conecte-se conosco


ARAGUAIA

Grave acidente na Br-158 deixa 2 mortos

Publicado

Um acidente gravíssimo, tirou a vida de duas pessoas, na BR 158, ha cerca de 9 km da cidade de Vila Rica, na tarde desse domingo(21).

De acordo um informações obtidas , uma Camionete L-200 Triton, branca, com placas  OGL-6069 de Barra do Garças, seguia sentido a Confresa, quando bateu de frente com uma carreta que vinha sentido contrário na BR-158.

Uma das vítimas que estava na  Camionete foi identificado como José Wellington Batista Sampaio de 48 anos, a outra vítima era uma mulher, mas não havia sido identificada. Os dois corpos com o impacto da batida, foram arremessados para fora do veículo. Ainda segundo a Polícia, após a colisão contra a carreta, a camionete saiu da pista e desceu num barranco.

A carreta ficou atravessada na pista, e impediu o tráfego no trecho. O motorista foi encaminhado para o Pronto Atendimento na cidade Vila Rica, para receber os cuidados médicos.

As Polícias Civil é Militar estiveram no local do acidente. A Politec foi acionada para fazer a perícia no local e avaliar as causas do acidente.

Agência da Notícia

Comentários Facebook
publicidade

ARAGUAIA

Médicos de Água Boa são denunciados por exercer medicina sem autorização legal no Hospital Regional

Publicado

Três médicos não habilitados pelas autoridades brasileiras foram denunciados pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por exercício ilegal da medicina no município de Água Boa. V. B. O., J. da V. C. S. e L. da V. C. S. vão responder também por expor a vida ou a saúde de outras pessoas a perigo, associação criminosa e falsidade ideológica. Além deles, foram acionados o médico S. S. de C. J. e R. G. G., sócios e administradores da empresa Cure Tratamento em Saúde Ltda, que era responsável até então pela prestação dos serviços de saúde na Unidade de Terapia Intensiva de Covid-19 do hospital onde os fatos ocorreram.

De acordo com o MPMT, várias reclamações relacionadas à atuação dos denunciados chegaram ao Ministério Público e os fatos estão sendo apurados na esfera cível e criminal. Existe, inclusive, inquérito policial instaurado para apurar possíveis consequências criminais envolvendo a morte de duas pessoas.

Consta na denúncia, que o grupo atuou entre os meses de abril e maio deste ano no Hospital Regional Paulo Alemão. Além de exercer a profissão de médico sem autorização legal, as investigações revelaram que eles inseriram declaração falsa com o fim de alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante.

O MPMT destaca ainda que por várias vezes o grupo atuou sem a supervisão do médico responsável local, prescrevendo medicamentos, avaliando pacientes e exames clínicos, bem como realizando procedimentos médicos, como dreno de tórax, acesso central, intubação e até massagem cardíaca.

Os administradores da unidade hospitalar na ocasião são acusados de substituir os medicamentos de primeira linha por outros que não tinham a mesma eficácia de sedação. Segundo o MPMT, existem relatos de pacientes que teriam passado pela experiência de acordar durante o período em que se encontravam intubados.

Para poupar gastos com materiais, insumos descartáveis como seringas, agulhas, frascos utilizados para as dietas e frascos de soro teriam sido reutilizados pela unidade hospitalar. Há registros, inclusive, de que um paciente da UTI chegou a ficar sem receber alimentação por até três dias.

A denúncia foi oferecida nesta sexta-feira (19.11) pelo promotor de Justiça Luis Alexandre Lima Lentisco.

Olhar Alerta

Comentários Facebook
Continue lendo

ARAGUAIA

Motociclista morre em grave acidente na MT-326 em Canarana

Publicado

Um grave acidente ocorreu por volta das 04h da madrugada do último domingo (21.11) na MT-326, no setor industrial próximo a entrada de Canarana – MT. Um motociclista, Sanderson dos Reis Oliveira, de 27 anos, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

Conforme o boletim de ocorrência, a Policia Militar foi acionada com relato de que havia ocorrido um acidente próximo a entrada do bairro Alto do Cerrado envolvendo uma motocicleta Honda CG 125 Titan, e que havia um vítima desacordada sangrando. No local, após a chegada da ambulância, foi constado o óbito.

A vítima sofreu um profundo corte na cabeça e uma fratura exposta na perna esquerda. O corpo estava a cerca de 200 metros do local do acidente. A Policia Civil e a Politec foram acionadas e o caso será investigado para entender melhor os detalhes do acidente.

O Pioneiro

Comentários Facebook
Continue lendo

ARAGUAIA

Liga do Araguaia se consolida como modelo para difusão e adoção de práticas sustentáveis na pecuária

Publicado

Após comprovar que a moderna pecuária pode mitigar gases de efeito estufa, o próximo passo será realizar balanços líquidos de emissões em cada fazenda e avançar na gestão voltada para sustentabilidade através da disseminação do protocolo Garantia Ara

Um dia após o final da COP26, a pecuária brasileira mostra seus resultados e projetos para adoção de práticas de pecuária sustentável, que também contribuem para a mitigação dos gases de efeito estufa. Durante o 12º. Dia de Campo da Liga do Araguaia, pecuaristas da região do médio Araguaia Matogossense, além de centenas de pessoas on line, debateram, em Água Boa (MT), os próximos passos para que exista um sistema robusto e replicável de gestão de boas práticas, incluindo a medição da redução de emissões via remoção de carbono pelas pastagens melhoradas, gerando um balanço positivo no modelo tropical a pasto adotado no Brasil  e apto a receber pagamento por serviços ambientais (PSA).

“Esse é o nosso passaporte para o futuro, com a melhor gestão, redução da idade de abate, intensificação e balanço de carbono”, enumera Caio Penido, pecuarista presente na COP26, em Gasglow, na Escócia, e um dos fundadores da Liga do Araguaia. Ele afirma que a “as agendas ambientais, climáticas e de sustentabilidade estão dispostas e temos de sentar na mesma mesa, conversando para chegar em acordos positivos; fazendo justiça para valorizar o que tem de ser valorizado”, completa, referindo-se ao empenho na conservação dentro das fazendas.

Modelo de sucesso, a Liga do Araguaia é um movimento de pecuaristas que atua em 13 municípios do Vale do Araguaia no Mato Grosso. Para participar, o pecuarista precisa aderir a um ou mais dos projetos em implantação, sendo que dois deles estão em franca expansão: Rebanho Araguaia, voltado à gestão da produção e sustentabilidade e Conserv Araguaia, que oferece compensação financeira por áreas excedentes de Reserva Legal. No evento, José Carlos Pedreira de Freitas, coordenador da Liga do Araguaia, apresentou cada um dos projetos e principais resultados já obtidos pelo movimento, destacando aqueles voltados à gestão de boas práticas e mensuração de emissões e remoções de gases de efeito estufa.

Roberto Giolo, da Embrapa Gado de Corte, fez referência à COP26 e ao acordo de redução do metano lembrando que os países produtores de carne como Brasil serão afetados, porém, “diferente de outros que terão de reduzir rebanho, temos vantagens comparativas dadas por nosso modelo de pecuária a pasto”. No evento, o pesquisador da Embrapa reconheceu que a Liga do Araguaia é um modelo que está à frente em práticas e em entendimento sobre o tema. “Esse é um grupo seleto na pecuária brasileira e já engajado com a temática”, afirmou.

Em sua apresentação, trouxe indicações para uma pecuária de baixo carbono brasileira, como o investimento em um bezerro de qualidade; melhoria da dieta pensando em aditivos alimentares redutores de emissão de metano e redução da idade de abate.  Práticas conservacionistas e manejo adequado de pastagens, além de adubação e integração lavoura-pecuária e floresta. “O foco é a qualidade do sistema de produção; o carbono é um indicador e o produto uma consequência”, finalizou. Sua fala com as principais recomendações práticas para uma pecuária de baixo carbono, foi antecedida por uma detalhada apresentação de pesquisa da Embrapa sobre as “dez megatendências da pecuária”, realizada por seu colega Guilherme Malafaia, coordenador do Centro de Inteligência da Carne Bovina (CiCarne).

Trazendo a visão da indústria, o zootecnista Fábio Dias, diretor de relacionamento com o pecuarista do Friboi, participou de uma mesa redonda com pecuaristas da Liga do Araguaia, onde lembrou que o consumidor não busca mais apenas qualidade, mas está preocupado com a forma em que se deu a produção, incluindo os impactos na emissão de carbono.  “É preciso um sistema de monitoramento que mostre, verifique e dê confiança”, relata. Reconhecendo que a Liga do Araguaia está a frente em toda esta agenda, tendo atraído o interesse do Friboi para estabelecer uma parceria com Liga do Araguaia que resultou no projeto Rebanho Araguaia.

Confiante nos bons resultados já alcançados, produtores da região norte do Vale do Araguaia mato-grossense solicitaram que a Liga do Araguaia possa ampliar sua atuação para outras regiões do estado.  Também pelo evento on line, pessoas de outras regiões se manifestaram interessadas em conhecer o modelo sustentável adotado pelo movimento.

A Liga do Araguaia conta com membros fundadores, plenos e efetivos, empresas e entidades parceiras em diferentes projetos e patrocinadores como Elanco Saúde Animal, Friboi, Summitomo Chemical e Zooflora.   O evento está disponível na integra no site www.ligadoaraguaia.com.br

Agua Boa News

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana