conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil amplia em 14% resolução de homicídios na região metropolitana

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, responsável pelas investigações de homicídios na região metropolitana de Cuiabá, encerrou 2019 com um índice de resolutividade de 66,53% dos inquéritos policiais e ainda, 93,15% de localização de pessoas que tiveram desaparecimento registrado. A unidade instaurou 167 novos inquéritos e concluiu e encaminhou à justiça outros 337 que incluem casos referentes a anos anteriores.

Para investigar as ocorrências, a DHPP realizou durante o ano passado 68 operações que resultaram em 157 mandados de prisões e outros 78 de buscas cumpridos. Além disso, 15 pessoas foram presas em flagrante.

Conforme o delegado titular André Renato Gonçalves, o resultado da produtividade é reflexo do esforço incondicional de todas as equipes da DHPP – investigadores, escrivães e delegados – para alcançar o objetivo de 2019 e contribuir com a redução no número de homicídios na região metropolitana da Capital.

“Tivemos crescimento bem maior de inquéritos concluídos em cima dos instaurados, além do índice de resolução dos crimes, que aumentamos em 14%. Fazemos todas as diligências possíveis para se chegar à autoria. Um inquérito a menos em cartório possibilita aumentar o esclarecimento de outros casos”, explica o delegado.

Ocorrências

Em 2019, as equipes da DHPP atenderam 592 ocorrências que incluem homicídios dolosos, roubo seguido de morte (latrocínio), mortes naturais, afogamentos, suicídios, mortes acidentais, encontro de ossada, feto, entre outras ocorrências que envolvam mortes com e sem violência.

Em relação ao número de homicídios em Cuiabá, o ano passado registrou aproximadamente 18% de redução nas mortes dolosas, que ocorre quando há intenção de matar. Na Capital foram registrados 94 homicídios, contra 114 em 2018. Já em Várzea Grande, 52 pessoas morreram em 2019, enquanto o mesmo período do ano anterior totalizou 80 registros.

Os números são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2019 e incluem homicídios de vítimas femininas, que foram nove no total, sendo que destes três são homicídios com qualificadora em feminicídio.

DHPP Mais Forte

Durante o ano passado, a Delegacia de Homicídios realizou duas operações com o objetivo de concluir diversos inquéritos em andamento na unidade. Entre agosto e dezembro, as equipes atuaram na conclusão de inquéritos, cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões que estavam em aberto. O titular da DHPP destaca que a ação, realizada também no primeiro semestre de 2019, auxiliou na redução do acervo cartorário da delegacia.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil recupera veículo furtado e prende suspeito por receptação

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT           

A Polícia Civil de Nova Xavantina (645 km a leste de Cuiabá) recuperou na manhã de sexta-feira (07.08) um veículo com registro de furto ocorrido no Distrito de Serra Dourada, zona rural do município de Canarana. A ação resultou também na prisão de um suspeito pelo crime de receptação.

As diligências iniciaram após a vítima procurar a Delegacia de Polícia de Água Boa para comunicar a ocorrência. Conforme narrativa, o furto ocorreu no dia 03 de agosto, após o proprietário deixar o seu veículo no Distrito de Serra Dourada, quando o automóvel sofreu uma pane mecânica próximo ao Presídio Major Zuzi Alves da Silva.  

Ainda segundo a vítima que é da cidade de Confresa, a mesma havia comprado o veículo em Aparecida de Goiânia, Estado de Goiás, pagando uma parte de entrada e parcelando o restante em notas promissórias que irão vencer.  

Durante investigação foi verificado que para subtrair o veículo, os suspeitos utilizaram um serviço de Guincho, em razão do Golf estar impossibilitado de rodar. Então os policiais civis passaram apurar os fatos, conseguindo localizar o referido veículo em uma oficina mecânica em Nova Xavantina. 

No local o responsável por receptar o carro foi detido e encaminhado para esclarecimentos, junto com o veículo recuperado. Após ser ouvido o conduzido foi autuado pelo crime de receptação.

As investigações continuam para identificar e prender os autores do furto.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil recebe 244 coletes balísticos da Senasp

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso recebeu 244 coletes balísticos Nível III-A da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

As vestimentas especiais de proteção contra projéteis ou destroços de artefatos, nos modelos masculino e feminino e em diferentes tamanhos foram recebidas pela Polícia Civil na última semana

O material proveniente do Governo Federal foi entregue à Gerência de Armas, Explosivos e Munições (GAEM), que priorizará a distribuição aos servidores que possuem o equipamento com o prazo de validade expirado.

A doação é proveniente do “Projeto de Padronização e Equipagem”, da Diretoria de Políticas de Segurança Pública (DPSP), que tem como objetivo mitigar as demandas de modernização e reaparelhamento das instituições de Segurança Pública, bem como dos convênios de Cooperação Federativa com o Governo Federal através de repasse da Força Nacional de Segurança Pública.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Cinco pessoas são autuadas em flagrante por crimes ambientais em área de garimpo ilegal

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Cinco pessoas foram atuadas em flagrante por crimes ambientais em uma operação integrada realizada nesta semana no município de Apiacás (1.010 km ao norte de Cuiabá) pela Polícia Civil e Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Equipamentos foram apreendidos no local.

Os fiscais e policiais civis flagraram um garimpo ilegal em funcionamento no local, além da prática de desmatamento. As cinco pessoas foram interrogadas na Delegacia da Polícia Civil e depois autuadas pelos crimes de exploração de lavra ou extração de recursos minerais sem autorização; usurpação (produzir bens ou explorar matéria prima pertencente à União sem autorização legal); poluição (construir ou fazer funcionar, estabelecimentos, obras ou serviços potencialmente poluidores, sem licença) e dano a área de floresta permanente.

A delegada Ana Paula Reveles informou que a Polícia Civil tem reforçado as ações conjuntas com a unidade desconcentrada da Sema de Alta Floresta visando coibir a ocorrência de crimes ambientais na região.

De acordo com a Sema, a fiscalização na região está sendo realizada desde o início da semana devido aos alertas emitidos pela Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal, que utiliza Imagens do satélite Planet. Um dos alertas indicava o desmatamento e foi verificado in loco que era uma área de garimpo.

A equipe de fiscalização aplicou uma multa de R$ 100 mil por atividade de empreendimento poluidor sem possuir licença do órgão ambiental. A multa pelo desmate ainda será aplicada pela equipe que se encontra em campo. Os equipamentos foram removidos e depositados no pátio da prefeitura de Apiacás.

Com informações da Sema-MT

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana