conecte-se conosco


Mato Grosso

Parceria permite que 8 mil pecuaristas possam retornar ao mercado formal

Publicado

Um termo de cooperação técnica assinado nesta segunda-feira (13.01) prevê o desenvolvimento e a adoção de um sistema informatizado para monitorar a recuperação ambiental de áreas desmatadas ilegalmente ou embargadas por órgãos ambientais (Ibama e Sema).

Com isso, a estimativa é de que aproximadamente oito mil pecuaristas mato-grossenses possam se reintegrar ao mercado formal da carne, inclusive com frigoríficos signatários de termos de ajuste de conduta com o MPF no âmbito do projeto Carne Legal.

A parceria foi firmada entre Governo do Estado, Ministério Público Federal (MPF), pecuaristas e frigoríficos de Mato Grosso e representa um importante passo para o setor da carne bovina e para a sustentabilidade da pecuária estadual. 

“Nós conseguiremos trazer esses produtores novamente para a legalidade. Isso será um passo primordial para a confiança desse setor e para a importância que esse setor possui dentro do Estado de Mato Grosso. Vai gerar mais empregos, mais confiança, mais investimento e permitir que todos que queiram possa estar dentro da legalidade, evitando que se crie um mercado clandestino de carne, que prejudica toda a sociedade. Vamos combater cada vez mais as ilegalidades para facilitar a vida de quem quer agir de forma correta”, salientou o governador Mauro Mendes.

Para o chefe do Executivo Estadual, essa medida deve fomentar os investimentos no setor da carne bovina. 

“Eu vejo que o mercado vai viver um ano bastante positivo e esse processo de permissão de regularidade ambiental para essas mais de oito mil unidades produtivas poderá representar um incremento maior de ânimo e injeção de investimentos em Mato Grosso”, frisou. 

O desenvolvimento do sistema de monitoramento será de responsabilidade do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), serviço social autônomo formado por representantes do setor produtivo pecuário, da indústria e do Governo do Estado. Com a missão de promover a carne de Mato Grosso, o instituto divulgará a iniciativa junto aos pecuaristas – já que a adesão será voluntária – e atuará com os frigoríficos para a adoção da plataforma em suas plantas.

“A partir de critérios definidos de forma conjunta por todos os envolvidos, construiremos um sistema transparente de informação. De um lado, o frigorífico poderá comprar animais para abate de fornecedores ambientalmente adequados. E, por outro, os pecuaristas que estão passando pelo processo de regularização ambiental voltarão ao mercado formal da carne, o que gera efeitos positivos para toda a sociedade, como o reaquecimento econômico do setor”, observou Paula Sodré Queiroz, diretora administrativa do Imac.

O procurador da República do Ministério Público Federal, Erich Raphael Masson, pontuou que “a ferramenta tem o potencial de gerar grande recuperação ambiental. Muitas áreas desmatadas ilegalmente voltarão a ser cobertas por florestas. Além disso, o pecuarista terá possibilidade de comércio com quase todos os frigoríficos do Estado de Mato Grosso, já que a maioria firmou o TAC do Carne Legal com o MPF”.

Presidente do Conselho Deliberativo do Imac, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, destacou a importância do papel articulador do Imac. 

“Congregando o Estado, a iniciativa privada – tanto o pecuarista como a indústria frigorífica – e se aproximando desse importante ator social que é o Ministério Público Federal, o instituto cumpre sua missão. Unidos, é possível criarmos um modelo de produção sustentável com ganhos para todos os participantes e para a sociedade”, analisou. 

Para a diretora executiva da Acrimat, Daniela Bueno, a medida é importante para os produtores que querem voltar ao mercado formal. 

“Com a construção dessa nova plataforma, acreditamos que haverá diminuição da burocracia para que os pecuaristas que hoje têm áreas embargadas possam realmente voltar a comercializar gado em Mato Grosso”, afirmou.

Com a assinatura da cooperação técnica, o desenvolvimento da plataforma de monitoramento do Imac passa agora a ser executado sob acompanhamento de um grupo de trabalho formado pelos signatários e também pelo Instituto Produzir, Conservar e Incluir (PCI).

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Unidades do Detran-MT abertas ao público realizam apenas serviços não disponíveis online

Publicado


.

Os cidadãos que buscarem atendimento nas 43 unidades do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) que estão abertas para o público, além da necessidade de fazer o agendamento prévio para ser atendido, também deve conferir se o serviço que deseja está disponível de forma online, no site da Autarquia (www.detran.mt.gov.br) ou pelo aplicativo MT Cidadão.

Isso porque as unidades que estão abertas no Estado estão realizando apenas os serviços exclusivamente presenciais, que não estão disponíveis online. “Essa é uma forma de evitar aglomerações além de reduzir a demanda nas unidades com serviços que podem ser feitos via site ou aplicativo”, reforçou o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos.

Nas 43 cidades que estão com o atendimento ao público em funcionamento, os cidadãos podem realizar os seguintes serviços:

Na área de Veículos: transferência de propriedade, emplacamento, emissão de CRV, segunda via de CRV, mudança de característica de veículo, vistoria, mudança de categoria do veículo, inclusão e baixa de financiamento, substituição, gravação e regravação de motor; gravação e regravação de chassi, comunicação de venda, baixa definitiva, troca de placa para Mercosul, serviços de controle veicular (recebimento e liberação de veículos no pátio), auditoria dos processos e serviços de infrações (recurso de defesa e Jari).

Na área de Habilitação: coleta de imagem, primeira habilitação, mudança e adição de categoria, alteração de dados, registro de estrangeiro, transferência de UF/Ciretran, retirada de CNH, indicação de real condutor, exames teóricos digitais (com agendamento próprio).

Como forma de garantir a segurança dos usuários e servidores, o Detran-MT disponibilizou kit contendo máscara, luva e álcool em gel para todos os servidores, bem como álcool 70% na entrada da unidade para os usuários com atendimento agendado. Também está sendo respeitado o distanciamento mínimo para contato entre usuários e servidores.  

Agendamento

Nas unidades que estão em funcionamento, o cidadão será atendido somente por agendamento, para evitar aglomeração. Para isso, deve acessar o site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br) e clicar na mensagem de tela (pop up), que irá direcionar à página de agendamento.

Ao entrar na página, deve preencher o formulário com os seus dados pessoais, escolher qual das 43 unidades deseja ser atendido e agendar a data e o horário para o atendimento presencial.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Centro Integrado de Operações celebra 16 anos de atividades

Publicado


.

Nos primeiros seis meses de 2020, os canais de emergência do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) registraram mais de 328 mil ligações em Cuiabá e Várzea Grande. Em operação desde o ano de 2004, o Ciosp, que integra a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), celebra nesta segunda-feira (10.08), 16 anos de atividades com prestação de serviço para a população e integração das forças de segurança.

Nos municípios, os atendimentos são realizados pelas unidades policiais. O coordenador do Ciosp, tenente-coronel PM Siziéboro Elvis de Oliveira Barbosa lembra que o Centro Integrado deixou de ser um ambiente físico e passou a integrar as unidades de segurança pública para garantir eficiência no atendimento à população.

“Ao longo desses 16 anos o Ciosp reuniu as principais forças públicas de segurança de forma integrada, compartilhando recursos humanos, informações, tecnologias e banco de dados, com o objetivo de prestar serviço de qualidade por meio do atendimento emergencial ao cidadão e despacho de ocorrências da região metropolitana”, enfatiza.

Além das ligações, a central coordena o envio de pessoal e viaturas ao atendimento das ocorrências e também o videomonitoramento.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, destaca a importância da data de aniversário do Ciosp e a qualidade do serviço desempenhado em prol dos cidadãos.

“É uma honra parabenizar o Ciosp pelos 16 anos de existência. Neste momento a gente percebe a evolução clara do sistema. Estamos recebendo o sistema de rádio comunicação digitalizado, criptografado e que vai melhorar a qualidade dos serviços dos nossos policiais da ponta”.

O Centro Integrado é responsável pelo recebimento das chamadas emergenciais da Polícia Militar (190) e Corpo de Bombeiros (193), chamadas de emergência de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (118), disque denúncia da Polícia Judiciária Civil (197) e denúncias de violência contra a mulher (181), Guarda Municipal de Várzea Grande (153), Defesa Civil (199) e Polícia Rodoviária Federal (191).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Em fuga, homem provoca acidente e deixa R$ 14 mil espalhados no asfalto

Publicado


.

Policiais militares do 5º BPM de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá) prenderam na noite deste domingo (09.08), um homem por direção perigosa e por associação ao tráfico de droga, no bairro Vila Operária.

A equipe realizava ronda quando solicitou ordem de parada ao piloto de uma motocicleta Honda XRE vermelha, que não atendeu o pedido e saiu em alta velocidade. Foi iniciado o acompanhamento até o momento que o suspeito bateu em um Siena branco, o que causou a sua queda e escoriações pelo corpo. Ele carregava R$ 14 mil em dinheiro que ficou espalhado pela via.   

Questionado, o homem respondeu que foi contratado pelo tio para pegar o dinheiro no bairro Jardim Iguaçu para comprar uma grande quantidade de maconha. Próximo do local combinado onde iria pegar o entorpecente foi onde os policiais solicitaram a ordem de abordagem.

Com a queda, o aparelho celular ficou danificado não sendo possível averiguar as localizações conforme o suspeito tinha alegado. Ele disse que receberia R$ 1 mil pelo serviço. O suspeito denunciado foi identificado, diligências continuam na sua busca.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana