conecte-se conosco


Mato Grosso

Carnaval 2020: Foliões devem ficar atentos aos gastos extras e qualidade dos produtos

Publicado


Há poucos dias do Carnaval 2020, muita gente ainda procura o melhor jeito de aproveitar o feriado, seja para descansar ou curtir os dias de festa. Com aumento da demanda em lojas, supermercados, restaurantes e bares, o Procon-MT ressalta a necessidade de planejamento, boas práticas e segurança de consumo. 

Coordenadora de Conciliação do Procon MT, Márcia Santos ressalta que é preciso moderação com os gastos extras durante os dias de carnaval. “Antes de sair para as festas, o consumidor tem que ponderar, analisar o quanto pode gastar e não se deixar levar pela emoção. É preciso ter atenção para não comprometer as finanças do mês em uma comemoração de poucos dias.” 

Em Cuiabá, a estudante Lupita Amorim e o dançarino Pedro Scarlet preferem os blocos de rua por não ser necessário pagar entrada e também por considerarem  as festas urbanas mais expressivas culturalmente. Lupita programou os gastos com antecedência, para evitar surpresas no orçamento. “Este ano, deixei uma quantia que julgo necessária para ir e voltar dos blocos com transporte por aplicativo e também separei uma quantia para bebidas”. 

Quando a questão é alimentação, ela prefere comer em casa, antes de sair para o carnaval. “Raramente compro algo na rua, até por receio da qualidade do alimento”, conta a estudante. Assim, investe em alimentos leves, com boa fonte de energia e também acaba economizando.

Já Pedro Scarlet prefere levar suas bebidas e comidas na bolsa. “Como não costumo beber álcool, levo minha água na bolsa e assim diminuo os gastos. Também acho mais prático”, avalia o dançarino.

No Brasil, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), os segmentos especializados em alimentação fora do domicílio, como bares e restaurantes, devem movimentar R$ 4,8 bilhões no carnaval deste ano. 

Uma opção para reduzir as despesas é criar a própria fantasia. Tanto Lupita quanto Pedro preferem customizar as vestimentas em casa, junto com os amigos. “Antes comprávamos as fantasias prontas, mas os preços foram aumentando e, por isso, criamos o costume de produzirmos nossas próprias fantasias”, explica Paulo.   

A coordenadora do Procon MT também alerta para os cuidados com documentos pessoais e cartões de crédito. “É preciso ter cautela, não deixar senhas, números ou código verificador do cartão à mostra, porque são com essas informações que é possível realizar compras pela internet”. 

Outra observação importante do Procon-MT: exija o documento fiscal na hora da compra. É a nota fiscal que comprova a relação de consumo, caso seja necessário registrar reclamação  junto aos órgãos de defesa do consumidor. 

 

Outras dicas

Ingressos – Verifique se o bilhete possui as informações de local, horário e data do evento; se os dados conferem com o que você solicitou no ato da compra; e se foram os mesmos informados nos anúncios publicitários.

Abadás e blocos carnavalescos – Sempre se certifique se no valor estão inclusos serviços como bebidas, comidas, petiscos, entre outros. Também é importante conferir se no contrato há algum tipo de seguro para casos de emergências, imprevistos ou mesmo assistência médica no local da folia.

Artigos para festa – Espuma/spray, lantejoulas, paetês, serpentina, confetes, buzinas, tintas, pincéis e máscaras. Ao comprar qualquer produto desses, observe se na embalagem constam identificação do fabricante, indicação de faixa etária, data de validade e composição química. Observe também se o produto possui o selo do INMETRO. São detalhes que garantem a qualidade e a segurança do produto. 

Bebidas e alimentos – Atenção atentos à validade dos produtos e à integridade da embalagem. Não compre caso a embalagem esteja amassada, enferrujada ou com indícios de violação de lacre. 

No Brasil, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), os segmentos especializados em alimentação fora do domicílio, como bares e restaurantes, devem movimentar R$ 4,8 bilhões no carnaval deste ano. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

SES confirma segundo caso de coronavírus em MT

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) registrou o segundo caso confirmado de coronavírus em Mato Grosso. A confirmação ocorreu na noite de sexta-feira (20), após o Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) testar positivo para um dos quatro casos localizados em Várzea Grande. O paciente pertence ao sexo masculino e tem histórico de contato com um caso confirmado no estado do Rio Grande do Sul; desde que chegou em Mato Grosso, eles se mantem em isolamento.

No momento, o diagnosticado apresenta quadro estável de saúde, com sintomas leves, e continua em isolamento domiciliar. As recomendações seguirão o protocolo já estabelecido desde o início do monitoramento do paciente.

Na tarde desta sexta-feira, a SES divulgou a notificação de 73 casos suspeitos de coronavírus em 23 municípios de Mato Grosso. As equipes de vigilância já monitoraram um total de 123 ocorrências no estado, sendo que 16 casos foram descartados e 33 foram excluídas por não preencherem critérios de definição de caso para COVID-19.

Recomendações

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infeccções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Secretários de Fazenda pedem recursos para enfrentar novo coronavírus

Publicado


.

Os secretários de Fazenda estaduais pediram ao Ministério da Economia a liberação de recursos para ajudar no enfrentamento ao novo coronavírus. O pedido foi feito em carta enviada neste sábado (21.03) e assinada pelos secretários dos 26 Estados e do Distrito Federal, que requerem recursos para as Secretarias de Saúde e também para manter a capacidade fiscal dos entes federativos.

De acordo com o documento, a gravidade da situação não permite gastar tempo em discussões, sendo necessárias ações das três esferas de governo. Sem mais recursos, os serviços essenciais de Saúde e de Segurança estarão ameaçados.

Os gestores estaduais afirmam que o vírus está se espalhando no Brasil da mesma forma que ocorreu na Itália e na Espanha, os dois países europeus mais afetados. E que em momentos como esse, a população espera proteção do Estado.

Na carta, os secretários lembram que o Brasil tem um programa de saúde pública universal, mas que menos de 10% dos municípios contam com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Há também, a previsão do próprio Ministério da Saúde que o sistema de saúde pode colapsar no mês de abril.

O documento ressalta que o estado de calamidade pública foi aprovado na sexta-feira (20), flexibilizando as metas fiscais. Os secretários estaduais também citam medidas tomadas em outros países, que estão aplicando grande quantidade de recursos para combater a crise, como é o caso do Reino Unido, Espanha e mesmo dos Estados Unidos.

No dia 16 de março, os secretários já haviam formulado outro documento, no qual estimam em 20%  as perdas inaugurais de arrecadação com a crise do coronavírus. 

Confiram a carta no anexo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Primeira-dama organiza campanha para arrecadar alimentos e ajudar famílias impactadas pelo coronavírus

Publicado


.

A primeira-dama do Governo do Estado de Mato Grosso, Virginia Mendes, e a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, alinham um plano de ação para atendimento às famílias carentes de todos os municípios com a doação de alimentos, produtos de higiene pessoal e limpeza. “Em meio à pandemia do novo coronavírus, estas pessoas são as mais vulneráveis, pois muitas sobrevivem do trabalho informal e estão sujeitas a perder sua fonte de renda com o fechamento do comércio e a redução de pessoas circulando pela cidade, devido às medidas necessárias de isolamento social. Estou muito sensibilizada e precisamos agir para ajudar que muitas pessoas não passem fome”, explica Virginia Mendes.

Assim que o Governo de Mato Grosso editou as novas medidas para conter a expansão do vírus, a primeira-dama imediatamente iniciou juntamente com a secretária da Setasc uma estratégia para poder amenizar e prestar ajuda a estas famílias.

“Para esses cidadãos são necessárias as redes de proteção social. Eles precisam ter alguma forma de ajuda para comer se não puderem realizar seus trabalhos informais e há também as famílias que já estão nos programas e benefícios sociais. Sabemos que essa pandemia vai impactar na economia e consequentemente teremos mais pessoas precisando da Assistência Social, estamos nos preparando para isso”, reforçou a secretária Rosamaria.

Inicialmente, a primeira-dama e a secretária estão estruturando a forma com que a arrecadação funcionará e em breve irão apresentar como a campanha será realizada, onde e como empresários e pessoas em geral poderão ajudar com a doação de cestas básicas prontas, alimentos avulsos, itens de higiene pessoal e de limpeza. Tudo será feito levando em consideração as medidas de prevenção e cuidados para não proliferação do vírus COVID-19. 

“Já fui procurada por muitas pessoas preocupadas com a situação e se propondo a ajudar, então, neste momento estamos nos organizando para isso. Fico muito agradecida em saber que há pessoas dispostas a somar na ajuda a estes cidadãos mais carentes. Quero aproveitar para agradecer aos empresários que já estão ajudando o Governo neste momento, como, por exemplo na doação do álcool 70% que irá auxiliar na prevenção do contágio nas unidades de saúde, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros”, ressaltou Virginia Mendes.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana