conecte-se conosco


ARAGUAIA

Mendes diz não ter perspectiva para retorno às aulas em MT

Publicado

Atividades presenciais estão suspensas desde março, tão logo surgiram primeiros casos da Covid

O governador Mauro Mendes (DEM) sinalizou não ter qualquer previsão para o retorno das aulas nas escolas da rede pública estadual. As atividades presenciais estão suspensas desde março, em razão da pandemia da Covid-19.

Nesta semana, o governador disse que enquanto a contaminação estiver em alta – a exemplo do que ocorre em Mato Grosso – é difícil fazer qualquer perspectiva de “vida normal”.

“Quem fala isso está sendo incoerente ou desconhece a gravidade da situação. Temos que trabalhar para diminuir o crescimento do contágio e diminuir a curva de crescimento das pessoas infectadas”, afirmou.

“Se isso acontecer, muda o cenário e cria uma perspectiva melhor não só para Educação, mas para todos os setores da nossa atividade econômica”, emendou.

Por ora, ele afirmou que o Governo tenta ampliar mecanismos para minimizar a perda educacional dos alunos que estão fora das salas de aulas.

“Estamos fazendo aulas via TV Assembleia, material didático sendo distribuído, usando meios tecnológicos para que parte dessa carga horária tenha continuidade e a gente evite que os alunos percam o ano letivo”, disse.

“Estamos trabalhando com essa possibilidade de evitar que haja uma perda maior do que aquela que nós já tivemos”, concluiu.

Números da pandemia 

Se de um lado há uma expectativa quanto ao possível retorno das aulas, de outro, os números da pandemia no Estado passam a evoluir em maior velocidade.

A Secretaria de Estado de Saúde notificou, até a tarde da última sexta-feira (26), 13.406 casos confirmados da Covid-19.

Dentre os municípios com maior número de casos estão Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande.

O Estado chegou à marca de 504 óbitos em decorrência do coronavírus.

Comentários Facebook
publicidade

ARAGUAIA

Homem morre após ser atropelado pelo próprio caminhão ao tentar consertar freio

Publicado

O motorista Jamir Alves Ribeiro, 42 anos, morreu após ser atropelado pelo próprio caminhão enquanto tentava consertar o freio do veículo. O acidente foi registrado na BR-163 na Serra do do Cachimbo, localizada no município de Guarantã do Norte (730 km de Cuiabá), no início da noite de terça-feira (30).

Ao GD, o Corpo de Bombeiros Militar do município informou que o homem chegou a ser encaminhado ao Hospital Municipal Nossa Senhora do Rosário, mas não resistiu às lesões e morreu.

Informações do portal Só Notícias apontam que o caminhão apresentou problemas mecânicos. Diante da situação, o motorista desceu do veículo e verificou que a mangueira de ar havia se rompido.

Embaixo do caminhão, após realizar os reparos, a vítima pediu para que sua esposa desengatasse o freio e ligasse o veículo de grande porte. Neste momento, o automóvel começou a se movimentar e atingiu a perna de Jamir Alves.

Um outro caminhoneiro que passava pelo local ajudou a vítima para que ela fosse encaminhada à unidade hospitalar. Durante o trajeto, os bombeiros assumiram o socorro e levaram Jamir Alves ao hospital.

Contudo, na unidade médica os profissionais da saúde só constataram o óbito do caminhoneiro. Informações apontam que o corpo de Jamir Alves foi transladado para Colíder, onde deve ser velado na tarde desta quarta-feira (01).

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentam a morte de Jamir e prestam suas últimas homenagens. As circunstâncias que permeiam o óbito do caminhoneiro serão investigadas pela Polícia Civil.

Repórter do Araguaia

Comentários Facebook
Continue lendo

ARAGUAIA

Defensora faz desabafo sobre moradores que desrespeitam quarentena em Barra do Garças com aglomerações

Publicado

A defensora pública Lindalva de Fátima Ramos divulgou um vídeo na noite de quinta-feira (02/07) lamentando atitude de vários moradores que ignoram as medidas de prevenção e estão se aglomerando em plena pandemia em Barra do Garças no leste de Mato Grosso.

A defensora abre o vídeo dizendo que com a equipe dela confeccionando petições em favor da comunidade quando recebeu uma mensagem denunciando que havia um número altíssimo de pessoas no Porto do Baé principalmente sem máscara como se nada estivesse acontecendo.

Lindalva disse que o povo precisa ter consciência que essa doença é séria e que a cidade de Barra do Garças está no limite de atendimento médico com as taxas hospitalares comprometidas.

Acompanhe o vídeo da defensora:

VEJA VÍDEO

Araguaia Notícia

Comentários Facebook
Continue lendo

ARAGUAIA

Sesp registra 136 presos infectados pela covid-19 em Mato Grosso

Publicado

Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) apontam que 136 reeducandos já foram infectados pela covid-19 até terça-feira (30).

Informações do boletim epidemiológico do Sistema Penitenciário (Sispen) dão conta que os presos infectados fazem parte de 35 das 74 unidades prisionais distribuídas pelo estado.

Ao todo, 268 presos testaram negativo para a doença e 93 reeducandos do contingente de infectados já estão curados do coronavírus. Segundo o Sispen, ocorreram duas mortes de presidiários e há 43 casos que são consideradas ocorrências suspeitas.

As cadeias públicas de Alta Floresta, Diamantino e Cáceres são as unidades prisionais com maior incidência de presos com coronavírus, com 124 dos 136 casos.

No quadro de servidores, 70 profissionais testaram positivo para doença e outros 127 estão com suspeita de contágio. Dados da Sesp indicam que 131 servidores do sistema penitenciários testaram negativo para a doença, além de 24 profissionais que estão curados da covid-19.

A cadeia pública de Várzea Grande e a Penitenciária Central do Estado, localizada em Cuiabá, concentram 24 das 70 notificações de contágio pela covid-19 em servidores, sendo as líderes em registros deste tipo em Mato Grosso.

Coronavírus em Mato Grosso

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam que Mato Grosso já ultrapassou a marca dos 18,3 mil casos de contágio pelo coronavírus, dos quais 1,1 mil notificações foram registradas em apenas 24 horas.

Além disso, o estado já acumula 706 mortes pela doença. A concentração dos casos está nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso, Primavera do Leste e Tangará da Serra.

Gazeta Digital

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana