conecte-se conosco


Saúde

“OMS demorou para indicar o uso das máscaras”, diz Gabbardo

Publicado


source
Covid-19
Pixabay

De acordo com Gabbardo, orientação sobre uso de máscaras foi tardia

O Coordenador executivo do Centro de Contingência ao Novo Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo, criticou a velocidade de ação da Organização Mundial de Saúde (OMS) em recomendar o uso de máscaras para conter a pandemia de Covid-19 .

“Essa é uma medida que Brasil e o mundo demoraram muito para ter iniciado. Acho que a OMS demorou em recomendar a utilização das máscaras”, afirmou o profissional, que acrescenta que “foi dada uma prioridade para as equipes de saúde”.

Ainda segundo Gabbardo, “o indivíduo que estiver utilizando a máscara ele estará evitando em um percentual muito considerável a transmissão da doença”, destacando que o equipamento é um fato de proteção para familiares e funcionários de qualquer estabelecimento.

O governo de São Paulo anunciou, nesta segunda-feira, que a partir do dia 1º de julho os estabelecimentos passarão a ser multados em R$ 5 mil caso permitam a entrada de consumidores sem máscara . Além disso, também será aplicada uma multa de R$ 500 para pessoas físicas que transitem sem o equipamento em áreas públicas.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Covid-19: mundo ultrapassa marca de 700 mil mortes causadas pela doença

Publicado


source
África
United Nations Peacekeeping

Além das Américas, continente africano também traz preocupação por conta da alta recente

Nesta quarta-feira (5), a  pandemia da Covid-19 atingiu uma nova marca negativa: com as últimas atualização realizadas pelos governos de cada país atingido pela doença, o total de mortes no mundo ultrapassou a marca de 700 mil. Já o total de casos confirmados é de 18.563.065.

Segundo informações da Universidade Johns Hopkins, o total atual é de 701.085, com EUA, Brasil, México , Reino Unido e Índia ocupando as primeiras posições no rankings dos países mais atingidos pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Muitas nações vêm enfrentando o medo de uma segunda onda, como Itália, China e França, mas é a forte alta recente em locais como a  América Latina que mais preocupam.

Além de Brasil, que chegou a marca de 95 mil mortes confirmadas nesta terça-feira , e México, que ultrapassou o Reino Unido na última semana e se tornou o 3° mais atingido pela doença , países como Argentina, Chile, Peru, Colômbia, Venezuela e Bolívia acompanham um aumento no número de casos da doença e batem recordes de registros dia após dia.

Outra região que preocupa é o continente africano. Recentemente, especialistas apontaram para os riscos da subnotificação em algumas regiões e para a crise de Saúde que pode impulsionar ainda mais a disseminação da doença. Um exemplo é a África do Sul , que após o aumento recente já soma mais de 521 mil casos confirmados e ocupa a 5ª posição entre as nações mais atingidas, atrás apenas de EUA, Brasil, Índia e Rússia.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Resfriado comum pode dar imunidade contra a Covid-19

Publicado


source
Micrografia eletrônica de varredura colorida de uma célula apoptótica (verde) fortemente infectada com partículas do vírus SARS-COV-2
NIAID

Micrografia eletrônica de varredura colorida de uma célula apoptótica (verde) fortemente infectada com partículas do vírus SARS-COV-2

Pessoas que nunca foram infectadas pelo Sars-CoV-2, o causador da Covid-19 , podem ter imunidade contra esse patógeno caso já tenham sido infectadas por outros tipos de coronavírus — que nunca foram monitorados em escala global, por causarem apenas resfriados mais amenos. A descoberta está relatada em um estudo publicado nesta terça-feira na revista “Science” por um grupo americano de pesquisa.

O trabalho, liderado pelo biólogo colombiano José Mateus, do Instituto de Imunologia de La Jolla, na Califórnia (EUA), descreve como amostras de sangue coletadas antes de 2019, quando o Sars-CoV-2 (o nome oficial do causador da Covid-19 ) ainda não estava circulando, foram capazes de reagir contra o novo coronavírus . O tipo de resposta imune contra o patógeno, porém, não foi do tipo humoral, na qual anticorpos (moléculas de ataque) abordam o invador. Como cientistas já desconfiavam, ocorreu uma resposta de tipo celular, na qual linfócitos T, uma classe específica de células do sistema, atacam outras células infectadas.

Fazendo testes específicos, o grupo identificou que o mesmo mecanismo de ataque que já existe em algumas pessoas contra o Sars-CoV-2 se aplicava aos outros coronavírus de resfriado, especificamente o OC43, o 229E, o NL63 e o HKU1. A conclusão do estudo não significa que todas as pessoas já infectadas por esses vírus passem a estar protegidas contra a Covid-19 , mas pode ajudar a entender a dinâmica da pandemia. Segundo os pesquisadores, a memória imune gerada por essas células pode ajudar a explicar por que o impacto da infecção pelo novo coronavírus varia mesmo entre pacientes com a mesma faixa etária e perfil.

“A variedade de memórias de células T aos coronavírus que causam o resfriado comum pode estar por trás de pelo menos parte da heterogeneidade observada na Covid-19 “, escreveram os cientistas no estudo publicado.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Contágio acelerado pelo novo coronavírus chega a 15 semanas no Brasil

Publicado


source
Centro de Manaus com pedestres andando pelas ruas
Mário Oliveira/SECOM

Brasil tem registrado cenas de aglomeração em meio à pandemia da Covid-19

O contágio pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil chegou a 15 semanas de alta acelerada, mostram cálculos do centro de controle de epidemias do Imperial College , uma das maiores instituições de excelência na área da medicina.

Desde a semana de 27 de abril, o País tem taxa de transmissão acima de 1. Isso significa dizer que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o novo coronavírus para 108 pessoas. Na semana que começou neste domingo (3), o índice se manteve em 1,08, o mesmo registrado na semana passada.

Nesse mesmo período, países que estavam na mesma situação que o Brasil em maio, como são os casos de Japão e Emirados Árabes Unidos, controlaram completamente a transmissão comunitária da Covid-19.

Apesar da preocupação com uma segunda onda, o países asiáticos tem tido sucesso na política de testagem em massa e rastreamento de contatos para suprimir novos focos.

Ainda de acordo com o Imperial College, Arábia Saudita e Paquistão, que também tinham transmissão sem controle há três meses, registram Rt abaixo de 1 desde julho. No balanço desta terça (4) da OMS, os dois aparecem também sem transmissão comunitária.

Segundo a OMS, sem medidas coordenadas de restrição ao contágio, o Brasil ainda terá um “longo caminho” antes de controlar a proliferação do novo coronavírus.

Dos países da América do Sul com mais de dez casos nas últimas duas semanas, só o Chile tem taxa de transmissão abaixo de 1. Argentina, Bolívia (ambos com 1,16), Venezuela (1,13), Colômbia, Peru e Equador (1,09) também apresentam contágio acelerado.

O Imperial College calcula essas taxas com base no número de mortes reportadas, dado menos sujeito a subnotificações. como há uma defasagem entre o momento do contágio e a morte, mudanças nas políticas de combate à epidemia levam em média duas semanas para se refletirem nos cálculos.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana