conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende suspeitos de grupo criminoso que atua em roubos a propriedades ruais

Publicado


Assessoria | PJC-MT

Dois homens, integrantes de um grupo criminoso autor de ao menos seis roubos em propriedades rurais de Rosário Oeste (128 km ao norte de Cuiabá) e Jangada (80 km ao norte de Cuiabá), foram presos pela Polícia Judiciária Civil nesta quarta-feira (12.02).

Os presos de 21 e 34 anos, todos com extensas fichas criminais, foram detidos em cumprimentos a mandados de prisões. Eles foram identificados durante investigações da Delegacia da Polícia Civil de Rosário Oeste, realizadas para esclarecer uma série de roubos cometidos a fazendas da região.

Os envolvidos tiveram as ordens judiciais de prisões preventivas representadas pela Polícia Civil e deferidas pela Justiça e são suspeitos da prática de roubo majorado, com emprego de arma de fogo e restrição de liberdade da vítima, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

Um dos crimes ocorreu no mês de setembro de 2019, em uma chácara na localidade “Barranco Alto”, quando três vítimas foram surpreendidas por homens armados e mediante violência e grave ameaças roubaram um veículo Fiat Toro, uma pistola Taurus calibre 380 registrada, 30 munições, aparelhos celulares e outros produtos.

Outro crime foi em uma fazenda próxima à praça de pedágio da BR-163, no município de Jangada. Na ocasião, homens armados invadiram a sede da propriedade e renderam quatro vítimas. Do local foram levados diversos objetos e um automóvel.

Poucos dias depois, outro roubo foi registrado no centro da cidade de Rosário Oeste. A vítima foi abordada quando entrava em um veículo Fiat Toro, porém, conseguiu acelerar o automóvel fugindo rapidamente. A ação foi captada por câmeras de segurança das proximidades.

Conforme o delegado de Rosário Oeste, Henrique Trevizan, nos últimos meses, a região, especialmente a área rural, registrou diversos roubos praticados com o mesmo modus operandi, em que os criminosos, portando armas de fogo, invadiram casas das vítimas e mediante ameaças, humilhações e violências, com restrição de  liberdade, vasculharam as propriedades buscando objetos de valor e se evadem levando produtos e principalmente veículos.

“As investigações apontam contra os integrantes do grupo criminoso e perigoso, robusto conjunto de elementos probatórios indicando autoria de ao menos, três crimes de roubos majorados. Os suspeitos possuem gravíssimos antecedentes, como homicídio, roubo, tráfico de drogas, receptação, entre outros. Sendo assim a necessidade em efetuar a prisão dos investigados, visando dar resposta a sociedade além de manter a segurança e ordem pública na região”, destacou Henrique Trevizan.

Os dois suspeitos presos foram autuados por roubo majorado com concurso de pessoas e restrição de liberdade e associação criminosa.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Cuiabá e Várzea Grande têm reduções de roubos e nenhum latrocínio

Publicado


Nara Assis | Sesp-MT

Os municípios de Cuiabá e Várzea Grande fecharam o mês de janeiro de 2020 sem registro de latrocínio (roubo seguido de morte). No mesmo período de 2019, a capital apresentou dois casos e Várzea Grande, apenas um. O levantamento aponta ainda redução de 25% nos homicídios em Cuiabá, de oito para seis casos, enquanto na cidade vizinha os casos aumentaram de um para quatro.

De acordo com dados da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), as ocorrências de roubo e furto também apresentaram reduções significativas na região metropolitana. Durante o mês de janeiro deste ano, houve 412 roubos em Cuiabá, montante 10% menor em relação a 2019, que foi de 458. Já em comparação ao mesmo período de 2018, este índice chega a -18%.

O município de Várzea Grande apresentou diminuição de 15% nos roubos, passando de 227 casos, em janeiro de 2019, para 193 em 2020. Com relação a 2018, quando houve 265 roubos, os registros reduziram 27%.

Acompanham esta tendência os dados de furtos. A capital apresentou redução de 14% dos casos em comparação com o ano passado (1.159 para 1.002), e de 39% em relação a 2018 (1.633 para 1.002). Já em Várzea Grande, foram registrados 283 furtos em janeiro de 2020, enquanto no mesmo período de 2019 foram 324 (-13%), e em 2018 foram 362 (-22%).

Os roubos de automóvel também diminuíram em janeiro de 2020, tanto em Cuiabá quanto em Várzea Grande. Foram 78 registros de roubos na capital, contra 92 no mesmo período do ano passado (-15%), e 22 este ano e 48 em 2019 (-54%) na cidade vizinha. Já os furtos de automóvel em Cuiabá somaram 24 ocorrências este ano contra 33 no ano passado (-27%), enquanto Várzea Grande registrou aumento de 12 para 14 casos.

Tanto os roubos quanto os furtos de motocicleta apresentaram reduções em janeiro de 2020 na região metropolitana. Cuiabá registrou 18 casos de roubos de motocicleta, contra 21 no mesmo período de 2019 (-14%); e 51 furtos de motocicleta, contra 85 no ano passado (-40%). Em Várzea Grande, ocorreram três roubos de motocicleta este ano e sete em 2019 (-57%); e 19 furtos de motocicletas contra 20, nos respectivos períodos comparativos.

Ação qualificada e integrada

Segundo o titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), André Renato Gonçalves, a unidade tem atuado de forma mais contundente com relação à conclusão dos inquéritos. “Intensificamos o trabalho há três anos, focando nas investigações de local de crime e de seguimento, e concluindo as averiguações, conseguimos representar pelas prisões, fazendo com que a sociedade, sobretudo dos bairros mais afastados, se sinta mais segura”.

O delegado destacou ainda o trabalho integrado com os demais órgãos de segurança pública, a exemplo da Polícia Militar (PM-MT), por meio de rondas ostensivas, e da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), com a qualificação dos exames do local de crime.

De acordo com o subchefe do Estado Maior da PM-MT, coronel PM Wankley Rodrigues, a redução de crimes é reflexo do fortalecimento do trabalho ostensivo. “Isso é feito ao longo de todo o ano, mas em janeiro demos início também à Operação Veranum na região metropolitana. A ação terá duração de 100 dias, com foco na prevenção e repressão imediata de crimes de roubo e furtos de veículos, pessoas e residências. O contato direto com o cidadão é fundamental. Além disso, a análise dos dados criminais é feita semanalmente, o que propicia identificar os focos dos problemas e direcionar as ações em cada bairro, de forma mais qualificada”.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Policiais civis localizam e apreendem adolescente suspeito de tentativa de homicídio

Publicado


Assessoria PJC-MT

Um adolescente, suspeito de um ato infracional análogo à tentativa de homicídio praticado em Jaciara (144 km ao sul de Cuiabá), foi apreendido pela Polícia Judiciária Civil do município, durante investigação para apurar o crime.

O adolescente, suspeito de fazer os disparos, foi autuado e responderá por ato infracional análogo ao delito de homicídio na forma tentada.

As investigações iniciaram na noite de segunda-feira (10.02), após o fato ocorrido em uma residência no bairro Jardim Aeroporto. Na ocasião, a vítima de 19 anos estava jantando na companhia de uma adolescente. Ambos perceberam o momento em que uma motocicleta parou na esquina da casa e um homem foi até a porta da residência.

Segundo relato, a adolescente saiu na porta para ver quem era, quando foi surpreendida pelo suspeito armado, que a puxou pelo braço, e na sequência efetuou cerca de três disparos para o interior da residência na direção do jovem, que mesmo atingido de raspão na cabeça e na mão conseguiu correr para os fundos do imóvel.

Logo que acionados, os policiais civis passaram a apurar o caso, conseguindo identificar um dos envolvidos. Ao ser localizado, o menor foi encaminhado para Delegacia de Polícia de Jaciara e autuado. Em depoimento, ele alegou que o crime foi motivado por uma antiga rixa entre a vítima e seu comparsa.

As diligências continuam para localizar e prender o segundo suspeito.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil identifica foragido de penitenciária após suspeito usar documento falso

Publicado


Assessoria PJC-MT

Um homem foragido da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa (Mata Grande), em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), foi identificado pela Polícia Judiciária Civil do município de Jaciara (104 km ao sul de Cuiabá), após utilizar documento falso.

O suspeito e outro comparsa foram detidos pela Polícia Militar na noite de terça-feira (11.02), em um posto de combustíveis no centro da cidade de Jaciara. Na ocasião, os dois abasteceram um veículo e pagaram o frentista com notas falsas falso. 

Ao serem localizados pela equipe da PM, ambos tentaram fugir, porém, foram detidos e encaminhados à Delegacia de Jaciara por desacato, resistência, desobediência, uso de moeda falsa e uso ilícito de drogas.

Durante interrogatório, os policiais civis desconfiaram e acabaram identificando que um dos conduzidos estava com documento falso, bem como, se tratava de um reeducando foragido da Mata Grande em agosto de 2019.

Diante dosevidências, o rapaz também foi autuado em flagrante pelo crime de uso de documento falso. Após a confecção da ocorrência, ele foi colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana