conecte-se conosco


Nacional

Defesa Civil remove 80 famílias de área de risco em Ouro Preto

Publicado


Ainda às voltas com as consequências das fortes chuvas que atingiram Minas Gerais, cerca de 80 famílias de Ouro Preto tiveram que deixar suas casas na manhã de hoje (14). Embora não esteja chovendo na cidade esta manhã, as residências ficam em uma área onde técnicos da Defesa Civil identificaram o risco de deslizamentos devido às condições do solo encharcado.

As casas ficam no bairro Taquaral, de onde outras 25 famílias já tinham sido removidas esta semana. A área fica a poucos quilômetros do Morro da Forca, onde, ontem (13), um deslizamento destruiu dois casarões históricos – um deles, do fim do século XIX. A ocorrência desta quinta-feira não fez vítimas. Ainda assim, o Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento administrativo para apurar “os evidentes danos ao patrimônio cultural”.

Alerta

A agente da Defesa Civil municipal Paloma do Carmo Magalhães foi a primeira servidora de órgãos de proteção a chegar ao Morro da Forca, pouco antes do talude vir abaixo. Ela seguia para o trabalho quando um motorista de ônibus a alertou para algo atípico na encosta, na altura da Rua Diogo de Vasconcelos, em frente ao Centro de Artes e Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Próxima ao Terminal de Integração José da Silva Araújo, a área, na região central da cidade, é bastante movimentada.

Com a ajuda do barbeiro Fábio Rogério Alves, que estava abrindo seu salão, e de outras pessoas, Paloma rapidamente interrompeu o tráfego de veículos e de pessoas. “Eles ficaram à distância, alertando as pessoas para não passarem, e eu fiquei próxima à encosta, isolando a área até a guarnição da Guarda Civil chegar e interditar o trânsito completamente”, contou Paloma à Agência Brasil.

Vídeos feitos por pessoas que estavam próximas ao local registraram o momento em que parte do Morro da Forca vem abaixo e destrói os dois casarões, derrubando postes de energia elétrica e deixando a área sem luz. Embora os imóveis atingidos já estivessem embargados desde 2012, quando foram atingidos por um deslizamento de terra, Paloma considera que a atenção e a presteza de alguns cidadãos foi fundamental para que não houvesse nenhuma vítima.

“Isto foi crucial. Como dizemos sempre, a defesa civil é feita por todos. Ao contrário do que alguns costumam dizer, a natureza costuma sim dar sinais [de que algo está para ocorrer]. Felizmente, o motorista e outras pessoas não ignoraram os primeiros avisos e nos alertaram. Infelizmente, houve o prejuízo ao bem cultural, histórico, mas vidas podem ter sido salvas”, acrescentou a agente civil.

Em função do acidente, a circulação de pessoas nas proximidades do centro de convenções e o tráfego de veículos pela Rua Pacífico Homem, no sopé do morro, continuam proibidos. Embora não esteja chovendo, a Defesa Civil alerta para o risco de novas ocorrências em quase toda a cidade. “Com o sol, o solo, que já está muito saturado, tende a se rachar, abrindo fendas. E como há previsão de mais chuvas, pode ocorrer outros deslizamentos”, disse Paloma.

Só em Ouro Preto, até ontem, 200 pessoas desalojadas tinham tido que ser acolhidas na casa de parentes, amigos ou vizinhos. Outras 223 pessoas ficaram desabrigadas, tendo que, em algum momento, ir para abrigos públicos. Também as famílias do Taquaral que estão sendo removidas esta manhã e que não tiverem para onde ir serão levadas para abrigos improvisados em escolas públicas. A cidade também registrou uma das 25 mortes ocorridas no estado em consequência das chuvas – número que não inclui as dez mortes causadas pelo desprendimento de um bloco de pedras do Lago de Furnas, em Capitólio, sobre embarcações turísticas, no último dia 8).

Ouça na Radioagência Nacional:

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Mega-Sena paga hoje R$ 36 milhões a quem acertar as seis dezenas

Publicado


O Concurso 2.448 da Mega-Sena, que será sorteado hoje (29) à noite em São Paulo, pagará o prêmio de R$ 36 milhões a quem acertar as seis dezenas. O sorteio será às 20h, no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê.

No último concurso, realizado quinta-feira (27), ninguém acertou as seis dezenas. Esta foi a Mega-Semana de Verão, que oferece chance extra ao apostador, com sorteios terça, quinta e sábado.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Brasil: tempo quente na região Norte marca a previsão deste sábado

Publicado


source
Previsão do tempo em São Paulo
Governo do Estado de São Paulo

Previsão do tempo em São Paulo

Tempo mais úmido e com chuvas intensas na região sudeste e calor extremo na região norte marcam a previsão deste sábado (29). Uma frente fria avança pelos três estados do sul do Brasil, encerrando o período da onda de calor que se espalhou pela América Central e principalmente pelo estado do Rio Grande do Sul nas duas últimas semanas. Desse modo, as chuvas diminuem a intensidade na maioria das capitais.

Segundo informações do portal Climatempo, deve chover em todas as regiões do país.

Confira a previsão deste sábado em cada capital:


Região Sudeste 

São Paulo (SP)   –  Mínima de 18ºC e máxima de 22ºC

Tempo chuvoso durante o dia e a noite.

Rio de Janeiro (RJ) – Mínima de 22ºC e máxima de 31ºC

Previsão de sol e períodos de chuva a qualquer hora.

Belo Horizonte (MG) – Mínima de 19ºC e máxima de 32ºC

Tempo ensolarado pela manhã e previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite.

Vitória (ES) – Mínima de 23ºC e máxima de 35ºC

Previsão de sol com algumas nuvens e chuva durante à tarde.


Região Sul

Curitiba (PR) – Mínima de 15ºC e máxima de 22ºC

Tempo chuvoso durante o dia e a noite.

Florianópolis (SC) – Mínima de 19ºC e máxima de 26ºC

Sol entre as nuvens e previsão de chuva a qualquer hora.

Porto Alegre (RS) – Mínima de 19ºC e máxima de 28ºC

Céu nublado e noite com muitas nuvens. Não há previsão de chuva.


Região Centro-Oeste

Goiânia (GO) – Mínima de 19ºC e máxima de 32ºC

Previsão de sol e pancadas de chuva durante à tarde e à noite.

Brasília (DF) – Mínima de 16ºC e máxima de 29ºC

Sol com algumas nuvens durante o dia e chuva passageira durante à tarde e à noite. 

Campo Grande (MS) – Mínima de 21ºC e máxima de 27ºC

Previsão de sol entre as nuvens e períodos de chuva a qualquer hora.

Cuiabá (MT) – Mínima de 23ºC e máxima de 29ºC

Sol pela manhã e previsão de chuvas rápidas à tarde e à noite.

Região Nordeste

Salvador (BA) – Mínima de 23ºC e máxima de 32ºC

Céu nublado e previsão de chuva a qualquer hora.

Maceió (AL) – Mínima de 22ºC e máxima de 33ºC

Sol entre as nuvens durante o dia. Previsão de pancadas chuva à tarde e à noite.

Leia Também

Leia Também

Fortaleza (CE) – Mínima de 23ºC e máxima de 31ºC

Sol entre as nuvens e previsão de chuva a qualquer hora.

Aracaju (SE) – Mínima de 24ºC e máxima de 33ºC

Sol entre as nuvens e pancadas de chuva à tarde e à noite. 

Natal (RN) – Mínima de 24ºC e máxima de 31ºC

Céu nublado e pancadas de chuva à tarde e à noite.

Teresina (PI) – Mínima de 22ºC e máxima de 32ºC

Sol pela manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite.

São Luís (MA) – Mínima de 23ºC e máxima de 30ºC

Previsão de sol pela manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite.


Recife (PE) – Mínima de 24ºC e máxima de 32ºC

Sol entre as nuvens durante o dia e pancadas de chuva à tarde e à noite.

João Pessoa (PB) – Mínima de 24ºC e máxima de 32ºC

Sol entre as nuvens pela manhã e previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite. 


Região Norte

Rio Branco (AC) – Mínima de 23ºC e máxima de 31ºC

Previsão de sol entre as nuvens e chuva a qualquer hora.

Macapá (AP) – Mínima de 24ºC e máxima de 32ºC

Sol entre as nuvens e pancadas de chuva à tarde e à noite.

Manaus (AM) – Mínima de 24ºC e máxima de 29ºC

Sol pela manhã e previsão de chuva a qualquer hora.

Belém (PA) – Mínima de 22ºC e máxima de 30ºC

Previsão de sol entre as nuvens e pancadas de chuva à tarde e à noite.

Porto Velho (RO) – Mínima de 23ºC e máxima de 30ºC

Sol entre as nuvens e pancadas de chuva durante à tarde e à noite.

Boa Vista (RR) – Mínima de 23ºC e máxima de 36ºC

Previsão de sol entre as nuvens. Não chove neste sábado.

Palmas (TO) – Mínima de 21ºC e máxima de 29ºC

Previsão de sol entre as nuvens e chuva rápida a qualquer hora.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Céu rosado em São Paulo se deve a partículas do vulcão de Tonga

Publicado


Nesta última semana, o céu de São Paulo adquiriu um tom mais rosado, principalmente nas primeiras horas do dia. E isso não foi efeito da poluição tão característica da capital paulistana. Segundo Marcia Yamasoe, professora e pesquisadora do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP), essa coloração no céu de São Paulo e percebida principalmente no amanhecer do dia 26 de janeiro, foi resultado da erupção do vulcão submarino Hunga-Tonga-Hunga-Ha’apai, que devastou o arquipélago de Tonga, no Pacífico Sul, e lançou partículas para a alta atmosfera.

Em entrevista à Agência Brasil, Marcia Yamasoe disse que é possível confirmar que as partículas expelidas pelo vulcão de fato chegaram ao Brasil. “As imagens de satélite mostraram quando a pluma [que consiste em cinza vulcânica] chegou e tem um pesquisador do Ipem [Instituto de Pesos e Medidas] que tem uma instrumentação e identificou claramente a chegada dessa pluma no dia 26 de janeiro, por volta das 4h da manhã”, disse ela.

Isso ocorreu porque a atividade vulcânica em Tonga foi muito intensa, permitindo com que o material fosse lançado para a estratosfera. Estando nessa camada, o material pôde ser transportado mais facilmente e viajar longas distâncias, chegando ao Brasil.

“A primeira coisa é que esse material, os gases dessa erupção vulcânica, conseguiu chegar na estratosfera, que é uma camada que fica acima da troposfera, que é onde a gente fica”, explicou a professora. “Nessa camada da atmosfera, a troca, o processo de deposição, é muito mais lento. Então, se conseguir chegar lá em cima, a probabilidade desse material ficar por mais tempo lá é bem grande. Aqui embaixo [na troposfera], a chuva e as nuvens, conseguem remover muito mais facilmente”, disse.

De acordo com a professora, ainda não é possível afirmar quanto tempo vá durar esse fenômeno. Essa pluma continua circulando e deve dar a volta ao mundo. E, quando ela voltar ao Brasil, possivelmente já estará mais diluída. “Ela vai ficar circulando, até ela se depositar. Mas acredito que quando ela voltar, ela já vai estar bem mais diluída”, disse ela. “Mas se ela voltar, é acordar bem cedinho para tentar detectar e tirar fotos”, falou.

Esses gases, segundo ela, não trazem riscos para a população brasileira. “Como está há 26 km, muito alto, antes de se depositar e chegar aqui embaixo, essa pluma vai se dissolvendo, vai se espalhando cada vez mais. Então, quando começar a depositar, vai ficar em quantidades tão pequena que, realmente, para a população não há risco”.

Tonga está localizada no chamado Anel de Fogo do Pacífico, uma das áreas de maior atividade sísmica do planeta. No dia 15 de janeiro, a erupção do vulcão Hunga-Tonga-Hunga-Ha`apai desencadeou tsunami com ondas até 15 metros, que devastaram a nação.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana