entre a família Queiroz e a primeira-dama e a soma subiu de 21 para 27 cheques.

Foram depositados por Queiroz entre outubro de 2011 e abril de 2013 R$ 36 mil em vários cheques na conta de Michelle Bolsonaro . De abril até dezembro de 2016, foram transferidos mais R$ 40 mil em cheques de R$ 4 mil.

Márcia Aguiar , esposa de Queiroz , transferiu para Michelle de janeiro a julho de 2011 um total de R$ 17 mil. Os valores foram repassados em cinco cheques de R$ 3 mil e um de R$ 2 mil. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Mais cheques: Queiroz transferiu R$ 93 mil para Michelle Bolsonaro, diz jornal

Publicado


source
jair bolsonaro
Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

A conta da  primeira-dama Michelle Bolsonaro recebeu entre 2011 e 2016 um repasse de até R$ 93 mil feitos pelo ex-assessor de Flávio Bolsonaro , Fabrício Queiroz e a esposa, Márcia Aguiar . As informações são da Folha de São Paulo.

Uma quantia de R$ 72 mil de Queiroz para Michelle havia sido revelada na manhã desta sexta-feira (7), com um total de 21 cheques. Agora, a informação é que mais cheques tenham sido transferidos entre a família Queiroz e a primeira-dama e a soma subiu de 21 para 27 cheques.

Foram depositados por Queiroz entre outubro de 2011 e abril de 2013 R$ 36 mil em 12 cheques na conta de Michelle Bolsonaro . De abril até dezembro de 2016, foram transferidos mais R$ 40 mil em cheques de R$ 4 mil.

Márcia Aguiar , esposa de Queiroz , transferiu para Michelle de janeiro a julho de 2011 um total de R$ 17 mil. Os valores foram repassados em cinco cheques de R$ 3 mil e um de R$ 2 mil. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Aos 80, avó de Michelle Bolsonaro deixa UTI após 37 dias internada por Covid-19

Publicado


source
Primeira-dama Michelle Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR

Primeira-dama Michelle Bolsonaro

A avó maternal de 80 anos da primeira-dama Michelle Bolsonaro , Maria Aparecida Firmo Ferreira, deixou a unidade de terapia intensiva (UTI) nesta sexta-feira (7), após 37 dias internada devido à Covid-19, segundo informou a coluna Janela Indiscreta, do portal Metrópoles .

A avó de Michelle Bolsonaro foi encaminhada ao Hospital Regional de Santa Maria, em Brasília, no dia 1º de julho. O caso dela foi considerado gravíssimo pela equipe médica – sua capacidade pulmonar chegou a ficar 78% comprometida.

A idosa continuará em observação em uma unidade pública de saúde da região. Ela ainda está com dificuldade respiratória e faz uso de máscara de oxigênio, mas está consciente. 

Michelle Bolsonaro , também foi diagnosticada com Covid-19 no último dia 30. A primeira-dama, no entanto, não é próxima de sua família materna.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana