conecte-se conosco


Policia Federal

PF deflagra Operação Minamata para combater garimpo ilegal no Amazonas

Publicado


.

Tabatinga/AM – A Polícia Federal deflagrou na última quinta-feira (17/9) o início das ações da Operação Minamata*, com objetivo de reprimir a prática ilegal de garimpo no Rio Boia e afluentes, no município de Jutaí/AM. A operação teve duração de três dias e foi encerrada hoje (20/9).

Participaram das ações 32 policiais federais, incluindo integrantes dos grupos táticos e especializados da PF, inclusive com a utilização de aeronave da Instituição.

As investigações foram realizadas com o auxílio de um sistema de monitoramento remoto que possibilita o acesso a imagens e alertas diários de detecção de mudanças ambientais, com acompanhamento por satélite, o que permitiu a rápida localização do garimpo ilegal. A celeridade na disponibilização das imagens permitida por esse sistema demonstra-se fundamental para o efetivo combate aos crimes ambientais no País.

As investigações da PF apontam fortes indícios no sentido de que a bacia hidrográfica e a fauna da região foram atingidas por mercúrio, metal líquido utilizado no processo da extração do ouro. O mercúrio é profundamente danoso à saúde humana e a sua ingestão pode levar à morte.

Nas ações foram desativadas quatro dragas e três balsas, onde havia cerca de 50 mil litros de diesel e de gasolina e que eram utilizadas como centro logístico para a distribuição de combustível. Também foram apreendidos objetos e documentos, que serão analisados pela PF na apuração  das responsabilidades pelos crimes ambientais, especialmente  decorrentes das atividades de garimpo ilegal.

Além disso, foram coletadas amostras de água e de material biológico humano, que permitirão  mensurar a contaminação nos recursos ambientais e nos habitantes da região.

A operação Minamata está no contexto de um esforço integrado de várias instituições para o planejamento e  execução de trabalhos investigativos e ostensivos policiais voltados à proteção e preservação da Amazônia e dos demais biomas, bem como das Terras Indígenas (TI).

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas

Contato: (92) 3655-1548
E-mail: [email protected]

www.pf.gov.br

 

* O nome da operação remete ao evento em que ocorreu a intoxicação, pelo consumo de peixes contaminados pelo mercúrio, de centenas de pessoas na cidade de Minamata na costa do Japão. Naquela situação o mercúrio era utilizado como um catalizador químico na produção de fertilizantes.

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Policia Federal

PF prende em flagrante um homem com conteúdo pornográfico infantil

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal prendeu em flagrante, na quinta-feira (22/10), uma pessoa com imagens e vídeos de pornografia infantil sob sua posse.

A prisão ocorreu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela 10ª Vara Federal do Distrito Federal, em um apartamento residencial na Asa Norte. Durante as buscas, os policiais federais conseguiram encontrar imagens e vídeos de pornografia infantil no computador pessoal do indivíduo. Os arquivos eram baixados através de um programa de compartilhamento de arquivos digitais.

O preso foi conduzido até a Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal e responderá pelo crime de posse de material com pornografia infantil, previsto no Estatuto da Criança e Adolescente, com pena que varia de um a quatro anos.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Distrito Federal

Fone: (61) 2024-7557
E-mail: [email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

Polícia Federal apreende cerca de mil comprimidos de ecstasy

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal prendeu, na tarde a quinta-feira (22/10), duas pessoas com cerca de mil comprimidos de ecstasy, quase 15g de haxixe, 29 sementes de maconha, além de material para embalagem e comercialização de entorpecentes.

As prisões ocorreram em decorrência de uma denúncia anônima, indicando que dois indivíduos receberiam uma remessa de entorpecentes por via postal. Durante a abordagem, os policiais encontraram, dentro de um pacote ocultado no interior de uma panela de pressão, os comprimidos de ecstasy. O haxixe e as sementes de maconha foram localizados durante a busca na residência dos nacionais.

Os presos responderão pelo crime de tráfico ilícito de entorpecentes e associação para o tráfico, que tem penas que variam de 3 a 15 anos.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Distrito Federal

Contato: (61) 2024-7557
E-mail: [email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF prende em flagrante suspeito de aplicar golpes em vendas pela internet

Publicado


Maringá/PR – A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta sexta-feira (23/10) um homem, de 27 anos, que aplicava fraudes enviando molho de tomate no lugar das mercadorias vendidas em sua loja virtual, hospedada em plataforma de compras online. As fraudes podem ter chegado a cerca de R$ 5,5 milhões.

O suspeito foi preso no momento em que despachava encomendas em uma Agência dos Correios. Nos objetos postais foram encontrados celulares sem nota fiscal.

A investigação sobre essas fraudes começou em agosto de 2020 e, com o apoio da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, foram identificados 1328 objetos postais despachados, que estavam sem nota fiscal ou com declaração de conteúdo em branco, relativos a compras por meio de uma plataforma digital.

Parte dessas encomendas foram inspecionadas pela Receita Federal do Brasil, que encontrou molho de tomate como conteúdo.

A Polícia Federal realizou buscas na residência do suspeito e arrecadou mais de 200 aparelhos celulares, eletrônicos e anabolizantes.

O preso, que já foi indiciado pela Polícia Federal, responderá pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, descaminho de eletrônicos e importação de produtos destinados a fins medicinais de origem ignorada, além de sonegação fiscal e adulteração de vale-postal (art. 36 da Lei 6.538/78).

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Maringá

www.pf.gov.br

(44) 3220-1408 / 3220-1436

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana