conecte-se conosco


ARAGUAIA

Justiça mantém decisão de levar indígena que enterrou bisneta viva no Araguaia a júri popular

Publicado

A recém-nascida ficou embaixo da terra por quase 6 horas e foi resgatada por policiais.

A ré Kutsamin Kamayura teve um recurso negado pela Justiça para que não seja levada ao Tribunal de Júri. Acusada de tentativa de homicídio duplamente qualificado, a indígena da etnia Trumai será julgada por enterrar viva a bisneta, instantes depois de nascer, no início de junho de 2018, em Canarana (a 823 km de Cuiabá). A recém-nascida ficou embaixo da terra por quase 6 horas e foi resgatada por policiais.

Em maio deste ano, o juiz Conrado Machado de Simão, da 1º Comarca Cível e Criminal de Canarana, deu pronunciamento à denúncia do Ministério Público Estadual para levar Kutsamin para o Tribunal do Júri.

Na época, a defesa de Kutsamin pediu para que a cliente não fosse levada a júri. Mas, como o juiz não acolheu a nenhuma das teses, pediu por fim para que a ré seja julgada na modalidade culposa (quando não há intenção de matar), e não ao contrário. Conrado apontou que as tentativas de defesa não foram suficientes para mudar a decisão.

A defesa recorreu ao juiz novamente da decisão de levá-la ao júri. O magistrado, que avaliou as razões dos advogados da indígena e a sentença, entendeu “que a decisão recorrida não deve ser reformada”. “Assim, não verificando que a decisão recorrida tenha ofendido dispositivos legais, nem tenha sido desproporcional ao caso concreto, mantenho a decisão recorrida”, diz.

A data do Tribunal de Júri ainda não tem data marcada. Kutsamin já foi denunciada em junho de 2018 pelo Ministério Público Estadual. Segundo a acusação da entidade, a indígena enterrou a bisneta, matando por asfixia e sem possibilidade de defesa (já que ela era recém-nascida).

O caso

Na tarde de 5 de junho, Kutsamin ajudou a neta, de 15 anos na época, no trabalho de parto. Depois de cortar o cordão umbilical, a bisavó enrolou a vítima em um pano e a enterrou no quintal, numa cova de aproximadamente 50 cm.

De acordo com o promotor de Justiça, Carlos Rubens de Freitas Oliveira Filho, a família não aceitava a gravidez da neta adolescente pelo fato dela ser solteira. Testemunhas relataram ao Ministério Público que a conduta criminosa foi premeditada e orquestrada semanas antes ao nascimento da criança. A cova foi aberta no dia do parto.

A recém-nascida foi resgatada por policiais militares e civis após uma denúncia anônima e transferida em estado grave para Santa Casa de Misericórdia, em Cuiabá, onde ficou internada por mais de um mês, e sobreviveu.

A guarda da menina acabou sendo dada ao pai dela, que também é indígena, mas de outra etnia, um ano após o seu nascimento. Durante o período, ela ficou sob os cuidados da Funai.

RD News

Comentários Facebook
publicidade

ARAGUAIA

Homem é encontrado morto sentado na rodoviária de Água Boa

Publicado

Um homem amanheceu morto, sentado em um banco da rodoviária da cidade de Água Boa – MT. A  Policia Militar foi acionada e quando os agentes chegaram ao local, um socorrista já estava presente e disse que não havia sinais vitais no homem.

Mesmo assim, o homem permanecia sentado na posição em que foi encontrado, até que os policiais dessem a orientação necessária. Como não havia sinais de violência, a Polícia Civil informou que não se fazia necessária a presença dos técnicos da Politec.

O corpo foi retirado e encaminhado para o médico legista da Politec. Ele foi identificado como sendo Aldair da Silva Cruz, conforme documentos que estavam com ele. O óbito foi atestado pelo médico Dr. Márcio Kato. Não foi possível estabelecer contato com a família da vítima.

 

Araguaia Noticia

Comentários Facebook
Continue lendo

ARAGUAIA

Mulher é estuprada e assassinada em Barra do Garças

Publicado

Um crime cruel foi descoberto na madrugada de segunda-feira dia 23/11 em Barra do Garças, de uma mulher de 30 anos que foi estuprada e assassinada no bairro Santo Antônio em Barra do Garças chamada Rayane. Segundo informações preliminares da polícia, a vítima estava em casa juntamente com a filha de 11 anos quando foi atacada e dominada por um homem. O crime aconteceu na rua 23 próximo a avenida Ana Lira.

A filha conseguiu se desamarrar e ficou trancada dentro de um quarto. Familiares ligaram no sábado e domingo e não conseguiram contato com a mulher e resolveram ir na casa da mulher essa madrugada e encontrou a mulher sem vida e a menina em estado de choque no quarto.

A ocorrência de feminicídio foi recebida pelo delegado Adriano Alencar, todavia o caso será acompanhado pela delegada Luciana, da Especializada da Mulher. O nome da vítima não foi revelado pela Polícia Civil até o presente momento.

Mais detalhes em instantes aqui no Araguaia Notícia.

Araguaia Notícia

Comentários Facebook
Continue lendo

ARAGUAIA

PRF apreende 29 m³ de madeira ilegal em Barra do Garças

Publicado

Condutor apresentou nota fiscal diferente da informada no DOF.

Na tarde desta sexta-feira (20), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga de madeira ilegal, em Barra do Garças/MT.

Por volta das 15h, a equipe do Grupo de Patrulhamento Tático da PRF, abordou um caminhão carregado com madeira serrada de variadas essências, no km 40, da BR-070. Ao verificar a documentação apresentada pelo condutor, os policiais constataram que a nota fiscal era diferente da informada no Documento de Origem Florestal (DOF), situação que invalida o documento e torna a carga ilegal.

A carga, de 29,45 m³ de madeira foi retida pela PRF, juntamente com o veículo que estava com o licenciamento atrasado, ficando a disposição da polícia civil para a qual foi encaminhado o condutor.

Nucom PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana