conecte-se conosco


Nova Xavantina

Polícia civil de Nova Xavantina elucida crime de roubo a papelaria

Publicado

A Polícia Judiciária Civil de Nova Xavantina compromissada com a missão de investigar e reprimir crimes na cidade elucidou um crime de Roubo ocorrido na manhã de quinta feira (28), prendendo os coautores e apreendendo parte das vestimentas utilizada pelo suspeito.

Após serem informados de que uma pessoa teria assaltado uma papelaria no centro da cidade, onde funciona um correspondente bancário, os policiais saíram rapidamente em diligências no intuito de identificar e prender os autores do fato, bem como recuperar os valores auferidos com a prática delitiva.

Ao analisar as imagens dos locais, os policiais constataram que um indivíduo de porte físico mediano usando calça preta, moletom e tênis preto, chegou a pé no referido estabelecimento e anunciou o assalto aparentemente usando uma arma de fogo por baixo da roupa, saindo em fuga num veículo gol quadrado de cor verde que o aguardava numa travessa aos fundos do Banco Bradesco.

Em análise das imagens, constatou-se que se tratava de C.O.D. (31), o qual possui vasto histórico criminal, constando seis crimes de roubo e um roubo seguido de morte quando adolescente, valendo lembrar que ele teria assaltado o Posto Sentinela e Uirapuru no mês de Maio, ocasião em que fora preso pela Polícia Civil, no entanto não permaneceu preso por muito tempo.

Ainda em diligências, os policiais localizaram a residência de duas mulheres que ofereceram todo suporte aos indivíduos responsáveis pelo roubo, bem como auxiliaram na fuga, as quais foram presas em flagrante como partícipe na referida empreitada criminosa.

O proprietário do veículo gol é da cidade de Agua Boa e estava com mais três pessoas daquela cidade, chegando em Nova Xavantina após terem cometido em tese, um crime de homicídio em Querência na noite anterior. O proprietário do Gol é adolescente e foi apreendido em Agua Boa na noite de ontem, sendo apreendido pela Autoridade policial.

O Veículo Gol foi localizado pela polícia Militar ainda na manhã de ontem, escondido em um terreno baldio.

O Delegado de Polícia ratificou a prisão em flagrante das mulheres pela participação no Roubo, tomando as medidas pertinentes ao caso, encaminhando-as para a cadeia pública local, onde ficarão a disposição da Justiça.

Fonte: Água Boa News

Comentários Facebook
publicidade

Nova Xavantina

Vereador Valtinho repudia  declarações do deputado federal Nelson Barbudo contra bispo Pedro Casaldáliga

Publicado

Vereador Valtinho usou a tribuna livre na Câmara Municipal de Nova Xavantina e repudiou as  declarações do deputado federal Nelson Barbudo contra bispo emérito Dom Pedro Casaldáliga

O vereador Valterí Araújo (Valtinho) Podemos, repudiou na última sessão da Câmara (21), as declarações do deputado federal Nelson Barbudo (PSL), contra o bispo emérito Dom Pedro Casaldáliga. O vereador reprovou  a declaração do parlamentar a respeito do Bispo, feita pelas redes sociais logo após a morte do religioso fato ocorrido no mês de agosto, em decorrência de complicações respiratórias.  Segundo Barbudo, “o lugar de Dom Pedro é no inferno como todo comunista”.

“Barbudo denegriu o nome de uma pessoa muito respeitada aqui na região, eu conheci o trabalho do Dom Pedro Casaldáliga, as pessoas que quiserem falar mal do Bispo, tem que no mínimo “escovar os dentes”, e que Nelson Barbudo lave aquela barba nojenta, para poder falar de Dom Pedro, o homem que veio para a região do Araguaia para ajudar pessoas que estavam sendo mortas por grileiros, índios estavam sendo mortos sem piedade. Dom Pedro com seu trabalho nessa região, foi o responsável por uma calmaria nessa “guerra sangrenta” de índios e brancos, eu acompanhei de perto, porque eu nasci dentro de uma aldeia, meus pais casaram em Santa Terezinha, junto com os índios. Lembro do Padre Pedro e Padre Luiz lutando juntos, com esse povo massacrado por quem tinha dinheiro. Fico muito triste em saber que um deputado Federal falou de homem que eu trabalhei 25 anos numa instituição que ele ajudou trazer para Nova Xavantina  (Sociedade Clarentiana), ai vem um deputado nojento falar isso. Estou chateado e indignado”,  finalizou o vereador Valtinho.

O bispo do povo 

Internado em Batatais, em São Paulo, o “bispo do povo” morreu no último dia 8 de agosto, em decorrência de complicações respiratórias. O corpo foi transladado para Mato Grosso para realizar o último desejo de Casaldáliga, ser sepultado às margens do Rio Araguaia, no cemitério indígena dos Karajás.

Durante a Diatura Militar, chegou a ser expulso do Brasil, mas não desistiu de sua missão em Mato Grosso, para onde veio em 1968 e foi ameaçado de morte por diversas vezes por pregar contra os grandes latifúndios.

Em 2005, o primeiro prelado de São Félix, pediu aposentadoria ao Vaticano e se tornou bispo emérito. Poeta nas horas vagas, Casáldaliga nunca deixou de falar pelos pobres.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Aumento de tentativas de suicídio preocupa corpo de bombeiros de Nova Xavantina

Publicado

Corpo de Bombeiros de Nova Xavantina, registrou um aumento significativo das ocorrências de tentativas de suicídio.

No ano de 2018 foram registradas 7 ocorrências,  e 12 ocorrências no ano de 2019. Até o mês de setembro do presente ano, a 4ª CIBM registrou 19 ocorrências, levando em consideração que faltam 3 meses para acabar o ano. Desse montante, a maioria é do sexo feminino.
É preciso pesquisar e investigar o que tem motivado tantas pessoas a tentarem tirar a própria vida, pois, segundo a cartilha “Suicídio: Informando para prevenir” do conselho federal de Medicina, “uma pequena proporção do comportamento suicida chega ao nosso conhecimento”, ou seja, existe estágios de progressão até que pessoa venha a cometer o suicídio.

Segundo uma pesquisa contida na mencionada cartilha, no Brasil, a progressão é da seguinte forma: a cada 100 pessoas, 17 já pensaram em algum momento, 5 planejaram, 3 tentaram e 1 chegou a ser atendida no Pronto-Socorro. Precisamos estar atentos a essa epidemia silenciosa que ceifa milhares de vidas em todo o mundo.

CORPO DE BOMBEIROS DE NOVA XAVANTINA

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

A propaganda eleitoral começa neste domingo, 27. O que pode pela internet?

Publicado

No próximo domingo, 27, terá o início da propaganda eleitoral e muitos candidatos, antecipando o momento permitido, já estão em plena campanha, com divulgações de material de campanha pelas redes sociais.

O calendário eleitoral para as eleições municipais de 2020, estabelece que a propaganda eleitoral só é permitida dentro de um período, e, qualquer outra forma de divulgação de campanha eleitoral é considerada propaganda extemporânea e cabe a aplicação de multa para o pré-candidato.

A partir deste domingo, 27, será permitida a propaganda eleitoral por meio da distribuição de material impresso, internet, caminhadas, passeatas, carreatas, som automotivo, reuniões, comícios, etc.

A Legislação Eleitoral permite a propaganda antecipada apenas no seguintes casos:

  • a participação de filiados a partidos políticos ou de pré-candidatos em entrevistas, programas, encontros ou debates no rádio, na televisão e na Internet, inclusive com a exposição de plataformas e projetos políticos, desde que não haja pedido de votos;
  • a realização de encontros, seminários ou congressos, em ambiente fechado e a expensas dos partidos políticos, para tratar da organização dos processos eleitorais, planos de governos ou alianças partidárias visando às eleições;
  • a realização de prévias partidárias e sua divulgação pelos instrumentos de comunicação intrapartidária;
  • a divulgação de atos de parlamentares e debates legislativos, desde que não se mencione a possível candidatura, ou se faça pedido de votos ou de apoio eleitoral.

A divulgação de propaganda em formato de santinhos, contendo a clara intenção do pré-candidato e o nome do partido, configura, segundo o entendimento majoritário dos Trinais Eleitorais em propaganda extemporânea. Em Nova Xavantina a divulgação de santinho viralizou nas redes sociais, e, caso sejam denunciados, os pré-candidatos que utilizaram de tal artifício poderão ser penalizados. Muitos pré-candidatos confundiram promoção pessoal com propaganda política. 

A legislação Eleitoral proíbe, a partir de domingo, 27, a divulgação de enquetes, sendo permitida apenas a divulgação de pesquisas com registro na Justiça Eleitoral.

O que pode e o que não pode ser divulgado pela internet?

PODE

– O eleitor, identificado ou identificável, exercer sua liberdade de manifestação do pensamento, participando de debates políticos, apoiando ou criticando partido ou candidato;

– Veicular propaganda eleitoral em site de candidato, partido ou coligação, desde que os endereços sejam comunicados à Justiça Eleitoral e estejam hospedados em provedor estabelecido no Brasil;

– Envio de mensagens eletrônicas por candidatos, partidos ou coligações, sempre que os endereços tenham sido cadastrados gratuitamente e tenha havido o consentimento do eleitor em receber mensagens com conteúdo eleitoral;

– Veicular propaganda eleitoral por meio de blogs, redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas, cujo conteúdo seja gerenciado por candidatos, partidos políticos, coligações ou pessoas naturais;

– Impulsionamento de conteúdo, desde que realizado no próprio aplicativo (Ex.: Facebook, Instagram) e pelo candidato, pelo partido político ou pela coligação. Deve conter o CNPJ e a expressão “Propaganda Eleitoral”;

– Veicular novos conteúdos nos sites, blogs e redes sociais de candidatos, partidos e coligações e impulsioná-los até a véspera da eleição;

NÃO PODE

– Uso de serviços de telemarketing e de disparo em massa;

– Contratação de impulsionamento de conteúdo em redes sociais por parte daquele que não seja candidato;

– Contratação de impulsionamento que não seja o disponibilizado pelos aplicativos ou de qualquer forma de alterar artificialmente a visualização da propaganda eleitoral (Ex.: robôs);

– Veiculação de qualquer forma de propaganda eleitoral, ainda que gratuita, em sites de pessoas jurídicas públicas ou privadas;

– Veiculação de qualquer tipo de propaganda paga (artigo 57-C, Lei 9.504/97)

– Impulsionar propaganda eleitoral negativa (artigo 29, §3º, Resolução TSE 23.610)

– Realizar propaganda eleitoral atribuindo indevidamente sua autoria a terceiros;

DESTAQUE – O encaminhamento de mensagens eletrônicas ou instantâneas deve sempre permitir o descadastramento do eleitor que não quiser mais recebê-las. O candidato tem 48 (quarenta e oito) horas para cessar o encaminhamento de mensagens, sob pena de multa de R$ 100,00 (cem reais) por mensagem.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana