conecte-se conosco


Nacional

Ceará implementa sistema drive-thru de testes para Covid-19

Publicado


source
cientista monitora teste aplicado de covid-19
Reprodução/Facebook

Além de testar pessoas com sintomas da Covid-19, Secretaria de Saúde quer identificar se curados criaram anticorpos


Para conter a pandemia do novo coronavírus no Ceará, o governo do estado realizará testes da Covid-19 em esquema drive-thrus. Campanha deve ter início ainda neste fim de semana. Testagem também ajudará sistema de saúde a descobrir se pessoas curadas da doença transmitida pelo novo coronavírus criaram anticorpos e estão imunes.

O Secretário de Saúde do estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (mais conhecido como Dr. Cabreto), afirmou que os drive-thrus para assintomáticos ou pessoas saudáveis acontecerá em shoppings, com horário marcado. Está sendo estudada a locação de dois shoppings de Fortaleza.

Para pessoas com sintomas gripais ou suspeitos de Covid-19 acontecerá em hospitais. Um desses pontos é o Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

“Começaremos a primeira unidade, provavelmente, neste fim de semana, que será no HGF, onde nós temos um sistema de triagem adequado para facilitar o trabalho nos postos de saúde e com testagem rápida”, explicou o Dr. Cabreto.

Leia também: América do Sul se tornou o novo epicentro da Covid-19, diz OMS

Além de rastrear o novo coronavírus , os testes em massa devem ajudar a saúde a identificar casos de pacientes que tiveram a Covid-19 , mas se recuperaram. O secretário explica que o inquérito sorológico ajuda a diferenciar todos os casos e também a mapear grupos que ainda não foram infectados.

“Estamos fazendo modelagem das amostras para que a gente tenha representação em todos os bairros, inicialmente em Fortaleza . A ideia é começar isso até quarta-feira da semana que vem ou, no máximo, em dez dias”, explicou.

A projeção, segundo Dr. Cabreto, é de que, com a ajuda dos drive-thrus e somando kits disponíveis nas unidades de saúde, seja possível ampliar a quantidade de testes feitos para cem mil por mês. “Isso deve aumentar a capacidade de entendimento das áreas de maior risco de contaminação”, disse.

O Ceará só está atrás de São Paulo quando se trata de número de casos de Covid-19, tendo registrado 34.573 infectados. Na última quinta-feira, 21, o estado nordestino superou o seu próprio número de mortes em 24 horas, registrando 261 óbitos.

Por isso, o governo do estado tem adotado diversas medidas especiais para conter o avanço da pandemia na região. Ao longo desta semana, o estado recebeu insumos em aviões. entre eles, estava respiradores e maquinários que devem ser distribuídos entre as unidades de saúde, segundo o governador Camilo Santana (PT).

A capital do estado, Fortaleza, é uma das localidades brasileiras a aderir ao lockdown para conter a doença e tem sido monitorado rigidamente.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

No Brasil, Covid-19 já matou o dobro que a gripe espanhola em 1918

Publicado


source
Sepultamentos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida
Alex Pazuello/Semcom

Gripe espanhola causou a morte de um terço da população mundial entre 1918 e 1920


Nesta sexta-feira (10), o Brasil ultrapassou a marca de 70 mil óbitos causados pela Covid-19 . O número corresponde ao dobro de mortes causadas pela gripe espanhola no país, entre 1918 e 1920. Estima-se que 35 mil pessoas faleceram na época.


Segundo o levantamento de hoje, foram registrados ainda 1.214 vítimas fatais nas últimas 24 horas. O país ultrapassou ainda a marca de 1,8 milhão de casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Segundo o IBGE, a população do Brasil na época da gripe espanhola era de 28 a 30 milhões.

A gripe espanhola é conhecida por ter erradicado 2,7% da população de todo mundo. Segundo a Biblioteca Nacional dos Estados Unidos, morreram 50 milhões de pessoas em decorrência da doença. Cerca de 500 milhões de pessoas foram infectadas, ou seja, um terço do mundo.

A Covid-19 já registrou, desde o início da pandemia , 12.128.406 casos no mundo todo; 551.522 pessoas faleceram.

A gripe espanhola aconteceu paralelamente à Primeira Guerra Mundial, que deixou cerca de 15 milhões de pessoas mortas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Conselho Nacional de Saúde discute enfrentamento à pandemia

Publicado


source
covid
Divulgação

O conselho se uniu a várias organizações e lançou a campanha Frente pela Vida


O Conselho Nacional de Saúde (CNS) discutiu,nesta sexta-feira (10), a situação da pandemia do novo coronavírus no país e os desafios para o enfrentamento do fenômeno. Na reunião, entidades da sociedade civil apresentaram as ações do conselho e dirigentes do Ministério da Saúde colocaram as ações e abordagem da pasta para o tema.


O CNS é um órgão composto por diversos segmentos, do governo a trabalhadores, passando por usuários do sistema de saúde. É o principal espaço de participação na elaboração, monitoramento e avaliação das políticas públicas de saúde nas três esferas da Federação, com congêneres estaduais e municipais.

A mesa diretora do CNS apresentou as ações realizadas ao longo da pandemia. Foi criado um comitê para acompanhamento das medidas adotadas em face do cenário. O colegiado reforçou e recomendou a campanha para que as pessoas ficassem em casa. A Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), ligada ao conselho, emitiu aprovação ética de 537 protocolos de pesquisa científica relacionadas ao coronavírus. O Conep lançou campanha de proteção dos trabalhadores envolvidos no combate ao coronavírus.

Entre as providências elencadas pelos representantes do órgão na reunião estão alertas com objetivo de informar a população sobre risco do uso de medicação sem orientação médica, como enfrentar consequências do novo coronavírus na saúde mental, cuidados quando fizer o exame rápido, precauções com as informações falsas difundidas em relação à pandemia e saúde e direitos das mulheres.

O conselho se uniu a várias organizações e lançou a campanha Frente pela Vida , movimento com base em evidências científicas que lançou um plano nacional de enfrentamento à pandemia.

Recursos

O presidente do conselho e representante da Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam), Fernado Pigatto, defendeu maior participação do CNS na destinação dos recursos. “Lutamos por mais financiamento e agilidade nos repasses orçamentários, mas também insistimos em ajudar a decidir onde utilizar, acompanhar a execução e fiscalizar a aplicação destes recursos, que não são de nenhum governo e sim gerados pelo suor do trabalho do povo brasileiro”, disse.

O representante do Ministério da Saúde no Conselho, Neilton Araújo, manifestou o desejo que a reunião sirva de exemplo para que outros conselhos possam atuar mais efetivamente no acompanhamento das ações das autoridades de saúde nas diversas esferas da Federação.

“Creio que este esforço nosso precisava ser uma repercussão muito animadora. Alguns locais têm tido atuação mais cotidiana, mas alguns conselhos estaduais ainda estão um pouco apáticos. Esta reunião deve servir de ânimo para toda a rede do conselho e a participação da sociedade cada vez mais articulada na defesa da saúde”, salientou.

Ministério da Saúde

No combate à pandemia, entre outras ações, o Ministério da Saúde enviou R$ 54,7 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,9 bilhões voltados exclusivamente para combate ao novo coronavírus. Foram distribuídos 16 milhões de unidades de medicamentos, 163,3 milhões de equipamentos de proteção individual (EPIs), 11,9 milhões de testes de diagnóstico e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que entregou um total de 6.549 equipamentos, distribuídos em toda as unidades da Federação.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, que representou o ministro Eduardo Pazello, destacou a importância do Sistema Único de Saúde e da participação social e da interlocução entre o CNS e a pasta neste contexto da pandemia. Sobre a atuação do país diante da pandemia, destacou que o Brasil tem o  maior número de recuperados .

Franco voltou a defender a abordagem do governo federal de reabertura das atividades. “É importante que, com segurança e responsabilidade, a economia possa voltar adotando as medidas de prevenção e saúde para evitar contaminação, respeitando as peculiaridades loco-regionais, a capacidade de resposta da rede de atenção à saúde, as necessidades de sobrevivência da população, porque isso requer também a volta e a preocupação com a saúde mental da população, onde o cidadão poderá prover a necessidade da sua família, do seu lar”, disse.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Suspeito de matar policial civil morre durante ação no Rio

Publicado


source
polícia civil
Agência Brasil

Crime ocorreu em 12 de maio, quando agentes que investigavam ação da milícia em Santa Cruz foram atacados


Morreu, nesta sexta-feira (10), Marlon Brando Jefferson de Oliveira Machado, conhecido como Kiko do Rodo. O suspeito foi baleado durante uma ação para cumprimento de um mandado de prisão expedido contra ele pela morte do policial civil Rodrigo Guadagno dos Santos, em 12 de maio. Kiko também era apontado como chefe da segurança da milícia de Antares.


De acordo com a Polícia Civil, Kiko do Rodo foi encontrado, nesta tarde, em Paciência, na Zona Oeste, e reagiu à prisão. Na troca de tiros, ele foi atingido e socorrido, mas morreu .

Segundo investigações, Kiko do Rodo era gerente do tráfico de drogas na comunidade do Rodo (Rola), em Santa Cruz. Em 2017, ele teria se juntado à milícia que atua em Antares, se tornando chefe da segurança do grupo.

Kiko já respondia por tráfico de drogas e associação para o tráfico na Vara Criminal de Santa Cruz. Depois da morte do agente do DGCOR-LD, passou a responder também por homicidio e tentativa de homicídio dos policiais civis, além de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e receptação do veículo roubado. Ele também era investigado pelo crime de organização criminosa.

Mandado de prisão

De acordo com o inquérito, Kiko do Rodo foi o autor do disparo que matou o policial Rodrigo Guardagno nos Santos, de 31 anos, em 12 de maio. Naquele dia, agentes do Departamento Geral de Investigação a Corrupção, Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro/DGCOR-LD, que investigavam a ação de milicianos na Zona Oeste do Rio, foram atacados em Antares, na Zona Oeste.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana