conecte-se conosco


Política MT

Nova resolução adia retorno dos trabalhos na ALMT

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa divulgou Resolução nº 31/2020, que dispõe sobre as condições de alteração de atendimento na Casa, bem como as medidas administrativas a serem adotadas para o enfrentamento de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do novo coronavirus – Covid 19.

O ato está baseado no aumento dos casos confirmados de Covid-19 e o respectivo crescimento da taxa de incidência da doença entre os servidores e parlamentares. Diante disso, o retorno foi prorrogado para o dia 8 de junho do atendimento presencial à população, nas dependências do Parlamento; o regime de trabalho remoto permanece entre os servidores.

Vale ressaltar que o prazo pode ser novamente prorrogado, de acordo com a evolução das condições sanitárias e casos registrados; a Assembleia mantém presencialmente apenas as atividades estritamente essenciais para o funcionamento do Parlamento.

Outra determinação é quanto ao horário do expediente ser, durante a semana, das 8 horas com o término às 14 horas. A exceção é para as quartas-feiras, dia em que são realizadas as sessões plenárias. Nesse dia, o expediente começa às 8 horas e vai até as 12 horas e, à tarde, das 13 horas até as 18 horas.

As atividades realizadas em Plenário ocorrerão através do Sistema de Deliberação Remota instituído pela Resolução nº 6.719/2020, utilizando da plataforma digital (https://zoom.us/). Essa medida excepcional e destinada a viabilizar o funcionamento do Plenário durante o período da pandemia do novo coronavírus.

A resolução mantém ainda as atividades das sessões plenárias ordinárias e extraordinárias, as reuniões da Mesa Diretora, das lideranças partidárias e das comissões permanentes e temporárias.

O documento restringe o acesso de deputados e servidores ao Plenário. De acordo com a resolução, será permitida a entrada do presidente da Assembleia Legislativa, que será secretariado pelos 1º e 2º secretários ou por parlamentares designados para tal incumbência e até mais um parlamentar a ser convocado. As proposições serão remetidas ao e-mail [email protected].

Enquanto isso o acesso às salas das comissões permanentes será exclusivamente do presidente da comissão ou o seu respectivo substituto, o consultor e os servidores responsáveis pelos sistemas de informática, áudio e vídeo, devendo os demais membros utilizarem a plataforma digital (https://zoom.us/) ou sistema equivalente.

Já os servidores que não estiverem em afastamento médico, em gozo de férias ou licenças, desempenharão suas atividades funcionais designadas pela chefia imediata em regime de trabalho “home office”, devendo permanecer durante o horário de expediente acessíveis e disponíveis.

De acordo com a resolução, apenas dois servidores terão acesso a cada um dos 23 gabinetes. Já nos gabinetes da presidência, da secretaria de Serviços Legislativos, da secretaria Parlamentar da Mesa Diretora, dos núcleos de Comissões Permanentes e da coordenadoria de Segurança Militar, serão autorizados o ingresso de servidores em quantidade essencial para o efetivo desempenho das atividades.

O documento restringe ainda o acesso de servidores nas secretarias administrativas e na Procuradoria. Nesses setores serão permitidas as entradas do secretário e procurador, respectivamente, e até dois servidores.

Nas Superintendências de Contratos, Convênios e Correlatos, e na de Licitação serão permitidos o acesso dos superintendentes e de até três servidores. Na gerência de Manutenção e Serviços Gerais será permitido o acesso do gerente e de até quatro servidores.

Na supervisão de Saúde e Qualidade de Vida será permitido o acesso do supervisor e de até dois servidores. TV Assembleia será facultado o acesso de até quatro servidores por turno. Já na Rádio FM 89,5 será permitida a entrada de até dois servidores por turno.

Nos postos de atendimento bancário, Banco do Brasil e o Sicoob, ficam permitidos o acesso de até dois servidores por instituição. Os servidores que acessarem as a dependências da Assembleia Legislativa deverão seguir todas as exigências sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde.

Outa determinação da resolução é de os secretários, responsáveis pelos referidos setores, remeterem à Coordenadoria Militar a relação nominal única dos servidores, indicando as atividades essenciais a serem executadas. O acesso será submetido à autorização formal da secretaria de Administração de Patrimônio.

No período de pandemia, a resolução suspende a realização de obras, reformas e manutenção necessárias, nas dependências do Parlamento durante o período de pandemia da Covid-19. Cabe a Secretaria de Administração e Patrimônio adotar as medidas necessárias para evitar a propagação interna da doença.

A secretaria deve intensificar a limpeza e desinfecção de superfícies nas dependências da Assembleia Legislativa, especialmente, banheiros, elevadores, corrimões e maçanetas, O setor deve adotar medidas que visam renovar a circulação de ar e da abertura periódica das janelas em locais com uso de ar condicionado.

Serviços à disposição do cidadão

Nesse período, os serviços que ficam suspensos até o dia 31/05 são os ofertados pelo Espaço Cidadania e o Instituto Memória do Poder Legislativo. No espaço cidadania, além da confecção da 1ª e 2ª vias da carteira de identidade, mais conhecida como RG, o cidadão tem a sua disposição serviços do Procon, onde  pode ser orientado ou ainda abrir uma reclamação sobre prestações de serviços.

Na Assembleia Legislativa, o cidadão tem ainda os serviços da Defensoria Pública. Nesse local, ele pode pedir a isenção da taxa de emissão de 2ª via de RG e ainda solicitar a emissão de antecedentes criminais. Já no Instituto Memória do Poder Legislativo, o cidadão pode fazer pesquisas sobre o processo politico do Legislativo mato-grossense.

A resolução mantém suspensas as atividades executadas pela Assembleia Social – sob a responsabilidade da Escola do Legislativo e, ainda, as visitas guiadas pelo programa Por Dentro do Parlamento.

Teatro

O prazo anterior para a reabertura às atividades no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros – que era o dia 11/05 – com a nova resolução a reabertura fica definida para depois do dia 10 de junho.

Servidores da AL

O atendimento presencial para servidores aposentados e pensionistas pode ser realizado por agendamento prévio através do e-mail: [email protected] ou pelo telefone: 3313-6363.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Somente isolamento rigoroso e organização do sistema de saúde podem conter pandemia

Publicado


.

Foto: Ronaldo Mazza

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) apresentou novas projeções para o avanço da covid-19 em Mato Grosso e reforçou o alerta de que somente o isolamento social rigoroso pode reduzir a velocidade da pandemia e evitar agravamento da situação no estado. Lúdio destacou também a necessidade de organizar o sistema de saúde, definindo o papel de cada ente e colocando a rede de atenção básica para monitorar os casos de covid e fazer o tratamento na fase inicial da doença.

“A taxa de crescimento da pandemia em Mato Grosso é de 4,9% por dia, de acordo com os dados da última semana epidemiológica. A taxa de incidência da doença está 36% maior que a do país. Há uns 20 dias, nossa curva se descolou da curva nacional e está se distanciando. No domingo, estávamos no dia 101 da pandemia no estado, com 4,2 mil casos por milhão de habitantes, e o Brasil, que estava no dia 125, tinha uma taxa de 3 mil casos por milhão”, analisou o deputado.  

“Teremos mais de 74 mil casos de covid e mais de 2,7 mil mortes até 1º de agosto se não reduzirmos a velocidade da pandemia. É possível poupar mais de mil vidas e evitar 35 mil casos se conseguirmos reduzir a taxa de crescimento diário de 4,9% para 2,9%. O governador, os prefeitos e representantes das instituições precisam se reunir, remotamente, para discutir medidas que auxiliem na redução de casos e de mortes causadas pela pandemia”, alertou Lúdio.

As principais medidas defendidas por Lúdio para combate à pandemia foram elencadas em uma carta aberta ao governador e autoridades do estado há cerca de duas semanas. O deputado afirmou que o sistema de saúde de Mato Grosso já está em colapso, enquanto a curva de crescimento da pandemia está em franca ascensão. Por isso, há necessidade de medidas urgentes.

“Fico preocupado ao ver gestores se apegando a medicamentos na fase inicial da doença, para dizer que estão dando resposta, mas sem organizar o sistema de saúde. Não existe saída milagrosa. O melhor kit covid para enfrentar a pandemia é o isolamento social rigoroso. É preciso reduzir a circulação de pessoas e mobilizar todo o sistema de saúde, desde a atenção primária, que pode monitorar os casos iniciais de forma remota, por telefone ou WhatsApp. Ainda é possível dar conta dessa tarefa”, afirmou Lúdio. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Governo sanciona lei sobre evacuação em situação de perigo em escolas e universidades

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Foi sancionada a Lei 11.151, de autoria do deputado estadual Thiago Silva (MDB), que torna obrigatório nos estabelecimentos de ensino da rede pública e privada de Mato Grosso, a implantação do plano de proteção e evacuação em situações de perigo real ou iminente.

A nova lei tem como objetivo criar, em cada escola, seja ela pública ou privada, um plano de proteção e evacuação para os casos que podemos classificar como terrorismo. Isto certamente vai contribuir para que vidas sejam salvas.

No Brasil, já ocorreram casos de jovens que invadiram escolas públicas e privadas e atentaram contra a vida de alunos como em Suzano (SP), em 2019; em Realengo (RJ), em 2011, e em São Caetano do Sul (SP), entre outros casos.

“É uma conquista para a segurança dos nossos alunos, que escolas e faculdades públicas e privadas tenham um plano de evacuação em caso de urgências e acredito que com essa lei irá trazer mais tranquilidade aos nossos estudantes”, disse Thiago Silva.

De acordo com a lei sancionada, este plano de proteção deverá ser elaborado com apoio e supervisão da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Delegado Claudinei destaca os investimentos do governo federal na área da segurança pública

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Cerca de R$ 502 milhões de reais do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) serão disponibilizados para 26 estados e o Distrito Federal pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Em sessão extraordinária, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), nesta manhã (30), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) informou que este recurso foi liberado por meio do Projeto de Lei do Congresso Nacional de n.º 7/2020 que autoriza a transferência imediata para os fundos estaduais e distrital através de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Quero parabenizar o governo federal, ao nosso presidente da República Jair Bolsonaro, por disponibilizar estes R$ 502 milhões para serem investidos nos estados e Distrito Federal para a compra de novas viaturas, implantação de novas tecnologias, equipamentos e capacitação dos profissionais da segurança pública”, explana Claudinei.

O parlamentar também expôs no parlamento que estes investimentos poderão chegar a R$ 1,2 bilhão até o final do ano, devido a outro repasse de R$ 755 milhões previstos até o final deste ano. “Isso também contou com o apoio do Congresso Nacional que possibilitou que estes recursos saíssem do Fundo Nacional de Segurança Pública e serem distribuídos aos estados para o fortalecimento da segurança pública. Isso é se preocupar com a sociedade e valorizar os profissionais da segurança pública. É o que nosso presidente Bolsonaro tem feito desde o início da sua gestão”, reconhece Delegado Claudinei.

 Comissão AL

Durante a explanação, Claudinei relembrou o repasse de R$ 26 milhões para a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) que foi anunciado no início de maio, pelo deputado federal Neri Geller (PP), em sessão plenária, na ALMT. Outro assunto abordado por ele, foi sobre o ofício encaminhado no dia 6 de junho, ao Ministro da Justiça e Segurança Pública, André Luiz Mendonça, para solicitar apoio na aquisição de viaturas para atender os municípios que atuam na Delegacia de Fronteira (Defron) e o Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

“Eu, recentemente, fiz um ofício para o ministro da Justiça, pedi apoio ao deputado federal José Medeiros (PODE) e Neri Geller para que as viaturas da polícia civil sejam trocadas para o fortalecimento das atividades dos profissionais da segurança pública. Eles atuam na divisa da fronteira entre Mato Grosso e Bolívia – através das regionais de Tangará da Serra, Pontes de Lacerda e Cárceres”, comenta o parlamentar.

Delegado Claudinei é presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Casa de Leis, que conta com o vice-presidente Sílvio Fávero (PSL), membros titulares Elizeu Nascimento (DC) e Thiago Silva (MDB) e o suplente João Batista (PROS).  

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana