conecte-se conosco


Mato Grosso

Justiça concede posse do Bairro Renascer ao Governo do Estado

Publicado


As mais de 1.200 famílias residentes no Bairro Renascer, localizado entre a Estrada do Moinho e a Avenida das Torres, que aguardam pela legalização de suas moradias há cerca de duas décadas, já têm um motivo para comemorar.

O juiz Carlos Roberto Barros de Campos, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, determinou em caráter liminar, na tarde de quarta-feira (12), a imediata imissão de posse da área pelo Governo do Estado de Mato Grosso.

A informação é do procurador geral do Estado, Francisco Lopes. Segundo ele, com esta decisão, o Estado poderá dar início à regularização fundiária do bairro, “resolvendo uma questão social que se arrasta desde o governo de Dante de Oliveira”.

Em seu despacho, o juiz Carlos Roberto Barros de Campos afirma que ” (…) a área demandada resta habitada por centenas de famílias que se encontram em situação precária; pois, restam desprovidos de documentos que assegurem o direito fundamental de moradia digna, excluídas de crédito imobiliário e desprovidas de acesso a serviços essenciais”.

Conforme a ação, reivindicando a tutela de urgência da área, impetrada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), em junho de 2014 foi editado o Decreto 2.488 declarando a área, onde se localiza o Bairro Renascer, de utilidade pública, para fins de desapropriação, para a devida regularização fundiária, “bem como a legalização de projeto urbanístico, a melhor adequação social e preservação ambiental”.

Diz ainda a ação, que antes da edição do decreto, técnicos do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) avaliaram a área em R$ 33,208 milhões, cujo montante foi aceito pelo antigo proprietário, com a finalidade de resolver amigavelmente a desapropriação. “Tais valores foram devidamente pagos pelo requerente”, no caso o Governo do Estado.

“Contudo, o Estado de Mato Grosso não recebeu a propriedade do imóvel regularmente desapropriado e pago. Tal situação tem causado apreensão e angústia a centenas de famílias, que estão sendo privadas do direito à moradia digna, já que a transferência do domínio é condição sine qua non (necessária) para a regularização fundiária da área pelo Intermat”.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governo comunica falecimento do presidente da Fapemat

Publicado


.

O Governo do Estado comunica o falecimento do presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat), Adriano Silva, nesta quarta-feira (03.06). Ele apresentou sintomas de coronavírus no último domingo, 31 de maio, e estava internado em um hospital particular de Cáceres desde segunda-feira (01.06).

Adriano estava internado em um leito de UTI na unidade. Nesta quarta-feira, teve uma parada cardíaca, ainda em Cáceres, quando foi estababilizado. A pedido da família foi transferido para uma unidade hospitalar da rede particular em Cuiabá, no final da tarde desta quarta-feira. Durante a transferência, em UTI aérea, sofreu duas paradas cardíacas. Ele não resistiu e morreu no início desta noite. O presidente fez o exame de Covid-19, cujo resultado ainda não saiu.

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes lamentam profundamente o falecimento do amigo e gestor e prestam condolências aos familiares.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Atualização do quadro do presidente da Fapemat

Publicado


.

Atualização às 19h54 – O presidente da Fapemat foi transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Aérea para a Clínica Femina, em Cuiabá, no início da noite desta quarta-feira.

O quadro dele é considerado estável pelos médicos e permanecerá internado em uma UTI aguardando o resultado dos exames.

 

O presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), Adriano Silva, apresentou sintomas de coronavírus no último domingo (31.05) e passou por exames, na segunda-feira (01.06).

Por indicação médica foi internado no Hospital São Luiz, em Cáceres. O quadro de saúde inspira cuidados. Ele segue internado e aguarda resultados dos exames.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Quarta-feira (03): Mato Grosso registra 3.029 casos e 79 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (03.06), 3.029 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 79 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As quatro mortes mais recentes ocorreram nos municípios Rondonópolis, Rosário Oeste, Confresa e Várzea Grande.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (888), Várzea Grande (299), Rondonópolis (251), Tangará da Serra (144), Primavera do Leste (143), Confresa (105), Sorriso (88), Barra do Garças (82), Lucas do Rio Verde (80), Sinop (63), Campo Verde (49), Pontes e Lacerda (46), Rosário Oeste (45), Jaciara (44), Alta Floresta (37), Nova Mutum (35), Cáceres (35), Peixoto de Azevedo (33), Querência (27) e Sapezal (26). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 214 novas confirmações em Barra do Garças (5), Cáceres (1), Campo Verde (5), Campos de Júlio (1), Cana Brava do Norte (5), Colíder (1), Confresa (6), Cuiabá (59), Dom Aquino (3), Jaciara (2), Jangada (1), Juara (1), Pedra Preta (2), Peixoto de Azevedo (5), Pontal do Araguaia (1), Pontes e Lacerda (6), Primavera do Leste (13), Querência (2), Rondonópolis (17), Rosário Oeste (1), Santa Cruz do Xingu (1), Santo Afonso (1), Santo Antônio do Leste (1), Sinop (1), Sorriso (1), Tangará da Serra (29), Várzea Grande (34), Vila Bela da Santíssima Trindade (3) e Vila Rica (6).

Contudo, a área técnica esclareceu que houve a correção de um caso de duplicidade em Nova Guarita e um em Peixoto de Azevedo.

Dos 3.029 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.844 estão em isolamento domiciliar e 929 estão recuperados. Há ainda 177 pacientes hospitalizados, sendo 100 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 77 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 161 leitos de UTI e 744 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,8% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,2% masculino; além disso, 872 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 8.253 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 380 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Até a última terça-feira (02), o Governo Federal confirmou 555.383 casos da Covid-19 no Brasil e 31.199 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 29.937 mortes e 526.447 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os dados desta quarta-feira (03).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana