conecte-se conosco


Nova Xavantina

Ney Weliton anuncia, pelas redes sociais, que é ficha limpa e será candidato a prefeito de nova Xavantina

Publicado

O atual vice prefeito de Nova Xavantina, Ney Weliton, do MDB, declarou no início da tarde desta segunda-feira, nos grupos do WhatsApp, que é ficha limpa e será candidato a prefeito.

Ney Weliton, sem dúvida, é um dos nomes fortes para disputar as eleições para o cargo de prefeito de Nova Xavantina, em razão de sua atuação na política e o seu trabalho social no projeto Corrente do Bem. Ney foi vereador do Município por quatro mandatos e atualmente está no cargo de vice prefeito, tendo assumido como prefeito interino por 3 vezes, quando o prefeito Cebola saiu de férias. 

Ney foi condenado pela Justiça de Nova Xavantina na ação de improbidade administrativa que se deu pela contratação de serviço de publicidade e divulgação sem licitação, realizada pelo ex-vereador Manoel José da Silva, enquanto presidente da Câmara Municipal na época, onde foram divulgadas as atividades dos vereadores.

No mesmo processo foram condenados, ainda, as empresas jornalísticas Edivaldo Moreira Martins Publicações e Jânio Gomes de Souza Serviços ME, bem como, os ex vereadores Manoel José da Silva, Adelcimeri Bispo Sirqueira, Marta Helena Negrão, João Bosco do Nascimento, José Antunes Fernandes, João Carlos Capelari e também os atuais vereadores Edílson Francisco Caetano, Paulo Cesar Trindade (Cezinha), atual presidente da Câmara Municipal de Vereadores.

Os réus recorreram da sentença mas o Tribunal de Justiça confirmou a condenação em segunda instância o que, em tese, o torna inelegível por força da Lei Ficha Limpa, no entanto, o vice prefeito apresentou nas redes sociais, Certidão expedida pela Justiça Eleitoral onde nada consta contra o pré-candidato. 

Nas redes sociais Ney Weliton postou a seguinte mensagem, juntamente com a Certidão: “Caminho livre, Ficha Limpa e com plenos direitos de disputar eleição para Prefeito em Nova Xavantina. Sou Pré Candidato a Prefeito e que prevaleça a Soberania de Deus e a vontade popular.

Ney Weliton é um dos convidados do portal de notícias O Roncador para falar de seu projeto político.

 

Comentários Facebook
publicidade

Nova Xavantina

Robison Pazetto apresenta certidões comprovando que não deve nada a Justiça

Publicado

Cansado de ver publicações veiculadas com o intuito de denegrir  sua imagem e na tentativa de subtrair votos de sua mulher, Robison Pazetto divulga cópias de certidões da Justiça Federal e Estadual onde nada consta ele.

Tornou-se comum a publicação de textos em grupos do aplicativo WhatsApp, dizendo que o ex-prefeito Robison Pazetto é inelegível e que tem muitas condenações por improbidade administrava, o ex-prefeito fez veicular nesta quarta-feira, três certidões onde a Justiça certifica que Robison não deve nada a Justiça. Duas certidões são da Justiça Federal, sendo uma emitida para todo o Estado e outra da seccional de Barra do Garças e a terceira certidão foi emitida pela Justiça Estadual com abrangência em todo o estado de Mato Grosso.

“A Vanusa teve o nome aprovado na convenção do partido DEM para concorrer ao cargo de prefeita de Nova Xavantina, com o apoio de mais oito partidos, e, na busca de prejudicá-la, pessoas ligadas ao outro candidato estão divulgando fatos inverídicos a meu respeito com a intenção de subtrair votos dela. Não devo nada para justiça e as certidões provam isso.” Disse Robison Pazetto

No dia 18 de setembro a Justiça Eleitoral da 26ª Zona Eleitoral condenou APARECIDA LARA DE SOUZA KLOCZYNSKI, MICHAEL CHARLES DA SILVA MARTINS, PAULO OLIVEIRA MORAIS, JHONATAN LOPES ANTUNES, DOMINGOS DIAS BRANDAO, MILTON DE PAULA DA SILVA por divulgarem um vídeo onde denegria a imagem da pré-candidata Vanusa Pazetto.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Polícia Militar de Nova Xavantina prende 10 pessoas por crime ambiental

Publicado

A Polícia Militar de Nova Xavantina após receber  denúncias de que cerca de dez pessoas em três camionetes teriam praticado pesca predatória na região da aldeia indígena “Pimentel”, distrito da “Matinha” município de Canarana.

Segundo informações possivelmente estariam transportando pescado ilegal juntamente com material de pesca predatória em um caminhão baú  que estaria passando entre Água Boa e Nova Xavantina, sentido Barra do Garças pela BR-158, com destino final no estado de São Paulo.

Diante das informações deu-se início uma Operação Conjunta entre policiais militares de Nova Xavantina com apoio da Polícia Federal e guarnição da Força Tática do 13º Comando Regional, com patrulhamentos que partiram da cidade de Água Boa,  porém sem êxito.

 As buscas continuarão pela BR-158, até o município de Nova Xavantina, onde a guarnição local logrou êxito em localizar os suspeitos hospedados no hotel “Estrela do Vale”.

Os dez suspeitos estavam no hotel, utilizando de três camionetes e um caminhão baú. A Polícia Militar realizou  entrevistas com todos, onde foram informados sobre a denúncia de pesca predatória. Com autorização dos suspeitos, foram realizadas  buscas nos quartos onde estavam hospedados e em seus veículos. No caminhão baú foi encontrado quatro barcos de pesca, duas caixas térmicas contendo vários quilos de peixe produto de pesca predatória, sendo o destaque para 13(treze) exemplares de “Pirarucu/Pirosca” de aproximadamente 80kg cada, Foi encontrado também algumas sacolas contendo carne de jacaré cortadas e embaladas para a viagem, redes de pesca e duas armas de fogo tipo espingarda sem registro, escondidas em um fundo falso no caminhão e uma  arma de fogo tipo “garrucha” calibre 22 sem registro.

Diante da materialidade, foi dada voz de prisão aos envolvidos, todo o material apreendido e encaminhado a autoridade policial que ratificou a prisão em flagrante dos envolvidos. A SEMA foi notificada sobre o fato e também estará tomando as medidas pertinentes cabíveis a este órgão.

Material apreendido:

* 04 embarcações;
* 04 motores de popa;
* 03 armas de fogo;
* 07 munições cal .22;
* 13 redes de pesca;
* 13 exemplares de pescado (Pirarucu/Pirosca);
* outros diversos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Justiça Eleitoral de Nova Xavantina condena 6 pessoas a pagar multa de cinco mil reais por FakeNews

Publicado

O processo foi ajuizado pelo partido Democratas –DEM de Nova Xavantina-MT, representado por seu presidente Robison Pazetto Junior, em desfavor de APARECIDA LARA SOUZA KLOCZYNSKI, MICHAEL CHARLES DA SILVA MARTINS, PAULO OLIVEIRA MORAIS, JHONATAN LOPES ANTUNES, DOMINGOS DIAS BRANDÃO e MILTON DE PAULA DA SILVA.

Segundo consta nos autos do processo nº 0600096-72.2020.6.11.0026, em meados do mês de agosto de 2020, os cidadãos que foram condenados publicaram mensagens eletrônicas na rede social Whatsapp, veiculando “vídeos apócrifos contendo uma maleta de dinheiro, com notas de R$ 100,00 (cem reais), com o rosto da pré-candidata Vanusa Pazetto estampado nas referidas, imagens com cunho difamatório e fatos inverídicos, de modo a relacionar a imagem da pré-candidata Vanuza a casos de corrupção, difamando-a e caluniando-a com propósitos eleitoreiros.

Representados pelo advogado doutor Matheus Correa Pontes, os réus não negaram os fatos, e, ao contrário, confirmaram que realmente fizeram as divulgações exercendo o direito da livre expressão.

O Juiz Eleitoral entendeu que as divulgações que os representados publicaram na internet (rede social whatsapp) possui conteúdo ofensivo à honra e imagem da pré-candidata Vanusa Celestino Nascimento Pazetto, os quais demonstram a nítida intenção dos representados em influenciar os eleitores a não votarem na mencionada pré-candidata

“Analisados os documentos que instruem a petição inicial, assim como as diversas imagens juntadas no corpo da exordial, verifica-se de fato estar provado que os representados publicaram na internet (rede social whatsapp) um vídeo e imagens com conteúdo ofensivo à honra e imagem da pré-candidata Vanusa Celestino Nascimento Pazetto, os quais demonstram a nítida intenção dos representados em influenciar os eleitores a não votarem na mencionada pré-candidata”. 

Com esse entendimento os representados foram condenados a pagar a multa no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) cada um.

“Diante de todo o exposto, acolho o parecer ministerial e JULGO PROCEDENTE a presente representação eleitoral para o fim de condenar os representados APARECIDA LARA SOUZA KLOCZYNSKI, MICHAEL CHARLES DA SILVA MARTINS, PAULO OLIVEIRA MORAIS, JHONATAN LOPES ANTUNES, DOMINGOS DIAS BRANDÃO e MILTON DE PAULA DA SILVA, qualificados nos autos, ao pagamento de multa ora fixada em R$ 5.000,00 (cinco mil reais), nos termos do artigo 57-D, §2º, da Lei n.º 9.504/97″.

Os representados, caso queiram, poderão recorrer da sentença junto ao TRE-MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana