conecte-se conosco


Nacional

Manifestantes ateiam fogo e depredam unidade do Carrefour em São Paulo

Publicado


source
carrefour
Divulgação

Manifestantes depredaram unidade do Carrefour

Revoltados com a  morte de João Alberto, homem negro que foi espancado por seguranças de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, manifestantes se reuniram no vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, para a realização da 17º Marcha da Consciência Negra.

Reunido, o ato se dirigiu para o Carrefour da Rua Pamplona, no bairro dos Jardins, onde atiraram pedras contra a janela do supermercado, quebraram produtos e atearam fogo. Um veículo estacionado no local também foi danificado.

Acompanhando o protesto, a Polícia Militar não interviu, apenas fechou parte da rua para que os manifestantes deixassem o local. O mercado precisou fechar as portas ainda com clientes dentro da unidade.

Confira vídeos do protesto abaixo:


Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Não votou no 2º turno? Entenda o que é preciso fazer para regularizar situação

Publicado


source
Eleição
Fernando Frazão/Agência Brasil

Quem não compareceu ao local de votação precisa justificar ausência; veja o passo a passo

O segundo turno das  eleições municipais chegou ao fim em 57 cidades do país, e foi marcado por altos índices de abstenção. Ao todo, 29,5% do eleitorado brasileiro não foram às urnas, mantendo a tendência de alta do não comparecimento registrada no primeiro turno. A taxa é a maior desde ao menos 2000, quando a abstenção ficou em 16,2%. Para os que fazem parte desse grupo, justificar a ausência nas urnas à Justiça Eleitoral também é uma obrigação e deve ser feita em até 60 dias após o pleito.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quem não votou neste domingo precisa esclarecer o motivo da falta para não ter suspenso alguns direitos civis. Este ano, entre as novidades, está a possibilidade dos eleitores fazerem o procedimento pelo celular ou tablet via o aplicativo e-Título (que substitui a versão física do título de eleitor) em função da pandemia da Covid-19 . Mas também é possível justificar o voto pela internet e em cartórios eleitorais. Documentos como atestado médico, bilhete de viagem ou comprovante são aceitos.

Como justificar o voto

e-Título

  • Baixe o aplicativo e-Título no celular ou tablet disponível nos sistemas operacionais IOS e Android;
  • Preencha as seguintes informações: nome completo, data de nascimento, tipo de documento (CPF ou título de eleitor), nome da mãe  e nome do pai;
  • Responda ao questionário pessoal;
  • Crie senha de seis dígitos;
  • O e-Título está criado e aparecerá as informações completas, incluindo zona e seção eleitorais;
  • Na parte inferior da tela, clique em “Mais opções”;
  • Clique na opção “Justificativa de ausência”;
  • Preencha os dados pedidos e anexe os documentos exigidos, como atestado médico ou de trabalho.

Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE)

Além do aplicativo,  é possível fazer a justificativa eleitoral por um requerimento no site do TSE. A Justiça Eleitoral orienta que a apresentação da justificativa seja realizada nos canais on-line. Os eleitores têm até 60 dias para apresentar a justificativa ao juiz da zona eleitoral , acompanhado da documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito, o que pode ser um atestado médico ou outro documento que comprove a ausência, como bilhete de viagem ou comprovante. A regra funciona para quem está dentro ou não do domicílio eleitoral. 

O TSE indica que o eleitor deve preencher o formulário Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE). Neste caso, é possível acessar o formulário nas unidades de atendimento da Justiça Eleitoral (cartórios eleitorais, postos e centrais de atendimento ao eleitor), nas páginas da Justiça Eleitoral na internet e, neste domingo, nos locais de votação ou de justificativa, e em outros locais previamente autorizados.

Veja como fazer a justificativa através do RJE

  • Acessar https://justifica.tse.jus.br/ para iniciar o procedimento. Ao abrir a tela, clicar no retângulo “iniciar requerimento de justificativa”;
  • Na tela seguinte, informar os dados solicitados pelo TSE: número do título de eleitor, nome completo e data de nascimento. Clicar na opção “não sou robô” e avançar;
  • Depois, continuar informando os dados solicitados pelo Tribunal para completar a solicitação de justificativa da ausência na votação. Importante selecionar que a justificativa é referente ao pleito de Eleições Municipais 2020 – 2º turno;
  • Após, é preciso justificar o motivo da ausência na votação. Além da parte escrita, será solicitado algum documento que comprove o motivo da ausência, como atestado médico, bilhetes de viagem e outros comprovantes do tipo;
  • O último passo é fazer o download do comprovante gerado pelo sistema do Tribunal

Não justifiquei, pago multa?

O eleitor que não justificar deve pagar uma multa no valor de R$ 3,51 por cada turno. Em caso de ausência no primeiro e segundo turnos, o eleitor deverá apresentar a justificativa para cada um. Além disso, o TSE aponta as consequências para quem não justificar. São elas:

  • Tirar passaporte ou carteira de identidade
  • Participar de concorrência pública
  • Ter recebimentos, remuneração, salário ou emprego público
  • Obter empréstimos em órgãos públicos
  • Participar de concurso ou prova para função pública
  • Praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda
  • Obter certidão de quitação eleitoral

Moro no exterior, como faço?

A orientação do TSE é apresentar a justificativa pelo e-Título, o sistema Justifica ou encaminhar o formulário Requerimento de Justificativa Eleitoral  e a documentação comprobatória da ausência, por via postal, ao juiz da zona eleitoral na qual for inscrito em até 60 dias após cada turno. Pode ainda apresentar a justificativa no período de 30 dias contados da data do retorno ao Brasil. 

Para os inscritos na Zona Eleitoral do Exterior (ZZ) que desejarem sua ausência às urnas, a orientação é a mesma. O TSE afirma que o documento comprobatório pode ser entregue para as missões diplomáticas ou repartições consulares localizadas no país em que o eleitor estiver em até 60 dias após cada turno.

Estou com Covid-19 e não tenho atestado médico

Segundo orientações da Justiça Eleitoral, para justificar a ausência às urnas, no caso específico da Covid-19, é preciso ter um documento como atestado, declaração médica ou teste que comprove a infecção.

Além disso, a Justiça orienta que o eleitor fique em casa se estiver com febre no dia da votação ou tiver contraído Covid-19 no período de 14 dias anteriores ao segundo turno.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Mulher afoga e mata bebê de um mês que “atrapalhava relação” com o namorado

Publicado


source
Delegacia
Reprodução

Acusada foi presa em flagrante, encaminhada para uma delegacia da região e está à disposição da Justiça

Um caso de ciúme ocorrido na madrugada do último sábado (28) acabou em tragédia no distrito de Posto da Mata, localizado na zona rural de Nova Viçosa (BA). Após receber a recusa de um convite para uma “noite romântica”, uma mulher de 41 anos afogou e matou o filho recém-nascido do namorado.

Segundo informações do jornal Correio, a acusada estava na casa da família do namorado participando de uma confraternização enquanto o bebê dormia em um sofá dentro da residência. Ao sugerir que ambos passassem a noite juntos, e ouvir a recusa do namorado por conta do recém-nascido , a mulher entrou no imóvel, pegou o bebê e o afogou em um reservatório de água.

Ao retornar para a festa, os parentes da criança desconfiaram da atitude e notaram que ele havia desaparecido do sofá. Neste momento, a mãe do bebê chegou ao local e, ao procurar em todos os cômodos, encontrou o corpo.

Ainda de acordo com a publicação, uma ambulância do SAMU foi chamada ao local, mas constatou que o menino já estava morto. Neste momento, a acusada tentou fugir, mas foi contida pelos presentes até a chegada da polícia. Autuada em flagrante, a mulher foi encaminhada para uma delegacia da região e agora responderá por homicídio doloso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

PM que matou namorada após mantê-la refém tem prisão convertida em flagrante

Publicado


source
PM
Reprodução

O PM foi preso acusado da morte da namorada

A Justiça converteu a prisão em flagrante do policial militar Janitom Celso Rosa Amorim, de 39 anos, preso nessa sexta-feira, dia 27, após ter matado a namorada , para preventiva. A decisão foi do juiz Marcelo Borges, na Central de Custódia de Volta Redonda, para onde o PM foi levado neste domingo, dia 29.

A cirurgiã-dentista Mayara Pereira de Oliveira , de 31 anos, foi mantida refém e depois baleada pelo namorado no estacionamento de uma universidade em Valença, no Sul Fluminense. O juiz afirma que o crime, visto por inúmeras pessoas, “demonstra a sua imensa periculosidade”, conforme escreveu em sua decisão deste domingo:

“O flagranteado foi preso logo após cometer um crime de homicídio a queima roupa na frente de inúmeras pessoas, inclusive policiais militares. Tal fato demonstra o seu total desapego às regras vigentes, tanto regras legais quanto morais, o que demonstra a sua imensa periculosidade e que, portanto, a sua liberdade importará em grave risco para a ordem pública. Ademais, com comportamento tão violento, a simples liberdade do acusado provocará sérios temores às testemunhas eventualmente arroladas, o que denota que sua liberdade importa em grave risco para a instrução processual”, disse o magistrado.

Em entrevista neste domingo, a advogada Daniela Grégio, uma das responsáveis pela defesa do PM , afirmou ao Extra que seu cliente atirou na vítima após um desentendimento sobre uma traição. Janitom manteve Mayara no veículo até que ela respondesse seus questionamentos, mas “perdeu a cabeça”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana