conecte-se conosco


Nacional

Caso João Alberto: PM diz em depoimento que queria apenas “imobilizar” a vítima

Publicado


source
João Alberto foi morto por dois homens brancos no Carrefour
reprodução / Twitter

João Alberto foi morto por dois homens brancos no Carrefour

Giovane Gaspar, policial militar temporário envolvido na morte de João Alberto, homem negro de 40 anos, no Carrefour em Porto Alegre , disse hoje (27) em depoimento que pretendia apenas imobilizar a vítima e negou crime de racismo.

“Aduziu que não era o interesse dele de causar a morte, a intenção era imobilizar vítima”, disse a delegada Roberta Bertoldo, responsável pela investigação, em entrevista coletiva. “Mas ele assumiu que desferiu socos e chutes no sentido de conter a situação”, complementou a delegada.

De acordo com o depoimento do PM, João Alberto, ou beto, como era conhecido, ficou agressivo após desferir um soco nele e “estava bastante alterado”. 

“Ele avistou a vítima com feição braba, nas palavras dele, bateu no ombro dele (de Beto) e perguntou se estava tudo bem. (Beto) disse que estava tudo bem e deu as costas”, contou a delegada. Como o PM temporário não sabia o que aconteceu antes, decidiu acompanhá-lo.

A diretora do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), delegada Vanessa Pitrez, ressaltou que ainda trabalha na apuração da motivação do crime, embora não haja dúvidas que houve intenção de matar.

“Não há dúvidas que houve um homicídio doloso”, afirmou Pitrez.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Jogadores mortos em acidente aéreo viajavam separados por terem testado positivo para Covid

Publicado

O Palmas disse que optou por transportá-los no avião já que o período de isolamento terminaria neste domingo e portanto os quatro estariam aptos para o jogo desta segunda-feira (25)

Os quatro jogadores do Palmas que morreram no acidente aéreo registrado neste domingo (24) em Porto Nacional estavam na aeronave porque tinham testado positivo para a Covid-19. O Palmas disse que optou por transportá-los no avião já que o período de isolamento terminaria neste domingo e portanto os quatro estariam aptos para o jogo desta segunda-feira (25) contra o Vila Nova pela Copa Verde.

Nenhum dos seis ocupantes do avião sobreviveu à queda. Morreram no acidente o goleiro Ranule, o lateral-esquerdo Lucas Praxedes, o zagueiro Noé e o atacante Marcus Molinari. Nenhum deles tinha estreado pelo clube ainda, já que tinham sido contratados neste início de ano. Dos quatro, apenas Molinari não tinha sido apresentado oficialmente ainda, o que estava previsto para ocorrer nesta segunda.

Além dos atletas, o presidente do time Lucas Meira e o piloto Wagner Machado morreram na tragédia. O avião caiu na manhã deste domingo (24), pouco após decolar, no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional (TO). Um vídeo feito no local do acidente mostra a aeronave em chamas logo após a queda.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou que o jogo entre o Palmas e o Vila Nova está adiado e não tem nova data para acontecer. O acidente causou comoção nas redes sociais e personalidades se manifestaram para prestar solidariedade ao time. O Corpo de Bombeiros informou que se trata de um bimotor modelo Baron, de prefixo PTLYG. O site da fabricante do avião, a Beechcraft, indica que este tipo de aeronave pode transportar no máximo seis pessoas por voo.

De acordo com o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), o avião pertencia a uma construtora com sede no Pará chamada Meirelles Mascarenhas Ltda e não tinha autorização para realização de serviços de táxi aéreo. A assessoria do Palmas informou que o avião tinha sido adquirido há pouco tempo pelo presidente, Lucas Meira, e que estava em fase de transferência. O time informou que o avião não estava realizando serviço de táxi aéreo.

– Os 23 demais membros da delegação iriam para Goiânia na noite deste domingo, 24, através do vôo determinado pela Confederação Brasileira de Futebol. O clube informa ainda que segue à disposição para maiores esclarecimentos e que toda a assistência necessária será prestada às famílias dos atletas Guilherme Afonso Noé, Lucas Praxedes Carvalho, Marcus Vinícius Molinares Reis, Ranule Gomes dos Reis e do comandante Wagner.

G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Morre Maguito Vilela, prefeito licenciado de Goiânia

Publicado

Político lutava contra uma infecção de bactérias e fungos nos pulmões após se recuperar da Covid-19. Ele estava há mais de 80 dias em UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

O ex-governador de Goiás e prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), faleceu aos 71 anos, nesta quarta-feira (13). A informação foi confirmada pelo secretário de Comunicação da capital, Bruno Rocha Lima. O político estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, lutando contra uma infecção pulmonar, em decorrência da Covid-19, da qual já havia se recuperado.
A nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da capital informou que “a família está providenciando o traslado do corpo de São Paulo para Goiás e ele deve ser sepultado em Jataí, sua terra natal”.
O Hospital Albert Einstein confirmou a morte do político. Segundo a unidade de saúde, ele faleceu às 4h10 desta quarta-feira. Ele estava internado na unidade de saúde “desde o dia 27 de outubro para tratamento da Covid-19”.
Maguito perdeu duas irmãs para a Covid-19 em agosto de 2020, com menos de dez dia de diferença. No dia 19, morreu Nelma Vilela Veloso, de 76 anos, tinha diabetes e problemas pulmonares, comorbidades que agravaram o quadro. Já no dia 28, a irmã mais velha, Nelita Vilela, de 82 anos, também faleceu.
Maguito passou por vários cargos públicos em Goiás: vereador, prefeito, governador e senador. Ele ainda foi professor e advogado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Corpo de homem é encontrado dentro de carrinho de compras

Publicado


source
arma
Reprodução

Corpo de homem é encontrado dentro de carrinho de compras

O corpo de um homem foi encontrado pela polícia civil de Belo Horizonte, nesta terça-feira (1), em um carrinho de compras em uma rua da capital mineira. A polícia vai investigar as circunstâncias da morte do homem, conhecido pelo apelido de Léo.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima, que aparentava ter 40 anos, estava em um carrinho de compras.

De acordo com a perícia, foram localizadas 12 perfurações nas costas e peito do homem, e a morte teria acontecido há mais de 20 horas. 

Um outro homem em situação de rua contou que, há cerca de dois dias, não via Léo. Ninguém foi preso e o corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da capital mineira.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana