conecte-se conosco


Nacional

Motorista de aplicativo teria matado mulher por ela estar grávida

Publicado

violência doméstica arrow-options
Reprodução

Fábio admitiu o crime e foi preso nesta terça

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) prendeu, na manhã desta terça-feira (8), Fábio Souza da Silva, apontado como autor da morte de Julia Inez Rodrigues Soares. Ele e a vítima teriam um relacionamento e o motivo do crime seria o fato de ela ter engravidado.

Leia também: Caso bizarro no Rio: corpo de jovem é encontrado no quintal da casa do namorado

O corpo de Julia Inez foi encontrado na madrugada de segunda-feira, na Praia do Sossego, em Niterói, com sinais de espancamento, provavelmente com um pedaço de madeira. De acordo com os agentes, Fábio é motorista de aplicativo e foi detido pelo crime de feminicídio, enquanto seguia com um passageiro pela Ponte Rio-Niterói, na pista sentido Rio.

Ele teve a prisão temporária decretada. De acordo com a Polícia Militar, uma equipe foi acionada para o local, através do serviço 190, para verificar a denúncia de um corpo abandonado Rua Desembargador Nicolau.

Após chegarem ao local, os policiais encontraram a vítima já sem vida e acionaram a Divisão de Homicídios. Segundo a polícia, Fábio caiu em contradição ao afirmar, inicialmente, que não havia se encontrado com Julia na noite de domingo. No entanto, imagens de câmeras de segurança obtidas por agente da DH comprovaram o encontro. Fábio, então, passou a admitir ter estado com a vítima, mas em Piratininga.

Em novas buscas, os investigadores localizaram imagens que mostram o carro de Fábio chegando ao local onde o corpo de Julia foi encontrado. “Ele (Fábio) tinha um relacionamento com a Julia, engravidou e a chave dessa discussão seria a não aceitação dessa gravidez”, explicou o delegado responsável pelo caso, Phelipe Cyrne.

Leia também: Idosa é “atropelada” por homem e quebra braço em anúncio de promoção no mercado

Segundo o delegado, diante de todas as provas, Fábio já admitiu ter cometido o crime. Julia foi morta com dois golpes de madeira no crânio. Fábio será indiciado por feminicídio e aborto sem consentimento da gestante. A pena, nesses casos, pode ultrapassar 30 anos de condenação.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Brasil tem 904 mortes por Covid-19 e 27.075 novos casos

Publicado


source
Covid-19
PM/Divulgação

Brasil tem 904 mortes por Covid-19 em 24 horas segundo o Ministério da Saúde

Os dados divulgados pelo Ministério da Saúde na noite deste sábado (6) mostram que Brasil registrou 904 óbitos causados pela  Covid-19  nas últimas 24 horas. É o quarto dia consecutivo em que o país registra mais de mil mortos. O total de mortes agora é de 35.930.

O País tem atualmente 672.846 pessoas contaminadas pelo  novo coronavírus  (Sars-CoV-2), sendo que 27.075 foram registrados nas últimas 24 horas. 

Desde a última quarta-feira, o Ministério da Saúde  tem atrasado a divulgação dos dados oficiais da Covid-19 em seu portal. Jair Bolsonaro confirmou neste sábado a nova forma de divulgação da informação.

Desde a última sexta-feira, o formato do boletim epidemiológido também mudou. Ele não apresenta mais a soma de óbitos e casos da Covid-19 , apenas os dados consolidados do dia.

A mudança gerou críticas de entidades e políticos. O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta foi um deles. O portal da pasta que divulga os números da pandemia também ficou fora do ar até a tarde deste sábado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Sem dados oficiais, levantamento aponta 965 mortes por Covid-19 em 24h

Publicado


source

Segundo levantamento do G1 junto às secretarias estaduais de saúde, o número de casos confirmados de coronavírus (Covid-19) nas últimas 24 horas é de 35.919 no total.

Já o número de mortes nas últimas 24 horas foi de 965.

O número total de infectados saltou para 671.464 casos no total.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Governo Bolsonaro retira dados acumulados do site da Covid-19

Publicado


source
bolsonaro
reprodução

Governo Bolsonaro está mudando protocolo de divulgação sobre a pandemia de coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde retirou do site oficial sobre a pandemia de coronavírus no Brasil os dados acumulados da doença desde que ela começou no país.

Leia também


Desde a tarde deste sábado (06), o site mostra apenas os resultados referentes às últimas 24 horas.

A mudança segue o mesmo protocolo que foi adotado pelo governo federal para o boletim diário sobre os números da pandemia. O documento, que trazia a atualização das últimas 24 horas e os números oficiais, foi divulgado nesta sexta-feira (05) com menos informações.

Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro disse que apenas que “o Ministério da Saúde adequou a divulgação dos dados sobre casos e mortes relacionados ao covid-19.”

Mudanças na divulgação

Além de reduzir o número de informações no boletim diário, o governo Bolsonaro passou a divulgar o balanço diário com a evolução dos casos mais tarde.

Até então, os números consolidados eram entregues à imprensa por volta das 18 horas. A divulgação, inclusive, contava com coletivas técnicas do Ministério da Saúde.

Porém, na última semana, os dados passaram a ser divulgados entre 21:30h e 22h, com menos dados e sem coletivas explicativas.

Quando questionado sobre a mudança na divulgação nos números, o presidente afirmou: “Acabou matéria do Jornal Nacional”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana