conecte-se conosco


Saúde

Ministério da Saúde lança edital para Programa Mais Médicos

Publicado


Médicos
Luciano Lanes / PMPA

Após saída de cubanos do programa, Mais Médicos realiza edital para contratar cerca de 2 mil médicos

O Ministério da Saúde vai abrir, no dia 27 de maio, um edital para a contratação de médicos para prestarem assistência básica (atendimento primário, de baixa complexidade) dentro do Programa Mais Médicos. As inscrições se encerram no dia 29 de maio.

Leia também: Exija um implante dentário de qualidade

A perspectiva do ministério é contratar cerca de 2 mil médicos para o Programa Mais Médicos
, com especialidades diferentes, para trabalharem em 790 municípios, inclusive em áreas de difícil acesso como aldeias indígenas, comunidades quilombolas e moradores de casas ribeirinhas isoladas e assentamentos à margem de rios.

Os profissionais recebem bolsa-formação no valor de R$ 11,8 mil. O edital dá preferência a médicos brasileiros, com CRM
nacional e títulos de especialista e/ou residência médica em medicina da família e comunidade obtidos no país.

Conforme nota do Ministério da Saúde
, “caso haja vagas remanescentes dessa primeira etapa, as oportunidades serão estendidas, em um segundo chamamento público, aos profissionais brasileiros formados em outros países e que já tenham habilitação para o exercício da Medicina no exterior”.

Leia também: Vacina contra chikungunya já passa por testes em humanos

As inscrições deverão ser feitas no site do Programa Mais Médicos
, mas, no momento da publicação desta matéria, a página ainda não estava acessível. O edital da seleção do Programa Mais Médico foi publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira.

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

OMS lança campanha com os Minions para incentivar o isolamento social

Publicado


source

Na última quarta-feira (27), a Organização Mundial da Saúde ( OMS ) lançou uma campanha para incentivar o isolamento social em seu canal do Youtube. Os protagonistas do projeto são nada mais, nada menos, que os Gru e os Minions da franquia ” Meu Malvado Favorito “. 

Leia também: Pesquisadora alerta que Covid-19 é apenas “ponta do iceberg”

OMS lança campanha para incentivar o isolamento social
UNIVERSAL PICTURES/Divulgação

OMS lança campanha para incentivar o isolamento social

Leia também: SP tem 272 mortes por Covid-19 em um dia e total de óbitos passa de 6 mil

Com intenção de conter a propagação do novo coronavírus (Sars-coV-2) o vídeo, que atualmente está disponível apenas em inglês, será traduzido para diversas línguas, como espanhol, francês, português, árabe e entre outras.

Leia também: Covid-19: aos gritos, deputado bolsonarista invade hospital de campanha no Rio

No vídeo, Gru, o vilão de ” Meu Malvado Favorito , incentiva as pessoas a lavarem as mãos regularmente e manterem atividades físicas, mesmo durante o isolamento social . Assista ao vídeo.



Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Covid-19: Senado aprova produção de equipamentos por universidades

Publicado


source

Agência Brasil

mão segura máscara
undefined

Máscaras, álcool em gel e respiradores estão entre EPIs que podem ser prooduzidas



O Senado aprovou nesta quinta-feira, 28, projeto de lei (PL) que autoriza as universidades federais a produzir equipamentos de proteção individual (EPIs) e outros aparelhos para combater a Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus .

Leia também: Covid-19 pode ser problema por décadas, mesmo com vacina

Conforme o PL, as instituições poderão fabricar, para fins de doação, itens como máscaras , respiradores e álcool em gel. O texto segue para apreciação da Câmara dos Deputados.

“Em muitas partes do país, o sistema de saúde já está em colapso, o que implica a morte também de pessoas acometidas de outras doenças. Além disso, milhões de brasileiros tiveram sua renda afetada em consequência da necessidade de respeito à quarentena”, disse o relator da matéria, Cid Gomes (PDT-CE), em seu parecer.

Leia também: SUS oferecerá consulta virtual com foco em paciente crônico

De acordo com o senador, nesse contexto, as universidades federais devem ser consideradas importantes aliadas do Poder Público e da sociedade no enfrentamento da pandemia . “Com efeito, é o que já tem ocorrido de norte a sul”, acrescentou.

Gomes afirmou que já existem iniciativas em várias universidades pelo país e citou a Universidade de Santa Catarina (UFSC), que desenvolveu o protótipo de um ventilador pulmonar, e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que trabalha no desenvolvimento de peças para respiradores artificiais e outros equipamentos para unidades de terapia intensiva ( UTIs ).

Leia também: Covid-19: Confira 8 dicas para continuar seguro ao sair de casa

As universidades federais do Piauí (UFPI), do Ceará (UFCE) e do Acre (UFAC), dentre outras, também estariam trabalhando na produção de máscaras e outros equipamentos para hospitais.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

20% dos norte-americanos recusariam vacina contra Covid-19, diz pesquisa

Publicado


source
vacina
undefined

Entidades de saúde dos EUA apontam preocupação com pessoas que podem se recusar a receber vacina contra Covid-19

Uma pesquisa realizada pelo NORC Center for Public Affairs apurou que apenas metade dos estadunidenses afirmam que estão ansiosos por uma vacina contra o novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ). O dado é ainda mais alarmante quando aponta que, entre os pesquisados, 20% diz que não aceitaria uma  imunização contra a doença.

A pesquisa também destaca 31% das respostas, que afirmam “ainda não ter certeza” sobre a possibilidade de aceitar ou não a vacina. O estudo preocupa profissionais da ciência e da saúde por apontar, principalmente, um desafio para a saúde pública – que destaca o alto grau de contágio do vírus.

Leia mais: Testes de anticorpos tem risco maior de “falso negativo” do que o informado

Entre os argumentos apresentados por quem recusaria a vacina, o mais frequente é “temor pela segurança”, considernado o fato de que a vacina será um medicamente recém-descoberto. “Eu não sou anti-vacina “, afirma Melanie Dries, de 56 anos, ao portal DailyMail. “Mas me sinto mais segura se esperar um ano ou dois até receber a minha dose, pois tenho medo que os efeitos colaterais não sejam testados ainda”, explica.

O diretor do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, porém destaca que em qualquer processo de produção de vacinas a segurança é o ponto mais importante. “Estamos criando um plano gigante de testes para cada vacina . Isso significa que queremos nos certificar da eficácia e segurança do que desenvolvemos”, diz.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana