conecte-se conosco


Política Nacional

Governo foi “usado” para tentar anular investigação sobre “rachadinha”

Publicado


source
.
Reprodução: iG Minas Gerais

Senador Flavio Bolsonaro


A defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos/RJ) “usou” o Gabinete de Segurança Institucional e outros órgãos do governo federal – com autorização do pai, o presidente Jair Bolsonaro  – atrás de evidências que pudessem dar um fim à apuração sobre o esquema das “rachadinhas” .


O uso do GSI foi confirmado pelos próprios advogados de Flávio, que afirmaram se tratar de “suspeitas de irregularidades das informações” nos relatórios redigidos pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Esse órgão federal – que deu início à investigação sobre o senador – recebe, examina e identifica ocorrências suspeitas de atividade ilícita e comunica às autoridades competentes para instauração de procedimentos

O acionamento dessa estrutura governamental foi revelada pela revista Época nesta sexta-feira (23) e confirmada pelos advogados. Ainda de acordo com a publicação, o presidente também estave envolvido no procedimento, contatando o secretário da Receita, José Barroso Tostes Neto, para auxiliar na apuração em favor do filho.

“A defesa do senador Bolsonaro esclarece que levou ao conhecimento do GSI as suspeitas de irregularidades das informações constantes dos Relatórios de Investigação Fiscal lavradas em seu nome, já que diferiam, em muito, das características, do conteúdo e da forma dos mesmos relatórios elaborados em outros casos, ressaltando-se, ainda, que os relatórios anteriores do mesmo órgão não apontavam qualquer indício de atividade atípica por parte do senador”, escreveu a defesa de Flavio em nota oficial.

Os advogados também afirmaram que “o fato foi levado diretamente ao GSI por ter sido praticado contra membro da família do senhor presidente da República”.

Porém, o levantamento do Coaf foi produzido antes de Jair Bolsonaro ter sido eleito. O documento foi divulgado em janeiro de 2018, citando as transações financeiras atípicas de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Barroso pede que eleitores não deixem de ir às urnas no segundo turno

Publicado


source

Agência Brasil

.
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Segundo o presidente do TSE, o plano de segurança sanitária criado pelo tribunal foi observado no primeiro turno e garantiu tranquilidade aos 113 milhões de eleitores


Em pronunciamento realizado na noite deste sábado (28), o presidente do Tribunal Eleitoral Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, voltou a pedir para a que a população vote com segurança, use máscara e mantenha o distanciamento social nas eleições municipais. Como no pronunciamento feito na véspera do primeiro turno, Barroso, que também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), lembrou a importância do voto consciente no segundo turno, que ocorre neste domingo (29).


“Uma vez mais, venho pedir a todos os eleitores: não deixem de votar. Ajudem a escrever este segundo e último capítulo das eleições de 2020. Além disso, votem conscientes. Vocês estarão decidindo o seu futuro, o futuro dos seus filhos e do seu país . Não entreguem aos outros o seu destino”, destacou.

Segundo o presidente do TSE, o plano de segurança sanitária criado pelo tribunal foi observado no primeiro turno e garantiu tranquilidade aos 113 milhões de eleitores que compareceram às urnas. Para Barroso, o nível de abstenção, durante a pandemia, foi baixo e foi possível “harmonizar, com sucesso, democracia e saúde da população”.

O ministro do STF agradeceu aos mais de 2 milhões de mesários e de servidores da Justiça Eleitoral que ajudaram no processo eleitoral deste ano e disse que serão 38 milhões no segundo turno, para escolher os mais votados em 57 cidades (sendo 18 capitais) com mais de 200 mil eleitores. 

“O povo brasileiro está de parabéns. Uma inequívoca demonstração de maturidade, disciplina e sentimento cívico”, completou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

2º turno em Porto Alegre: Manuela D’Ávila tem 51%; e Melo, 49%

Publicado


source
.
O Antagonista

Manuela D’Ávila está na liderança


A pesquisa do IBOPE para ao segundo turno das eleições municipais de Porto Alegre mostra que Manuela D’Ávila (PC do B) está à frente com 51% e Sebastião Melo (MDB) segue com 49%.


Em comparação à pesquisa anterior do Ibope , divulgada em 24 de novembro:, Manuela tinha 46% e Melo (MDB) tinha 54%.

O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos.

Votos totais

Manuela D’Ávila (PC do B): 45%

Sebastião Melo (MDB): 43%
Branco/nulo: 8%
Não sabe/não respondeu: 4%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Ao todo, foram entrevistados 805 eleitores de Porto Alegre entre 27 e 28 de novembro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Boulos apresenta sintomas após testar positivo para Covid-19

Publicado


source
Boulos
O Antagonista

Guilherme Boulos (PSOL)


Guilherme Boulos (PSOL), candidato à Prefeitura de São Paulo, apresentou os primeiros sintomas da Covid-19 neste sábado (28), um dia após testar positivo para a doença . Ele está sentindo febre, dor no corpo, dificuldade respiratória leve e deve passar por uma consulta na tarde deste sábado.


Boulos agradeceu o apoio que tem recebido das pessoas após testar positivo . O seu adversário na disputa pela prefeitura, Bruno Covas (PSDB), desejou melhoras.

“Estou bem, comecei a ter sintomas. Agradeço o apoio das pessoas que estão virando voto, estão nas carretadas, estão fazendo aquilo que eu não estou podendo fazer. Mas pedindo para que se cuidem e garantam as proteções sanitárias”, disse Boulos em entrevista ao colunista Leandro Sakamoto, do UOL .

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana