conecte-se conosco


Policial

Operação realiza ações repressivas e preventivas de combate à criminalidade no interior do Estado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O enfrentamento e a prevenção à criminalidade foram focos da operação Herácles, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, nos meses de julho e setembro, em 11 Regionais do interior do Estado. A operação coordenada pela Diretoria do Interior cumpriu 30 ordens judiciais, entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, além da apreensão de grande quantidade de entorpecentes, objetos de origem ilícita e a abordagem de centenas de pessoas e veículos.

Os trabalhos foram realizados pelas Delegacias Regionais de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Guarantã do Norte, Juína, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Nova Mutum, Rondonópolis, Tangará da Serra e Vila Rica.

A operação de cunho repressivo e preventivo foi deflagrada em duas etapas, com o objetivo de intensificar as ações policiais visando coibir os crimes contra o patrimônio, tráfico Ilícito de entorpecentes, homicídio entre outros, além de dar cumprimento a mandados judiciais contra pessoas foragidas da Justiça ou alvos de investigações policiais.

O trabalho desenvolvido em diversas cidades do interior também teve como um dos focos principais os municípios que sofreram com a suspensão temporária de Delegacias (Luciara, Novo Santo Antonio, Alto Paraguai, Nova Marilândia, Santo Afonso, Nova Lacerda, Bom Jesus do Araguaia, Ponte Branca, São José do Povo, Tesouro, Carlinda, Castanheira, União do Sul, Acorizal, Jangada e Nossa Senhora do Livramento).

Para operação, foi empregado um efetivo de 88 policiais civis, entre investigadores escrivães e delegados e 22 viaturas, além de contar com apoio da Polícia Militar. No total, foi realizada a abordagem de 235 pessoas e checagem de mais de 60 veículos, além do cumprimento de 30 ordens judiciais, sendo 5 mandados de prisão e 25 e busca e apreensão domiciliar. 

Na segunda fase da operação, na Regional de Nova Mutum, foram cumpridos 9 ordens judiciais entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, em ações desencadeadas pelas Delegacias de Arenápolis, Nortelândia, e Municipal e Regional de Nova Mutum.

Os trabalhos resultaram em duas pessoas presas, uma em flagrante e outra por força de mandado, além da apreensão de diversos aparelhos celulares de outros investigados, com objetivo de obter indícios da prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

Em Alta Floresta, dois homens que planejavam roubar uma aeronave na cidade foram presos. Os suspeitos, V.S.R.J, 23 anos, e F.F.A., 24 anos, são do estado de Goiás e estavam na cidade com a intenção de conseguir um avião para levar até a Bolívia.

Os suspeitos despertaram atenção, após percorreram aeroportos do município na tentativa de conseguir fretar uma aeronave. A Polícia Civil foi acionada e ao abordar os suspeitos encontrou com eles um revólver cromado calibre 38, com 13 munições, R$ 5.861,00, 3 celulares, GSP, e outros objetos.

Ainda dentro da operação, uma carga de mais de 250 quilos de cloridrato e cocaína foi apreendida em uma ação integrada da Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Federal, realizada, em Nova Bandeirantes (1.026 km ao Norte). No total, foram apreendidos 241 tabletes da substância, localizados em uma propriedade rural do município.

Palestras

Além das ações repressivas, a operação também realizou atividades preventivas como palestras em escolas e empresas.

As ações preventivas têm o objetivo de alertar a população sobre a prática de diferentes crimes e situações de riscos que podem causar. As palestras abordaram diferentes temas como combate às drogas, abuso sexual infantil, e combate a violência doméstica e familiar contra a mulher.

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Cinco pessoas são autuadas em flagrante por crimes ambientais em área de garimpo ilegal

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Cinco pessoas foram atuadas em flagrante por crimes ambientais em uma operação integrada realizada nesta semana no município de Apiacás (1.010 km ao norte de Cuiabá) pela Polícia Civil e Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Equipamentos foram apreendidos no local.

Os fiscais e policiais civis flagraram um garimpo ilegal em funcionamento no local, além da prática de desmatamento. As cinco pessoas foram interrogadas na Delegacia da Polícia Civil e depois autuadas pelos crimes de exploração de lavra ou extração de recursos minerais sem autorização; usurpação (produzir bens ou explorar matéria prima pertencente à União sem autorização legal); poluição (construir ou fazer funcionar, estabelecimentos, obras ou serviços potencialmente poluidores, sem licença) e dano a área de floresta permanente.

A delegada Ana Paula Reveles informou que a Polícia Civil tem reforçado as ações conjuntas com a unidade desconcentrada da Sema de Alta Floresta visando coibir a ocorrência de crimes ambientais na região.

De acordo com a Sema, a fiscalização na região está sendo realizada desde o início da semana devido aos alertas emitidos pela Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal, que utiliza Imagens do satélite Planet. Um dos alertas indicava o desmatamento e foi verificado in loco que era uma área de garimpo.

A equipe de fiscalização aplicou uma multa de R$ 100 mil por atividade de empreendimento poluidor sem possuir licença do órgão ambiental. A multa pelo desmate ainda será aplicada pela equipe que se encontra em campo. Os equipamentos foram removidos e depositados no pátio da prefeitura de Apiacás.

Com informações da Sema-MT

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil apreende toras de madeira em operação de combate a crime ambiental em Comodoro

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá) deflagrou uma operação de combate aos crimes ambientais, na manhã de sexta-feira (07.08), na zona rural do município, região da Gleba 12 de outubro. No trabalho policial foram apreendidas 27 toras de madeira irregulares, uma motosserra e um caminhão trator com guincho. 

Duas pessoas foram detidas e conduzidas para esclarecimentos, sendo um deles autuado por falta de habilitação para dirigir veículo automotor. A Delegacia de Polícia de Comodoro investiga a prática de crimes contra o meio ambiente, em especial a extração de florestas de domínio público ou preservação permanente sem prévia autorização, pedra, areia, cal ou qualquer espécie de minerais. 

Os policiais civis foram para acompanhamento da perícia de engenharia legal e meio ambiente em uma área de “grilo”, na estrada aberta sentido cidade de Vilhena (RO). No local, foram constatadas a retirada ilegal de madeiras, sendo encontradas 27 toras e uma motosserra sem a corrente. No momento da chegada das equipes no local não havia ninguém. As toras de madeiras foram apreendidas, mas ficaram no local por impossibilidade de remoção.

Em continuidade as diligências foram identificados vários lugares de retiradas de madeiras, inclusive com marcas de pneus de trator. No decorre ainda na região de grilo, foi realizada a abordagem de um caminhão Ford/Cargo com dois ocupantes que transportavam na carroceria do veículo um trator Ford 6600 . Na ocasião foi verificado que o motorista conduzia o veículo sem a carteira nacional de habilitação (CNH). 

Perguntados sobre o destino, ambos contaram que tinham sido contratados  para limpar uma área nas proximidades de uma fazenda vizinha da área de grilo. Diante dos fatos os dois homens foram conduzidos para Delegacia de Comodoro para serem ouvidos.

As investigações continuam com objetivo de identificar e prender pessoas envolvidas em crimes de extração ilegal de madeiras na região.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil empossa mais um delegado nomeado pelo Governo de MT

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso empossou na manhã desta sexta-feira (07.08) mais um delegado de polícia nomeado pelo Governo do Estado, no Diário Oficial Edição Extra publicado no dia 31 de julho de 2020.

O ato solene foi realizado na Diretoria Geral, em Cuiabá, conforme as orientações da Organização Mundial de Saúde e respeitando as medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus (Covid-19).

O servidor nomeado integrará à turma de delegados nomeados no mês de junho que formam o grupo do 16º Curso de Formação Técnico-profissional, promovido pela Academia de Polícia Civil e com duração de 740 horas/aula.

Com esse complemento de mais um delegado, passa para 30 o número de profissionais que após a qualificação teórica e prática realizada pela Acadepol, reforçarão os trabalhos da Polícia Civil desenvolvendo as atividades nas delegacias, principalmente no interior do Estado.

 

O  novo delegado Artur Andrade Almeida, de 28 anos e natural do Estado da Bahia onde atuou por quatro anos como conciliador no Tribunal de Justiça na cidade de Salvador. Ele destacou que o momento é de satisfação em poder assumir o cargo que tanto sonhava e se esforçou para conquistar.

“Minha expectativa é de ingressar em uma das melhores polícias do Brasil. Sei que os desafios serão grandes, porém espero poder contribuir e produzir, dando o meu melhor sempre. Como policial pretendo agir com ética, compromisso e atuar conforme a lei”, destacou o novo delegado.

O delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende, falou da importância em fazer a diferença, da necessidade de desenvolver sua própria estrutura com uma postura pró ativa, buscando alternativas motivadoras para o cumprimento da nobre missão.

 

“Hoje mais um novo colega ingressa na Polícia Civil de Mato Grosso, uma instituição séria com profissionais dedicados e com índice de corrupção baixíssimo. A Diretoria deseja sorte, coragem e perseverança nessa nova fase, e acima de tudo comprometimento para muito bem representar a Polícia Civil na cidade será lotado”, disse o delegado-geral.

Durante a cerimônia de posse os diretores lembraram um pouco sobre a dimensão territorial de Mato Grosso, do baixo número de efetivo e das estruturas precárias e das condições de trabalho nas unidades ainda fora do ideal.

Além do delegado-geral Mário Dermeval, participaram da posse o diretor do Interior, Walfrido do Nascimento, a diretora Metropolitana, Ana Paula de Farias Campos, a diretora de Execução Estratégica, Daniela Maidel, e o coordenador de Gestão de Pessoa, Arnon Osny Mendes Lucas.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana