conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil cumpre prisão de suspeita aplicar golpe da venda de carta de crédito contemplada

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças (520 km a Leste da Capital), em ação realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf-BG), cumpriu na tarde desta segunda-feira (07.10), o mandado de prisão preventiva contra uma mulher envolvida no golpe da venda de carta de créditos. A suspeita, A.R.S., 36, teve a ordem de prisão decretada pela 2ª Vara Criminal de Barra do Garças pelo crime de estelionato.

Segundo as investigações, ela comercializava cartas de crédito “contempladas”, pedindo um valor de entrada, que seria o “ágio” para liberação do dinheiro e fez vítimas em Barra do Garças e também nas cidades adjacentes.

As vítimas, acreditando que receberiam os valores do consórcio em um prazo de 10 dias, pagavam as quantias em dinheiro, com valores que variavam entre R$ 3 mil a R$ 15 mil, dependendo do valor da carta de crédito. Somente depois de passar a quantia a suspeita, as vítimas descobriram que as cartas de crédito não estavam contempladas.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Wyliney Santana Borges, até o momento 10 vítimas já procuraram a Derf para registrar ocorrências contra a suspeita, contando histórias parecidas, narrando os mesmos fatos investigados, e totalizando um prejuízo de aproximadamente R$ 80 mil às vítimas.  “A suspeita apenas colocava as vítimas em grupos de consórcios e a única forma que elas tinham para receber o valor era mediante lance ou sorteio”, explicou.

Com base nas investigações, foi representado pelo mandado de prisão preventiva contra a estelionatária, o qual foi decretado pela Justiça e devidamente cumprido pelos policiais da Derf Barra do Garças.

O delegado alerta a população que a cada ano surgem novos golpes contra o consumidor ou reaparecem outros mais conhecidos. “É o caso do golpe da venda de cotas contempladas de consórcio, por meio de empresas que se dizem intermediadoras do negócio”, disse.

Wyliney salienta que existem normas que regulamentam a transferência de titularidade das cotas de consórcio e o consumidor que deixa de seguir, torna-se presa fácil para as quadrilhas que se aproveitam da boa fé das pessoas, roubando seus planos, sonhos e economias.

Após ter a ordem de prisão cumprida pela equipe da Derf, a suspeita foi encaminhada para audiência de custódia e os inquéritos policiais que apuram os golpes deverão ser concluídos em 10 dias.

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Operação da Polícia Civil cumpre buscas e apreende arsenal em Bom Jesus do Araguaia

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta terça-feira (26.05) a operação “Senhor das Armas”, com objetivo de combater os crimes de tráfico de drogas, posse irregular de armas de fogo e o possível comércio de armamentos em Bom Jesus do Araguaia (983 km a Nordeste de Cuiabá).

A ação, que contou com a participação de 23 policiais civis, teve como alvo sete imóveis, entre eles estabelecimentos comerciais relacionados a cinco pessoas investigadas com base em denúncias que chegaram à Polícia Civil. As investigações iniciaram há alguns meses, identificando pontos com fortes indícios de práticas criminosas no município.

Entre os locais identificados estava a propriedade de um suspeito, de 29 anos, que mantinha em seu imóvel armas de variados calibres, sendo um possível ponto de comercialização de armamento. Durante os trabalhos, os policiais perceberam que outros armamentos e munições ficavam guardados em estabelecimentos comerciais da família, na área central da cidade.

Diante das informações, foi representada pelas ordens de busca domiciliares, que foram expedidas pela Comarca de Ribeirão Cascalheira. Durante as buscas, foram apreendidas na casa do suspeito grande quantidade de armas longas e curtas, além de diversas munições de calibre permitido e de uso restrito.

No momento da ação, o suspeito não foi localizado no imóvel e os policiais foram recebidos pela esposa dele. Questionada, ela disse que o investigado possui registro de todo arsenal, porém, que não estava na casa, pois o marido levou em uma viagem para outro estado. Diante da situação, todo o material foi apreendido e levado para a delegacia.

Segundo o delegado Valmon Pereira da Silva, será instaurado inquérito policial para apurar o caso, assim como será realizada a checagem dos registros das armas junto ao Sistema Nacional de Registro de Armas (Sinarm) da Polícia Federal.

“Não se comprovando a procedência, tampouco o suspeito apresentar documentação de regularidade das armas será indiciado nos crimes de posse irregular de arma de uso permitido e posse de armas de uso restrito cujas penas somadas podem superar dez anos de reclusão”, explicou o delegado.

Nos estabelecimentos comerciais da família foram encontrados um revólver calibre 38, uma espingarda 22, munições, além de cigarro, possivelmente de origem paraguaia. O pai do suspeito apresentou-se como dono das armas aos policiais, mas não entregou o registro de regularidade delas.

Ele foi autuado por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, sendo arbitrada a fiança no valor de R$ 10 mil. O valor foi recolhido e o conduzido responderá ao processo em liberdade.

Em outro imóvel foram encontradas diversas roupas de marca com indícios de falsificação. O suspeito também não foi localizado, porém, foi apreendida uma amostra do material para análise pericial. Comprovada a falsificação, eles responderão pelo crime de violação de direito autoral, sendo considerada infração de menor potencial ofensivo.

Nas demais residências não foram encontradas irregularidades.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Homem é preso por tentativa de homicídio após briga por limpeza de terreno

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

O suspeito de uma tentativa de homicídio ocorrida em Nova Xavantina (645 km a leste de Cuiabá) foi preso pela Polícia Civil do município na manhã desta terça-feira (26.05) durante investigações para apurar o crime. O homem de 43 anos foi autuado em flagrante por homicídio tentado. A arma (faca) usada do crime também foi apreendida.

As investigações iniciaram após o crime ocorrido na tarde de segunda-feira (25.05), quando um homem de 42 anos foi atingido pelo suspeito com golpe de faca na região do abdômen, próximo ao umbigo. Após a tentativa de homicídio, o suspeito fugiu do local. 

Mesmo machucada e sangrando muito, a vítima conseguiu pedir socorro em um posto de combustível situado na saída para o município de Água Boa. O Corpo de Bombeiro de Militar foi acionado e encaminhou a vítima ao PSM da cidade para atendimento médico. 

Em seguida, os policiais civis iniciaram as diligências para apurar os fatos e o suspeito foi localizado em menos de 24 horas. Com ele, os investigadores apreenderam a faca usada para atingir a vítima.

Conforme a apuração policial, o crime foi por motivo fútil, envolvendo um serviço de limpeza de um lote feito pela vítima para o suspeito. 

Levado para a Delegacia de Nova Xavantina, o conduzido foi interrogado e autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Após aos procedimentos, ele foi encaminhado para a penitenciária Major Zuzi Alves da Silva, em Água Boa, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende integrantes de grupo criminoso envolvido em explosões de caixas eletrônicos

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Quatro pessoas suspeitas de integrar um grupo criminoso envolvido em explosões de caixas eletrônicos foram presas em flagrante, em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar realizada na segunda-feira (25.05), em Cuiabá. Na ação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) foram apreendidas quatro armas de fogo, munições, bloqueador de sinais e vários objetos de origem ilícita.

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de integrar organização criminosa e por posse ilegal de armas de fogo e munições.

As investigações realizadas pela equipe da GCCO apontam que o grupo está envolvido em dois arrombamentos de caixas eletrônicos recentes, um deles ocorrido em uma drogaria no bairro Trevisan, em Cuiabá, e o outro em um supermercado no bairro São Mateus, em Várzea Grande. Nas duas situações foram utilizados explosivos e armas de grosso calibre como 556, 762, 380 e 9 mm.

As diligências que levaram à prisão dos suspeitos iniciaram com a equipe da Rondas Ostensivas Tática (Rotam), da Polícia Militar, após o roubo de uma caminhonete Toyota Hilux, ocorrido durante a madrugada. Os policiais militares identificaram os suspeitos e deram início a uma perseguição, ocasião em que ocorreu uma troca de tiros nas proximidades da região do Coxipó do Ouro.

Na ocorrência, um policial e dois criminosos foram atingidos. Um dos suspeitos não resistiu aos ferimentos e morreu durante o confronto e o outro teve parte dos dedos arrancadas. O policial foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá.

As informações da ocorrência foram repassadas à equipe da GCCO, que deu continuidade às diligênciasconseguindo localizar os integrantes do grupo em uma residência no bairro Barbado, na Capital. Um dos suspeitos, ao perceber a chegada dos policiais, tentou fugir, porém, foi capturado junto com seus comparsas.

Com eles foram encontradas quatro armas de fogo (duas pistolas 9 mm, um revólver calibre 38, e uma garrucha 38), além de munições para todas e objetos de origem ilícita como vestimentas, carregadores e um bloqueador de sinais “Jammer”, utilizado em crimes de furtos a instituições bancárias para cortar o sinal de alarmes e câmeras de segurança. Uma dar armas apreendidas com os criminosos pertence à Polícia Rodoviária Federal, sendo produto de crime de roubo/furto.

O delegado titular da GCCO, Flávio Henrique Stringueta, ressaltou que o combate a crimes contra instituições financeiras foi intensificado nas últimas duas semanas devido às duas ocorrências recentes, que chamaram atenção devido ao grosso calibre das armas utilizadas nas ações criminosas.

“Ontem, a equipe da Rotam teve um confronto com o grupo criminoso culminando em seguida na ação desencadeada pela GCCO que conseguiu prender quatro suspeitos e apreender as armas que possivelmente foram utilizadas nos crimes. Lembrando que em nenhum dos ataques, os suspeitos tiveram lucro, uma vez que no primeiro o dinheiro foi manchado de tinta vermelha do dispositivo de segurança do caixa eletrônico e no segundo houve troca de tiros com um segurança que evitou o êxito do crime”, disse o delegado.

Para a delegada da GCCO Juliana Chiquito Palhares, a prisão do grupo criminoso é resultado do trabalho integrado e coeso das forças de segurança, que vêm atuando no enfrentamento de furtos e roubos a caixas eletrônicos, especialmente com a utilização de explosivos.

“São ocorrências que chamaram grande atenção devido ao forte armamento utilizado nas ações e significativa quantidade de disparos efetuados. Todos os indícios das investigações apontam que os quatro suspeitos detidos e o quinto que morreu durante confronto integram essa organização criminosa voltada especificamente para a  prática desse tipo de crime, com a utilização de explosivo e armamentos de grosso calibre”, disse a delegada.

Segundo a delegada, há outras pessoas envolvidas nos crimes e as investigações continuarão para identificar e prender outros integrantes do grupo criminoso.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana