conecte-se conosco


Política MT

Deputado repudia declaração de Mauro Mendes e exige retratação

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Na manhã de quarta-feira (22), o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) usou as redes sociais para manifestar o seu repudio contra a fala do governador de Mato Grosso, logo após Mauro Mendes (DEM), comparar o Ministério Público do Estado à polícia, que de acordo com o democrata, atira primeiro, e só depois pergunta. A fala do governador, que repercutiu negativamente entre os profissionais da segurança pública, aconteceu durante uma entrevista na Rádio Capital FM, onde Mendes classificou como ‘espetaculosas’ a maneira como, às vezes, o órgão tem atuado durante as ações de fiscalizações realizadas nas compras, supostamente superfaturadas, efetuadas pelo governo durante a pandemia.

Por mais de 15 minutos, durante uma live, Elizeu Nascimento, que também é sargento da Polícia Militar, demonstrou sua revolta dizendo, entre outras coisas, que o governador odeia a polícia, trabalha diuturnamente para tirar os direitos dos servidores públicos, especialmente da categoria da segurança pública e de estar tentando denegrir a imagem da polícia, comparando-os à bandidos.

“O governador de Mato Grosso está achando que polícia é marginal, é vagabundo, que só trabalha nas margens da ilegalidade”, falou Elizeu. O parlamentar ainda disse que estava representando os profissionais da segurança que não podem dizer o que pensam por medo de represálias e exigiu uma retratação.

“A classe exige uma retratação junto aos profissionais da categoria, pois dizer que a polícia, ‘primeiro atira e depois pergunta’, é uma fala desrespeitosa e até discriminatória, é como se fosse um comportamento comum dentro da polícia, colocando todos da segurança pública como profissionais incompetentes, irresponsáveis, imprudentes, enfim, inaptos para exercer suas funções. Eu, por exemplo, atuei por 18 anos como policial sem nunca ter cometido nenhum desvio de conduta, nunca sai atirando para depois perguntar, e não admito ser comparado com um ou outro que comete abuso de autoridade”, declarou Nascimento.

Além do deputado Elizeu, o sindicato dos policiais civis e o próprio Ministério Público também se declararam insatisfeitos com a fala do governador Mauro Mendes.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

CCJR analisa 13 matérias em reunião extraordinária

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) realizou sua 48º reunião extraordinária na manhã desta terça-feira (11). Os deputados analisaram 13 matérias no encontro, entre vetos, projetos de lei e requerimentos de dispensa de pauta e de urgência urgentíssima. 

Os parlamentares votaram pela admissibilidade de todos os requerimentos. São eles o requerimento de urgência urgentíssima na tramitação do Projeto de Resolução nº 147/2020, os requerimentos de dispensa de 1ª e 2ª pauta dos Projetos de Lei nº 677/2020 e Projeto de Lei nº 678/2020, além do requerimento de dispensa de 2ª pauta do Projeto de Lei nº 395/2020

Os requerimentos ainda serão votados em Plenário, que pode acatar ou rejeitar a admissibilidade. A análise da legalidade e constitucionalidade das propostas a que se referem os requerimentos ainda será feita pela CCJR, após apreciação do Plenário. 

Entre os projetos de lei votados pela comissão, três receberam parecer favorável. Um deles é o PL nº 566/2020, que estava apensado ao PL nº 258/2020, que foi considerado prejudicado. A matéria aprovada autoriza o Poder Executivo a adquirir, preferencialmente, produtos da agricultura familiar para incluir nas cestas básicas dos programas assistenciais e distribuí-los à população de baixa renda, enquanto perdurar a pandemia. 

Também foram aprovados o PL nº 482/2020, que cria a Política Estadual de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Estado de Mato Grosso e um comitê para gestão das ações e o PL nº 529/2020, de autoria do deputado Wilson Santos (PSDB), que trata da declaração de utilidade pública a Associação Mato-Grossense de Dislexia. Receberam parecer contrário os PLs nº 562/2019 e nº 123/2019

Houve ainda empate na votação do PL nº 658/2019. Os deputados Lúdio Cabral (PT) e Silvio Fávero (PSL) votaram a favor da matéria, enquanto Xuxu Dal Molin (PSC) e Dr. Eugênio (PSB) votaram pela rejeição. O projeto pretende isentar tributos estaduais incidentes sobre a parcela da fatura de energia elétrica cobrada a título de bandeira tarifária no estado e voltará à pauta da CCJR para que o presidente da comissão, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) faça o voto de desempate.

Os deputados também votaram pela derrubada dos três vetos apreciados na reunião (Vetos nº 55/2020, 53/2020 e 56/2020) e o deputado Lúdio Cabral (PT) pediu vista de três matérias (PEC nº 5/2020, PLC nº 18/2020 e PEC nº 13/2020). 

O Projeto de Lei nº 503/2020 (PLDO 2021), que dispõe sobre as diretrizes para elaboração da lei orçamentária do próximo ano, foi retirado de pauta e deve ser analisado em reunião extraordinária da CCJR ainda nesta terça-feira. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Ulysses Moraes fiscaliza Arenápolis e Nortelândia

Publicado


.

Foto: Fernanda Elisa Trindade / Assessoria de Gabinete

Na segunda-feira (10), o deputado Ulysses Moraes (PSL) percorreu os municípios de Arenápolis e Nortelândia para uma fiscalização em várias instalações da saúde e demais áreas das cidades. O parlamentar foi a unidades de saúde, pronto atendimento e conversou com os gestores do local para ter mais informações sobre os gastos públicos.

Na última semana, o deputado enviou requerimento aos 141 municípios do Estado cobrando mais transparência nos gastos. De março até julho, o governo federal fez um repasse de R$ 2,54 bilhões para as cidades de Mato Grosso e boa parte desses recursos deve ser investido no combate à Covid-19.

“Fiz a cobrança e tivemos repostas de apenas alguns municípios. Por isso, estou percorrendo algumas cidades para analisar de perto como está a situação. Ontem pela  manhã, chegamos a Arenápolis e fomos muito bem recebidos. Conhecemos as instalações  da Secretaria Municipal de Saúde e estamos em contato direto com os gestores. São ações como essa que devem acontecer. Os gestores mostrando realmente a transparência do seu município”, disse Moraes.

Em Nortelândia, o parlamentar verificou a situação do Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Santana que se encontra fechado. O parlamentar flagrou ainda uma faixa na porta da Unidade Hospitalar dizendo que o local está temporariamente fechado por falta de recursos financeiros.

“É triste ver um hospital fechado em meio a uma pandemia, mas vamos cobrar o governo do estado sobre isso. Precisamos saber se algo vai ser feito com esse hospital desativado, já que existia um convênio com o governo e essa unidade recebia repasses públicos. Temos que verificar se existe a possibilidade de reabertura”, afirmou o deputado.

De acordo com Moraes, a fiscalização não pode parar, a cobrança foi feita aos gestores, mas mesmo assim o deputado vai percorrer diversos municípios pedindo mais transparência à população. “Estamos de olho em tudo e se você tiver alguma denúncia, fale conosco”, finalizou o parlamentar.

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Campo Verde é beneficiada com obras de infraestrutura na MT-140

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sinfra) atendeu três indicações de n.º 979/2019n.º 40/2020 e n.º 1.289/2019 do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) para melhorias na infraestrutura da MT-140, em Campo Verde. Essas proposições foram apresentadas durante sessões plenárias na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

Dentre as proposições encaminhadas ao governo estadual, está a recuperação de 14 km do asfalto da rodovia, entre o município e o entroncamento com a MT-251, que fica no trevo Gardez.

“Os trabalhos da Sinfra estão em grande movimento. Isso nos deixa satisfeitos, pois sabemos que a classe política e a população reivindicaram essa demanda. É um desejo antigo de motoristas e produtores rurais que, agora, terão mais segurança, desenvolvimento econômico e melhorias na logística para o escoamento de safra agrícola”, pontua Claudinei.

 Rodovia – Outros trechos em obras na MT-140 ficam entre as cidades de Planalto da Serra e Nova Brasilândia, como, também, a via que está situada entre a rodovia federal da BR-070 à BR-364 – com recuperação asfáltica de 15 km. Em visita às obras da rodovia, na última sexta-feira (7), o secretário da Sinfra, Marcelo de Oliveira, disse que é uma obra importante para Campo Verde.

“É uma obra importantíssima, pois diminui o custo do frete e o caminho dos caminhões que vão estar rodando. É uma região altamente produtiva, o que mais vemos é algodão. Aí, você está realmente aplicando corretamente o dinheiro arrecado pelo Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação)”, afirma.

Para o operador de máquina, João de Souza, eram muitos buracos e tinha um grande fluxo de carretas pesadas que danificavam ainda mais a rodovia. “Muito buraco na estrada, principalmente no período das chuvas. Caminhões carregados ficavam atolados, dificuldade danada. Os fazendeiros iam ajudar puxar os carros. O deputado está de parabéns, por ter encarado e solucionado este problema”, comenta Souza.

 Localização – A cidade de Campo Verde fica a uma distância de cerca de 138 km da capital Cuiabá e possui uma população estimada de cerca de 43 mil habitantes, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana