conecte-se conosco


Cuiabá

“Casa dos Horrores” é lembrança ruim, mas já passou”, diz Dr. Xavier

Publicado

A reconstrução positiva da imagem do Parlamento cuiabano é gradual e se deve ao trabalho empenhado da atual Mesa Diretora e dos demais vereadores, avalia o parlamentar
A denominação depreciativa de “Casa dos Horrores” que a Câmara Municipal de Cuiabá detinha até há pouco tempo praticamente não existe mais, afirmou hoje (9) o vereador Dr. Xavier. “Tornou-se uma lembrança ruim, desagradável, atualmente no rótulo do esquecimento comunitário”. Isso se deve, na sua avaliação, à recomposição geral disciplinar imposta de forma espontânea no recinto parlamentar pela atual Mesa Diretora, sob a presidência de Misael Galvão. “Essas mudanças foram sutis e realmente eficientes, com discussão profícua de ideias e avanços de abrangência coletiva, em prol da população. Prevalece agora, no contexto geral, um entendimento maior, fran queado ao diálogo democrático. E a tendência é de que tal postura se situe preliminarmente no lugar de discussões acirradas e não produtivas. Normativa que tende a se sobrepôr naturalmente a desavenças inúteis de um passado recente. Estamos, por conseguinte, 100% firmes para emoldurar o equilíbrio político que toda instituição precisa para cumprir a contento o seu trabalho”.
Independente de siglas partidárias e de posições, Dr. Xavier enalteceu o desempenho esforçado de cada vereador para levar a efeito projetos de leis que resultem em benefícios gerais ao município e a seus habitantes. “Cada um de nós tem cumprido seu papel com a máxima seriedade. É uma somatória interessante: temos, individualmente, alguns conceitos traçados sobre como agir em determinada situação. Mas também abraçamos o pensamento altruísta da Mesa Diretora ao desvanecer rusgas e arregimentar forças políticas que efetivamente impliquem na construção de dividendos sociais. Isso veio solidificar a nova imagem da Câmara, trazendo novo alento aos seus integrantes”.
Na opinião do vereador Dr. Xavier, o alcance dessa empreitada vitoriosa – de resgate da credibilidade do Legislativo Municipal – tem relação intrínseca com o empenho pessoal do presidente da Casa de Leis, Misael Galvão, colega vereador que considera visionário. “Misael conseguiu a proeza de aglutinar forças extras no âmbito político, de caráter resolutivo. Acredito que ainda teremos outras boas novidades no transcurso da atual gestão da Mesa Diretora”.
Procedente de origem humilde, da área rural {era plantador de banana}, Dr. Xavier entende que a labuta no campo é sempre “um bom ensinamento” para quem quer entender como o mundo interage à sua volta. E exemplificou que o desempenho de atividades corriqueiras, consideradas comuns e inexpressivas no cotidiano, pode se tornar a grande universidade da vida. “Cito como exemplo a desenvoltura de Misael Galvão à frente da presidência do Parlamento: até há alguns anos atrás, ele comercializava produtos nas ruas de Cuiabá, na função de camelô. Dali, saiu para presidir o Shopping dos Camelôs, referência logística e de modernidade funcional em todo o Centro Oeste, por meio do seu trabalho. Do shopping, já aportou diretamente na Câmara e, na sequência, na presidência do Legislativo”.
Para 2020, o vereador Dr. Xavier preconiza que “este será um período de muito trabalho”, com (re)cobrança de projetos e obras que se encontram ainda inconclusos pela administração pública. “O vereador apenas legisla, fiscaliza, cobra a edificação de empreendimentos e serviços. Não é executor de nada, conforme muitos imaginam. Mas também precisamos entender que o Poder Público se defronta com vários entraves para levar avante alguma obra: falta de recursos habilitados e normativas impeditivas de toda espécie, que podem incidir em improbidade administrativa e outros campos vetados pelo TCU, TCE, MP, etc. Administrar não é fácil, entendemos. E idêntica fiscalização se aplica à Câmara, que tem atuado sob o crivo fiscalizatório dessas instituições, cumprindo todas as exigências legais”.
O vereador Dr. Xavier ainda aproveitou para desejar um FELIZ NATAL a todos os cuiabanos, mato-grossenses e brasileiros, em geral. “Estamos no rumo certo para tornar esse país um lugar bem melhor de se viver. Contudo, é preciso acreditar que isto se tornará algo palpável. Afinal, depende de cada um de nós fazer a sua parte”.

João Carlos de Queiroz | Assessoria Vereador Xavier

</div

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Veja os dados do painel Covid-19 desta segunda-feira (3)

Publicado


.

Nesta segunda-feira (3), Cuiabá tem 12.297 casos confirmados de Covid-19 de residentes no município e 2.416 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Dos confirmados, 2.744 já estão recuperados da doença e houve 573 óbitos de residentes e 268 de não residentes.

Na rede hospitalar há 295 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 194 na UTI e 101 em enfermaria. Também estão internados 158 pacientes com suspeita da doença, sendo 84 na UTI e 74 em enfermaria. Do total de pessoas internadas em UTI, 170 são de residentes em Cuiabá e 108 de residentes de outros municípios. Do total de internados em enfermaria/isolamento, 135 pessoas são de Cuiabá e 40 de outros municípios.

Hoje Cuiabá registrou mais 13 óbitos, chegando a um total de 573 mortes. O perfil de um deles não foi divulgado. O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam profundamente estes óbitos.

 

Segue abaixo a relação dos óbitos de residentes em Cuiabá:

-Homem, 44 anos, internado em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 03/08.

– Mulher, 83 anos, internada em hospital privado. Tinha hipertensão, obesidade, problema renal e cardiovascular. Foi a óbito em 01/08. 

– Mulher, 85 anos, internada em hospital privado. Tinha hipertensão, diabete e problema cardiovascular. Foi a óbito em 03/08. 

– Mulher, 86 anos, internada em hospital público. Tinha problema cardiovascular. Foi a óbito em 03/08. 

– Mulher, 65 anos, internada em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 03/08. 

– Mulher, 73 anos, internada em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 02/08. 

– Mulher, 44 anos, internada em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 02/08. 

– Homem, 68 anos, internado em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 02/08. 

– Homem, 83 anos, internado em hospital privado. Não foi informada qual a comorbidade. Foi a óbito em 03/08. 

– Homem, 72 anos, internado em hospital privado. Não foi informada qual a comorbidade. Foi a óbito em 03/08. 

– Mulher, 85 anos, internada em hospital público. Não foi informada qual a comorbidade. Foi a óbito em 02/08. 

– Mulher, 88 anos, internada em hospital público. Não foi informada qual a comorbidade. Foi a óbito em 03/08. 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Prefeito autoriza abertura de feiras livres e gastronômicas e comércio de comida de rua com medidas de biossegurança

Publicado


.

O prefeito Emanuel Pinheiro assinou mais um decreto com medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao contágio pelo coronavírus, nesta segunda-feira (03). O Decreto nº 8.033, que traz medidas que devem ser adotadas para o funcionamento das 52 feiras gastronômicas e feitas livres existentes na Capital. 

Essas modalidades de feiras poderão voltar a funcionar nos mesmos dias em que as atividades eram realizadas antes do decreto que declarou a situação de emergência em Cuiabá (Decreto nº 7.849 de 20 de março de 2020). Aquelas que ocorrem no período noturno, terão autorização para funcionar até às 22 horas.

“No decreto, já faço previsão de que feiras poderão funcionar em horário anterior à pandemia, com as feiras do CPA 1 e do Osmar Cabral”, disse Pinheiro, ressaltando que as feiras que funcionam durante o dia poderão trabalhar no antigo horário. Aquelas que funcionam à noite, também podem funcionar no mesmo horário de antes, mas respeitando o toque de recolher, que se inicia às 22 horas.

As feiras que possuem mais de 50 barracas funcionarão com revezamento entre os feirantes, mediante listagem a ser elaborada pelos respectivos coordenadores de feira com anuência da Associação de Feirantes.

O decreto recomenda aos feirantes e funcionários que se enquadrem no grupo de risco, em especial os portadores de doenças crônicas, imunodeficientes e os idosos (a partir de 60 anos da idade), que se abstenham de exercer as atividades, facultada a indicação de preposto para substituí-lo na função.

O prefeito determinou ainda que competirá à Secretaria Municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, juntamente com a respectiva associação representativa da atividade, a supervisão e orientação quanto ao cumprimento das disposições estabelecidas no presente decreto.

 

Feira do artesão e Culinária

 

Localizada no beco da Igreja Matriz, no Centro de Cuiabá, esta feira funcionará de segunda-feira à sábado das 9h às 17h, mediante a observância de todas as medidas de biossegurança determinadas no decreto. 

 

Comércio de alimentos em vias públicas, incluindo food truck

 

De acordo com o decreto nº 8.033, o comércio de alimentos em vias e logradouros públicos, na qual se inclui a atividade de food truck, deverá observar os seguintes horários de funcionamento:

– Estabelecimentos classificados nas categorias A, B e C do Decreto nº 7.459 de 02 de outubro de 2019, cujo horário do Termo de Permissão de Uso (TPU) esteja determinado em período DIURNO funcionarão de segunda à sábado, das 9h às 17h

 – Trailers, Food Trucks, bem como outros estabelecimentos das categorias A, B e C do Decreto nº 7.459 de 02 de outubro de 2019, cujo horário do TPU esteja determinado em período NOTURNO funcionarão de segunda à domingo das 18h às 22h.

Tais atividades deverão funcionar mediante a observância das medidas de biossegurança elencadas no decreto, bem como deverão ser exercidas exclusivamente no ponto expressamente indicado no Termo de Permissão de Uso – TPU.

 

Todas as atividades de que trata o decreto nº 8.033 deverão adotar as seguintes medidas:

 

– Atendimento ao público exclusivamente pelas modalidades de “delivery” e/ou mediante retirada no local (drive-trhu/take-out), com encerramento às 22h

– Disponibilização nas áreas de acesso à feira, bem como no interior das barracas, de materiais para higienização dos permissionários e clientes, tais como álcool em gel 70% e/ou água e sabão para higienização das mãos

– Demarcação no piso, com fita de auto adesão ou produto similar, de distância de no mínimo 50 centímetros dos balcões de atendimento, observadas a distância de 1,5 metro entre uma pessoa e outra

– Uso obrigatório de máscaras de proteção e demais equipamentos de proteção pelos funcionários que atendem ao público em geral, bem como pelos usuários do estabelecimento comercial

– Em caso de utilização de máquinas eletrônicas de pagamento via cartão de débito ou crédito, a superfície da mesma deverá ser higienizada após cada uso, de forma a se evitar transmissão direta do vírus. Esse procedimento de higienização deverá também ser realizado em todos os demais equipamentos utilizados no atendimento dos clientes

– Fica proibida a disponibilização de mesas e cadeiras aos consumidores, bem como a degustação de alimentos nas dependências da feira

– As barracas deverão ser montadas com observância do distanciamento mínimo de 1m2 entre si, visando evitar a aglomeração de pessoas

– Em caso de formação de filas, garantir a distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas

– Suspensão por período indeterminado da utilização de banheiros químicos

– Fica proibida a instalação de quaisquer equipamentos de entretenimento, tais como brinquedos, carrinhos, pula-pulas e outras atividades cuja finalidade não seja alimentícia

– Os feirantes poderão fixar em seu equipamento número de telefone celular para possibilitar que os pedidos sejam realizados com antecedência pelo consumidor, evitando formação de filas e aglomerações

– Em todos os pontos da feira deverá se dar total publicidade às regras e recomendações de biossegurança, com enfoque principal à necessidade de manter distanciamento entre as pessoas, por meio de cartazes ou painéis explicativos que devem estar bem visíveis e distribuídos nas áreas de operação das respectivas atividades.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Prefeito lamenta morte do servidor aposentado Vitorino José de Carvalho

Publicado


.

Faleceu na manhã desta segunda-feira (3), o servidor aposentado a Prefeitura de Cuiabá, Vitorino José de Carvalho, aos 72 anos, vítima da Covid-19. Ele estava internado há uma semana em um hospital privado da Capital. 

Vitorino estava aposentado há pouco mais de um ano. Durante mais de 40 anos de serviço público municipal, foi responsável pela folha de pagamento dos servidores. Era diretor financeiro do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cuiabá. Deixa esposa, 3 filhos, uma filha e 5 netos. Todos eles também contraíram a doença. Ainda não há informações sobre o sepultamento.

O prefeito Emanuel Pinheiro lamentou a morte do servidor aposentado e estimou melhoras a sua família. “Com um pesar enorme recebi a notícia do senhor Vitorino, um homem que teve uma vida dedicada à Prefeitura da nossa capital e, infelizmente, partiu em decorrente desse vírus que estamos tentando de todas as formas combater. Peço a Deus que o acolha e que dê o pronto restabelecimento a toda sua família”, disse.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana