conecte-se conosco


Esportes

França fica em terceiro lugar no Mundial Sub-17

Publicado

Com o estádio Bezerrão repleto de cadeiras vagas, França e Holanda entraram em campo hoje (17) para a disputa do terceiro lugar no Mundial Sub-17. Um jogo esvaziado em prestígio, especialmente para a França, que já foi até campeã na categoria sub-17 em 2001 e esperava estar na disputa pelo primeiro lugar. Placar final: 3 a 1 para os franceses.

O técnico francês colocou em campo um time misto, utilizando alguns reservas, enquanto o holandês preferiu entrar com força máxima. Aos 15 minutos de jogo, o esforço premiou quem veio com todos os titulares. Num lançamento longo para a área, a zaga francesa falhou e Taabouni, sem marcação, livrou-se do goleiro Semedo com um leve toque e fez 1 a 0 para a Holanda.

A França não demorou a empatar. Aos 22 minutos, em cruzamento rasteiro para a área, Kalimuendo Muinga pegou de primeira, no canto do goleiro Raatsie, que ficou estático. 1 a 1.

No 2º tempo, a França voltou muito melhor. Logo no primeiro minuto, acertou uma bola na trave. E, aos 9 minutos, não houve jeito. Numa troca rápida de passes, Kalimuendo Muinga apareceu na área e, apesar de o goleiro Raatsie tentar fechar o ângulo, a bola achou o caminho das redes. 2 a 1.

Aos 17 minutos, Kalimuendo Muinga voltou a mostrar todo seu potencial e fez 3 a 1 para a França, seu terceiro gol na partida e quinto no mundial, acabando com qualquer ilusão holandesa a respeito da medalha de bronze.

Depois, a partida decaiu. A Holanda, aceitando a derrota e se defendendo de levar uma goleada, e a França, sem necessidade de se empenhar para buscar outro gol. Para os franceses, que terminaram o Mundial Sub-17 com seis vitórias e uma derrota, ficou a sensação de que, não fosse pelo 2º tempo contra o Brasil, quando tomaram três gols, a equipe poderia ter ido mais longe no campeonato.

Ficha técnica:

Domingo, 17 de novembro de 2019

FRANÇA 3 x 1 HOLANDA

Competição: Mundial Sub-17 (Decisão de 3º lugar)

Local: Estádio Bezerrão, Gama (DF)

Juiz: Andreas Ekberg (Suécia)

Público: 1.232

França: Lima Semedo, Matsima, Kouassi, Altikulac (Pembelé) e Soppy; Agoume, Aouchiche, Taibi e Lepenant (Ahamada); Kalimuendo Muinga e M´Buku (Lihadji). T: Jean Claude Giuntini.

Holanda: Raatsie, Hoever, Rensch, Salah Eddine e Taylor; Maatsen, Regeer, Hansen e Taabouni; Unuvar (Bannis) e Braaf (Allouch). T: Peter Van Der Veen.

Gols: No 1o tempo: Taabouni (15) e Kalimuendo Muinga (22). No 2o tempo: Kalimuendo Muinga (9) e Kalimuendo Muinga (17).

Edição: Paula Laboissière

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Mercedes é a mais rápida em treinos para GP dos 70 anos da F1

Publicado


.

Nesta sexta-feira (7), na segunda sessão de treinos livres para o GP que marca os 70 anos da Fórmula 1, em Silverstone (Inglaterra), a Mercedes foi absoluta. O hexacampeão mundial Lewis Hamilton conseguiu o tempo de 1min25s606 para ser o mais rápido.

O segundo melhor do dia foi seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas. O australiano Daniel Ricciardo, da Renault, surpreendeu e ficou com a terceira melhor marca.

O holandês Max Verstappen, da RBR, ficou em quarto, sendo seguido pelos pilotos da Racing Point, o canadense Lance Stroll como quinto melhor e o alemão Nico Hulkenberg como sexto.

O monegasco Charles Leclerc, o britânico Lando Norris, o espanhol Carlos Sainz e o francês Esteban Ocon completaram os dez primeiros.

Já o tetracampeão mundial Sebastian Vettel segue o calvário que enfrenta na atual temporada, a última da sua carreira pela Ferrari. Atual 13º colocado no campeonato, nesta sexta o piloto teve problemas no carro no final da sessão de treinos.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Vôlei: Minas confirma acerto com levantador William

Publicado


.

O Minas Tênis Clube anunciou nesta sexta-feira (7), através de suas redes sociais, o acerto com o levantador William Arjona. O experiente atleta, de 41 anos, é o primeiro reforço da equipe treinada pelo técnico Nery Tambeiro, que vai para a sétima temporada no time de Belo Horizonte.

“Ficaria um vazio na minha carreira se não pudesse vestir a camisa do Minas. O clube, como um todo, é incrível, não só pelo esporte, mas por tudo que proporciona aos sócios. Vou ter a oportunidade de desfrutar da melhor estrutura do vôlei brasileiro e da qualidade dos profissionais. Joguei muitas vezes contra e considero a Arena o melhor ginásio do País. Estou feliz em trabalhar em um clube como o Minas, que tem torcedores apaixonados. Quero desfrutar desse momento, desenvolver o melhor do meu trabalho e levar alegria aos torcedores, que seja um prazer ir ao Minas e assistir jogos na Arena”, disse o campeão olímpico nos Jogos do Rio de Janeiro, que passou as últimas três temporadas no Sesi/SP, depois de sair do Sada Cruzeiro.

Além da medalha de ouro olímpica, o atleta possui três títulos de campeão do Mundial de Clubes e seis títulos da Superliga Brasileira, pelo Sada Cruzeiro, e várias outras conquistas. Enquanto o mago (alcunha pela qual William é conhecido) chega, tem gente saindo do Minas, é o oposto Davy. O jogador de 23 anos acertou nesta sexta-feira com o Berlin Recycling Volleys (Alemanha) e parte para a primeira experiência fora do Brasil.

Montes Claros Minas

Outro time mineiro que anunciou novidades nesta sexta-feira é o Montes Claros América. Chegaram o central Gabriel Cotrim, de 20 anos, que tem passagens pela seleção brasileira de base, e o ponteiro Erick Costa, de 23, que em 2019 jogou no Sporting Clube das Caldas (Portugal).

Vôlei feminino

Quando o assunto é vôlei feminino, o Sesi Bauru segue firme com a formação do plantel para a temporada 2020/2021. Nesta sexta, a equipe do interior paulista fez um anúncio importante, a renovação do contrato da oposto Polina Rahimova. Na temporada passada, a jogadora do Uzbequistão foi a maior pontuadora da competição (428 pontos, média de 5,28 pontos/set). E agora, aos 30 anos, vai para a segunda temporada no vôlei brasileiro. Na última quinta (6), o Brasília, que volta à elite do vôlei nacional na próxima temporada, anunciou a contratação da levantadora Ju Carrijo. Aos 28 anos, a atleta estava no Curitiba.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Ela ficou! ⠀ A oposta @polina_rahimova é nossa por mais uma temporada. ⠀ Seja muito bem-vinda novamente, Polina!❤??

Uma publicação compartilhada por Sesi Vôlei Bauru (@sesivoleibauru) em 7 de Ago, 2020 às 3:03 PDT

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Bauru repatria mais um campeão do NBB para temporada 2020/2021

Publicado


.

Após trazer o veterano Alex Garcia de volta ao clube, o Zopone/Bauru anunciou a contratação de outro ala campeão da temporada 2016/2017 pelo time paulista para o próximo Novo Basquete Brasil (NBB). Trata-se de Guilherme Deodato, que disputou a última edição pelo Minas Tênis Clube.

Será a terceira passagem do jogador, de 29 anos, pelo clube que o revelou. Natural da própria cidade de Bauru (SP), ganhou o apelido de “Batman” em 2012, ao aparecer no torneio de enterradas do NBB usando uma capa preta. Por isso, a alusão ao sinal do Cavaleiro das Trevas no vídeo em que o Bauru anuncia o reforço, no Instagram.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Oi, @guideodato9. Tudo bem? ?? #Dunkflix #FogoNeles

Uma publicação compartilhada por Bauru Basket (@baurubasket) em 6 de Ago, 2020 às 2:57 PDT

 

Na última temporada, Gui Deodato teve médias de 10,3 pontos e 3,9 rebotes por partida pelo Minas. Ironicamente, a melhor atuação na última edição, que foi encerrada precocemente devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), foi contra o próprio Bauru, quando anotou 20 pontos, deu duas assistências e ganhou sete rebotes.

Será a nona temporada de NBB em que Deodato atuará pelo Bauru. Vestindo a camisa do time paulista, o ala de 1,92 metro de altura conquistou dois títulos estaduais, uma Liga Sul-Americana e uma Liga das Américas, atual Champions League, equivalente à Libertadores no basquete masculino. Ele também defendeu Rio Claro, Vasco da Gama e Mogi das Cruzes.

Além do ala e de Alex, o Bauru anunciou as contratações do pivô Dikembe, eleito a revelação do último NBB pelo Paulistano, e do armador Alexey, ex-Mogi e Sesi Franca. O time paulista também renovou com o ala Larry Taylor, que atuou com Deodato nas conquistas sul-americanas do clube do interior de São Paulo.

Primeiros movimentos

Sem Alexey, o Mogi inaugurou as investidas no mercado do basquete masculino brasileiro anunciando a manutenção da comissão técnica, que é comandada por Guerrinha. Será a quinta temporada do técnico pelo time da grande São Paulo, no qual conquistou os títulos paulista e da Liga Sul-Americana.

O Mogi também confirmou a renovação do ala-pivô e capitão Gruber e anunciou a primeira contratação para a temporada: o pivô Wesley Castro. O atleta, de 24 anos e 2,02 metros, defendeu Pinheiros, Minas e estava no Corinthians.

 

Já o Timão não definiu o planejamento da temporada 2020/2021 do NBB, mas, confirmou que disputará o Campeonato Paulista com o time sub-20, dirigido por Vitor Galvani. A forma de disputa e a data de início ainda não foram divulgadas pela Federação Paulista de Basquete (FPB).

“A tradição de raça do basquete alvinegro segue no Parque São Jorge”, informou o clube, em nota oficial. “É um passo importante para criar novas oportunidades aos atletas de nossa categoria de base, com planejamento e organização para manter uma equipe competitiva por toda a temporada”, concluiu a nota.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana