conecte-se conosco


Mato Grosso

Pesquisa epidemiológica da Covid-19 será prorrogada em Mato Grosso

Publicado


.

A pesquisa soroepidemiológica do Governo de Mato Grosso, que tem o objetivo de monitorar a infecção pela Covid-19 no Estado, será prorrogada até o dia 30 de setembro. A coleta de dados estava prevista para terminar nesta quarta-feira (23.09), mas o término precisou ser adiado para que os municípios consigam alcançar a meta estabelecida.

Dos 10 municípios que participam da pesquisa, Juína e Tangará da Serra já alcançaram mais de 80% da meta prevista; Cuiabá e Rondonópolis ocupam o último lugar, com 0% de alcance. 

Conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), o município de Água Boa já está com 50% dos trabalhos realizados, seguido de Barra do Garças (40%), Várzea Grande (30%), Alta Floresta (30%), Cáceres (20%) e Sinop (10%). A redação final dos resultados deve ser divulgada em outubro, após alinhamento com os municípios.

O trabalho é coordenado pela equipe técnica da SES, da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e conta com o apoio dos Escritórios Regionais e Secretarias Municipais de Saúde dos municípios envolvidos no estudo. 

A metodologia utilizada é estratégia quantitativa e transversal. A realização do exame é por meio de teste de sangue. As análises são feitas exclusivamente pelo o Laboratório Central do Estado (Lacen); já as coletas são feitas por agentes de saúde, por meio das Secretarias Municipais.

Os municípios selecionados terão amostras coletadas de 250 a 700 pessoas, de acordo com o número populacional. O setor censitário testado será sorteado, bem como a casa e o morador do domicílio.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governador vistoria área para construção de casas populares em Tabaporã

Publicado


O governador Mauro Mendes visitou nesta sexta-feira (23.10) o terreno no qual estão sendo construídas 49 unidades habitacionais, no município de Tabaporã. O programa Casa MT é uma parceria do Governo do Estado, através do MT Participações S/A (MT Par), com a prefeitura.

“Esse é um projeto que vamos ampliar no próximo ano. Faremos milhares de casas em parceria com as prefeituras. O prefeito arruma o terreno, o governo entra com o restante e a Caixa Econômica financia, com prestações acessíveis. Assim, conseguiremos viabilizar a casa própria para milhares de famílias que ainda não puderam realizar esse sonho. Será um grande investimento em benefício de toda a população de Mato Grosso”, afirmou Mauro Mendes.

De acordo com o presidente do MT Par, Wener dos Santos, a construção das unidades habitacionais em Tabaporã gera investimentos na economia local de mais de R$ 6 milhões e 140 empregos diretos e indiretos.

“O programa tem a finalidade de proporcionar acesso digno à moradia, atendendo à demanda habitacional com custos menores aos praticados pelo mercado. Para se ter uma ideia, cada casa foi avaliada pela Caixa Econômica ao valor de R$ 126 mil, que são parcelados a juros baixos. Tudo isso, além de promover qualidade de vida, fomenta a economia local, gera emprego e renda e reduz o déficit habitacional”, disse Wener.

Casa MT

Na primeira etapa do programa – lançada em março deste ano – serão investidos R$ 340 milhões para a construção de 3 mil casas, em 25 municípios, gerando cerca de 8,5 mil empregos diretos e indiretos.

Para a parceria, o governo lançou chamada pública para que as prefeituras interessadas possam se inscrever. O cadastro está disponível no site do MT Par (www.mtpar.mt.gov.br).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Fiscalização combate crimes ambientais no Parque Estadual do Cristalino em Novo Mundo

Publicado


Os agentes da regional de Guarantã do Norte da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com a Polícia Civil, apreenderam apetrechos de pesca predatória e de extração de madeira no Parque Estadual do Cristalino, município de Novo Mundo.

O Parque Estadual do Cristalino é uma unidade de Proteção Integral (PI) e está localizado no município de Novo Mundo, região amazônica do estado. Rico em belezas naturais, abriga os rios Inhandu e o Cristalino, que formam o ‘Olho da Xuxa”.

Após denúncia feita na Sede da Sema, em Cuiabá, a equipe foi até o local e apreendeu armas, objetos utilizados em pesca predatória, equipamentos de caça e de extração de madeira. A operação foi realizada na última terça-feira (20).

A ação teve apoio da Delegacia Regional de Polícia Civil de Guarantã do Norte, que levou os materiais apreendidos para serem tomadas as medidas necessárias na esfera criminal. Um suspeito foi conduzido para a Delegacia.

A fiscalização trabalha para proteger, conservar e combater os crimes ambientais no parque e conta com o apoio da população por meio de denúncias.

Dentre as apreensões estão uma espingarda calibre 28 sem marca ou numeração legível; um frasco com bucha; duas caixas com tralhas de pesca; 82 cartuchos deflagrados; 15 cartuchos intactos; sete Cartuchos recarregados; uma Espingarda calibre 36 (CBC); uma gaiola com uma ave (Curió); Anzóis de pesca; rolo de Corda; um Canivete; uma caixa com 57 espoletas; duas motosserras.

Unidades de Conservação

Nas áreas de Unidades de Conservação a proibição da pesca é permanente e não fica restrita ao período de Defeso da Piracema. Estes locais de proteção integral possuem uma série de restrições, entre elas as atividades de pesca durante qualquer período do ano.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca predatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281- 4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governo decide manter aulas não presenciais; professores continuam em teletrabalho

Publicado


O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Educação, levando em consideração a situação sanitária da pandemia da Covid-19 e as orientações de saúde, comunica que:

1. As aulas da rede pública estadual de ensino serão concluídas neste ano de 2020 de forma não presencial e irão até o dia 18 de dezembro. Ou seja, não haverá retorno de estudantes para aulas presenciais nas escolas neste ano;

2. Os professores da rede estadual continuarão a desempenhar as funções em teletrabalho. A portaria que irá regrar essa norma será publicada no início da próxima semana;

3. O atendimento realizado pela equipe gestora nas escolas e no órgão central (SEDUC) continuam de forma presencial, conforme estabelece o Decreto Estadual nº 662, de 6 de outubro de 2020;

4. A Secretaria de Educação esclarece que é obrigatória a participação dos alunos nas aulas, que continuam sendo ministradas na forma não presencial, seja com a distribuição de material didático impresso, ou por meio de plataforma online.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana