conecte-se conosco


Política Nacional

Lava Jato pede para que investigações contra Serra sejam retomadas

Publicado


source
serra
Lula Marques/Agência PT – 28.9.17

Senador José Serra (PSDB-SP) é alvo de investigação sobre caixa dois da Odebrecht

A Força-tarefa da Lava Jato do Ministério Público em São Paulo (MPF) pediu, nesta sexta-feira (31), à Procuradoria-Geral da República (PGR), para que as investigações contra o ex-governador  José Serra sejam retomadas.

O senador e ex-governador do estado é  acusado pelo crime de lavagem de dinheiro, enquanto ainda era governador de SP, mas teve as investigações suspensas  após o juiz federal Diego Paes Moreira suspender a ação penal contra ele, depois que o  ministro Dias Toffoli ordenou a suspenção de todas as investigações da Lava Jato sobre o senador.

No ofício enviado à PGR, a força-tarefa da Lava Jato afirmou que “o desfecho da reclamação mostra-se essencial não apenas para que as investigações do citado esquema de lavagem de Capitais sejam retomadas, mas também para que seja retomada a própria ação penal que, em relação a uma parte dele, já havia sido instaurada”, diz o documento do MPF.

A alegação é também de que as irregularidades cometidas por Serra foram no período em que ele era governador do estado e que, por isso, a justificativa de foro privilegiado, apresentada pela defesa e endossada com as suspenções, por ele hoje ser senador não se aplicariam para impedir o prosseguimento das investigações.

Investigações

Segundo apuração do MPF,  a empreitera Odebrecht pagou a José Serra cerca de R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007, para ele usar na campanha ao governo do estado de SP. Além disso, cerca de R$ 23 milhões foram pagos, entre 2009 e 2010, para a liberação de créditos com a Dersa, empresa paulista já extinta, por obras em trechos do rodoanel.

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Bolsonaro diz que críticas sobre Amazônia são “injustas”

Publicado


source
Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro minimizou desmatamento amazônico em conferência internacional

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que a floresta tropical não pega fogo e que as críticas recebidas pelo governo sobre a falta de compromisso com a preservação do meio ambiente são “injustas”. A declaração foi feita nesta terça-feira (11), durante uma videoconferência com a II Cúpula Presidencial pela Amazônia .

“Nós todos sabemos da importância dessa região para todos nós, bem como do interesse de outros países nessa região, e também sabemos o quanto nós somos criticados, de forma injusta, por parte de muitos países do mundo. Você pode ver: junho deste ano, levando-se em conta junho do ano passado, nós registramos uma diminuição de 28% de desmatamento e de queimadas, ainda assim, somos criticados”, afirmou Bolsonaro durante a reunião.

O evento contou com a presença de chefes de estado de países em que o bioma amazônico está presente. Bolsonaro chegou a citar que as riquezas materiais e biodiversidade da Amazônia não deveriam ter tantas regras para exploração de terras indígenas, contexto que ele chamou de “excesso”. O presidente também alegou durante a reunião que não há áreas desmatadas entre as regiões de Boa Vista e Manaus .

“Eu digo aos senhores, e a todos os embaixadores que recebo, que convido para sobrevoar comigo, dentro do avião da Força Aérea … por exemplo, entre as regiões de Boa Vista e Manaus, aproximadamente 600 quilômetros, eles não acharão nenhum foco de incêndio, nem um quarto de hectare desmatado, porque essa floresta é preservada por si só, até mesmo por sua pujança, e por ser floresta úmida não pega fogo. Então, essa história de que a Amazônia arde em fogo é uma mentira e nós devemos combater isso com números verdadeiros”, sustentou Bolsonaro .

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Hospitalizado, Toffoli pode estar com reação alérgica ao prédio do STF

Publicado


source
Ministro Dias Toffoli
Antonio Cruz/Agência Brasil

Ministro Dias Toffoli

presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli , está  internado desde domingo (9) no Hospital DFStar, em Brasília, com pneumonite alérgica que pode ter sido causada pelo sistema de ar condicionado do STF, segundo informou o novo boletim médico divulgado na tarde desta terça-feira (11).

Toffoli foi diagnosticado com pneumonite por hipersensibilidade, uma reação alérgica que pode ser causada por fungos, ácaros ou bactérias.  

“O diagnóstico médico também indica a alta probabilidade de a reação alérgica ter sido ocasionada em razão das instalações prediais laborais, em especial pelos sistemas de ar condicionado”, informou o boletim desta terça. Dessa forma, a reação alérgica pode ser ao sistema de ar condicionado do STF.

A cardiologista do hospital , Ludhmilla Hajjar, indicou que o STF  realize “um estudo do ambiente de trabalho, com a coleta de materiais e avaliação do sistema predial de ar condicionado”.

O presidente do STF teve duas internações recentes no hospital devido a um quadro respiratório, no entanto, “foram descartadas infecções virais incluindo COVID-19”.

Apesar de ainda não haver previsão de alta, Toffoli “encontra-se em perfeitas condições” e está em um quarto do hospital.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

PT quer antecipar Lula na campanha de São Paulo para evitar apoio a Boulos

Publicado


source
boulos
Guilherme Boulos / Twitter

Boulos esteve presente no último discurso de Lula antes da prisão do ex-presidente


A cúpula do PT em São Paulo pretende antecipar a participação do ex-presidente Lula na campanha do pré-candidato à Prefeitura da capital paulista pelo partido, Jilmar Tatto. A deicsão é tomada com base nas declarações recentes de petistas, como Celso Amorim, de apoio à candidatura de Guilherme Boulos e Luiza Erundina, pelo PSOL .


O PT teme novas deserções e a perda de capital eleitoral para outro partido de esquerda na principal capital do país. Artistas e intelectuais historicamente ligados ao PT, como Chico Buarque e a filosófa Marilena Chauí, assinaram um manifesto de apoio a candidatura de Boulos. O ex-chacnceler de Lula, Celso Amorim, ainda filiado ao PT, já havia declarado apoio aos cadidatos do PSOL.

“O Celso é uma pessoa muito querida por todos nós, mas não tem muita influência em São Paulo”, afirmou o deputado estadual José Américo Dias (PT-SP), coordenador de comunicação da campanha de Tatto.

Conversas privadas analisadas pelo portal Terra  revelam que o partido tem medo de perder apoio junto à classe média e inviabilizar a candidatura de Tatto como um nome competitivo. Chico Buarque e Celso Amorim votam no Rio, mas o PT teme que outros nomes importantes comecem a se manifestar a favor de rivais eleitorais. 

Tatto deve ir até Lula pedir apoio a sua candidatura. A ideia inicial do partido era de usar o ex-presidente nas campanhas municipais apenas em setembro, quando tem início o calendário eleitoral. Lula não participou do ato de lançamento do site da campanha de Jilmar Tatto, na semana passada. 

Lula queria que Fernando Haddad disputasse o pleito na cidade de São Paulo, mas não teve força para emplacar o seu candidato no partido. Tatto tem tentado reunificar o partido, por isso buscou o ex-prefeito Haddad e  seus adversários na disputa interna Padilha e Américo (que apoiou o deputado Carlos Zarattini) para compor a equipe que coordena a sua campanha. 

O grupo de artistas deve se posicionar até o final de semana apoiando a candidatura de Tatto, mas não há nomes expressivos assinando o manifesto. Os mais famosos são os atores Sérgio Mamberti e Celso Frateschi.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana