conecte-se conosco


Política Nacional

“Não podemos subestimar o Cão”, diz Damares sobre volta da esquerda ao poder

Publicado

Damares Alves participa de audiência pública na Câmara dos Deputados arrow-options
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 22.5.19

Damares Alves participou de evento conservador em São Paulo

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves , conseguiu uma façanha neste sábado. Apesar da enorme concorrência com celebridades da direita na conferência conservadora CPAC Brasil, foi seu fervoroso discurso que levou o já empolgado público à euforia.

Entre aplausos frequentes, Damares comparou a esquerda ao diabo, rebateu a fala de um arcebispo em sermão na missa de Aparecida neste sábado e insuflou a direita a se organizar contra o “mal”. Mesmo com a presença de Eduardo Bolsonaro, dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), ela foi a conferencista mais aplaudida e ouviu coro de “fica! Fica!” antes de deixar o palco.

A ministra abriu o discurso citando a declaração dada pelo arcebispo Dom Orlando Brandes, horas mais cedo, em missa no Santuário Nacional de Aparecida. O religioso criticou “o dragão do tradicionalismo” e afirmou que a direita é “violenta e injusta”.

Leia também: Damares diz que violência sexual é principal preocupação do ministério

Damares disse que o arcebispo deve “estar com medo de nós, que somos terrivelmente cristãos”.

“O conservadorismo vai dar certo. O povo de bem se levantou e agora está governando esta nação”, declarou ela, sendo aclamada pelo público.

Ela rasgou elogios ao CPAC Brasil, que definiu como um divisor de águas na história do conservadorismo no Brasil, e não poupou disparos contra a esquerda.

“Para a tristeza da esquerda nunca se defendeu tanto direitos humanos como hoje no Brasil. O presidente machista só neste ano já sancionou seis leis de proteção à mulher. Chora, esquerda! Aceita que dói menos.”

Leia também: MP cobra que Damares explique mudanças na Comissão sobre Mortos e Desaparecidos

Em seguida, ela alertou o público sobre as estratégias da esquerda para voltar ao poder e pediu organização à direita para impedir esse movimento. Damares comparou a esquerda ao diabo.

“Não podemos subestimar o outro lado. Eles estão à espera para poder usurpar o poder novamente. Nós não podemos subestimar o Cão. Não podemos subestimar o mal. Vamos ter que começar a ocupar as câmaras de vereadores e prefeituras, ouviram? Precisamos sair daqui com isso em mente”, disse.

O restante do discurso foi repleto de críticas a deputados de esquerda, como Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e Jean Wyllys (PSOL-RJ) e ao PT e referências ao seu famoso bordão “meninos vestem azul, meninas vestem rosa”.

Leia também: Damares diz que governo Bolsonaro vai cancelar construção do Memorial da Anistia

Com uma retórica talentosa, a pastora ganhava aplausos a cada frase de efeito. O público pedia que ela ficasse mais sempre que ela mencionava o tempo curto para falar. Na reta final, Damares ainda teve tempo de atribuir a eleição de Jair Bolsonaro a uma vontade divina. Falando sobre o que afirmou ser um domínio da esquerda sobre a vontade dos povos indígenas, ela arrancou gritos de “Fora, Raoni”.

“Tupã ouviu o choro dos curumins e disse: chega! E então elegemos Jair Bolsonaro. A eleição dele interrompeu um ciclo de sofrimento e dor. Este país não vai mais suportar ser governado por sanguinários da esquerda”, declarou. “Pode bater, esquerda. Quanto mais bate, mais esse governo cresce.”

Em seguida, foi encoberta pelos aplausos e por um coro decorado. “Homem nasce homem, mulher nasce mulher, na nossa família você não vai poder mexer”.

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

“Cientistas pedem desculpas por erro”, diz matéria compartilhada por Bolsonaro

Publicado


source
foto jornal
Reprodução/Twitter

Imagem compartilhada pelo presidente no Twitter

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou na tarde deste sábado (6) uma publicação sobre a decisão do  periódico científico Lancet de retirar um artigo sobre a eficácia da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19. A publicação ocorreu depois do presidente confirmar mudanças na divulgação dos números de óbitos e casos da Covid-19 no Brasil

Leia mais:
Conselho de Secretários de Saúde critica empresário cotado para o governo
Sem máscara, Bolsonaro chega ao Comando de Artilharia do Exército
Bolsonaro vai sem máscara inaugurar hospital e leva tombo; assista

 “Cientistas pedem desculpas por erro” diz o título da matéria do jornal Tribuna, do Espírito Santo. Veja:


Com cerca de 4 mil retuítes por volta de 18h, a publicação de Jair Bolsonaro dividiu os internautas. Os apoiadores concordavam com o presidente. Um perfil atacava os cientistas e a imprensa.


Já outros perfis questionavam a intenção do presidente ao compartilhar a imagem sem comentários




Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

STF condena Paulinho da Força a dez anos de prisão

Publicado


source
Paulinho da Força
Reprodução Twitter

Paulinho da Força é condenado a dez anos de prisão por esquema envolvendo o BNDES

O Supremo Tribunal Federal condenou o deputado federal e presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, a dez anos de prisão. A decisão foi pelos crimes de associação criminosa e lavagem de dinheiro. A decisão ainda cabe recurso.

Leia também


O deputado é acusado de desvio de dinheiro do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico). Ele teria atuado favorecendo empresas.

Paulinho é presidente nacional do partido Solidariedade, um dos partidos do centrão, bloco de centro direita aliado à Bolsonaro.

O advogado de Paulinho da Força já se manifestou e disse que não houve crime, já que a execução dos projetos ao BNDES foi lícita.

A defesa ainda afirmou que reuniu prova testemunhal e documental de que o deputado foi vítima do crime de tráfico de influência, pois seu nome foi indevidamente utilizado por terceiros para a execução dos crimes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Sem máscara, Bolsonaro chega ao Comando de Artilharia do Exército

Publicado


source
bolsonaro e policial
Reprodução/Facebook

Jair Bolsonaro com policial na base da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Formosa, Goiás

Neste sábado (6), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) visitou o Comando de Artilharia do Exército , em Formosa, Goiás. Ele chegou ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) próximo à base por volta das 9h30 e fez uma transmissão ao vivo no Facebook, onde aparece sem máscara ao lado de policiais. 

Bolsonaro esteve ontem (5) na inauguração do primeiro hospital de campanha (Hospital de Campanha de Águas Lindas) do governo federal, quando convidou o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), para ir ao Comando de Artilharia. 

“Amanhã volto a Goiás de forma informal na região de Formosa pra dar um tiro lá; tá convidado, Caiado. Um abraço a todos. Até a próxima oportunidade”, disse o presidente. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana