conecte-se conosco


Policial

Indiciado pela Polícia Civil por morte de decorador é condenado a 21 anos por latrocínio e ocultação de cadáver

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Um homem indiciado pela Polícia Judiciária Civil em Mato Grosso pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver que vitimou o decorador Ednalmo Alves de Oliveira, 53 anos, ocorrido em 2018, foi condenado pela Justiça a 21 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado.

O crime ocorreu em outubro de 2018 e foi investigado pela Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos de Cuiabá, em inquérito presidido à época pelo delegado Caio Fernando Albuquerque. “Foi um trabalho árduo de toda a equipe, com 40 dias de investigações ininterruptas para solucionar o caso”.  

O corpo do decorador foi encontrado em uma região de mata, no bairro Nova Várzea Grande, no dia 28 de novembro de 2018. O suspeito foi preso no dia 3 de novembro  pela equipe da Derrfva e durante depoimento e com base em provas colhidas pela equipe da delegacia, apontou a localização do corpo, mesmo não confessando a morte da vítima.

A vítima estava desaparecida desde 17 de outubro daquele ano. Um familiar da vítima procurou a Polícia Judiciária Civil no dia 22 de outubro relatando que Ednalmo tinha sido visto com um amigo. O irmão ainda disse que a vítima morava sozinha no bairro Coophamil, em Cuiabá, e não costumava passar muitos dias sem dar notícias, o que causou estranheza na família, além do fato do celular dele estar desligado e o veículo, um Ford Ka sedan dourado, ter também sumido.

Desde o início da investigação, a Polícia Civil trabalhou com a hipótese de a vítima estar morta. “O carro dele foi subtraído. Na semana seguinte do desaparecimento o veículo estava na posse de uma pessoa. Esse rapaz foi preso. Além dele estar de posse do carro do Ednalmo, vendendo, ele estava com um cartão da vítima, fazendo saques e empréstimos em agencias bancárias”, declarou na época o delegado Caio Fernando.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil recupera veículo furtado e prende suspeito por receptação

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT           

A Polícia Civil de Nova Xavantina (645 km a leste de Cuiabá) recuperou na manhã de sexta-feira (07.08) um veículo com registro de furto ocorrido no Distrito de Serra Dourada, zona rural do município de Canarana. A ação resultou também na prisão de um suspeito pelo crime de receptação.

As diligências iniciaram após a vítima procurar a Delegacia de Polícia de Água Boa para comunicar a ocorrência. Conforme narrativa, o furto ocorreu no dia 03 de agosto, após o proprietário deixar o seu veículo no Distrito de Serra Dourada, quando o automóvel sofreu uma pane mecânica próximo ao Presídio Major Zuzi Alves da Silva.  

Ainda segundo a vítima que é da cidade de Confresa, a mesma havia comprado o veículo em Aparecida de Goiânia, Estado de Goiás, pagando uma parte de entrada e parcelando o restante em notas promissórias que irão vencer.  

Durante investigação foi verificado que para subtrair o veículo, os suspeitos utilizaram um serviço de Guincho, em razão do Golf estar impossibilitado de rodar. Então os policiais civis passaram apurar os fatos, conseguindo localizar o referido veículo em uma oficina mecânica em Nova Xavantina. 

No local o responsável por receptar o carro foi detido e encaminhado para esclarecimentos, junto com o veículo recuperado. Após ser ouvido o conduzido foi autuado pelo crime de receptação.

As investigações continuam para identificar e prender os autores do furto.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil recebe 244 coletes balísticos da Senasp

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso recebeu 244 coletes balísticos Nível III-A da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

As vestimentas especiais de proteção contra projéteis ou destroços de artefatos, nos modelos masculino e feminino e em diferentes tamanhos foram recebidas pela Polícia Civil na última semana

O material proveniente do Governo Federal foi entregue à Gerência de Armas, Explosivos e Munições (GAEM), que priorizará a distribuição aos servidores que possuem o equipamento com o prazo de validade expirado.

A doação é proveniente do “Projeto de Padronização e Equipagem”, da Diretoria de Políticas de Segurança Pública (DPSP), que tem como objetivo mitigar as demandas de modernização e reaparelhamento das instituições de Segurança Pública, bem como dos convênios de Cooperação Federativa com o Governo Federal através de repasse da Força Nacional de Segurança Pública.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Cinco pessoas são autuadas em flagrante por crimes ambientais em área de garimpo ilegal

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Cinco pessoas foram atuadas em flagrante por crimes ambientais em uma operação integrada realizada nesta semana no município de Apiacás (1.010 km ao norte de Cuiabá) pela Polícia Civil e Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Equipamentos foram apreendidos no local.

Os fiscais e policiais civis flagraram um garimpo ilegal em funcionamento no local, além da prática de desmatamento. As cinco pessoas foram interrogadas na Delegacia da Polícia Civil e depois autuadas pelos crimes de exploração de lavra ou extração de recursos minerais sem autorização; usurpação (produzir bens ou explorar matéria prima pertencente à União sem autorização legal); poluição (construir ou fazer funcionar, estabelecimentos, obras ou serviços potencialmente poluidores, sem licença) e dano a área de floresta permanente.

A delegada Ana Paula Reveles informou que a Polícia Civil tem reforçado as ações conjuntas com a unidade desconcentrada da Sema de Alta Floresta visando coibir a ocorrência de crimes ambientais na região.

De acordo com a Sema, a fiscalização na região está sendo realizada desde o início da semana devido aos alertas emitidos pela Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal, que utiliza Imagens do satélite Planet. Um dos alertas indicava o desmatamento e foi verificado in loco que era uma área de garimpo.

A equipe de fiscalização aplicou uma multa de R$ 100 mil por atividade de empreendimento poluidor sem possuir licença do órgão ambiental. A multa pelo desmate ainda será aplicada pela equipe que se encontra em campo. Os equipamentos foram removidos e depositados no pátio da prefeitura de Apiacás.

Com informações da Sema-MT

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana