conecte-se conosco


Nacional

Jovem escalpelada em kart pede reparação de 10 milhões de dólares e casa nos EUA

Publicado

kart arrow-options
Ed Wanderley

Ela sonha em estudar medicina nos Estados Unidos

A jovem que teve os cabelos escalpelados em um kart que funcionava dentro de uma rede de supermercados no Recife, em Pernambuco, apresentou uma lista de pedidos para o Grupo Big, local que abriga o kartódromo onde o acidente aconteceu. Débora Dantas perdeu o couro cabeludo e fez pedidos por meio do advogado Eduardo Barbosa para a segunda etapa do tratamento, em 2020. 

Leia mais: Supermercado para de pagar tratamento de jovem que perdeu couro cabeludo em kart

Em nota ao G1 Pernambuco , o Grupo Big disse que Débora solicitou “pleitos que não guardam nenhuma relação com o acidente ou com a sua saúde”. O financiamento de um curso preparatório de sua escolha em qualquer lugar do mundo, além do financiamento do curso da Universidade de Medicina de Harvard e o custeio de plano de saúde internacional estão entre os pedidos.

Além disso, Débora solicitou uma casa em Longwood, nos Estados Unidos. O pagamento do valor de R$ 10 milhões de dólares para que o tratamento seguisse nos Estados Unidos também foi solicitado. 

Leia também: Grupo BIG é multado em R$ 5 milhões por caso de jovem escalpelada em kart

Ao Jornal do Commercio, Débora disse que está no início do tratamento e que a fase tem como foco a reparação. Durante esse processo, Débora teria recebido a informação de que a rede não iria mais arcar com os custos do tratamento.

“Para se ter uma ideia, hoje eu tenho pontos que estão saindo da minha cabeça. E esse tratamento ainda vai levar anos da minha vida. Não é coisa que vai se resolver de um dia para o outro. O que mais me deixou abismada foi o desrespeito. É como se as nossas vidas fossem menos importantes que as deles.”

Leia ainda: “A fome me preparou para a dor”, diz jovem que perdeu couro cabeludo em kart

A rede de hipermercados se posicionou ainda afirmando que não se negou e nem se negará a custear os procedimentos necessários para a recuperação de Débora. Na última semana, a jovem se queixou ao saber que o Grupo Big iria parar de pagar as despesas médicas do seu tratamento.

Na segunda-feira (13), o Procon de Pernambuco notificou o Grupo Big pedindo esclarecimentos a respeito da continuidade do suporte para o tratamento de Débora. O grupo afirmou ao Procon-PE que vai monitorar o andamento dos cuidados prestados e que vai arcar com o valor de R$ 300 mil da equipe médica para que a segunda etapa do tratamento seja encaminhado em Ribeirão Preto, São Paulo

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Deputado Osmar Terra publica fake news sobre isolamento na Holanda

Publicado


source
Osmar Terra arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Osmar Terra é deputado federal pelo Rio Grande do Sul

O deputado e ex-ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, publicou em seu perfil no Twitter um diagrama mostrando a queda nos novos casos de Covid-19 na Holanda. No tweet, o deputado afirmou: “a Holanda, que não fez quarentena e não fechou uma loja, já passou do pico e está indo para o fim da epidemia”.

LEIA MAIS: Pronunciamento de Bolsonaro repercute entre opositores

O Governo da Holanda pediu que todas as pessoas fiquem em casa, além de manter escolas, restaurantes, bares, clubes, museus e academias com as portas fechadas. Eventos públicos também estão proibidos, incluindo cultos religiosos. A medida de isolamento vai até o próximo dia 28.

Osmar Terra arrow-options
Reprodução/Twitter

Osmar Terra propaga fake news

Usuários da rede social estão denunciando a publicação do deputado pela divulgação de conteúdo falso sobre a Covid-19 . Neste domingo, o Twitter apagou duas postagens do presidente Jair Bolsonaro, onde ele aparecia em uma tour por Brasília.

Fonte:  Governo da Holanda

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Pronunciamento de Bolsonaro repercute entre opositores

Publicado


source
Bolsonaro arrow-options
Agência Brasil

Jair Bolsonaro foi criticado após pronunciamento em rede nacional

O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro feito às 20h30 desta terça-feira (31) teve repercussão negativa, com panelaços registrados em várias capitais. Bolsonaro parafraseou o diretor da OMS, Tedros Adhanom, mas tirou parte do discurso de contexto . Opositores protestam nas redes sociais.

LEIA MAIS: Bolsonaro recebe panelaços durante pronunciamento nesta terça

“Bolsonaro, você não é presidente mais. Na verdade, nunca foi. Saia enquanto há tempo, para você e para o Brasil”, publicou Fernando Haddad , ex-candidato à presidência, no Brasil.

O ex-candidato Guilherme Boulos também se pronunciou: “Bolsonaro não anunciou nenhuma medida nova, não garantiu o pagamento imediato da renda básica e ainda distorce a declaração do diretor da OMS para criticar o isolamento da população. O Brasil segue governado por um inconsequente, baseado numa máquina de fake news”.

Na tarde de ontem, os ex-presidenciáveis Haddad e Boulos se juntaram com Ciro Gomes para pedir a renúncia de Bolsonaro.

LEIA MAIS: Brasil tem 201 mortes e 5.717 contaminados pela Covid-19

Manuela d’Ávila afirmou na rede social que “a cara de pau do presidente não tem limites”, ressaltando que a OMS nunca deixou de defender o isolamento social com estratégia contra o novo coronavírus. “Isso já foi desmentido. Bolsonaro diz se importar com vidas e trabalho, mas não responde porque não sanciona o projeto de renda básica”, disse ela.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Rio tem 23 mortes e 708 casos por coronavírus

Publicado


source

Agência Brasil

O estado do Rio de Janeiro está com 23 casos de mortes por coronavírus e 708 pessoas confirmadas com a doença. O dado foi divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta terça-feira (31). São mais 5 mortes em relação ao dia anterior e mais 51 casos confirmados.

Pandemia cresce em todo o país arrow-options
Agência Brasil

Coronavírus faz novas vítimas no Rio


As novas mortes ocorreram todas no município do Rio, que até segunda-feira (30) contabilizava 13 mortes e nesta terça-feira passou para 18 casos . Em 24 horas, foram 5 mortes a mais na capital. Do total de 23 mortes no estado, a faixa entre 60 a 69 anos concentra 11 casos. De 70 a 79 anos, são 5 casos, e acima de 80, 4 casos. A faixa de 30 a 39 anos, tem 1 caso, de 40 a 49 anos, 1 caso, e a de 50 a 59 anos, também 1 caso. Até o momento, não há nenhuma morte abaixo dos 29 anos de idade no estado.

Do total de 708 casos confirmados no estado, 585 estão no município do Rio, seguido por Niterói, com 57 casos, Volta Redonda, 12, São Gonçalo, 9, Nova Iguaçu, 7, Duque de Caxias, 5, Petrópolis, 5, Itaboraí, 3, Belford Roxo, 2, Resende, 2, Rio Bonito, 2, e Rio das Ostras, 2.

Além de acessar gráficos com a situação da pandemia no estado, na página www.painel.saude.rj.gov.br, a população também pode tirar dúvidas sobre o covid-19 pela central telefônica 160, que funciona gratuitamente 24h por dia, além do site www.coronavirus.rj.gov.br.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana