conecte-se conosco


Policial

Inquérito eletrônico é implantado em 100% das delegacias da Polícia Civil

Publicado


.

Lucas Rodrigues/Secom-MT com informações da Polícia Civil

O governador Mauro Mendes anunciou nesta quarta-feira (23.09) a finalização da implantação do inquérito policial eletrônico em todas as delegacias de Mato Grosso. O inquérito policial eletrônico é a integração do sistema Cartorium, do conjunto de módulos do Geia da Polícia Civil, com o Processo Judicial Eletrônico (PJe) do Tribunal de Justiça. A integração dos dois sistemas tornará o inquérito policial 100% digital e integrado, de forma que todas as peças que compõem o inquérito fiquem disponíveis em tempo real, sem a necessidade de uso de papel.

 

“Esse inquérito estará integrado ao sistema Judiciário. Mato Grosso é o 1º estado do Brasil que tem isso 100% efetivamente implantado. Estão de parabéns toda a equipe da Polícia Judiciária Civil e da Segurança Pública, assim como os desenvolvedores. Isso foi feito internamente por profissionais contratados pela própria Polícia Civil”, afirmou o governador.

De acordo com o delegado-geral da PJC, Mário Dermeval Resende, a ferramenta vai gerar economia anual de R$ 2 milhões, somente com a eliminação de impressões, papel, além da economia indireta através de reduções de gastos com viaturas, combustível, além de espaço físico e otimização do efetivo no trajeto delegacia/fórum, para levar e buscar processos todos os dias.

“Assim nós teremos uma celeridade, uma economia e principalmente a padronização das informações que serão trafegadas na Polícia Judiciária Civil e Tribunal de Justiça. Sistemas que se comunicarão sem intervenção humana, 100% digital. Acertando os últimos detalhes, acredito que até o final do ano a Polícia Civil não precisará mais do papel. Vai ser papel zero”, ressaltou.

O delegado agradeceu a parceria das demais instituições para o desenvolvimento desse projeto.

“O Tribunal de Justiça e o Ministério Público foram parceiros na parte de aparelhagem e todas as instituições serão beneficiadas com esta agilidade, que vai trazer mais qualidade às investigações. O Estado de Mato Grosso passa a ser vanguardista. Somos a primeira Polícia Civil brasileira a estar com o sistema de inquérito policial completo e totalmente integrado ao PJe utilizado no Poder Judiciário”, citou.

Para o delegado-geral adjunto da PJC, Gianmarco Paccola, o avanço que o inquérito eletrônico vai trazer para a Polícia e para a população “é inestimável”.

“Temos um território gigantesco com mais de 1 milhão de quilômetros quadrados, são praticamente três Itálias somadas. Essa necessidade que havia de deslocamento de uma equipe até a outra, em alguns casos se tornava inviável pela distância. Hoje temos um sistema que compila todas as informações de investigação, que vai proporcionar uma celeridade e, consequentemente, eficiência. Por exemplo, a delegacia de Cuiabá hoje vai ter acesso a uma produção de prova colhida lá no Nortão, e vice-versa. Essa dinâmica toda vai trazer eficiência à investigação. Porque era impossível nós termos essa dinâmica rápida em milhares de inquéritos. A Polícia Civil dará um salto enorme no combate à criminalidade”, citou.

O coordenador de Tecnologia da Informação da Polícia Civil, Fábio Arruda Góes Ferreira, frisou que a ferramenta também vai trazer mais segurança para as investigações.

“Com o trâmite no papel, havia risco de perder provas, procedimentos. Podia ser extraviado, rasurado. Com tudo digital, isso é tramitado do sistema da Polícia Civil direto ao sistema Judiciário, com normas de segurança internacionais. Não há risco de perda de procedimentos e as informações chegam de forma célere ao Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e advogados. Em poucos minutos, chega nas mãos de todos esses atores. Antes, isso demorava muito”, pontuou.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Dois suspeitos são presos em flagrante por homicídio ocorrido em zona rural de Jangada

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois suspeitos de um homicídio ocorrido em Jangada no domingo (18) foram presos e autuados em flagrante pela Polícia Civil de Rosário Oeste nesta segunda-feira (19.10). Os dois homens de 33 e 48 anos, conduzidos pela Polícia Militar, foram ouvidos em depoimento pela autoridade policial e autuados pelo homicídio de Silvano Silvestre Corrêa, 31 anos, e também por posse irregular de arma de fogo adulterada e munições.

Um dos presos, de 33 anos, é suspeito também de outro homicídio ocorrido no dia 15 de outubro, que vitimou Júlio Davi Siqueira, 36 anos, na comunidade rural Barra do Santa Cruz, em Jangada. O corpo de Júlio foi encontrado em uma estrada da comunidade, com perfurações de arma cortante.

Em depoimento, o suspeito declarou ao delegado Ruy Guilherme da Peral da Silva que tinha raiva da vítima, pois esta teria furtado a residência de sua família e desde então, Júlio passou a tecer provocações contra o suspeito, que resolveu se vingar e chamou uma pessoa para acompanhá-lo na empreitada, identificada como Silvano Corrêa.

Silvano testemunhou o crime praticado contra Júlio Davi e, posteriormente, começou a ameaçar o suspeito e extorqui-lo, pedindo dinheiro para não denunciá-lo à Polícia.

No último final de semana, o suspeito e Silvano estavam bebendo e em um certo momento, depois de Silvano novamente pedir dinheiro, o suspeito pegou uma faca e desferiu golpes contra a vítima. Após o crime, o suspeito pegou um veículo da fazenda onde trabalhava e com ajuda de outra pessoa, um homem de 48 anos, pôs a vítima na camionete e seguiram em direção ao hospital da cidade para buscar socorro, quando no trajeto, segundo o suspeito, notaram que a vítima estava morta e jogaram o corpo na estrada.

Após o corpo da vítima Silvano ser encontrado na estrada, a Polícia Militar, PJC e IML foram acionadas. A PM localizou a camionete, com vestígios de sangue na carroceria, na chácara do suspeito, além de peças de roupa da vítima.

Depois de diversas diligências, os dois suspeitos foram detidos pela PM de Jangada e conduzidos à Delegacia de Rosário Oeste, onde foram ouvidos em depoimento pelo delegado Ruy Guilherme e autuados em flagrante.

A Polícia Civil de Rosário Oeste instaurou inquéritos para investigação dos dois homicídios.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Homem e mulher considerados foragidos têm prisões cumpridas em ação integrada

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um homem e uma mulher foragidos da Justiça foram presos, na noite de segunda-feira (19.10) na região do município de General Carneiro (442 km a leste de Cuiabá), durante a operação “Ordem Pública” deflagrada pelas delegacias da Polícia Civil de Confresa (1.160 km a nordeste da Capital), com apoio da Polícia Militar de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá).

O suspeito de 33 anos estava com o mandado de prisão decretado pela 3ª Vara da Comarca de Porto Alegre do Norte. Já em desfavor da mulher de 28 anos, foi constatado uma ordem de prisão expedida conforme sistema do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Além do cumprimento do pedido de prisão, a suspeita também foi autuada em flagrante pelo crime de uso de documento falso.

As diligências iniciaram após informações sobre um veículo Toyota Corolla com placa de Goiânia (Estado de Goiás), que saiu da cidade de Confresa, passando por Novo São Joaquim e seguia sentido município de Barra do Garças, com ocupantes possivelmente armados.

Com base nas suspeitas, foi solicitado apoio e mobilizadas várias viaturas, as quais montaram barreiras em diferentes locais da rodovia para localizar o referido automóvel. Na ocasião, policiais de Barra do Garças percorreram no sentido paredão quando no KM 109, avistaram um carro com as mesmas características informadas.

Foi realizada a parada do Toyota Corolla em que o casal estava e ao ser abordada a moça apresentou um documento de identidade (RG) falso, porém descoberta sua verdadeira identidade, foi localizado contra ela a ordem judicial de prisão. Durante checagem do rapaz também foi encontrado o mandado de prisão.

Diante dos fatos os dois envolvidos foram presos e conduzidos para as providências cabíveis, sendo ambos posteriormente colocados à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende homem por estupro de sobrinha de 12 anos em Poxoréu

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Em uma ação rápida da Polícia Civil de Poxoréu (251 km ao sul de Cuiabá), um homem suspeito de estupro de vulnerável contra a sobrinha de 12 anos teve o mandado de prisão preventiva cumprido pelo crime. O suspeito, de 72 anos, foi preso na segunda-feira (19.10), no mesmo dia que a denúncia foi recebida pela equipe da Polícia Civil.

Segundo as investigações, o suspeito estava fazendo uma obra na casa da vítima e aproveitava a ausência dos pais da menor, que saiam para trabalhar, para praticar os abusos. A menina foi submetida a exame pericial de conjunção carnal, sendo constatado o rompimento do hímen, materializando o crime.

O caso chegou ao conhecimento da Delegacia de Poxoréu no início da manhã e imediatamente após analisar os fatos, o delegado Rafael Fossari representou pela prisão do suspeito pelo crime de estupro de vulnerável que foi deferida pela Justiça no mesmo dia. Assim que foi decretada, os policiais deram cumprimento a ordem de prisão contra o abusador.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana